WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal





Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

fevereiro 2024
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  


:: ‘enem’

Itabuna: estudantes do Colégio Modelo são aprovados em cursos de alta concorrência em universidades públicas

Educação de qualidade nas escolas públicas é possível, e o segredo parece estar na gestão. Prova disso é que nas escolas onde a gestão tem aplicado as políticas públicas de suporte, inclusão e permanência, a exemplo do Colégio Modelo de Itabuna, os resultados podem ser classificados como surpreendentes.

Tomando como parâmetro o número de estudantes do Ensino Médio aprovados em cursos concorridos de universidades públicas, como UESC e UFSB, o resultado do Modelo pode ser considerado como exemplar. Este ano, por exemplo, a escola comemora o sucesso no Enem com a conquista de 30 vagas na Uesc e UFSB, e outras 10 em faculdades particulares. Ao olhar para os cursos, impossível não destacar aprovações em Medicina (Uesc), Engenharia Elétrica (Uesc), Engenharia Ambiental (UFSB), Ciência da Computação (Uesc) entre outros, por serem os mais concorridos.

Ednailza Carvalho

Para a diretora Ednailza Carvalho, carinhosamente conhecida por Nai, o sucesso no Enem está diretamente ligado aos programas de incentivo que o governo do Estado tem promovido para garantir a manutenção dos estudantes nas escolas, especialmente após a pandemia da Covid-19. “Os programas como dignidade menstrual, bolsa presença, Ciência na Escola auxiliam no processo de ensino aprendizagem, uma vez que ajudam a reduzir o índice de evasão escolar e, consequentemente, garantem mais alunos no ambiente escolar”, observa.

Ela explica que todas escolas da rede estadual recebem um valor do estado para aplicar nos projetos estruturantes. No caso do Modelo, a escola ainda busca chamadas públicas do CNPq para projetos de pesquisa e feiras de ciências, além de parcerias com universidades públicas, privadas e o Ifbaiano”.

Projetos

O Colégio Modelo oferta o Ensino Médio Regular, Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional em três turnos. A escola possui salas identificadas por área do conhecimento para realização de atividades práticas e extraclasse, clube de robótica, aulas de Libras, Monitoria, Participação em Olimpíadas, Promoção de Visitas técnicas, Projetos de Feiras e mostras científicas em parceria com o CNPq e o PCE do estado.

“Oferecemos Oficinas do Educa Mais Bahia, Reforço de Matemática e Redação, intercâmbio de jogos escolares com outras escolas do estado”, reforça ainda a gestora. A escola também garante o uso dos equipamentos pela comunidade nos fins de semana, destacando que a parceria com os pais e responsáveis pelos estudantes, além de uma equipe escolar coesa e atuante, são fatores primordiais para o exito dos estudantes.

Entre as oficinas do Educa Mais Bahia destacam-se a capoeira, pintura, artesanato, esporte, bem estar (psicologia), língua portuguesa, matemática, redação, música e dança. Para a diretora, todos esses programas, aliados ao Bolsa Presença, ao programa de monitoria contribuem para tornar a escola um local atrativo e prazeroso.

“No fim, tudo isso conta para garantir resultados expressivos como o sucesso no Enem, mas também, antes disso, nos Projetos Estruturantes, a exemplo das feiras de ciências que realizamos com grande sucesso contando com a participação tanto da comunidade local, quanto de estudantes de escolas municipais e estaduais”. Em 2023, foram 19 projetos de pesquisa aprovados na FECIBA e 4 no Seminário Territorial da Educação Profissional e, desses, 5 foram para etapa estadual em Salvador.

“Ainda em dezembro de 2023, nossa escola foi convidada pelo CNPq para participar, em Brasília, da reunião de coordenadores que tem projetos aprovados no CNPq para discutir a popularização da Ciência no Brasil. Fomos eu e a vice-coordenadora do projeto, Maria Goretti”, destaca a diretora.

 

 

Abaixo a relação de cursos e as instituições

Medicina – UESC

Medicina veterinária – UESC

Ciência da Computação – UESC

Ciências Contábeis – UESC

Letras UESC

História -UESC

Engenharia Elétrica – UESC

Pedagogia – UESC

Engenharia Ambiental – UFSB

Geografia – UESC

Engenharia de Transportes e Logística – UFSB

Ciências da Natureza – UFSB

Direito – Anhanguera

Biomedicina – UNEX

Psicologia – UNIFACIE

Terapia Ocupacional – UNIFACIE

Engenharia Elétrica – SP

Física – UESC

Marketing digital – UNIASSELVI

Superior em tecnologia Fotografia – Anhanguera

Administração – UNEX

Psicologia – UNEX

Estudantes indígenas da Bahia brilham na redação do ENEM


Os estudantes da Educação Indígena da rede estadual de ensino conquistaram resultados significativos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2023. Um exemplo notável são as três estudantes do Colégio Estadual Indígena Capitão Francisco Rodelas, que se destacaram na redação, alcançando pontuações superiores a 900. Em 2023, o Estado manteve 27 escolas indígenas, totalizando 6.470 alunos, evidenciando o compromisso com a diversidade cultural.

Os resultados das redações das estudantes Nara Raquel Cruz Ferreira, com pontuação de 960; Maria Teresa Cataá, atingindo 930; e Rute Nara Cruz Ferreira, com 900 pontos, refletem não apenas seus esforços individuais, como também destacam a eficácia das práticas pedagógicas na Educação Escolar Indígena.

A diretora de Educação dos Povos e Comunidades Tradicionais, Poliana Reis, destaca a importância dessas práticas. “É com muita alegria que nós estamos acompanhando o desempenho dos e das estudantes indígenas no ENEM. Nesta gestão, a política pública para os povos indígenas vem sendo intensificada e a educação tem sido destaque tanto em sua essência pedagógica, como também com relação à infraestrutura e valorização do profissional indígena. Agora, o estudante indígena sabe que ele pode seguir qualquer profissão que quiser, pois todas essas políticas públicas voltadas para os povos indígenas têm garantido a oferta de educação de qualidade, tanto na Educação Básica, quanto na Educação Superior”.

:: LEIA MAIS »

Alunos do Colégio Batista de Itabuna se destacam no Enem 2023 com altas notas em Redação

Em mais um ano, alunos do Colégio Batista de Itabuna (CBI) se destacaram no Exame Nacional do Ensino Médio. Na edição de 2023, que teve resultado divulgado, nesta terça-feira (16), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vários alunos do CBI obtiveram notas altas em Redação, o que foi comemorado por estudantes, pais, professores e direção do Colégio, um dos mais tradicionais do sul da Bahia.

Railan Santos Silva obteve nota 960 na Redação do Enem. Toda a sua base foram as aulas de redação do colégio. Também obtiveram ótimo desempenho as alunas Rayssa Guirra, Maria Luísa Almeida Lima e Lara Góes, com 920 pontos. Felipe Gabriel de Santana Sousa e Larissa alcançaram 900 pontos. Guilherme Almeida Fonseca e Rayssa Aragão obtiveram 860 pontos na prova.

É o segundo ano seguido que alunos da escola obtêm, proporcionalmente, entre os colégios particulares de Itabuna, as melhores notas em Redação no Enem. Na edição do Enem de 2022 alunos da escola também se destacaram. O tema da Redação do Enem 2023 foi “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil’.

:: LEIA MAIS »

Estudantes mantêm rotina de estudos preparatórios para a segunda etapa de provas do Enem

 

Na reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os estudantes da rede estadual e participantes do Programa Universidade para Todos (UPT) seguem envolvidos com revisões de conteúdos e rotina de estudos. A segunda etapa do exame acontecerá no próximo domingo (12), com a aplicação das provas de Matemática e de Ciências da Natureza (Química, Física e Biologia). De acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), nesta edição do Enem a Bahia ficou em 3º lugar entre os estados que tiveram o maior número de inscrições, com o total de 324.283 candidatos.

Para fortalecer as aprendizagens e a preparação dos estudantes, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) segue realizando, até a próxima sexta-feira (10), a partir das 19h, as aulas do UPT com o foco no Enem. Dentre as unidades escolares que estão sediando as aulas estão os colégios estaduais de Salobrinho, em Ilhéus; de Tempo Integral Adeum Sauer, em Itabuna; Anísio Teixeira, em Vitória da Conquista; e Dr. Milton Santos, em Jequié; além da Escola Estadual Santa Bernadete, em Amargosa. Já em Salvador, as aulas acontecem nos colégios estaduais Rômulo Almeida, no bairro do Imbuí; Nelson Mandela, em Periperi; e da Bahia – Central, no bairro de Nazaré.

:: LEIA MAIS »

SEC mobiliza a rede estadual de ensino e organiza logística de apoio aos estudantes nos dias das provas do ENEM

 

Estudantes do interior terão transporte garantido em 120 municípios

para deslocamento até os locais do exame

Apoio motivacional e logístico dão a tônica na preparação final e garantia de acesso dos estudantes da rede estadual de ensino aos locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), neste domingo (5) e no próximo (12). A Secretaria da Educação do Estado (SEC) está mobilizando toda a rede, nas 1.062 escolas e 679 anexos, com o “Tô com Você no ENEM”. Trata-se de um conjunto de ações que visam dar toda a assistência necessária ao bem-estar físico e emocional aos futuros universitários.

