Acabo de retornar do Hospital Calixto Midlej, em Itabuna, onde fui visitar José Ferreira Vieira, o Ferreirinha.

Aos 99 anos, ele se recupera bem após um problema pulmonar que lhe valeu alguns dias na CTI e, segundo repete toda hora, não vê a hora de voltar para casa.

No início da década de 90, então no vigor dos seus 80 anos, Ferreirinha ficou mundialmente conhecido após se casar com a estudante Iolanda, então com 15 anos. Foi tema de reportagens em jornais de todo o planeta e concedeu uma entrevista antológica no programa Jô Onze e Meia, no SBT, onde foi triunfalmente apresentado por Jô Soares como o “Garanhão de Itabuna”.

No hospital, Ferreirinha está recebendo a atenção dos parentes e tem o carinho permanente da esposa Iolanda, prova provada de que até os amores improváveis são duradouros quando, perdão pela redundância, permanece acesa a chama do amor.

Saúde, Ferreirinha, que este blogueiro não quer perder a sua festa dos 100 anos, a serem completados, com a graça de Deus, no dia 8 de janeiro de 2010.