WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: ‘Covid 19’

Controle Laboratório orienta sobre sintomas da dengue, gripe e Covid

Em tempos de preocupação com a saúde, é fundamental saber distinguir os sintomas de dengue, resfriado, gripe e COVID-19, doenças com alguns sintomas idênticos, mas que exigem tratamento e medicação diferentes. O Controle Laboratório, em Ilhéus, oferece orientações  que permitem identificar esses sintomas.

 

Dr. Antônio Cafezeiro

A dengue caracteriza-se por febre alta repentina, fortes dores de cabeça, dor atrás dos olhos, dores nas articulações e músculos, cansaço, náuseas, vômitos, manchas vermelhas na pele e, em casos graves, sangramentos. Além disso, não há transmissão por via respiratória.

 

Já o resfriado provoca sintomas leves como coriza, congestão nasal, espirros, dor de garganta e, ocasionalmente, febre baixa. Geralmente, há uma recuperação em cerca de uma semana. A gripe é marcada pelo início súbito com febre alta, tosse seca, dor de garganta, dores musculares, cansaço, dor de cabeça e mal-estar. A gripe é mais intensa que o resfriado e pode levar a complicações graves.

 

 

E a Covid  19 pode variar de sintomas leves a graves, incluindo febre, tosse, dificuldade para respirar, perda de paladar ou olfato, fadiga, dores e desconforto. A transmissão é principalmente por contato com gotículas respiratórias.

 

O diretor do Controle Laboratório, Dr. Antônio Cafezeiro ressalta que “em caso de qualquer sintoma, é crucial procurar orientação médica para diagnóstico e tratamento adequados”.

 

O Controle  Laboratório, que oferece vários tipos de exames, com profissionais qualificados e equipamentos de última geração,  fica localizado na rua Wenceslau Guimarães 130, bairro Cidade Nova, Ilhéus. O agendamento de exames pode ser feito pelos telefones (73) 98853-0019 (whats app) e (73) 3223-2201. @labcontroleilheus

Prefeitura de Itabuna mantém esquema contra a Covid-19, cujo imunizante passa à rotina do calendário infantil

 

Vacinação drive-thru contra a covid-19 no Parque da Cidade, em Brasília.

A  Prefeitura de Itabuna, através da  Rede de Frio da Secretaria Municipal de Saúde dá continuidade  com o esquema  da vacina contra a Covid-19 com a aplicação do imunizante monovalente e as duas doses com o reforço da Bivalente para pessoas maiores de 12 anos.

 

Os maiores de 60 anos que possuam comorbidade podem fazer segundo reforço com Bivalente em um intervalo de seis  meses entre as duas doses.  A partir de 1º de janeiro, a vacinação contra a Covid-19 de crianças de seis meses a menores de cinco anos será incluída no Calendário Nacional de Vacinação.

 

Em 2024 também será realizada a vacinação de pessoas com mais de cinco anos – mesmo as não pertencentes aos grupos prioritários – que não foram vacinadas anteriormente ou receberam apenas uma dose. Essas poderão iniciar ou completar o esquema primário, que consiste em duas doses com intervalo mínimo de quatro semanas entre elas.

:: LEIA MAIS »

Itabuna inicia aplicação da segunda dose de reforço da vacina Bivalente

Pessoas com 60 anos ou mais e imunocomprometidos acima de 12 anos de idade que tenham recebido a última dose há, pelo menos, seis meses, já podem tomar a segunda dose de reforço da vacina Bivalente contra Covid-19. A Prefeitura de Itabuna, por meio da Rede de Frio da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou na quinta-feira passada, dia 14.

A segunda dose da vacina Bivalente está disponível em todas as unidades de saúde de segunda a sexta-feira, entre 8 e 11 e 13 e 16 horas, segundo a coordenadora da Rede de Frio, Camila Brito. Ela informou que as pessoas não devem se preocupar, pois haverá um novo reabastecimento do imunizante ainda nesta semana pela Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB).

“Estamos aguardando o reabastecimento que o Governo do Estado ficou de encaminhar para o município. Desta forma, teremos a possibilidade de enviar as doses para as unidades de saúde que estão com o estoque muito baixo ou não tenham mais estoque”, disse a coordenadora.

:: LEIA MAIS »

Prefeitura divulga calendário de vacinação em Itabuna

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, divulgou o calendário de vacinação nas unidades de saúde nesta semana, das 8 as 11 e das 13 às 16h contra o Covid-19. Vale ressaltar que as ampolas são abertas até às 15h para evitar desperdício de doses. Também vale pontuar que  o município ainda encontra-se em desabastecimento da Coronavac.

Para a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos, ocorre a primeira, segunda ou terceira dose da Pfizer. Para adultos e idosos, a primeira, segunda, terceira ou quarta dose contra o Covid-19 será aplicada para pessoas maiores de 18 anos sem comorbidade conforme disponibilidade na unidade.

BIVALENTE

A vacina Pfizer Bivalente traz em sua composição a imunização contra novas cepas do Covid-19, incluindo a variante Ômicron. Nesta semana, a substituição já acontece para o primeiro e segundo reforço (terceira e quarta dose) em idosos com idade a partir de 60 anos ou com sem comorbidade. E também, para gestantes, puérperas e pessoas com imunossupressão com idade a partir de 12 anos.

A documentação necessária é o RG, CPF ou cartão do SUS e cartão de vacina com registro das doses anteriores.

:: LEIA MAIS »

Bahia completa dois anos de vacinação contra Covid-19 com 35 milhões de doses aplicadas e queda de mais de 66% no número de mortes

 

Vacinação evitou milhares de mortes (foto Leonardo Rattes )

Há exatos dois anos, a Bahia aplicava as primeiras doses da vacina contra o Coronavírus. Em 19 de janeiro de 2021, uma enfermeira, uma idosa, um médico e uma indígena foram imunizados com a Coronavac, dando início a uma longa caminhada contra o tempo para salvar vidas. Desde então, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), mobilizou uma verdadeira operação de guerra contra o vírus, para garantir que as doses de esperança chegassem a todos os 417 municípios em tempo hábil.

A vacina que salva vidas
(foto:Leonardo Rattes )

E os dados mostram que a força-tarefa cumpriu sua missão: em 2020, a Bahia registrou 10.287 mortes, enquanto em 2022, após o avanço da vacinação, o número caiu para 3.487 óbitos, representando uma redução superior a 66%. Secretária da Saúde da Bahia, Roberta Santana destaca que a queda só foi possível graças à massificação da imunização, aliada às medidas de enfrentamento adotadas pelo Governo do Estado desde os primeiros dias da pandemia. “Investimos mais de R$ 2,2 bilhões durante a pandemia para garantir a estrutura necessária para salvar a vida de milhares de baianos, com ampliação e reforma de unidades de saúde, instalação de um hospital de campanha na Arena Fonte Nova, além do Hospital Metropolitano. Isso tudo exemplifica a grande reunião de esforços em prol de salvar vidas. Hoje, não temos dúvidas sobre a eficácia da vacinação nesse controle. Desde quando as doses começaram a ser aplicadas, as taxas de internações e mortes decorrentes de complicações da Covid-19 caíram de forma considerável”, analisa.

Diretora da Vigilância Epidemiológica do Estado, Márcia São Pedro ressalta que a queda progressiva de óbitos teve segmento mesmo diante das novas subvariantes mais transmissíveis, como a Ômicron, garantindo o índice de segundo estado com menor mortalidade do país. “A vacinação foi um divisor de águas na pandemia. Tínhamos um cenário devastador e percebemos uma situação completamente diferente após o início da aplicação. Apesar de termos tido um número maior de casos em 2022 quando comparado a 2020, registramos uma redução de mortalidade de mais de 66%. Então, o sentido da vacinação é claro. Ela não garante que a pessoa não vá se contaminar, mas o risco de agravamento e morte será muito menor se você estiver com o esquema vacinal completo”, explica.

:: LEIA MAIS »

Índice de vacinação contra a Covid-19 em Itabuna ainda está abaixo do ideal

Até o final de dezembro, foram aplicadas 449.714 doses de vacinas contra a Covid-19 em Itabuna no acumulado do ano. A informação é da Rede de Frio, da Secretaria Municipal de Saúde, tendo como base o Vacinômetro. Somente naquele mês, entre 12 e 29, foram aplicadas 3.443 doses.

No mês, crianças de seis meses a 2 anos com cobertura de 1ª dose foram 160 enquanto 2ª dose, 20, o equivalente a 2,6% e 0,3%, respectivamente.

No ano, pessoas maiores de 3 anos foram 174,537 na primeira dose (83,5%) e 2ª dose, 155.179 (71,8%). No público-alvo de maiores de 12 anos  a 3ª dose atingiu 90.472 pessoas (49,1%). Já em referência a maiores de 18 anos a 4ª dose alcançou 34.179 pessoas (20,9%). A 5ª atendeu 113 pessoas (0%).

A vacinação contra a Covid-19 no município tem como objetivo atender 6.015 crianças de seis meses a 2 anos; 208.889, maiores de 3 anos; 20.954; e 163.208 pessoas maiores de 18 anos. O público-alvo é definido com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

A coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Camila Brito, alerta para a necessidade de as pessoas completarem o esquema  vacinal, diante dos baixos índices de adesão.
“ Por mais que exista um controle sanitário, muitas pessoas, dentre elas as crianças, estão expostas. Isso é um indicador de saúde pública”, ressaltou.

:: LEIA MAIS »

Governo publica decreto que flexibiliza medidas contra a COVID-19

Está publicado na edição desta sexta-feira (23) do Diário Oficial do Estado o decreto que flexibiliza as medidas contra a proliferação do Coronavírus. A decisão tem como base dados da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) que apontam para um cenário de queda no número de casos ativos de COVID-19 na Bahia. A Sesab ressalta que o cenário da doença é dinâmico e novas medidas podem ser recomendadas, caso haja necessidade.

De acordo com o decreto permanecem autorizados em todo o território baiano os eventos e atividades em zonas rurais e urbanas, em logradouros públicos ou privados realizados em auditórios, circos, parques de exposições, feiras, passeatas, parques de diversões, espaços culturais, teatros, cinemas, museus, espaços congêneres e afins, templos para atos religiosos litúrgicos e os eventos desportivos coletivos profissionais.

O uso de máscara de proteção segue obrigatório em hospitais e demais unidades de saúde, tais como: clínicas e Unidades de Pronto-Atendimentos – UPAs, farmácias e drogarias; em transportes públicos: trens, metrô, ônibus, lanchas e ferry boat, e seus respectivos locais de acesso, como estações de embarque; para indivíduos que apresentem sintomas como tosse, espirro, dor de garganta ou outros sintomas gripais e aqueles diagnosticados com COVID-19, mesmo que assintomáticos; para quem teve contato com pessoas contaminadas pela Covid-19 e para imunossuprimidos e idosos, com idade superior a 60 (sessenta) anos, e gestantes. Isso é válido para todas essas categorias de pessoas, ainda que elas estejam em dia com o esquema vacinal contra COVID-19.

:: LEIA MAIS »

50% dos testes de Covid 19 em Itabuna tem resultado positivo

O Centro de Testagem Covid-19, implantado pela Prefeitura de Itabuna no antigo prédio do SAMU-192, na Avenida Nações Unidas, centro, registrou nos últimos 12 dias  aumento de 48% dos casos positivos da doença. Os atendimentos prosseguem de segunda a sexta-feira, das 8 às 14  horas.

Os dados estatísticos mais recentes, apurados pela Divisão de Vigilância Epidemiológica, do Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, compreendem o período de 24 de novembro a 5 de dezembro.

“Neste período, fizemos 2.060 testes, dos quais 985 foram positivos, o que representa 48% dos testes realizados”, informa o coordenador da Vigilância Epidemiológica, enfermeiro William Santos da Silva.

Ele ainda explica que a circulação do vírus SARS-Cov-2 está sendo monitorada na cidade, por meio das testagens. “Isso nos ajuda a trabalhar de forma eficaz para traçar estratégias que ajudem a conter o avanço da doença”, acrescentou.

:: LEIA MAIS »

Prefeitura determina uso obrigatório de máscara de proteção em Itabuna

 

O prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), por meio do decreto nº 15.209/2022 publicado no Diário Oficial do Município na edição do dia 5, determinou o uso obrigatório de máscara de proteção em diversos locais públicos e particulares. A determinação ocorreu em função do aumento do número de pessoas afetadas apela Covid-19 no município.

De acordo com Decreto,  o uso da máscara é obrigatório em hospitais e unidades de saúde, transporte público, bem como em locais de acesso como rodoviária, estação de embarque e desembarque, salões de beleza e centros de estética, bares, restaurante, lanchonetes e similares, igrejas, escolas e universidades.

Também fica obrigatório o uso do equipamento de proteção em ambientes fechados a exemplo de teatro, cinemas, museus, parques de exposição e similares.

:: LEIA MAIS »

Chuvas e Covid 19: reitor da Uesc estabelece aulas remotas

O reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Alessandro Fernandes de Santana, em razão das fortes chuvas que estão ocorrendo na região, considerando a segurança dos usuários do transporte dos servidores e discentes da instituição, com o risco iminente de alagamento de alguns trechos da pista da Rodovia Jorge Amado, entre as cidades de Ilhéus e Itabuna, autorizou a antecipação do fim do expediente, desta sexta-feira 2 de dezembro, para  as 12h20min.

Por outro lado, em decorrência da incidência de novos casos da Covid-19 o reitor da Uesc determinou que as aulas, dos cursos de graduação, sejam efetivas através do modelo remoto, suspendendo temporariamente as presenciais. A administração superior da instituição acompanhará o desenvolvimento da situação para adotar novas medidas

 

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia