WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

prefeitura itabuna sesab bahia shopping jequitiba livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: ‘rede estadual de ensino’

Professor da rede estadual de Feira de Santana é finalista do prêmio nacional Educador Transformador

Conhecido pelos alunos por “professor John”, João Luiz Costa é um dos finalistas do Prêmio Educador Transformador 2024, na categoria Educação de Jovens e Adultos (EJA), com o projeto Pretitude em Foco. O educador, que concorreu com mais de três mil projetos de todo o país, desenvolve esse trabalho, há três anos, com os estudantes do Colégio Estadual de Tempo Integral Edith Machado Boaventura, no município de Feira de Santana-Ba. “Ser finalista do Prêmio Educador Transformador é uma realização emocionante porque, desde criança, eu decidi ser educador para fazer a diferença na vida das pessoas”, relata.

Professor de Língua Inglesa e Artes, João explica que o projeto Pretitude em Foco consiste em ensaios fotográficos em que os próprios estudantes são os modelos, fotógrafos e maquiadores. Eles se integram ao trabalho após a participação em oficinas, palestras e minicursos ofertados na escola. As fotografias foram expostas em 15 escolas públicas da região de Feira de Santana, em shopping centers e eventos, bem como passaram a fazer parte do acervo da Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC).

Para o educador, “cada pequena iniciativa e cada gesto de amor e dedicação são uma contribuição para um mundo melhor”. Ele diz que é “imensamente grato” a todos que o precederam, que o ensinaram, o guiaram, o apoiaram e tornaram possível que chegasse à final. “Esta conquista não é apenas minha, é de todos os que compartilharam comigo essa jornada. É o resultado de um trabalho conjunto, de muitas mãos, vozes e olhares. Esse prêmio reforça a minha fé no poder da educação e na importância de termos o nosso trabalho como professores valorizados. Independentemente do resultado da etapa nacional, já me sinto vencedor junto com todos os professores e estudantes participantes do Pretitude em Foco por termos alcançado tal visibilidade para a EJA e para a educação baiana”.

O Projeto Pletitude em Foco foi um dos contemplados pelos editais Professor Jorge Conceição, em 2022, Makota Valdina, em 2024. Ambos os editais são iniciativas do Governo do Estado da Bahia, por meio das secretarias estaduais da Educação (SEC) e de Promoção da Igualdade Racial e dos Povos e Comunidades Tradicionais (Sepromi) e têm o objetivo de premiar, em até R$ 50 mil, projetos escolares da rede estadual de ensino que demonstrem mérito, eficácia e sucesso na valorização da história e da cultura africana, afro-brasileira e indígena.

Sobre o prêmio – O Prêmio Educador Transformador visa valorizar ideias alinhadas à Educação Empreendedora de educadores de escolas públicas e privadas de todo o Brasil que contribuem para a formação integral dos estudantes. Resultado da união do Prêmio Professor Transformador, realizado pelo Instituto Significare e pela Bett Brasil, com o Prêmio Educação Empreendedora, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a premiação é uma iniciativa de reconhecimento à criatividade e às transformações impulsionadas por práticas educacionais inovadoras alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Nesta segunda edição, concorreram 3.460 projetos de professores de todo o país e os vencedores nacionais serão conhecidos em 24 de abril, na Bett Brasil 2024, na Bett Brasil (maior evento de Educação e Tecnologia da América Latina), em São Paulo.

Governo da Bahia vai distribuir dez mil vales-livro para estudantes e professores da rede estadual durante Bienal do Livro 2024

O Governo da Bahia vai disponibilizar cinco mil vales-livro para estudantes da rede estadual e outros  cinco mil para professores, para utilizá-los na Bienal do Livro da Bahia 2024, que acontece de 26 de abril a 1° de maio, no Centro de Convenções Salvador, no Bairro da Boca do Rio. Durante o evento, que tem como proposta explorar a transversalidade das obras literárias, serão apresentados 23 projetos estudantis finalistas do Tempo de Artes Literárias (TAL), programa realizado durante o ano letivo pela Secretaria da Educação do Estado (SEC). Além disso, alunos de 111 escolas da rede estadual irão visitar a bienal. Para os estudantes, os vales-livro terão valor de R$ 50. Já para os professores, o valor será de R$ 100.

A secretária estadual da Educação em exercício, Rowenna Brito, destaca a importância de o governo estadual estimular a participação dos estudantes na Bienal do Livro. “Além da ação de incentivo à leitura e de investimento na formação de estudantes e professores, com a entrega dos vales-livro, a SEC vai levar uma ampla programação para a Bienal visando estimular o protagonismo estudantil e a participação da nossa rede escolar em um evento tão importante para a cultura do Estado”.

:: LEIA MAIS »

Escolas estaduais realizam atividades alusivas ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Um dia de muita empatia e reflexão para um mundo mais inclusivo. Foi assim, nesta terça-feira (2), no Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que a rede estadual de ensino se mobilizou com o objetivo de abordar o tema e fortalecer a garantia de direitos dos estudantes com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Em várias escolas foram realizadas atividades como palestras e rodas de conversas com professores, funcionários, estudantes e suas famílias.

No Centro de Atendimento Especializado Pestalozzi da Bahia (CAEEPB), que desde 2007 atende pessoas com TEA, no bairro de Ondina, a abertura do Mês da Conscientização do Autismo, sob o tema “Nada sobre nós, sem nós”, teve início com a palestra do professor autista Ian Lezan Salvador. Ele apresentou sua trajetória, iniciada em Brasília, onde nasceu há 25 anos e se formou em Letras. Em Salvador, há cerca de dois anos, o educador concluiu o mestrado em Linguística e atende crianças no CAEEPB, após passar em concurso para o magistério público estadual. “Para mim, o autismo nunca foi uma barreira. Faz parte de mim e é como interajo com o mundo. A barreira no mercado de trabalho não é o autismo, mas a falta de inclusão e o capacitismo, que é o preconceito contra as pessoas com deficiência. Se você tiver um sonho, acredite nele”, ressaltou.

:: LEIA MAIS »

Uso de tablets dinamiza o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes da rede estadual

Os estudantes do 2º ano do Ensino Médio da rede estadual de ensino estão utilizando 148.804 tablets entregues pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), através do Projeto Conectar para Educar. O uso do equipamento em sala de aula dinamiza o processo de ensino e aprendizagem, tornando as aulas mais atrativas e interativas. A iniciativa visa facilitar a construção de metodologias apropriadas para o contexto tecnológico e possibilitar a inclusão digital.

Os equipamentos, que já vêm com chips ativados e diversos aplicativos para estudos instalados, permitem aos estudantes conectividade; acesso a um formato híbrido de ensino; e possibilidades de criação e colaboração, além de acesso à informação de maneira flexível e conveniente, em tempo real. O tablet é de uso individual, pessoal e exclusivamente pedagógico, sob a orientação dos professores, razão pela qual há bloqueios para sites e aplicativos que não sejam pedagógicos ou indicados pelas áreas pedagógicas da SEC.

No município de Chorrochó, as aulas de Biologia do Colégio Estadual Maria de Lourdes, localizado no povoado de Tarrachil, não são mais as mesmas depois que o tablet passou a ser utilizado, como afirma a professora da disciplina, Rosa Tatiane do Nascimento. “Os tablets estão sendo utilizados para a leitura e contextualização dos conteúdos de forma dinâmica. No momento, estamos trabalhando os vírus, as características gerais, a estrutura e as doenças causadas por eles. Nas próximas aulas, faremos o uso de imagens interativas, mapas conceituais, jogos educativos e artigos acadêmicos”, explicou.

:: LEIA MAIS »

Refeições com alimentos da agricultura familiar da Bahia estão garantidas para 316 mil estudantes

Alimentos da agricultura familiar vão compor o plano alimentar de 444 colégios estaduais de 56 municípios baianos. Nesta quinta-feira (28), o governador Jerônimo Rodrigues assinou 11 contratos do Edital da Chamada Pública nº 01/2023, para Aquisição de Gêneros Alimentícios da Agricultura Familiar e do Empreendedor Familiar Rural, através da Secretaria de Educação (SEC) e da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

Os contratos vão possibilitar, até o próximo mês de abril, uma alimentação sem veneno e que atenda à cultura alimentar de cada região beneficiada. Cerca de 316 mil estudantes serão assistidos pela política alimentar.

 


“A gente quer garantir que o feijão, o arroz, o flocão de milho que a gente coloca no prato dos nossos estudantes não precise vir de longe, de outro estado, se temos produção nossa, dos nossos agricultores familiares. Mas é também sobre uma comida de qualidade, que a gente sabe de onde vem, que não tem veneno, que vai deixar nossos meninos e meninas fortes e saudáveis”, afirmou o governador, durante reunião para as assinaturas.

Serão R$ 36 milhões destinados pela SEC e pela SDR para aquisição dos alimentos de nove associações e cooperativas rurais de pequenos produtores. Mais R$ 15 milhões do Governo Federal vão se somar ao recurso que vai atender à rede estadual de ensino.

 

A parceria entre a educação e o desenvolvimento rural faz parte das ações para erradicação da fome na Bahia, em parceria com o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pane), do Governo Federal. Também integra a agenda estadual de desenvolvimento sustentável, que incentiva a produção local em três territórios de identidade: Salvador e Região Metropolitana, Portal do Sertão e Litoral Sul.

 


Vão fazer parte da alimentação dos estudantes arroz, feijão, farinha, flocão, aipim e polpas de frutas da época produzidos pela agricultura familiar baiana. Estão no projeto de segurança alimentar e nutricional nas escolas cidades como Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Feira de Santana, Santa Bárbara, Camaçari, Itaparica, Lauro de Freitas e São Francisco do Conde.

Série de atividades marca o Dia Mundial da Água na rede estadual de ensino

Alunos e professores da rede estadual de ensino da capital e do interior da Bahia realizaram, nesta sexta-feira (22), várias atividades alusivas ao Dia Mundial da Água. A iniciativa teve como objetivo alertar sobre a preservação desse elemento essencial à vida no planeta. A importância deste recurso, indispensável na agricultura, indústria, geração de energia e para o consumo humano, levou à criação de uma data especial pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1992. Motivo: colocar o tema na pauta global das discussões sobre questões essenciais envolvendo os recursos hídricos. Além de Salvador, as comunidades escolares de 17 municípios estiveram mobilizadas, durante toda a semana, discutindo o tema.

Em Salvador, por exemplo, um mutirão de limpeza na Praia da Penha mobilizou os alunos do Colégio Estadual Presidente Costa e Silva, localizado na Ribeira. A coordenadora pedagógica da unidade escolar, Sara Santos, ressaltou que a pauta ambiental se faz necessária em todo o processo formativo dos estudantes, tanto que, neste ano letivo, a sustentabilidade será trabalhada em todas as áreas do conhecimento do currículo escolar. ”Não há vida sem água e, nesta perspectiva, eles precisam, enquanto estudantes, dentro do processo de construção da cidadania, se conscientizar desta questão e compreender que cada ação, mesmo que seja pequena, irá impactar não só na sua própria vida, como também na de todo o planeta”.

:: LEIA MAIS »

Estudantes do 2º ano do Ensino Médio da rede estadual são beneficiados com 148 mil tablets

Com o intuito de facilitar a construção de metodologias apropriadas para o contexto tecnológico e possibilitar a inclusão digital, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) – através do Projeto Conectar para Educar – entregou, nesta segunda-feira (18), 148.804 tablets a estudantes do 2º ano do Ensino Médio de toda Bahia. O investimento foi de R$ 159.815.496. Em Ilhéus, no Sul da Bahia, o ato de entrega ocorreu no Colégio Estadual de Tempo Integral Professor Carlos Roberto Árleo Barbosa, com a presença da secretária da Educação do Estado, Adélia Pinheiro, além de professores, estudantes e gestores de sete escolas do município.

Os equipamentos, que já vêm com chips ativados e diversos aplicativos para estudos instalados, permitem aos estudantes conectividade; acesso a um formato híbrido de ensino; e possibilidades de criação e colaboração, além de acesso à informação de maneira flexível e conveniente, em tempo real. O tablet é de uso individual, pessoal e exclusivamente pedagógico, sob a orientação dos professores, razão pela qual há bloqueios para sites e aplicativos que não sejam pedagógicos ou indicados pelas áreas pedagógicas da SEC.

:: LEIA MAIS »

Edital Comida no Prato vai garantir alimentação para 20 mil baianos em situação de vulnerabilidade

O Governo do Estado anunciou, na última sexta-feira (8), o resultado preliminar do edital Comida no Prato. O objetivo é assegurar o acesso à alimentação para mais de 20 mil baianos em situação de vulnerabilidade alimentar, através do apoio a cozinhas comunitárias e solidárias. Nesta fase inicial, foram avaliadas as propostas, considerando critérios como experiência em nutrição e engajamento em campanhas de arrecadação de alimentos, entre outros requisitos. Destaca-se que os alimentos serão fornecidos pela agricultura familiar baiana, fortalecendo, assim, os pequenos produtores locais.