No interior, a SEC está garantindo aos concluintes de todas as modalidades e ofertas de ensino da rede estadual, inscritos no ENEM, kits de lanche e higiene, além de transporte gratuito para os que residem nos municípios que não sediarão a aplicação da prova, bem como os que possuem endereço em distritos e povoados distantes das cidades onde acontecerão o exame. A estimativa é a de que 120 ônibus sejam utilizados para transportar os estudantes, ida e volta, aos locais das provas.

Em Salvador, já está assegurada, pelo Governo do Estado, a gratuidade no metrô, com catracas especiais para este acesso, a todos que vão fazer a prova, assim como a entrega de adesivos motivacionais, especialmente criados pela SEC, nas estações Acesso Norte, Lapa, Pirajá, Rodoviária e Tamburugy. Para embarcar, sem pagar a tarifa, os candidatos devem se dirigir às catracas exclusivas para este acesso e apresentar o comprovante de inscrição e um documento de identidade com foto ao funcionário da concessionária. Os soteropolitanos também receberão kits de lanche e higiene.

:: LEIA MAIS »

Psicóloga orienta estudantes para diminuir ansiedade e estresse nos dias de prova do Enem

Na contagem regressiva para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que serão aplicadas nos próximos domingos (5 e 12), a psicóloga Kézia Souza, do Programa Universidade para Todos (UPT), destaca algumas dicas para que os estudantes possam controlar o estresse, a tensão e a ansiedade. Já para os dias das provas, os alunos devem estar atentos para algumas orientações importantes em relação aos materiais permitidos e objetos proibidos, bem como ao consumo de alimentos saudáveis.

Segundo a psicóloga Kézia, a reta final de preparação para o Enem é permeada por muita expectativa pelas provas, o que torna comum o aumento da tensão e do nervosismo. “Assim como a assimilação dos conteúdos, é fundamental a preparação psicoemocional para enfrentar esse desafio. É muito importante aprender a regular pensamentos e emoções. É preciso estar consciente sobre a sua preparação de forma individual, reconhecendo suas dificuldades, mas sem diminuir suas potencialidades”, orientou.

A psicóloga também salientou que, para um bom desempenho, é preciso que o estudante esteja bem e descansado. Para isso, deve-se adotar algumas medidas. “Na véspera da prova, é necessário se alimentar bem com comidas leves, além de dormir mais cedo, estar bem hidratado e evitar a ingestão de bebida alcoólica ou medicamentos para dormir. O dia de véspera é para fazer coisas que revigorem e façam bem, como cantar, dançar, praticar um hobby e leituras. Também é preciso ter cuidado com as redes sociais, pois elas passam a impressão de que o outro está melhor do que você e a comparação tende a aumentar a tensão que já está mais elevada”.

:: LEIA MAIS »

Como a alimentação pode melhorar o desempenho no Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será realizado nos dias 5 e 12 de novembro. Por se tratar de um tempo de duração de provas extenso, especialistas da área da saúde alertam para que os estudantes se atentem à alimentação. A coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade Anhanguera, professora Jackeline Pires, orienta que, para um melhor desempenho na avaliação, os participantes devem comer bem, antes, como também, levar um pequeno lanche para comer durante a realização do exame. Segundo a especialista, ficar com fome, por exemplo, pode ser prejudicial para o raciocínio, para o corpo e até mesmo para o desempenho.

 

“Não é recomendável o estudante ficar um longo período sem realizar uma refeição. Caso isso ocorra, ele pode passar fome, fator que afeta diretamente o raciocínio e o funcionamento cognitivo. O cérebro é um órgão que requer uma quantidade significativa de energia para funcionar adequadamente, e a falta de alimento pode afetar negativamente suas funções”, ressalta.

 

Jackeline Pires explica, que o principal ponto nesse contexto é a dificuldade de concentração. “Quando você está com fome, pode ser difícil se concentrar em tarefas complexas ou manter a atenção em algo por um longo período de tempo. Isso prejudica a capacidade de raciocinar de forma clara e lógica, além de reduzir a capacidade de memória, de retenção de informações e implica em lentidão cognitiva. Além disso, pode causar irritabilidade e ansiedade, baixa energia, que resulta em fadiga e desânimo devido à queda nos níveis de glicose no sangue”, alerta.

:: LEIA MAIS »

Na reta final para o Enem, estudantes dividem tempo entre revisões e atividades relaxantes

Todo bom trabalho é resultado de um bom planejamento. Não é diferente com relação ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que este ano acontece nos próximos dias 5 e 12 de novembro. O tempo é um dos principais desafios que o estudante precisa superar para se sair bem. Neste sentido, planejar a resolução das questões dentro do período estipulado, nos dois dias de prova, pode ser o x da questão.

A estudante Alana dos Santos Pinto Souza, que cursa o 2º semestre de Medicina, na Universidade Federal da Bahia (Ufba), sabe muito bem disso. Egressa do Colégio Estadual Antônio Batista, no município de Candiba, onde estudou o Ensino Médio e se preparou para a maratona de dez horas e meia de prova, aponta dois fatores como imprescindíveis para seu sucesso: a prática do relaxamento e a realização de simulações da prova na reta final para o Enem.

“Ao realizar simulações, utilizando provas de exames anteriores, é possível ter uma noção mais próxima da realidade do Enem. Dessa forma, o estudante pode também planejar cada passo, elaborar estratégias para a otimização do tempo e conquistar um bom resultado”, explica, ressaltando que é importante criar um cenário o mais próximo da realidade da prova, incluindo lanche e garrafa de água, além de detalhes como idas ao banheiro. “Na reta final, é importante também romper o padrão da rotina desgastante dos estudos e incluir algum tipo de exercício físico ou algo que lhe ajude a relaxar, como alongamento e caminhadas, assim como momentos para a leitura, ouvir músicas e assistir a filmes. Investir em alguma coisa que você goste e lhe dá prazer”.

:: LEIA MAIS »

Aulão marca reta final da preparação dos reeducandos do Conjunto Penal de Itabuna para as provas do Encceja

 

Com a proximidade das provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, voltado para a População Privada de Liberdade (Encceja PPL 2023), os 337 reeducandos do Conjunto Penal de Itabuna inscritos no certame estão em estado de pura expectativa. Para ajudar no controle das emoções e revisar os conteúdos estudados ao longo do ano, uma revisão em forma de aulão foi ministrada, na tarde desta segunda-feira (9), aos candidatos.

Marcada para os próximos dias 17 e 18, essa será a edição com maior número de inscritos do CPI. Na Bahia, o Conjunto Penal de Itabuna tem o maior número percentual de inscrtos, com cerca de 40% dos mais de 830 custodiados na unidade.

:: LEIA MAIS »

Investimento em Educação abre portas e permite uma nova perspectiva para a vida fora do cárcere

 

O investimento na formação educacional direcionado aos internos do sistema carcerário, em uma parceria entre as secretarias da Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP) e da Educação (SEC), vem abrindo portas e permitindo uma nova perspectiva para a vida fora do cárcere, além do benefício de progressão da pena. É o que acontece no Colégio Estadual Doutor Berlindo Mamede de Oliveira, da Colônia Penal de Simões Filho, onde os internos estão se preparando para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA), que acontece nos próximos dias 17 e 18 de outubro, e o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em novembro.

“Os programas educacionais podem ser um caminho importante para preparar os detentos para um retorno bem-sucedido à sociedade”, revela a coordenadora pedagógica da unidade escolar, Valuza Santana, ressaltando que, a cada três dias estudados (12 horas), os detentos têm um dia de diminuição da prisão. Dos 78 matriculados na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), 58 internos estão se preparando para o ENCCEJA e 24 para o ENEM, com a realização de simulados e a correção das provas junto com os alunos.

Para o recluso E.J.L.P, o estudo é como uma janela que se abre para o futuro. “Além da remissão, passamos a ter um horizonte. De repente, ao conseguir atingir uma nota de 600 pontos no ENEM, como aconteceu comigo, posso sonhar, por exemplo, em estudar Direito. Quanto mais pontos, melhoramos a chance de ter uma bolsa de estudos no SISU”, avalia, ressaltando também que “o ENCCEJA e o ENEM é um direito de todos e, com a conquista do diploma, a estrutura de vida da pessoa melhora e facilita também a conquista de um emprego”.

Livros para voar – Em uma parceria com as universidades estadual (UNEB) e federal (UFBA), os alunos são estimulados a viajar pelo universo dos livros, por meio de projetos, como o “Livros para voar”. “Muitos têm o primeiro contato com uma biblioteca aqui na Colônia Penal. O acesso à leitura passa a ser um diferencial em suas vidas, proporcionando uma transformação, inclusive na autoestima deles, que se enchem de esperança para se reintegrarem na sociedade”, explica Valuza Santana. É oferecido um livro para leitura a cada mês, totalizando 12 ao ano, que possibilita a redução da pena em quatro dias.

:: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia