WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

prefeitura itabuna sesab bahia shopping jequitiba livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: ‘Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE)’

Escola SESI conquista vaga para feira científica nos EUA

As jovens Sabrina Rocha, Mariah Clara da Silva e Clara Brandão conquistaram vaga para a International Science Engineering Fair – ISEF, feira científica pré-universitária que neste ano acontece em Los Angeles, nos Estados Unidos. O resultado foi anunciado nesta sexta-feira, 22.03, na cerimônia de encerramento da 22ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), evento promovido pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP).

Ao todo, dois projetos desenvolvidos no Programa de Iniciação Científica da Escola SESI ganharam quatro prêmios Febrace 2024. “O resultado da nossa participação na Febrace mostra a solidez do nosso Programa de Iniciação Científica. Essa é a quarta vez que conquistamos uma vaga para a ISEF, que é considerada a maior feira de ciência e engenharia pré-universitária do mundo”, comemora o gerente de Educação Científica e Tecnológica do SESI Bahia, Fernando Moutinho.

 

As jovens Sabrina Rocha, Mariah Clara da Silva e Clara Brandão fizeram parte da primeira turma do curso de Biotecnologia do Novo Ensino Médio da Escola SESI Djalma Pessoa, em parceria com o SENAI Cimatec. Juntas, buscaram uma solução sustentável para suplementar a alimentação de gado de corte. Usando a microalga dunaliella salina e a hesperidina, antioxidante extraído da casca da laranja, elas produziram uma ração e avaliam o potencial deste composto para a suplementar a alimentação de bovinos. “Foi incrível poder participar da Febrace e conquistar essa vaga para a ISEF é a realização de um sonho”, comentou Sabrina Rocha, ainda.

:: LEIA MAIS »

Estudantes de escolas públicas do Brasil apresentam projetos científicos, tecnológicos e de Inovação na 21° FEBRACE

 

Durante a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia-FEBRACE foi realizado mais um Encontro de Coordenações de Feiras, realizado pelo Fórum de Coordenadores e Coordenadoras de Eventos de Popularização e Divulgação de CT&I do Brasil. Na oportunidade, os coordenadores compartilharam demandas e experiências sobre as Feiras e outros eventos de popularização e divulgação da CT&I no Brasil.

O Professor Dr. Ivan Pereira do IF Baiano – Campus Uruçuca, participa dos Encontros desde 2018, representando a STCT na Bahia, Sergipe, a Edição Norte-Nordeste da STCT, a Maratona Território do Brasil e atualmente a FBioT Brasil – Feira Nacional de Bioinovação Territórios do Brasil.

 


O professor destacou, a importância do Encontro Nacional para a evolução dos eventos em Uruçuca-Ba e demais municípios dos Territórios Litoral Sul Baiano, Sertão Produtivo Baiano e no Alto Sertão Sergipano, respectivamente, com a coordenação de Lucas Landim em Guanambi-Ba e Maycon Reis e Danilo Souza em Nossa Senhora da Glória – Sergipe.

:: LEIA MAIS »

Estudantes da rede estadual representam a Bahia em eventos nacionais em São Paulo

Os estudantes da rede estadual de ensino estão representando a Bahia em dois grandes eventos nacionais, em São Paulo. Um deles é a primeira edição do Desafio Liga Jovem, maior competição de empreendedorismo na escola para jovens do Brasil, que segue até o dia 25 de março. Já a 21ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), cuja cerimônia de abertura foi realizada na terça-feira (21) e prossegue até 24 de março, consiste em uma grande mostra de projetos realizada na Universidade de São Paulo (USP).

Estudantes participantes do Desafio Liga Jovem

No Desafio Liga Jovem, promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e o Instituto Ideias de Futuro, uma equipe formada por quatro estudantes do Colégio Estadual da Bahia – Central, localizado em Salvador, vai apresentar o projeto de empreendedorismo “CentralMobi – Tudo para acessibilidade nos estudos”. Trata-se de um aplicativo de apoio escolar para alunos do Ensino Médio regular, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e técnico com e sem deficiência, que possibilita maior autonomia ao professor e aos alunos no seu desempenho na escola e em tarefas do seu cotidiano.

Para a estudante Anne Caroline Baião, 16, que integra a equipe juntamente com Maria Luiza dos Santos, 16, Yasmin Souza, 17 e Cauã Oliveira, 17, participar do evento é uma experiência única e especial. “Nos sentimos lisonjeados por nosso projeto ter sido escolhido entre tantos. Acredito no nosso diferencial, pois trazemos uma proposta diferente das que já existem”, disse.

Estudantes participantes da FEBRACE

Na FEBRACE, dos 225 projetos finalistas que estão em exposição, três foram desenvolvidos por estudantes de escolas estaduais da Bahia. A equipe formada pelos estudantes Isabel Oliveira, Maria Isabella Moura, Sarah Cruz, Adrielle Pietra Santana e Luan Santiago, do curso técnico em Análises Clínica, do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Sisal II, em Araci, apresentarão o projeto “Produção de luvas a partir do Bioplástico feito da matéria prima do Sisal (Agave Sisalana)”. “É uma conquista muito grande, pois é uma feira que envolve a participação de estudantes de várias regiões do Brasil. Participar da FEBRACE vai dar mais visibilidade ao projeto e poderemos aprimorá-lo”, disse Sarah Cruz, 15.

Mais dois projetos desenvolvidos no Colégio Estadual Norberto Fernandes, em Caculé, também serão apresentados. São eles: “O empoderamento feminino dos artesanatos feitos com a palha do licuri na comunidade quilombola Vargem do Sal”, criado pelos estudantes Fátima Gabriela Souza, Maria Eduarda da Silva e Simone de Souza; e “Ração para ruminantes à base de Leucena, solução alimentícia para pequenos criadores do semiárido”, dos estudantes Bruna Ferreira, Ana Cláudia Santos e Bruno Ferreira.

 

 

Fotos: Divulgação

Escola SESI Bahia tem recorde de projetos finalistas na Febrace

Estudantes de Ilhéus estão entre os finalistas da feira científica que será realizada em São Paulo

Com recorde de nove projetos aprovados, a Escola SESI Bahia marca presença mais uma vez na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), considerada um dos principais eventos científicos pré-universitários do Brasil. Estudantes de cinco unidades da rede vão participar do evento, que volta ao formato presencial em 2023. Promovida anualmente pelo Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI) da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), a feira será realizada entre os dias 20 e 24 de março, em São Paulo.

 

Mais de 20 estudantes que participam do programa de Iniciação Científica nas cidades de Ilhéus, Luís Eduardo Magalhães, Salvador e Vitória da Conquista estarão presentes na feira científica, apresentando os projetos finalistas, que são das áreas de ciências da natureza, ciências humanas e linguagens.

 

“Ficamos muito felizes com o número de projetos aprovados neste ano e, mais uma vez, a nossa participação inclui trabalhos desenvolvidos por estudantes de diferentes cidades aqui da Bahia, o que reforça a abrangência do nosso programa de Iniciação Científica”, comemora o gerente de Educação Científica e Tecnológica do SESI Bahia, Fernando Moutinho.

 

Iniciado em 2014, o Programa de Iniciação Científica SESI Bahia disponibiliza, em média, 500 vagas por ano, distribuídas nas áreas de: engenharia e matemática; ciências humanas; ciências da natureza; e linguagens. Só em 2022, mais de 30 projetos foram finalistas nos principais eventos científicos no país.

Projetos finalistas na FEBRACE 2023:

:: LEIA MAIS »

Estudantes da rede estadual são finalistas com 17 projetos na FEBRACE 2022 e professora concorre a prêmio destaque

FEBRACE - Professora Janildes Chagas e estudante Emily RayaneDos 497 projetos que estão em exposição na 20ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), a rede estadual de ensino da Bahia é representada por 17 projetos finalistas, bem como pelo “Prêmio Professor Destaque”. A apresentação dos projetos finalistas de todas as áreas do conhecimento, que teve início no último dia 14, prossegue até 26 deste mês, por meio da Plataforma FEBRACE Virtual. A feira nacional funciona como uma mostra da capacidade inventiva e tradução da persistência da nova geração de jovens cientistas do país e os trabalhos selecionados têm como critérios o rigor científico e a criatividade.

Única finalista da Bahia no Prêmio Professor Destaque da FEBRACE 2022, Janildes Almeida Chagas, do Colégio Estadual Grandes Mestres Brasileiros, no município de Matina, participou, na sexta-feira (18), da última arguição da sua orientanda, a estudante Emilly Rayane Pereira, com o projeto “A ausência da produção textual de escritoras negras e indígenas brasileiras nos livros didáticos de língua portuguesa do Ensino Médio – uma análise sob a ótica da interseccionalidade”. “Foi muito emocionante a apresentação, porque ela é do 3º ano e fez a sua despedida de forma brilhante na FEBRACE. Para nós, que somos um colégio pequeno, representa muito estarmos mais uma vez na FEBRACE”.

Para Janildes, estar na final da FEBRACE como professora orientadora é uma das maiores realizações. “A participação de Emilly vai fomentar o caminho de outros alunos que virão e entenderão que podem sim ocupar lugares que para eles pode parecer inatingíveis à primeira vista e hoje, através das feiras científicas e do incentivo à pesquisa na Educação Básica, a gente pode ver estudantes de escolas longínquas se destacarem em feiras de nível nacional”, enfatizou.

Veja aqui os 17 finalistas da rede estadual na FEBRACE 2022:

:: LEIA MAIS »

Estudantes de escolas estaduais apresentam 19 projetos na exposição virtual da FEBRACE

ceep 3

Estudantes de escolas estaduais apresentam, até o próximo dia 26 de março, 19 projetos na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE). A 19ª edição do evento, que é totalmente on-line, por conta da pandemia do novo Coronavírus, realiza uma exposição virtual, além de palestras e lives, através do endereço https://febrace.org.br/virtua.  Neste ano, a feira tem 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 716 estudantes de 295 escolas dos ensinos Fundamental, Médio e Técnico de todo o país. Os projetos finalistas serão julgados e premiados pela criatividade e pelo rigor científico. A cerimônia de premiação será no dia 27 de março, com transmissão pelo canal do evento  no Youtube.

 

>>>Confira a relação dos projetos baianos no endereço https://bit.ly/3qPOCHy

febrace

De acordo com Roseli de Deus Lopes, coordenadora geral da mostra científica, o número expressivo de inscritos mostra o interesse dos estudantes pela área. “A  FEBRACE é uma iniciativa capaz de estimular o interesse dos jovens pela área científica. Os estudantes tiveram de superar as diversas dificuldades causadas pela pandemia para concluir seus projetos, sem que isso afetasse na qualidade dos trabalhos. Estamos satisfeitos com os resultados”.

:: LEIA MAIS »

Estudantes da Educação Profissional de Ilhéus têm dois projetos finalistas na 19ª FEBRACE

ceep 1
Os estudantes da rede estadual de ensino estão cada vez mais se destacando em feiras científicas de projeção nacional, através de seus projetos de iniciação científica. É o caso dos estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira, localizado em Ilhéus, no Sul da Bahia, que estão com dois projetos científicos finalistas na 19ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE). No total, a rede estadual de ensino conta com a participação de mais 18 projetos finalistas. A feira será realizada, em formato virtual, entre os dias 15 e 27 de março.
ceep 3
O coordenador Executivo de Projetos Estratégicos da Secretaria da Educação do Estado, Marcius Gomes, ressaltou a importância da participação dos estudantes na FEBRACE. “Apesar da suspensão das atividades pedagógicas, por conta da pandemia, a nossa rede de estudantes e professores pesquisadores se manteve ativa ao ponto de demarcar mais um ano de participação na FEBRACE virtual. É natural que este ano teremos algumas inovações, a título de fortalecimento da rede colaborativa de popularização da Ciência, que envolvem uma ação articulada entre a SEC e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI)”.
ceep 2

:: LEIA MAIS »

Estudantes da rede estadual conquistam cinco prêmios na maior feira de Ciência e Engenharia do país

fecibaTrês projetos de iniciação científica desenvolvidos por estudantes da rede estadual de ensino na Bahia foram premiados durante na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace). O evento, iniciado no dia 23 de março, foi realizado de forma virtual, pela primeira vez, por causa da pandemia do novo coronavírus. Os projetos foram avaliados por pesquisadores por meio da plataforma de teleconferência on-line Zoom. A rede estadual de ensino contou com a participação de 18 projetos finalistas no total.

O projeto “Lima-da-pérsia como solução alternativa e natural para a desinfecção da água”, desenvolvido pelas estudantes Tainá Larissa Nascimento, 16, e Julya Pires da Silva, 16, ambas do 3º ano, do Colégio Estadual João Vilas Boas, localizado em Livramento de Nossa Senhora, ganharam três prêmios. Arrebataram o Prêmio destaque SBBq (Sociedade Brasileira de Bioquímica), com certificado e medalha; o Prêmio STEAM & English, com um curso de uma semana a ser realizado na Universidade de São Paulo (USP), em setembro; e o 4º lugar em Ciências Biológicas.

Tainá falou da satisfação pela conquista dos prêmios e do aprendizado obtido. “Para nós, esses prêmios representam a valorização de todo o nosso esforço e um incentivo para nós continuarmos o projeto. Ficamos extremamente gratas pela nossa participação na Febrace, porque sabemos que estávamos no meio de projetos incríveis e foi uma experiência que vamos lembrar com muito carinho, pelo resto de nossas vidas”.

:: LEIA MAIS »

Projetos de estudantes da rede estadual baiana são destaque na FEBRACE 2017 em São Paulo

febrace 2Estudantes da rede estadual participam, até esta sexta-feira (24), da Mostra de Projetos Finalistas, da 15ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que acontece na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Os projetos foram desenvolvidos no âmbito do Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado, e surpreendem os visitantes pela abordagem de temáticas de grande alcance e relevância social.

O professor e engenheiro elétrico, Davi Cauassa Leão, de Manaus, ficou curioso e surpreso ao conhecer o projeto “Voice Amplifier: Amplificador de voz de baixo custo, para professor da rede pública de ensino”, dasfebrace 1 estudantes Laíce Lopes e Ilana Macêdo, ambas de 16 anos, do Colégio Estadual César Borges, em Valente.

“É um projeto com grande relevância, pois além de ser fundamentado em materiais recicláveis, o mesmo é aplicado no auxílio do professor dentro da sala de aula. Sou professor e sei da dificuldade de ficar o dia todo falando e é raro encontrar material de apoio acústico em escolas, principalmente nas públicas. Com o Voice Amplifier, temos um material de baixo custo, porém, com muita eficiência”, elogia o educador Davi Cauassa, após testar e aprovar o equipamento.

:: LEIA MAIS »

Estudantes de Ilhéus apresentam projetos na maior Feira de Ciências e Engenharia do país

feirAProjetos de iniciação científica e inovadores desenvolvidos, em sala de aula por estudantes da rede estadual de ensino, serão apresentados durante a 15ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que acontece a partir desta segunda-feira (20) até o dia 27/3, na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). As produções serão compartilhadas com outros estudantes e profissionais das áreas das Ciências e Engenharia de diferentes regiões do Brasil.

As produções de iniciação científica buscam obter soluções criativas e eficientes para problemas existentes na sociedade. Alguns dos projetos foram elaborados no âmbito do Projeto Ciência na Escola e outros, por incentivo da Rede de Educação Profissional da Bahia, através da Secretaria da Educação do Estado da Bahia.

A estudante Ailana Kely de Souza, 19, do curso técnico em Biocombustíveis, do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira (CEEP),  em Ilhéus, no Sul do Estado, conta que está animada para apresentar o projeto “Análise físico-química e sensorial da farinha de aipo: uma nova alternativa alimentar para os celíacos”. “É a primeira vez que viajo de avião para outro Estado e vai ser uma experiência marcante, porque vou adquirir novos conhecimentos, passar um pouco do que aprendi e fazer contatos com profissionais”, afirma a estudante, que embarcará, neste domingo (19), acompanhada por sua professora e orientadora Margarete de Araújo.

A pesquisa foi desenvolvida juntamente com sua colega Rayanne Benevides Santos, 18, que não poderá viajar, mas está torcendo para o projeto ser um dos premiados. “Nosso projeto tem o objetivo de comprovar a eficácia da farinha de aipo e introduzir o produto em uma dieta saudável, assim como analisar os componentes químicos, realizar testes sensoriais e criar uma receita de biscoito, utilizando essa farinha para as pessoas que apresentam intolerância ao glúten”, explica a estudante.





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia