Gilza Pacheco

 

A juventude é a fase da vida em que ocorrem diversas transformações pessoais, biológicas e sociais na vida do indivíduo.

Dentre as importantes transformações vividas pelos jovens destacam-se as mudanças biológicas marcadas pelo início da adolescência e pela puberdade. No âmbito social, ocorrem grandes marcos na vida do jovem, como a possibilidade de dirigir, o primeiro voto e o primeiro emprego. Referentes às transformações pessoais, é na juventude que acontecem escolhas importantes, como a escolha da carreira e as primeiras relações amorosas e sexuais.

No Brasil, são marcos dessa fase da vida os vestibulares e o Exame Nacional de Ensino Médio – ENEM. Todo esse conjunto de situações, escolhas e condições ajudam a formular a personalidade do indivíduo, no seu reconhecimento enquanto pessoa e no seu posicionamento social e pessoal diante da vida.

Também é nesse período que o senso de responsabilidade para a vida adulta surge e é cobrado pela sociedade, já que os atos se tornam mais conscientes . Dois dos marcos dessa fase são a possibilidade de prisão, por exemplo, e o consumo de álcool de forma legal, o que, no Brasil, é permitido a partir dos 18 anos de idade.

Apesar das diversas possibilidades durante a juventude, o fator social determina a qualidade de vida dos jovens. As desigualdades sociais escancaram as diferentes realidades da juventude em nosso país e no mundo.

Além da celebração dessa fase da vida, o Dia do Jovem tem como objetivo dar visibilidade à importância da criação de políticas públicas voltadas para os jovens, em especial os de classe mais pobre e pretos, pardos, indígenas e quilombolas. Essa data é reservada principalmente para efetivar a Constituição Brasileira, que confere aos jovens o direito de receberem educação, saúde, moradia e oportunidades de vida e trabalho.

As ações voltadas para jovens envolvem diversos fatores, como cultura, lazer, arte, esporte, saúde, segurança e educação. A efetividade dessas ações ajuda na equidade de possibilidades para a juventude.
No Brasil, diversas ações voltadas para tal igualdade já foram tomadas ao longo dos últimos anos. Um dos avanços nesse sentido foi a criação da Lei de Cotas, que prevê 50% das vagas de universidades e institutos federais para pessoas oriundas de escola pública.

É também nessa época em que os jovens se reúnem para discutir como será o futuro.
Várias previsões são feitas umas, talvez, darão certo, outras não, isso porque o mundo muda e os interesses também.
E tudo muda! Viram Adultos, as coisas viram pelo avesso!

Uns fazem tudo que esperavam dele, isto é, têm uma profissão, um bom emprego, casam e têm filhos, para logo dizerem : “fiz tudo que queriam que eu fizesse e não sou feliz”
Aí, muda tudo, ou quase tudo…
E dizem: “agora vou fazer tudo do meu jeito” Se separam, vão para academia, trocam de profissão com diploma como advocacia, medicina, jornalismo, dentista, etc, e viram fotógrafos, artistas, produtores de eventos, blogueiros, influencers…

Então pensam: “ fiz tudo que eu queria mas não estou feliz” E começa tudo de novo…

Lembrem-se de que tudo é possível, a vida é maravilhosa, você é jovem e ao mesmo tempo maduro e é assim que deve continuar, tornando a vida mais confortável, mais alegre, mais leve, mais feliz. Amorosamente uma energia divina, o poder criador que identifica nossa condição de filhos de Deus, participantes na obra da criação.

Aqui o amor esta intimamente relacionado com a procriação, um recurso da Natureza em favor da perpetuação da espécie.

Amor não é isso, ou apenas isso.

E, por tudo isso alerto jovens e adultos, para momentos de reflexão sobre as excelências do amor sonhado, procurado, sentido e, sobretudo, vivenciado, em favor de uma existência tranquila e feliz!