WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

prefeitura itabuna sesab bahia livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

maio 2023
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: 13/maio/2023 . 12:13

Palavras e Maravilhas 7 – Mazé Torquato apresenta Maria d’Apparecida : negro luminosa voz.

Quem não esteve presente ontem, no Rio de Janeiro, para assistir apresentação de Mazé Torquato sobre Maria d’Apparecida, cantora afrobrasileira que não pôde fazer carreira no Theatro Municipal do Rio de Janeiro por causa da cor de sua pele pode acompanhar em vídeo, um depoimento emocionante.

Assista

Pet gordinho não é nada fofinho

pet gordinho 2
Hannah Thame
htApesar de muitos acharem fofinho quando o pet está gordinho, a obesidade animal é um problema sério que pode causar diversas complicações para o seu Pet!
Dentre os principais males podemos destacar:
–> Problemas articulares;
–> Dificuldade de locomoção;
–> Aumento do colesterol e triglicérides no sangue;
–> Dificuldade respiratória;
–> Diminuição da expectativa de vida do animal.
Tia Hannah, como posso saber se meu pet está acima do peso?
O diagnóstico de obesidade só pode ser dado por um médico veterinário, porém existem alguns sinais que podem ser identificados pelo tutor, são eles:
–> Cansaço excessivo;
–> Dificuldade para levantar-se;
–> Sedentarismo;
–> Aumento das horas de sono.
Como evitar a obesidade animal?
Além da prática de exercícios físicos, uma alimentação saudável e equilibrada são fatores essenciais para a prevenção do excesso de dobrinhas no seu Pet!
Em certos casos a fisioterapia é uma dos tratamentos indicados para o tratamento da obesidade. Com a fisio o paciente retoma a mobilidade e a resistência respiratória, além de ajudá-lo a queimar umas gordurinhas também .

Há 60 anos nascia o CEPEC, sem prazo de validade

Walmir Rosário

Parece que foi ontem! Esta é a impressão que o engenheiro agrônomo Luiz Ferreira da Silva deixa transparecer no livro “A Fazenda Corumbá que virou Ciências (Cepec), 60 anos atrás”. Em janeiro de 1963, ainda com o diploma cheirando a tinta, ele aporta em Itabuna para iniciar sua vida profissional no ainda embrionário Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), mais ou menos convicto das dificuldades que o esperavam.

Assim que recebeu o diploma na Escola Nacional de Agronomia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) passou a analisar três propostas de trabalho: da Acar-ES, da Sudene, em Pernambuco, e do Ministério da Agricultura no Sul da Bahia, em convênio com a Ceplac. Duas dessas bastante conhecidas e conceituadas, e ainda por cima, já estava com a passagem aérea enviada pela Sudene para iniciá-lo no emprego.

Luiz Ferreira da Silva

Mas, por ironia do destino, Luiz Ferreira se influencia com uma explanação do engenheiro agrônomo Frederico Afonso sobre o início da operação da Ceplac na cacauicultura, inclusive com o levantamento dos solos da região cacaueira. Bom aluno de matéria Pedologia, ainda teria o seu professor Marcelo Camargo, como orientador. Soube de todas as dificuldades que passaria numa região inóspita, mas resolveu topar a parada.

E assim, em 22 de janeiro de 1963, Luiz Ferreira desce do Dart Herald da Sadia no aeroporto de Ilhéus para correr os quatro cantos das terras do cacau. Nesta época, o Cepec, que se transformou no maior centro de pesquisas de cacau do mundo, sequer existia. Pelo que ele conta, o ditado “tirar leite de pedra” era verdade e a ciência começava a ser feita numa casa sede da Fazenda Corumbá.

:: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia