WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

prefeitura itabuna sesab bahia livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

abril 2023
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


:: 1/abr/2023 . 16:42

Em missão na China, Jerônimo visita empresas de tecnologia e estuda trazer conceito de cidades inteligentes para a Bahia

Em sua primeira agenda oficial na China, realizada na manhã deste sábado (1) — horário local do país —, o governador Jerônimo Rodrigues esteve com a direção de duas grandes empresas chinesas: a Aviation Industry Corporation (AVIC), maior construtora de portos e aeroportos  do país e segunda maior do mundo no setor; e a Beijing Aerospace Chanfeng, especializada em pesquisa e inovação em tecnologia de cidades inteligentes. Na ocasião, foram apresentados equipamentos e soluções que auxiliam na gestão de transporte, segurança e saneamento, além da construção civil.


O governador e a comitiva baiana ainda visitaram uma exposição onde é feita a demonstração dos serviços oferecidos nesses ramos de atuação. “Pude identificar, por exemplo, o que a Bahia já faz na Segurança Pública, e o que podemos avançar na Saúde, entendendo que precisamos nos aprofundar, cada vez mais, na área da telemedicina. Ainda nesse universo de tecnologia e cidades inteligentes, iremos estudar a possibilidade de levar o conceito da China, que passa pela comunicação, acessibilidade e oferta de serviços, para bairros e áreas menores, na Bahia”, explicou Jerônimo.

:: LEIA MAIS »

Familias da AACRI Itabuna participam da Chocolândia no Shopping Jequitibá

 

Os filhos de famílias que integram a Associação dos Agentes Ambientais e Catadores de Recicláveis (AACRI) de Itabuna AACRI viveram ontem (31) de uma experiência fascinante. Eles participaram da Oficina de Ovos de Páscoa de Chocolate e Pirulito, que faz parte da programação da “Chocolândia, a doce trajetória do Chocolate”. promovida pelo Shopping Jequitibá

As crianças aprenderam a fazer Ovos de Páscoa e ao final da atividade puderam levar os produtos de presente. Além disso, meninos e meninas, muitos deles visitando o shopping pela primeira vez, também participaram de atividades recreativas com a turma do Tio Kathynho Carvalho que trouxe o personagem do Coelho de Páscoa para animar a garotada.

A ação contou com o apoio das lojas Fino Grão, Fino Malte e da Nestlé na realização da oficina. A Central de Triagem e Reciclagem da AACRI, que funciona no bairro Lomanto, reúne cerca de 100 catadores e foi implantada pela Prefeitura de Itabuna, em parceria com a CVR Costa do Cacau

De acordo com a gerente de Marketing do Jequitibá, Kaliane Rocha , “o shopping tem um compromisso com a responsabilidade social e é gratificante ver a alegria das crianças e seus país, numa data tão importante como a Páscoa, que significa a celebração do renascimento”

Prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, participa de Sessão Solene na Câmara Federal

 

A convite do deputado federal Paulo Magalhães e do senador Otto Alencar, o prefeito Antônio de Anízio participou de uma Sessão Solene no plenário Ulysses Guimarães, em Homenagem aos Cem Anos de Emancipação do Município de Ruy Barbosa, sessão de autoria do deputado federal Otto Alencar Filho. A solenidade também contou com presença do deputado estadual Eduardo Alencar; do prefeito de Ruy Barbosa, Claudio Serrada; do presidente da Câmara de Vereadores de Ruy Barbosa, Geovan de Jesus e do presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), prefeito Quinho de Belo Campo.

Em seu discurso o deputado Paulo Magalhães ressaltou o trabalho desenvolvido pela família Alencar no município de Ruy Barbosa, o destaque no Congresso Nacional do senador Otto Alencar e o exemplo de uma família unida e devotada por sua terra, da vontade de servir a Ruy Barbosa e lembrou que assim também tem sido na Chapada Diamantina. Ao presidir a Sessão Solene o deputado Paulo Magalhães registrou a presença do prefeito Antônio de Anízio de Itacaré, no plenário da Câmara Federal.

Na ocasião o prefeito de Itacaré cumprimentou os parlamentares presentes, parabenizou o deputado Otto Filho pela proposta e parabenizou o prefeito Cláudio Serrada com sua comitiva pela gestão e pelo desenvolvimento da cidade que tem uma economia pujante, ligada ao polo industrial de calçados e à agropecuária

Manuel Leal, ACM e o cheque pré-datado

Daniel Thame

Inicio da década de 90. A pretexto de inaugurar novas salas de aula numa escola da rede estadual, Antonio Carlos Magalhães, então o todo poderoso governador da Bahia, fez um ato público na praça Adami, centro de Itabuna.

Era só pretexto mesmo. O que ACM fez foi desancar, com a verborragia habitual, seu ex-aliado Manuel Leal, dono do jornal A Região, que lhe fazia ferrenha oposição.

Embora fosse à época o jornal de maior circulação no Sul da Bahia, A Região era tratada, bem ao estilo ACM, sem pão nem água pelo Governo do Estado. Publicidade zero.

Mas o caudilho queria mais. Depois de atacar Leal, que assistia tudo da sede do jornal, bem ao lado da praça que hoje leva seu nome, ACM falou sem rodeios:

-Quem for meu aliado, meu amigo, não anuncia nesse jornal de merda…

Dias depois, apareceu na sede do jornal um empresário com veleidades de entrar na política, para pagar um anuncio de sua loja.

E, para não deixar dúvidas, preencheu o cheque com data anterior ao discurso-ordem de ACM.

Manuel Leal, que não era Manuel Leal por acaso, não descontou o cheque.

 

Durante muito tempo exibiu-o, aos risos, aos amigos, como exemplo da “coragem” de alguns de nossos concidadãos.

O jornal, apesar das bravatas de ACM, sobreviveu e hoje, apenas em versão online, trocou o vermelho pelo azul, tudo a ver com a guinada que deu.

O velho capo não teve a mesma sorte.

As cores de abril

cleide

 

 

Cleide Léria Rodrigues

As cores de abril , os seres de anil

O mundo se abril em flor

E pássaros mil nas flores  – de – abril

Voando e fazendo amor

O canto gentil de quem bem vive

Num pranto desolador

Não chora , me ouviu que as cores de abril

Não querem saber da dor

Olha quanta beleza

Tudo é pura visão e a natureza

Transforma a vida em canção

Sou eu o poeta quem diz

Vai e canta , meu irmão

Ser feliz é viver morto de paixão

Ser feliz é viver morto de paixão…????

#Viniciusdemoraes#toquinho.

Um grande abraço!

—    

Cleide Léria Rodrigues é Psicóloga  – CRP03 18383.

Os cobiçados rapazes do Banco do Brasil

 

Equipes de funcionários do BB de Canavieiras em 1964

Walmir Rosário

O Banco do Brasil sempre foi considerada uma instituição singular, de prestígio em todo o país. Queiram ou não, era bem diferente dos demais estabelecimentos bancários, de acesso mais restrito a correntistas e funcionários. Estes somente ingressavam no corpo de funcionários pelo sistema de meritocracia, por meio de um concurso nacional, após anos de estudo. Valia a pena, por ser um emprego pra vida toda, até a sonhada aposentadoria.

Assinada a carteira e vencido o estágio probatório, o funcionário do BB era considerado um ser diferente, quem sabe superior, na hierarquia social, tanto pelo prestígio que gozava na sociedade. A começar pelo contracheque, apelidado de espelho, recheados de cruzeiros, cruzados ou reais, em comparação aos salários pagos pelos bancos privados, também considerados bons pelos empregados.

E somente ingressavam no quadro de funcionários rapazes e moças cujo desempenho no concurso fosse bem acima da média. Uma prova considerada “pau a pau” com os temidos vestibulares. Língua portuguesa, com questões difíceis de gramática; história, e a mais temida: a matemática. Mas não bastava, quem não fosse ágil e com um pedigree de ouro na datilografia nem se habilitasse, seria reprovado na hora.

Lembro dos meus tempos de menino, em que ficava deslumbrado ao entrar na agência Itabuna do BB e apreciar – com emoção – os lépidos funcionários datilografando contratos ou outros serviços. Mas além de “bater a máquina”, ficávamos embevecidos com o cálculo feitos na máquina Facit manual, com as teclas numéricas e manivelas girando para frente e para trás, era um espetáculo para nós garotos.

Nem precisaria comentar, mas os funcionários do BB chamavam a atenção por serem considerados moços de alto partido pelas donzelas casadoiras, que se postavam nas janelas de suas casas no horário em que eles encerravam o expediente. Era um festival de suspiros quando eles passavam, muitas das vezes marcados por troca de olhares e algumas frases galanteadoras. Melhores partidos não haviam nas cidades.

 

:: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia