hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘CAPs’

Em Correntina, Rui inaugura CAPS e entrega viaturas para 16 cidades da região

Foto Alberto Coutinho_GOVBA (1)

Em Correntina, no oeste baiano, nesta quinta-feira (15), o governador Rui Costa cumpriu agenda de inaugurações e anúncios de novas obras para o município e região. Na ocasião, foi inaugurado o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), localizado no bairro de São José, e entregue 16 viaturas da Polícia Militar que vão beneficiar Bom Jesus da Lapa, Brejolândia, Canápolis, Catolândia, Correntina, Coribe, Cocos, Feira da Mata, Ibotirama, Santana, São Desidério, São Félix do Coribe, Serra Dourada, Serra do Ramalho, Sítio do Mato e Tabocas do Brejo Velho.

Foto Alberto Coutinho_GOVBA (3)“Hoje fizemos entregas em diferentes áreas e anúncios de obras que vão beneficiar diretamente a população. Além do CAPS, a entrega de viaturas mostra que o Governo do Estado continua, com recursos próprios, fazendo investimentos fortes na segurança pública. Outra área que foi beneficiada nesta agenda foi a agricultura familiar, com a assinatura de convênios do Bahia Produtiva. Muitas famílias do interior baiano estão conseguindo obter renda mensal de até R$ 2,5 mil, em média, com a sua produção, e eu tenho muito orgulho de poder apoiar e fortalecer o trabalho desses agricultores”, declarou o governador.

Ainda nesta quinta, foi feita a entrega de 100 barracas para qualificação da Feira Livre de Correntina e dinamização da comercialização dos produtos da agricultura familiar. A Prefeitura Municipal foi contemplada com a entrega de três kits de irrigação de cinco mil metros quadrados e duas máquinas forrageiras com reboque. Rui ainda entregou, simbolicamente, a pavimentação de algumas ruas da cidade.

Read the rest of this entry »

Autorizada construção de unidade básica de saúde no Imbuí e de CAPS no Jardim Armação

rcs 3

A saúde pública na capital baiana ganha dois novos reforços do Governo do Estado. Na manhã deste sábado (31), o governador Rui Costa assinou ordem de serviço para construção de Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), no Jardim Armação, e de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) no bairro do Imbuí, na comunidade do Bate Facho, onde ocorreu o evento.

rcs 1“As duas unidades vão contar com um investimento de cerca de R$ 4 milhões, entre obras e equipamentos. A saúde é uma das prioridades do nosso governo. Todas essas autorizações e inaugurações em Salvador e no interior têm como principal objetivo melhorar a qualidade de vida das pessoas”, destacou Rui.

Na UBS, os pacientes poderão receber atendimentos básicos em pediatria, ginecologia, clínica geral, enfermagem e odontologia. Os principais serviços oferecidos são consultas médicas, inalações, injeções, curativos, vacinas, coleta de exames laboratoriais, tratamento odontológico, encaminhamentos para especialidades e fornecimento de medicação básica.

Para a agente comunitária Maria Meneses, moradora da comunidade do Bate Facho há 20 anos, a UBS é uma obra aguardada pelos moradores. “Será um benefício muito grande para todos nós. A gente vive numa região mais afastada e, atualmente, precisamos nos deslocar para outras localidades para receber atendimento médico. Neste sábado de Aleluia, esse é um presente maravilhoso que a gente ganha”, comemorou.

rcs 2O novo CAPS terá uma área de 700 metros quadrados e irá oferecer atendimento aos moradores do Jardim Armação que sofrem com transtornos. O dispositivo realiza o acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários. É um serviço de atendimento de saúde mental criado para ser substitutivo às internações em hospitais psiquiátricos.

De acordo com o titular da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Fábio Vilas-Boas, o Governo totaliza um investimento de cerca de R$ 1 bilhão na área, em toda a Bahia. Segundo ele, em Salvador, somente na atenção primária de saúde, já são mais de R$ 50 milhões investidos. “Esse valor na capital inclui construção de novos postos, de CAPS e outras obras. Fora o que já foi investido na construção do HGE 2, Hospital da Mulher, e na reforma e reorganização de outras dezenas de unidades de saúde”, explicou Vilas-Boas.

Rui vai ampliar Caps para reduzir danos das drogas

Rui CostaAlém de intensificar as ações de combate e repressão ao tráfico de drogas, aprofundando o trabalho do atual governo de reaparelhamento e modernização das polícias civil e militar, Rui Costa, candidato a governador pela coligação Pra Bahia Mudar Mais, pretende dar uma prioridade especial à ampliação da base de atendimento médico e psicológico, com novos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) nas suas diversas modalidades. “Isto significará colocar à disposição dos pacientes mais leitos em hospitais públicos, implantar novas unidades de acolhimento e desenvolver ações transversais, conjuntas e integradas entre os órgãos governamentais (municipais, estaduais e federais) e com a participação da sociedade civil, pois somente assim poderemos ser eficientes na redução dos sociais, psíquicos e físicos consequentes do uso de drogas, sobretudo o crack”, afirma o candidato.

“Com a base estruturada pelo governador Jaques Wagner pretendo dotar a Bahia de condições necessárias para assimilar a demanda não só de pacientes com transtornos mentais, mas também a originada pelo aumento do uso de drogas”, afirma.  Em oito anos, o governo conseguiu posicionar a Bahia 43% acima da média nacional, em relação ao número de CAPS por habitante. “De 88 unidades em 2006, saltamos para 200 em 2013, instaladas em 162 municípios”, registrou o candidato, observando que o crescimento do consumo da droga exige que a rede de atendimento em Saúde seja capaz de tratar os dependentes, dando-lhes perspectivas para resgate da dignidade, reinserção à família e a sociedade, com condições de autonomia e qualidade de vida.

O Caps é um serviço do SUS, que oferece atendimento à população, realizando o acompanhamento clínico e a reinserção social dos pacientes pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários. A criação do serviço foi um avanço na proposta antimanicomial do país, capaz de oferecer atendimento e cuidados intermediários, entre o regime ambulatorial e a internação hospitalar, com ênfase numa abordagem compreensiva e com suporte educacional, social, de reabilitação psicossocial e reinserção profissional. “Este é um serviço imprescindível, pois dá dignidade de vida às pessoas que necessitam de atenção especial e de seus familiares, daí nossa preocupação em ampliar ao máximo sua base de atendimento”, afirmou Rui.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930