WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

prefeitura itabuna sesab bahia livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


:: ‘Santo André’

Um petista, um mendigo e um jantar que, literalmente, acabou em pizza

Daniel Thame

 

Santo André. São Paulo, ano 2001. Nomeado secretário de Comunicação em Itabuna, fui passar uma semana conhecendo a estrutura da Secom da cidade do ABC, uma espécie de grife das administrações petistas.

Lá conheci o prefeito Celso Daniel, excepcional figura humana. Um ano depois, durante o Carnaval Antecipado de Itabuna,  por uma dessas trapaças do destino, com o telefone do então prefeito Geraldo Simões em mãos, recebi  uma ligação de José Dirceu, e coube a mim comunicar a Lula, que estava participando da festa, o sequestro e posterior assassinato do seu provável coordenador da enfim vitoriosa campanha presidencial. Mas isso é outra história.

 

Uma noite,  eu e mais três companheiros da Secretaria de Comunicação fomos comer uma pizza e zerar o estoque de chopp num restaurante italiano. Muita conversa jogada fora, eles me perguntando de sacanagem como é que alguém deixa Sunpolo pra vir  morar na Bahia e eu respondendo que sacanagem é não deixar São Paulo pra morar na Bahia, até que vejo um mendigo batendo na janela de vidro do restaurante, ao lado da nossa mesa, fazendo o clássico sinal de que estava com fome.

Como se sabe a tendência alambiquista do PT, na qual integro com pompa e zelo,   bebe muito e come pouco e ai sobraram vários pedaços de pizza.

 

Chamei o garçom e no melhor estilo de ternura guevarista disse:

 

-Por favor, embrulhe essa pizza e leva para aquele rapaz aí do lado de fora, que ele está com fome.

 

 

Foi como se eu sugerisse que ele desfilasse na Avenida  Paulista com a camisa do Palmeiras num dia de festa de comemoração de título
do Corinthians.

 

– Senhor a casa não permite esse tipo de procedimento

Ai baixou meu lado guevarista duro;

-Ou você embrulha essa pizza e leva para o rapaz lá fora ou eu levanto da mesa e vou buscá-lo  pra jantar aqui com a gente e ainda peço mais uma pizza pra demorar bastante. Isso você não pode impedir né?

E ele, quase engasgando:

-Isso eu não posso impedir, senhor…

 

Paredón!

-Então escolha, ou leva a pizza e entrega pra ele no meu campo de visão ou o mendigo entra como cliente.

Nem precisa dizer a opção que  ele escolheu

 

Enquanto meu lado petista se comovia com a alegria com que  mendigo recebeu aqueles pedaços de pizza, meu lado Mochileiro das Américas (isso também é outra história) não resistiu em pensar no garçom dizendo no melhor (ou pior) estilo paulista chato:

-Senhor mendigo, o cavalheiro daquela mesa solicitou que lhe entregasse essa pizza. Bom apetite e boa noite!

(Pensamento real do garçom: “petista filho da puta, da próxima vez que vier aqui e espero que nunca mais venha, vou colocar Lacto Purga na pizza pra você se borrar de merda”)

E desce um chopps, porque eu dispenso os dois pastel!

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia