WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

prefeitura itabuna sesab bahia shopping jequitiba livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: ‘Gilza Pacheco’

Do jovem ao adulto, o amor em busca do Eu

Gilza Pacheco

 

A juventude é a fase da vida em que ocorrem diversas transformações pessoais, biológicas e sociais na vida do indivíduo.

Dentre as importantes transformações vividas pelos jovens destacam-se as mudanças biológicas marcadas pelo início da adolescência e pela puberdade. No âmbito social, ocorrem grandes marcos na vida do jovem, como a possibilidade de dirigir, o primeiro voto e o primeiro emprego. Referentes às transformações pessoais, é na juventude que acontecem escolhas importantes, como a escolha da carreira e as primeiras relações amorosas e sexuais.

No Brasil, são marcos dessa fase da vida os vestibulares e o Exame Nacional de Ensino Médio – ENEM. Todo esse conjunto de situações, escolhas e condições ajudam a formular a personalidade do indivíduo, no seu reconhecimento enquanto pessoa e no seu posicionamento social e pessoal diante da vida.

Também é nesse período que o senso de responsabilidade para a vida adulta surge e é cobrado pela sociedade, já que os atos se tornam mais conscientes . Dois dos marcos dessa fase são a possibilidade de prisão, por exemplo, e o consumo de álcool de forma legal, o que, no Brasil, é permitido a partir dos 18 anos de idade.

Apesar das diversas possibilidades durante a juventude, o fator social determina a qualidade de vida dos jovens. As desigualdades sociais escancaram as diferentes realidades da juventude em nosso país e no mundo.

:: LEIA MAIS »

O que é o amor?

 

Gilza Pacheco

“O meu amor por você é como o mar!
Grande
Bonito
E não acaba nunca!”

Dizem por aí que o que todos buscam é o amor. É uma procura por anos e em muitas faces…

Que bom que você está aqui ao meu lado e que eu possa sentir você de tão variadas fontes e não aquela que um dia eu julguei ser a sua única expressão.

É uma tendência natural da alma humana sentir-se voltada a se agregar a outra através de um relacionamento, seja ele qual for.

É através do contato com o outro que a alma é possibilitada o encontro consigo mesmo. Não se conhece o Divino a não ser pelo o humano, Sua obra!

Sem um relacionamento íntimo com o outro não é possível descobrir as projeções da psiquê, que aparecem como pano de fundo das complicações afetivas e das dificuldades relacionais.

Nem mesmo nós aquilatamos suficientemente o quanto nos contradizemos e fazemos escolhas diversas daquilo que achávamos que queríamos. Somos tomados por decisões e acabamos levando a resultados bem diferentes do planejado e não podemos culpar a vida por isso.

Não fosse assim, essa falta de coerência não culminaria em tantos desencantos.

:: LEIA MAIS »

A força feminina exalta o poder da mulher

Gilza Pacheco

 

Uma mulher, quando reconhece sua força, torna-se uma fonte inesgotável de inspiração.

O Mês de Março está chegando ao fim e além de ser conhecido pelo Mês Internacional da Mulher, que especialmente foi comemorado no dia 8 de Março,
compartilho com vocês a importância e o porquê lhe foi dado este título neste mês.
Todo ano, desde 1908, alguma comemoração, mesmo que simples e não conhecido, acontecia durante o dia 8 de março. Isso se deu quando milhares de mulheres em busca de melhores condições de trabalho, salários igualitários e a busca por direito a voto se juntaram e marcharam pelas ruas de Nova York exigindo seus direitos.

Reconhecida oficialmente em 1975 pela ONU, passou a ser comemorada, aceitando a ação como algo importantíssimo ao combate das desigualdades e discriminação de gênero em todo mundo.

Com isso, o mês de março passou a ser um símbolo de reconhecimento pelas mulheres que lutaram lá no século passado, para que as mulheres do nosso século e dos que ainda virão tenham direitos e deveres iguais a todos.

Sabemos que a luta pelos direitos igualitários e tudo que elas buscavam ao longo daquele período também acontece nos dias de hoje. A busca constante de valorização e reconhecimento, seja ele profissional ou não, não pode ser apenas um dia voltado a declarações, homenagens e presentes, mas sim um momento de reflexões sobre o que realmente importa nesse dia e em todos os demais dias do ano.
As desigualdades, violências e abusos que acontecem em todo Brasil e no mundo não são normais e não podem ser silenciadas. Se todos repensarmos sobre novas atitudes e formas de combate construiremos uma sociedade igualitária e sem preconceitos de gêneros.
Lembrando que, em caso de violência não fique sozinha…

:: LEIA MAIS »

Desmoronamento do Mito

Gilza Pacheco

Ainda sobre as comemorações do mês dedicado às mulheres reporto-me hoje sobre a postura quando o mito começa a desmoronar.

Acredito que nós, mesmo estando no século XXI, ainda trazemos os grandes mitos sobre o amor, construindo castelos por cima de nuvens fugidias, com o amor que nasce como consequência do exagero do modelo de casal e da ocultação dos defeitos devido a idealização.

O amor não pode vencer tudo. Na verdade, não deixa de ser uma construção social que podemos rejeitar se não ficar adequada a nossa vida individual, familiar e profissional.
Esse desencanto tem encontrado muitas pessoas, mulheres, principalmente, ainda sem estrutura para lidar com questões assim.

Não é tão simples lidar com o apaixonamento entre os casais, pois se trata de um assunto extremamente delicado, uma vez que você deixa de ver o outro como via antes, recolhendo as projeções que antes lançara sobre o outro, ou pelo menos uma parte delas. Logo, você consegue notar aí na sua história de vida, quando esse movimento de afastamento começou.

Imagino que esse momento acontece quando, pela primeira vez, o outro não atendeu a sua expectativa, quando você esperou que seu parceiro fizesse uma coisa e ele fez outra diferente do que você imaginava.

:: LEIA MAIS »

Faça diferente, faça a diferença!

 

Gilza Pacheco

 

Ainda no mês dedicado às Mulheres reporto-me hoje a grande esperança de se fazer diferente com o intuito de causar a diferença na sua e na vida das outras pessoas.

É possível transforma-se em uma mulher encantadora e cheia de magnetismo. Sem se tratar de nenhuma fórmula mágica, e sim de mudanças de atitude que vão torná-la mais confiante e segura de si e, consequentemente, muito mais atraente .

A mulher que descrevo é amável porém decidida. A mulher poderosa possui presença de espírito, logo, sabe o momento certo em bater retirada. Aquela que estabelece as próprias regras, que se sente confiante, livre e satisfeita com ela mesma.

Essa mulher tem segurança para agir de acordo com o que acha melhor para ela, sem se afastar do olhar do outro, e tem uma postura que a torna mais atraente, para alcançar a plenitude pessoal e profissional e, assim, atingir e superar as metas mais ambiciosas para sua vida.

:: LEIA MAIS »

O poder da Mulher é ser o que quiser!

Gilza Pacheco

 

É celebrado em 08 de março o Dia Internacional da Mulher, data que acabou sendo símbolo das conquistas que as mulheres efetivaram no século XX.

Mulher:
Aquela cujas características definem o ser feminino: para Simone de Beauvoir, “não se nasce mulher, torna-se mulher”.

O 8 de março é um dia para reflexão a respeito de toda a desigualdade e a violência que as mulheres sofrem no Brasil e no mundo. É um momento para combater o silenciamento que existe e que normaliza a desigualdade e as violências sofridas pelas mulheres, além de ser um momento para repensar atitudes e tentar construir uma sociedade sem desigualdade e preconceito de gênero.

Partindo dessa premissa, antes de falar sobre a data comemorativa das conquistas das mulheres, reporto-me a criação:

Então disse Deus: “Façamos o homem a nossa imagem, con­for­me a nossa semelhança.” O homem foi criado e então o Senhor Deus o fez cair em profundo sono e, enquanto este dormia, tirou-lhe uma das costelas e fez uma mulher.

:: LEIA MAIS »

O que importa?

Gilza Pacheco

 

Analisando a respeito de nossas vontades e escolhas é impossível não fazer uma reflexão sobre a importância de alguns fatores, que esta pergunta comum, mas de difícil resposta, pode mudar a história da nossa vida se conseguirmos responder com a consciência e a alma.

Em vez de deixar sua existência passar, ouse, questione-se, busque seus objetivos e surpreenda-se!
Fazer acontecer, partir para ação, não uma ação sem sentido, sem propósito, fazendo apenas movimento, que é tudo aquilo que você faz ao longo da vida que não leva a lugar algum, tudo aquilo que ocupa seu tempo, desprende energia e que, obviamente, não traz resultado. Diferentemente da ação, movimentos são ilusões que assumem nossa agenda com o objetivo puro e simples de nos fazer desperdiçar nosso valioso tempo e nossa vida.

Assim, cada um deve descobrir seu próprio caminho e, embora todos os trajetos sejam diferentes e válidos, tem um ponto em comum, a necessidade de saber:

-Quem sou, que nos desafia a empreender uma viagem de autoconhecimento;

-Aonde vou, que trata da busca da plenitude e do sentido, de descobrir o objetivo fundamental da nossa existência;

-Com quem vou, que tem a ver com a escolha de nossos companheiros de jornada, reconhecer quem está ao nosso lado e deixar para trás quando desnecessários.

Questionamentos que deverão ser refletidos nesta ordem, senão, do contrário, correremos o risco de deixar que nos definam com base no caminho que escolhemos.

 

É inevitável que a decisão de não depender leve à responsabilidade da escolha.

Neste caminho de descoberta há aqueles que se perdem e se condenam a chegar um pouco tarde.

Mas existem também aqueles que encontram um atalho e se transformam em excelentes guias para os outros e são capazes de ensinar que há muitas maneiras de chegar, infinitos acessos, milhares de caminhos possíveis.

Em realidade nascemos para realizar nossa missão!

Esta é a nossa natureza e isso é o que realmente importa!

Voto feminino, uma conquista

 

Gilza Pacheco

 

Hoje, 24 de fevereiro, comemora-se o DIA DA CONQUISTA DO VOTO FEMINO NO BRASIL. Passando a ser celebrada a partir de 2015.
A data foi escolhida para marcar essa conquista, o dia da aprovação do Código Eleitoral de 1932, que trouxe pela primeira vez o direito ao voto das mulheres expresso em uma lei nacional.

UMA VITÓRIA HISTÓRICA DE LUTA.

A conquista das mulheres brasileiras pelo direito de votar e de serem votadas é resultado de uma luta de muitas décadas, que teve início no final do século XIX.
No entanto, apesar do fato de que nem a primeira Constituição da República nem a Constituição Imperial de 1824 outorgaram o direito de votar às mulheres, ambas as Cartas Magnas também não o proibiram expressamente.

Assim, aproveitando-se dessa brecha legal e da autonomia legislativa dos estados em matéria eleitoral pelo sistema federativo da época, o Rio Grande do Norte foi pioneiro ao assegurar, por meio da Lei Estadual nº 660, de 1927, o direito de votar e ser votado a todos os cidadãos “sem distinção de sexo”.

Com a aprovação do Código Eleitoral, foi assegurado também às mulheres o direito de serem votadas, já que as condições de elegibilidade previstas eram “ser eleitor” e “ter mais de quatro anos de cidadania”.

Assim, em 1933 houve a primeira eleição em âmbito federal de uma mulher: a médica paulista Carlota Pereira de Queiroz, eleita deputada para a Assembleia Nacional Constituinte que iria elaborar a Carta Magna de 1934.

:: LEIA MAIS »

Começar sempre

Gilza Pacheco

Segundo Chico Xavier:
“Tudo tem seu apogeu e seu declínio…

É natural que seja assim, todavia, quando tudo parece convergir para o que supomos o nada, eis que a vida ressurge, triunfante e bela! Novas folhas, novas flores, na infinita bênção do recomeço!”

Quando tudo parece estar perdido,
surge uma renovação, um recomeço,
uma nova chance.
Quando essas forem dadas a você,
comece de novo e faça valer a pena.

Cada amanhecer simboliza um recomeço, uma nova esperança, um começar de novo.
Mesmo que o cenário das nossas vidas continue o mesmo, tem aquela vontade dentro de nós de fazer as coisas darem certo, de nos darmos novas chances.

De acreditar que vale a pena acordar todos os dias, vestir nosso melhor sorriso e de ir à luta.
E a cada sol um novo recomeço, o fim da escuridão, uma nova oportunidade de alimentar a alma, reafirmar a fé, incentivar paz, agradecer. A cada recomeço a oportunidade de trabalhar mais, de reinventar a conquista.

Recomece sempre!
Observe a natureza, tudo nela é recomeço!
No lugar da poda, surgem brotos novos.
Com a água, a planta renasce novamente.
A própria terra se veste diferentemente todas as manhãs.
Isso acontece também conosco.
As dores desaparecem.
A doença é vencida pela saúde.
O descanso restitui as forças.

RECOMECE!

Nova fase, novo ciclo, um recomeço!
Não desista nunca, pois sempre haverá uma nova aurora aos ímpios, sendo dado a eles um novo recomeço
Se preciso, faça tudo novamente! Você encontrará respostas que satisfaçam sua mente e que encherão seu coração de paz e alegria…

ASSIM É A VIDA!

Embarquem nessa viagem e descubram ideias, sentimentos, pessoas, lembranças e sorrisos novos!
Cada noite de descanso é uma preparação para um recomeço, uma nova história.
A possibilidade de um recomeçar renova a esperança. E, às vezes, o renascimento ajuda a clarear a visão dos acontecimentos.

Sempre temos a oportunidade de um novo Recomeço, e o que nos fortalece ainda mais é saber que essa oportunidade nos torna mais experientes, mais pacientes e sábias!

Um brinde ao novo! A um recomeço com esperança e renovação! ?

Viajar, sonhar e amar…

 

Gilza Pacheco

Ah, como são simples os ingredientes que precisamos para sermos felizes se levarmos a vida como turistas. Porque sabemos que estamos de passagem.

Assim, quem dera poder viajar pelo teu universo de sentimentos profundos e momentos intensos. Avivar as memórias afetivas. Viajar no teu corpo, enchendo-o de satisfação.

Se deixarmos a imaginação viajar, ela voltará trazendo momentos melhores!

 

Pois, são os momentos que vivemos do ponto de partida ao ponto de chegada que nos proporcionam a felicidade.

 

“…É preciso voltar. E a gente sempre volta.

 

A gente volta, porque voltar não é retroceder, é se reencontrar nas partidas para se descobrir em novos caminhos.

 

E a gente volta…

 

O fim de uma viagem é apenas o começo de outra… É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos…”

 

De volta para casa.

 

E a vida segue seu curso…

 

“… É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

 

Viva o hoje, seja feliz, ame, viaje, conheça pessoas, viva momentos e se eternize por atos, ações e gestos. Afinal, o dia de amanhã é uma simples interrogação.

 

Sei como voltar:

as cores dos meus sonhos

desenham meus caminhos…





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia