WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: ‘enchentes’

Rio Grande do Sul, Dom Paulo, TV Cabrália e os nossos ´catarinenses`

Daniel Thame

A tragédia do Rio Grande do Sul, que deixou dezenas de vítimas fatais e milhares de desabrigados e está fazendo com que o Brasil se mobilize numa emocionante corrente de solidariedade, me fez lembrar de um pecadilho cometido  três décadas atrás.

O tempo, senhor da razão (e das dores nas costas, dos cabelos brancos e ralos e otras cositas mas) permite essas reminiscências. Até porque, o tal pecadilho que aqui vou revelar em nada altera uma eventual recusa ou um improvável passaporte para o Reino dos Céus.

TV Cabrália, 1992. Como ocorre agora com o Rio Grande do Sul,  Santa Catarina enfrentava uma enchente apocalíptica e o Vale do Itajaí foi arrasado pela fúria das águas. A Rede Manchete, da qual a Cabrália era afiliada, fez uma campanha para arrecadar alimentos, remédios, roupas e cobertores para os flagelados.

A TV Cabrália entrou na campanha e em poucos dias arrecadou toneladas de donativos, que seriam enviados a Santa Catarina.

Uma noite, por volta das 20 horas, entro no estúdio abarrotado de solidariedade, onde mal havia espaço para as câmeras e a mesa do apresentador.

 

De repente, me deu o estalo.

Naquele mesmo ano, moradores da Bananeira e do Gogó da Ema,  bairros paupérrimos da periferia de Itabuna, estavam sofrendo com as cheias do Rio Cachoeira. Nada que se comparasse à tragédia de Santa Catarina, mas centenas de famílias perderam seus parcos pertences e muitas estavam desabrigadas.

O raciocínio foi óbvio.

Se a gente pedisse donativo pras vítimas das enchentes em Itabuna, é provável que o retorno seria quase nenhum. Já para os catarinenses, em função da comoção nacional que se criou, mal havia espaço para colocar tantas doações.

Veio o estalo.

E com a cumplicidade do então Bispo Diocesano de Itabuna, Dom Paulo Lopes de Faria (esse sim, com certeza, já habitando o Reino dos Céus), a quem consultei sobre a minha intenção, uma parte dos donativos foi entregue para uma Igreja Católica e dali  para as famílias da Bananeira e do Gogó da Ema.

A outra parte, é bom que se diga, seguiu para os catarinenses, que sem saber e por linhas tortas, proporcionaram  um gesto de solidariedade aos itabunenses, irmãos de pátria e de infortúnio.

 

(Em tempo: antes de partir para o Céu dos Homens Bons e Justos, Dom Paulo foi meu parceiro em outra aventura: impedir que a Policia Militar de ACM, com sua conhecida ´gentileza´, invadisse a sede do MST em Itabuna para ´acariciar´ os sem-terras. Mas isso é outra história…)

Médico do SAMU Itabuna atua no socorro aos desabrigados do Rio Grande do Sul

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, cedeu o médico emergencista do SAMU-192, doutor Walbert Alcoforado da Silveira para integrar a força-tarefa baiana que presta socorro médico emergencial às milhares de famílias desabrigadas e desalojadas no Rio Grande do Sul. A medida atende à solicitação do Governo da Bahia diante da especialização do profissional como aeromédico.

 

O doutor Walbert integra a força-tarefa com o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia na ajuda humanitária. Como aeromédico ele está credenciado a prestar assistência no traslado de pacientes em aeronaves e é especialista em urgência e emergência. Atualmente está atendendo em Bento Gonçalves e Caxias do Sul, as duas cidades mais atingidas pelas enchentes.

 

O profissional médico do SAMU-192 tem reconhecida experiência em ajuda humanitária, pois, já atuou em missões de desastres e catástrofes no Brasil, desde 2011. Já integrou equipes de ajuda aos povos Ianomâmis, em Manaus (AM), e no Triângulo Mineiro, na pandemia da Covid-19, alagamento no Acre e nas cidades de Itamaraju e Itabuna nas enchentes de 2021, no Sul da Bahia.

 

DONATIVOS

:: LEIA MAIS »

Bombeiros baianos já resgataram mais de 160 vítimas das chuvas em diferentes regiões do Rio Grande do Sul

Desde a última quinta-feira (2), 22 bombeiros do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) estão atuando na operação de busca e resgate às vítimas das chuvas que incidem no Rio Grande do Sul. Até o último sábado (4), a equipe baiana já resgatou cerca de 169 pessoas e pelo menos dois cachorros, em uma ação que contou com apoio de aeronave. Entre os resgatados estão idosos e crianças. Os bombeiros da Bahia também recuperaram quatro corpos.

Neste domingo (5), os bombeiros estão trabalhando em Galópolis, distrito de Caxias do Sul, onde permanecem em busca de pessoas soterradas pelos deslizamentos na região. Outra equipe está em Santa Lúcia do Piaí, empenhada no resgate de 11 moradores que estão isolados na região de Faria Lemos, distrito de Bento Gonçalves, onde habitantes estão sendo retirados de locais de risco.

Os militares baianos também estão atuando em um centro de distribuição de donativos e primeiro acolhimento aos desabrigados e desalojados. “Dividimos nossos militares em três frentes, para que pudéssemos atender um maior número de cidadãos. Nossa atuação acontece em conjunto com outros corpos de bombeiros e demais órgãos, como a defesa civil”, explicou o comandante-geral do CBMBA, coronel Adson Marchesini.  Se for necessário, o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia enviará outras equipes para reforçar o atendimento ao estado gaúcho.

:: LEIA MAIS »

“Estamos alerta, desde o início, com ações concretas para dar respostas de imediato”, afirma Jerônimo ao se reunir com prefeitos de municípios afetados pela chuva

O governador Jerônimo Rodrigues realizou, na tarde desta terça-feira (30), uma reunião virtual com prefeitas e prefeitos de municípios atingidos pelas intensas chuvas e enchentes dos últimos dias. Junto com secretários de diversas pastas e outros gestores do Governo do Estado, Jerônimo ouviu os relatos dos prefeitos, alinhou ações de assistência à população e assessoria técnica às equipes municipais durante e depois do período chuvoso. Até o momento, 17 das 30 cidades baianas atingidas pelo excesso de chuva declararam situação de emergência. São elas: Anagé, Cansanção, Cícero Dantas, Cotegipe, Cravolândia, Dário Meira, Ibicuí, Iguaí, Ilhéus, Lagoa Real, Medeiros Neto, Muquém do São Francisco, Nova Canaã, Quijingue, Saubara, Ubaíra e Wanderley.

 

De acordo com o governador, as secretarias e órgãos do Governo do Estado estão voltados para atender as demandas geradas pelas fortes chuvas no interior. “Estamos alerta, desde o início, com ações concretas para dar respostas de imediato. Desde quinta-feira, quando as chuvas começaram a cair mais forte no estado da Bahia, a gente vem dialogando com cada prefeito, com cada Defesa Civil dos municípios, e mantendo toda a equipe envolvida com ações de saúde, educação, infraestrutura e outras iniciativas”, declarou. Jerônimo também destacou que, na reunião desta terça-feira, todos os municípios atingidos apresentaram suas demandas e o governo está na construção de um plano de ação que garantirá investimentos.

As demais cidades atingidas foram Angical, Contendas do Sincorá, Curaçá, Feira de Santana, Guaratinga, Itaquara, Jaguaquara, Maiquinique, Milagres, Mucugê, Mutuípe, Valença e São Miguel das Matas. Participaram da reunião a União dos Municípios da Bahia (UPB), através do presidente e prefeito de Belo Monte, Quinho, e a Federação dos Consórcios Públicos da Bahia (FEC), através do presidente e prefeito de Castro Alves, Thiancle Araújo e completam a lista de municípios atingidos.

Saúde e Defesa Civil

A Secretaria de Saúde (Sesab) está trabalhando em diversas áreas para garantir a assistência à população. Dentre as ações, as visitas técnicas da equipe de vigilância; assistência à saúde de urgência e emergência (Samu), fornecimento de kit de medicamentos e insumos (EPl’s); fornecimento de equipamentos hospitalares e correlatos a assistência à saúde. A titular da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Roberta Santana, detalhou que as ações da pasta já estão em curso desde os primeiros sinais de chuvas intensas. A secretaria atua com serviços de vigilância sanitária, urgência, emergência, envio de ambulâncias, e também realiza um trabalho de monitoramento articulado junto à Sudec. “Estamos atuando diretamente com todas as equipes de vigilância dos núcleos regionais da Secretaria de Saúde, que estão à inteira disposição dos municípios. E o trabalho segue com ações estruturantes juntamente com os demais órgãos do governo”, destacou.

:: LEIA MAIS »

Prefeitura de Itacaré entrega 20 casas populares às famílias de Taboquinhas atingidas pelas enchentes de 2021 e 2022

Com o objetivo de garantir acesso à moradia digna e qualidade de vida, a Prefeitura de Itacaré em parceria com o Governo do Estado, através de um convênio da CONDER – Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia, entregou na tarde desta segunda-feira (8), na Av. Rafael Mota Barros de Taboquinhas, 20 casas populares às famílias atingidas pelas fortes chuvas e enchentes que afetaram o distrito.

Em dezembro de 2021, os moradores da Rua Beira Rio de Taboquinhas, viveram momentos difíceis, vendo os estragos deixados pelas intensas chuvas e pela cheia do Rio de Contas, que invadiu e destruiu casas, levou pertences, deixou muita lama e entulhos e dezenas de famílias desabrigadas e desalojadas.

“Quando lembramos daqueles momentos terríveis, ficamos tristes, mas hoje estamos alegria, pois a vitória chegou”, ressaltou o prefeito Antônio de Anízio, que ainda agradeceu a todos que contribuíram e trabalharam arduamente para mais esse sonho se tornar realidade. Aproveitou também para agradecer ao Governo do Estado e ao governador Jerônimo Rodrigues pela atenção e carinho com toda Itacaré.

:: LEIA MAIS »

CONDER e Prefeitura de Itabuna vão executar projeto social com famílias vítimas das enchentes de 2021

A Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (CONDER) em conjunto com a Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo (SIURB), vairealizar durante 18 meses curso com as famílias afetadas pelas enchentes de2021. A iniciativa busca dar apoios ocial para adaptação ao novo espaço de moradia em construção com 80 apartamentos no Jardim Jaçanã.

Na terça-feira, dia 19, as equipes da CONDER estiveram reunidas com a SIURB, Defesa Civil e Secretaria de Promoção Social de Combate à Pobreza (SEMPS) para informar que o cadastro definitivo das famílias será apresentado logo após as festas de fim de ano. O curso deve começar no início de 2024.

A secretária de Infraestrutura e Urbanismo, Sônia Fontes, disse que os cadastros das pessoas atingidas pelas chuvas foram entregues à CONDER há um ano e meio. O órgão está monitorando o arquivo social do CadÚnico para checar informações, como por exemplo, se alguém já recebeu moradia dentro do sistema nacional de habitação,além da parte documental. “Só a partir daí, os aprovados serão inscritos no curso de capacitação”, explicou.

:: LEIA MAIS »

Governador gaúcho agradece ação solidária de secretarias de Comunicação após enchentes que atingiram o estado

Secretários de Comunicação de diversos estados, por meio do Conselho Nacional de Secretários de Comunicação do Brasil, se uniram para ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul (RS). Além de participarem da campanha de doações, eles apoiaram a divulgação da ação em suas regiões.

 

Eduardo Leite (Foto Mauricio Tonetto Secom RS)

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, agradeceu pela mobilização e solidariedade. “Muito obrigado pela solidariedade dos governos estaduais em relação à tragédia que nos atingiu, obrigado pelo envolvimento dos secretários de Comunicação na divulgação do Pix do SOS Rio Grande do Sul, nos ajudando a mobilizar tantas pessoas em favor daquelas que mais precisam em nosso estado. Neste momento de reconstrução, não nos têm faltado solidariedade de todos os cantos do Brasil. Isso ajuda muito a superar tantos momentos de dificuldade”, afirmou ele, acrescentando: “eu quero destacar, também, o trabalho que vocês estão fazendo no Conselho Nacional de Secretários de Comunicação, essa rede nacional não só vai fortalecer a comunicação pública como vai ser mais um escudo de proteção à desinformação. E isso é tão importante neste momento”.

De acordo com o presidente do Conselho, o secretário de Comunicação da Bahia, André Curvello, a decisão de os estados ajudarem na divulgação da campanha foi uma pauta votada e aprovada pelos integrantes do Conselho. “A solidariedade é uma obrigação da vida. Foi uma decisão conjunta e, com isso, o conselho, embora recém-criado, mostra sua maturidade e senso de coletividade ao apoiar essa ação solidária. É nosso dever como cidadãos estender as mãos a quem agora precisa. Para além disso, enquanto secretários de Comunicação – ou seja, servidores públicos -, devemos estar à disposição e prontos para servir a toda sociedade com o nosso trabalho de comunicar”, afirmou Curvello.

:: LEIA MAIS »

“Vamos dar atenção às pessoas atingidas pelas chuvas”, afirma Jerônimo em visita à região de Subaúma

O distrito de Subaúma, que integra o município Entre Rios, vem sofrendo nos últimos 10 dias com fortes chuvas. O governador Jerônimo Rodrigues visitou a região e sobrevoou as localidades mais afetadas, neste domingo (28). Ele assegurou apoio do Estado, em diferentes áreas, para atender às necessidades da população mais prejudicada.

 

“Visitamos os pontos de alagamento. Vamos dar a atenção devida às pessoas atingidas pelas chuvas”, disse o governador ao sobrevoar o distrito, acompanhado do prefeito de Entre Rios, Manoelito Argolo Júnior, entre outras autoridades.

 

Na visita às localidades, também estavam o superintendente de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), Heber Santana, e o secretário de Relações Institucionais (Serin), Luiz Caetano. A comitiva percorreu locais que precisam de atenção especial e conversou com moradores. Também visitou a escola Municipal José Galdino Maia, que está servindo de abrigo às vítimas e o CRAS, ponto de apoio das equipes de trabalho e local das doações.

 

O Governo do Estado já havia enviado cinco viaturas dos bombeiros militares, 100 colchões, 100 cestas básicas, 100 lençóis e 500 garrafas de água mineral. Neste sábado (27), foi autorizada a entrega imediata de mais 600 cestas básicas e 600 colchões.

:: LEIA MAIS »

Muita água, pouca luz. É a natureza

 

Walmir Rosário

Já diziam os mais antigos que é impossível lutar contra as coisas divinas, ou da natureza, como queiram. E a cada dia os sinais que recebemos ficam mais visíveis, reais. Somente não vê quem não quer. Mas, ousado como sempre fui, acrescento aqui que o tal do homem contribui bastante para acentuar as catástrofes que nos importunam a cada dia que passamos nesta terra.

Não podemos – nem devemos – desconhecer que usamos a ciência para desenvolver nossa vida, embora fechamos os olhos para em temas que não nos interessam, seja pelo alto custo financeiro, ou por puro descaso. O meio ambiente é o mais desprezado e nos atinge em cheio com as chuvas ou a falta delas. Se chove muito pedimos para parar, se a estiagem é prolongada rezamos para chover.

Desde a semana passada que os cientistas do tempo e clima nos alertavam para as fortes chuvas que se abateriam no sul da Bahia, recomendando cuidados especiais aos moradores ribeirinhos e praianos. E pergunto: fazer o quê? Não sair para pescar e evitar os fortes ventos e o mar revolto, ou não enfrentar as estradas para não dar de cara com as barreiras caídas, são simples precauções.

Mas não temos como evitar a força das águas enchendo e transbordando rios, derrubando casas nos morros, causando enormes prejuízos materiais, notadamente junto aos menos abastados financeiramente. Pior, ainda, são os danos morais sofridos por famílias inteiras ao ter que deixar suas casas e se abrigarem – coletivamente – em escolas, estádios de futebol, além de chorar a perda de seus familiares, mortos nos deslizamentos de terra.

:: LEIA MAIS »

Prefeitura de Itabuna paga duas parcelas do aluguel social

 

O prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PDS) determinou nesta terça-feira, dia 14, o pagamento de duas parcelas do aluguel social das famílias que tiveram as casas condenadas em decorrência das enchentes do final de dezembro de 2021. Com a medida, a Prefeitura cumpre o acordo fechado neste mês

O valor do recurso é de R$ 500, sendo que pagamento foi referente aos meses de janeiro e fevereiro, como negociado com representantes no Centro Administrativo Firmino Alves a menos de 15 dias. O benefício será pago até o mês de dezembro.

De acordo com a Lei Municipal nº 2.616 de 8.03.2023 e o decreto regulamentar, os valores são destinados a dois grupos. Um refere-se às famílias desalojadas ou desabrigadas em função das chuvas e enchentes.

O outro grupo, as famílias residentes neste Município já identificadas e cadastradas pela Coordenadoria Municipal da Defesa Civil em conjunto com a Secretaria Municipal de Planejamento assim que forem notificadas para deixar suas unidade habitacionais visando ações do Poder Público no âmbito do Programa Morar Melhor.





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia