hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

Archive for fevereiro 9th, 2013

Acidente na BR 101 na divisa Bahia-Espírito Santo deixa nove mortos

Sete das nove vítimas fatais do acidente envolvendo seis veículos ocorrido na BR 101 no início da madrugada deste sábado, 9 de janeiro, foram identificadas no Instituto Médico Legal de Teixeira de Freitas, outras duas vítimas sem identificação ainda se encontram em Itabatã e devem ser levadas para exames de necropsia no IML teixeirense ainda neste sábado.

As vítimas identificadas foram, Renato Silveira Vilete Junior, 26 anos, natural de Resplendor em Minas Gerais e Vander Souza Silva, também de 26 anos que tiveram morte instantânea, Isabela Monecchi Oliveira Lopes, 20 anos, natural de Resplendor, chegou a ser socorrida, mas morreu ao dar entrada no hospital municipal de Itabatã.

Também foram identificados os corpos do casal de Serra no Espírito Santo que viajava numa S10, Windison Vieira Ravani, 26 anos e Carla Patrícia de Oliveira Paula, 39 anos, além da filha, Pietra Paula Ravani de 5 anos. No veículo ainda estava, Cristiane Dias de Moura, de 38 anos, natural de Ipanema Minas Gerais, e uma das vítimas sem identificação.

O acidente

Além de três veículos de passeio, a picape S10, de cor preta, placa MRW 1954 de Serra-ES, o Celta placa OMD 3132, e uma Strada de Mucuri, placa NTU 1896, dois caminhões e um ônibus da empresa Águia Branca com 45 passageiros acabaram se envolvendo no acidente.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a S10, viajava sentido Espírito Santo/Bahia e ao tentar uma ultrapassagem bateu na lateral de um caminhão. Na colisão a picape rodou e bateu no ônibus que seguia no sentido contrário.

O ônibus desceu uma ribanceira de quase 30 metros. Na sequência, o celta e a Strada acabaram colidindo com outro caminhão. Seis pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital de Teixeira de Freitas. (do Sul Bahia News)

Amour

 

                                                                                                                                                                                                                 

 Por Raquel Rocha

Anne (Emmanuelle Riva) e Georges (Jean-Louis Trintignant) são um casal de aposentados. De gosto erudito, conservam o hábito de frequentar teatros e óperas. A história começa justamente no teatro Campos Eliseos com a câmera de frente para uma grande plateia. As pessoas chegando, se sentando, assistindo a apresentação, e não vemos o palco, somente a plateia e o casal octogenário em meio a todas aquelas pessoas.

Eles têm uma filha, mas vivem sozinhos, são independentes e tem uma relação de intensa cumplicidade. Tudo corre bem na rotina deles, até que Anne sofre um AVC e precisa fazer uma cirurgia. Vários planos do apartamento vazio à noite mostram que a vida de ambos nunca mais será a mesma.

Ao voltar do hospital, ela está com a parte direita do corpo paralisada, mas tenta conservar sua autonomia, fazer suas coisas sozinha e repetir o tempo todo que não está inválida.  Tendo consciência de sua condição degenerativa ela faz um pedido um tanto cruel pro marido: ”Prometa-me uma coisa. Por favor, nunca me leve de volta ao hospital.”

A partir desse momento vemos a personagem definhar, corpo e mente. Seu orgulho sendo ferido a cada agravamento da doença, a perda da capacidade de cuidar de si mesma, de controlar suas funções fisiológicas.  Anne não quer viver assim, o desejo de morrer está estampado em seus olhos e em seus gestos. Depois de perder o controle sobre seus movimentos, Anne perde também a lucidez. A filha quer interná-la, levá-la para um lar de idosos, mas Georges não permite, ele respeita a vontade da esposa mesmo quando ela não tem mais vontade. O casal tem uma dignidade peculiar.

O filme é de uma sensibilidade poucas vezes vista. É uma história triste, mas sentir a morte chegar aos poucos também é triste. Tem muitos momentos de silêncio, mas às vezes simplesmente não há o que ser dito. Planos longos, sequências arrastadas, mas é assim a velhice, a doença… ao nos sentirmos impotentes parece que o tempo teima em não passar.

“A história que eu conto é uma forma estética de ver esta promessa de amor”, declarou Michael Haneke, que também dirigiu “A Fita Branca” (Das weiße Band) e sempre se recusou a explicar seus filmes. Em Amour as palavras são mesmo desnecessárias.

 Amour (em português Amor, tradução altamente desnecessária) é um filme velho, um filme angustiante, mas é verdadeiro, dolorosamente verdadeiro, um filme que nos faz pensar, nos faz sentir, nos ensina a amar. É uma obra-prima.

“As coisas vão continuar, e um dia tudo vai acabar.”

 

O filme concorre ao Oscar nas categorias de melhor direção, melhor filme, melhor filme estrangeiro, roteiro original e melhor atriz. Emmanuelle Riva é a atriz mais velha a ser indicada a estatueta. Ela tá realmente espetacular no filme, mas acho que a interpretação máxima de Amour  é a de Jean-Louis Trintignant. As vezes ver o outro sofrendo é pior que sentir a dor.

 

Trailer

 

 

Crateras na pista interditam avenida em Itabuna

alegoria de um desgoverno: o dinheiro da obra foi para o buraco

A Prefeitura de Itabuna  interditou de um trecho da Avenida Amélia Amado, na entrada do Bairro do Pontalzinho, já que duas crateras se abriram numa das pistas que margeiam o canal Lava-pés em decorrência das fortes chuvas que caíram na cidade nas últimas 24 horas.

As crateras demonstram, mais uma vez que a obra do canal da Amélia Amado, além de não estar concluída, foi mal feita. Ironicamente as crateras surgiram em frente à placa de inauguração colocada pelo ex-prefeito Azevedo.

Carnaval do Rio tem trio xixi elétrico

vai abastecer o trio elétrico, rapaz!

Todos os anos, na época de Carnaval, o Rio de Janeiro passa pelo mesmo problema: foliões usam as ruas como banheiro e o mau cheiro fica impregnado pela cidade durante dias. A situação é tão preocupante que, desde o ano passado, as autoridades passaram a deter as pessoas flagradas fazendo xixi fora do lugar adequado e o município investiu fortemente numa campanha de conscientização.

Pensando nisso, o AfroReggae e a JWT decidiram fazer algo a respeito. O resultado é o projeto “Xixi Elétrico”. Trata-se de um mictório especial que transforma a urina em energia elétrica para manter o trio elétrico ligado.

Pastor vende tijolo de plástico por 200 reais. Cada um!

O Pastor Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, está se superando no quesito “templo é dinheiro”. Ele aparece na televisão oferecendo aos fiéis um tijolinho de plástico, pela módica quantia de 200 reais.
Há quem compre, acredite, posto que Valdemiro está em vias de ter uma rede nacional de televisão pra chamar de sua, no caso a CNT.

Veja a tijolada:

Chuvas em Itabuna: funcionário de hospital morre soterrado

Um homem identificado apenas como “Val”, funcionário de vários hospitais de Itabuna, morreu soterrado durante a chuva forte nesta sexta-feira (8), no bairro Pedro Jerônimo. Na mesma situação, várias famílias perderam tudo com a invasão da água.

A chuva caiu durante toda a sexta-feira em Itabuna, deixando o centro e vários bairros  alagados. A noite diversas casas foram invadidas pela água, deixando móveis destruídos.

Os bairros mais atingidos  foram  Sarinha, Vila Anália, Bananeira, São Lourenço e São Pedro.

O Corpo de Bombeiros está nas ruas desde cedo atendendo os casos mais graves

A previsão do tempo  para este final de semana é de sol com chuvas esparsas no Sul da Bahia.

 

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
fevereiro 2013
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728