A iniciativa faz parte do Programa Estadual Bahia Sem Fome, sob a gestão da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). As entidades participantes têm até o dia 15 de março para apresentar recursos, caso considerem necessário. Posteriormente, serão conduzidas análises detalhadas de cada caso até o dia 22. Os resultados finais serão divulgados em 23 de março.

Com um investimento de mais de R$ 24 milhões, a ação visa fornecer mais de 2 milhões de refeições para famílias carentes. Esses alimentos beneficiarão diversos grupos, como pessoas em situação de rua, trabalhadores de baixa renda, desempregados, idosos, crianças e mães solo, entre outros grupos em situação de vulnerabilidade.

:: LEIA MAIS »

Ministro da Educação destaca qualidade das escolas da Bahia: “uma escola que atrai o jovem, que garante a permanência e estimula o ensino

“Eu queria parabenizar, porque poucas escolas nesse país são tão bonitas, com essa infraestrutura, como essas que Rui entregou e que Jerônimo está entregando hoje aos alunos da Bahia”. O elogio do ministro da Educação, Camilo Santana, veio durante a solenidade de adesão do Estado ao programa Pé-de-Meia, implantado pelo Governo Federal. Na Arena Fonte Nova, nesta segunda (11), o governador Jerônimo Rodrigues formalizou a participação dos estudantes baianos na iniciativa de assistência estudantil.

Para Camilo, o modelo adotado é “uma escola que atrai o jovem, que garante a permanência dele, estimulando o ensino técnico profissionalizante, para que o aluno já saia com um diploma na mão, com uma profissão”. Ele destaca ainda que, com a adesão ao Programa Pé de Meia, o Governo da Bahia reforça as garantias que já vem adotando para que o jovem permaneça na escola.

Estrutura completa

Desde 2019 já foram entregues, em diversas regiões do estado, 73 escolas em tempo integral, com laboratórios, salas de aulas climatizadas, campos de futebol society, quadra coberta, refeitório, teatros, piscinas e outros equipamentos esportivos e culturais.

Além do ambiente adequado para os estudos, para a prática de esporte e de atividades culturais, o Governo da Bahia mantém outras iniciativas para incentivar a permanência dos jovens nas escolas. Com um orçamento de R$ 635,9 milhões, o Programa Bolsa Presença, por exemplo, tem previsão de atender este ano, 372 mil famílias e 422 mil estudantes do ensino médio da rede estadual.

Já o Programa Mais Futuro é um auxílio permanência para assegurar frequência em sala de aula e melhores condições de aprendizagem dos universitários das unidades de ensino superior da rede pública estadual. São ofertados estágios e auxílio financeiro, este no valor de R$ 300 ou R$ 600 mensais. O primeiro valor é destinado a universitários que estudam a até 100 quilômetros da sua cidade de origem. Já o segundo é para aqueles que moram em cidades a mais de 100 quilômetros de distância do campus onde estão matriculados.

SEC promove eleições de líderes de classe na rede estadual de ensino

Mais um importante passo está sendo dado em prol do exercício da gestão democrática na rede estadual de ensino da Bahia. Até o dia 6 de março, os alunos poderão participar da eleição de líderes e vice-líderes estudantis para o ano letivo de 2024. A proposta da Secretaria da Educação do Estado (SEC) é promover o empoderamento juvenil – contribuindo para a manutenção do clima colaborativo na escola – e a representação dos estudantes junto à gestão participativa das unidades escolares.

A coordenadora de Políticas Públicas para a Juventude em Processos Educacionais da SEC, Larissa Lima, fala sobre o impacto desta vivência para os estudantes. “Acreditamos que os nossos estudantes são os protagonistas do espaço escolar, que é um lugar de formação integral porque quando incentivamos que eles participem de um processo de eleição estamos ensinando sobre cidadania. São jovens mais comprometidos não só com a sua realidade, mas com a comunidade, com a política. Precisamos estar cada vez mais disponíveis à escuta e entender quais são as suas demandas, bem como fortalecer o espaço onde eles queiram estar para fortalecer os sonhos individuais e coletivos”.

Atribuições – Além de serem o elo entre colegas, professores e gestores da unidade de ensino, os líderes de classe têm, entre as principais atribuições, buscar a opinião consensual do grupo para representá-lo em situações decisórias; estimular o bom relacionamento da classe, através do diálogo; elaborar um plano de ação que contemple as necessidades da unidade escolar, visando melhorias no processo de ensino e aprendizagem; e estabelecer contato permanente com os demais líderes para a troca de experiências e preposições para o fortalecimento do processo educativo, entre outras prerrogativas.

:: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia