Está nos blogs e jornais da Bahia e deve ganhar o Brasil: descobriu-se que quase metade do financiamento eleitoral da prefeita de Candeias, Maria Maia (PMDB), veio de uma pessoa morta há cinco anos. Almerinda Monteiro dos Santos tem registro de ambulante na Secretaria da Fazenda do Estado e aparece como doadora de R$ 266 mil, ou 44% dos R$ 604 mil oficialmente arrecadados. Uma certidão de óbito emitida pelo Estado da Geórgia (EUA), onde mora a filha de Almerinda, confirma sua morte em 6 de junho de 2004.

Cá para nosotros, qual o motivo do espanto?

Nessas coisas de prestação de contas de campanha eleitoral acontecem coisas do outro mundo.

Com o devido respeito à memória de dona Almerinda, eis o que se pode chamar de fantasminha camarada.