hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Posts Tagged ‘Via Litterarum’

Via Litterarum lança projeto de inclusão literária abxz Caminho das Pedras: Fomento à Leitura e à Criação Literária

abcz caminhoA Editora Via Litterarum surgiu em 2004 com o propósito de contribuir para que o talento literário possa se revelar. Ao longo desses anos vem realizando esse propósito  com o lançamento de dezenas de obras, valorizando principalmente a literatura do Sul da Bahia. .

Neste ano lançou o projeto de inclusão literária abxz Caminho das Pedras, com o objetvo de que  nenhum talento literário se perca por falta de oportunidade. Esse  projeto possui três núcleos regionais com andamento.

O primeiro com poetas da região de Ribeira do Pombal e entorno em fase de editoração. Os outros dois através de editais com inscrições abertas. Um em parceria com a Academia de Letras de Ilhéus, pensado para os autores dos municípios da Bacia Hidrográfica do Rio Almada, para contos. O outro, em parceria com a Academia de Letras de Jequié e Revista Cotoxó, pensado para poetas dos municípios do Baixo e Médio Rio das Contas.

abxz 2 O diretor e editor da Via Litterarum Agenor Gasparetto, destaca que “o Projeto de inclusão literária abxz Caminho das Pedras: Fomento à Leitura e à Criação Literária, não tem fórmulas prontas, mas aposta na liberdade criativa, na imaginação, na sensibilidade de leitores e de criadores de mundos poéticos e ficcionais”. O projeto Consiste na edição de coletâneas de trabalhos, organizados por gênero literário, por recortes geográficos ou temáticos, de acordo com um calendário consensuado com os integrantes de cada um dos núcleos literários.

 

“O tempo será o tempo de amadurecimento de cada núcleo. Por uma razão singular, o projeto conta com a participação livre e voluntária, sem caráter mercantil.  Objetiva a inclusão literária”, diz Agenor.

 

O projeto tem  inscrições gratuitas, com  um regulamento como parâmetro definido em conjunto com os parceiros.

 

 

 

Waldeny lança “Noite no Vale do Cotia”

Agenor Gasparetto e Waldeny Andrade

Agenor Gasparetto e Waldeny Andrade

“Noite no Vale do Cotia” é a mais nova incursão pelo mundo da ficção literária do escritor, jornalista e radialista aposentado Waldeny Andrade, na luta pela preservação do que ainda resta da cobertura nativa no Sul da Bahia. A obra, baseada em fatos reais, será lançado na Semana do Meio Ambiente, em junho, narra uma história de mistérios, usura, perseverança, crimes e traições tendo como foco o homem.

Neste seu quarto livro editado pela Via Litterarum, o  escritor narra história de uma família, proveniente do Nordeste brasileiro, que foge da seca e aporta em Itabuna, atraída pela fama do cacau numa época em que a economia cacaueira passa por mais uma de suas renitentes crises econômico-financeiras. A saga dessa gente leva a construir uma fazenda de cacau, onde pretende manter em pé a densa floresta nativa, seus corpos d’água, a fauna e flora então abundantes.

Read the rest of this entry »

Advogado “desafia” o câncer de próstata

Foto Humberto Cavalcante.2O livro “Desafiando o câncer de próstata”, do advogado Humberto Cavalcante, será lançado nesta quinta-feira (19), às 19h30, no Hotel Royal (Rua Quintino Bocaiuva, 62), em Itabuna. A edição é da Via Litterarum.

A obra, de acordo com o editor Agenor Gasparetto, que assina o prefácio, revela o drama do pai de Humberto, vitimado por esse tipo de câncer, numa época em que o toque retal (ainda hoje indispensável ao diagnóstico da doença) era algo impensável para o homem latino. “Os homens são os principais interessados neste livro”, afirma Gasparetto, em particular os que já estejam acometidos desse mal, que Humberto define como “traiçoeiro, silencioso, sorrateiro e que não apresenta sintomas no início”.
Também acometido pelo “caranguejo”, o autor mostra formas de enfrentamento da doença, valorizando as ações de controle da moléstiacapazes de prolongar a vida. “Prefiro viver menos, mas com qualidade de vida, do que viver um pouco mais como um trapo humano, atirado a um leito, caquético, inválido, sem controle de nenhuma das necessidades fisiológicas básicas, dando uma trabalheira infernal aos que estão à minha volta.” Ele acrescenta, como evidência da eficácia dos cuidados que o doente deve ter: “É muito comum o sujeito idoso morrer com câncer de próstata, porém nem sempre por causa deste.”
Autor de dois outros livros publicados pela Via Litterarum (Reminiscências/2015 e Dá licença, Doutor/2016), Humberto Cavalcante destaca em Desafiando o câncer de próstata que, pela sua condição de agnóstico, descrê da figura folclórica da “velha esquelética envolta num manto preto, com a sua foice ou cutelo afiado no ombro”, mas que, mesmo assim, o trabalho dela não deve ser facilitado”. Seu livro é uma tentativa nesse sentido.

Livro refaz itinerário dos Tupinambás por direito à terra

Serra do Padeiro - A Saga dos Tupinambás - Waldeny Andrade“Serra do Padeiro – A saga dos Tupinambás” é o mais novo livro do jornalista e escritor Waldeny Andrade. Editado pela Via Litterarum, a obra conta a trajetória percorrida pelos índios no Sul da Bahia em busca do reconhecimento pelos direitos imemoriais à terra dos seus ancestrais. Com 288 páginas, traz a história de vida de uma família constituída por um sobrevivente da 1ª Guerra Mundial e uma índia, tendo como pano de fundo a heroica saga dos Tupinambás, desde suas raízes na nação Tupi, que habitava o litoral brasileiro na época do descobrimento. Contém capítulos curtos, com dinâmica e precisa narrativa.

Por sua trajetória profissional reconhecida, em determinados momentos, o autor assume sua condição de jornalista profissional opinativo para enfocar uma realidade incontestável sobre a discriminação e sofrimento que resta aos indígenas que habitam uma área, cuja demarcação oficial esperam há séculos.

Também narra fatos históricos envolvendo os Tupinambás como a Batalha dos Nadadores, em 1559, quando a praia do Cururupe, extremo norte da Terra Indígena Tupinambá de Olivença, foi cenário da sangrenta guerra comandada pelo governador-geral Mem de Sá. Ainda evoca aspectos da colonização jesuítica dos índios, tendo à frente o padre Manoel da Nóbrega, cujo marco foi a construção da Igreja de Nossa Senhora da Escada, em 1680.

Read the rest of this entry »

Emiliano Dantas lança “Os meeiros do cacau no Sul da Bahia”

livro meeirosO fotógrafo e antropólogo Emiliano Dantas lança nos dias 12 às 8 horas e no dia 13 às 19 horas, no auditório Jorge Amado da Uesc, o livro “Os meeiros do cacau no Sul da Bahia”, editado pela Via Litterarum.

O sul da Bahia é região de histórias sobre heróis, desbravadores em terras de índio incrustadas na Mata Atlântica. Homens creditados pelo mérito da monocultura do cacau, da riqueza e da violência.

O livro  não é uma das tantas ficções baianas, é uma etnografia sobre pessoas que se intitulam meeiros, os habitantes da região, que dão sentido à terra, ao tempo e à lida com a mesma intimidade que colhem e saboreiam o chamado fruto de ouro.

O trabalho foi feito durante a pesquisa de mestrado, na Universidade Federal do Pernambuco, no Programa de Pós-Graduação em Antropologia por Emiliano Dantas.

“Para sempre felizes-Coisas de neto”, um livro para todas as idades

livro 1

A relação entre um avô e seu neto, um menino de cinco anos, filho de pais separados, em histórias que mesclam afeto e inocência, numa fase de descobertas e de questionamentos entre uma vida outonal e uma vida primaveril.

livro 2Esse é o mote do livro “Para sempre felizes-Coisas de neto”, do sociólogo e escritor Agenor Gasparetto, editado pela Via Litterarum. Com  texto leve de Gasparetto e ilustrações de Yomã Ferreira Mattielo, o livro é um tributo do avô ao neto e parece ter sido escrito por ambos, tamanha a carga de cumplicidade em cada página.

“Para sempre felizes-Coisas de neto” é um desses livros que fazem bem ao espírito, porque há mais de união do que de abismo nas relações entre adultos e crianças, principalmente quando essa relação é entremeada de muito, mais muito, amor.

 

Daniel Thame lança Manual de Baixo Ajuda

capa Manual Baixo Ajuda  DTO jornalista e escritor Daniel Thame lança no dia 29 de maio seu mais novo livro, “Manual de Baixo Ajuda, como transformar sua autoestima em anã”. O lançamento acontece na área externa do Teatro Zélia Lessa em Itabuna, recém-reformado pela FICC – Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania.

Editado pela Via Litterarum,“Manual de Baixo Ajuda” faz um contraponto bem humorado aos manuais de autoajuda que dominam o mercado editorial e que segundo o autor “só melhoram mesmo é a vida de quem escreve esses livros”.  O Manual traz contos como “De office boy a gerente”, “Juros por Deus”, “O amor é cego”, “O amor não tem idade”, “Todas as mulheres aos seus pés”, “O caminho mais curto para o céu”, “Medalha de ouro no amor”, além de gotas ácidas de sabedoria e algumas fábulas fabulosas de hoje em dia.

O livro tem posfácio (ou post mortem!) de Ernesto Che Guevara, Raul Seixas e John Lennon, em depoimentos que revelam como o “Manual de Baixo Ajuda”  poderia ter mudado suas vidas. Isso se, obviamente, eles não tivessem morrido antes, embora, a exemplo de Elvis Presley e de Michael Jackson, haja controvérsias

DT lacoste 1Daniel Thame também é autor dos livros “Vassoura”, uma série de contos sobre os impactos da vassoura de bruxa, doença que devastou a lavoura cacaueira, na vida da população sul-baiana, “A Mulher do Lobisomen”, contos que abordam o universo feminino, e “Jorge100anosAmado – Tributo a um eterno Menino Grapiuna”, releitura contextualizada das principais outras do escritor baiano.

O lançamento do Manual de Baixo Ajuda tem o apoio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) e da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopias, Etc. (Alambique)

“Agenda 2014: Mundo do Futebol, Copa do Brasil” será lançada em Salvador

copalivro

A Editora Via Litterarum lança nesta  quarta-feira, dia 21, na  Biblioteca Central do Estado, nos Barris a  “Agenda 2014 Mundo do Futebol: Copa no Brasil” que  abre a série Agendas Temáticas da editora.

Objetivando criar um produto jornalístico-literário combinado com as funções de uma agenda, a editora contou com um historiador e um geográfo para proporcionar aos amantes do futebol um acervo rico de informações,tendo como foco o futebol e as Copas do Mundo, narrando o contexto das 19 anteriores, bem como das 12 cidades-sedes desta, contando sua história e focando seus clubes profissionais, bem como elencando estatísticas básicas e, por fim, reunindo estatísticas básicas, além de mapas, dos 32 países participantes desta Copa do Mundo no Brasil.

Além da bola rolando, o livro  informações relevantes sobre esse fascinante mundo, o mundo do futebol na perspectiva dos selecionados nacionais.

 

Aurélio Schommer lança livro ´Salvador de Todos os Sonhos´

livro aurelioAbordando mitos históricos e culturais, como o “dique dos holandeses” e a suposta malemolência dos soteropolitanos, o escritor e conselheiro estadual de cultura Aurélio Schommer, juntamente com as fotógrafas Carla Gasparetto e Mary Berbert, compôs o livro Salvador – Baía de Todos os Santos, Salvador de todos os sonhos, obra que será lançada nesta quarta-feira, dia 21, pela editora Via Litterarum.na  Biblioteca Central do Estado, nos Barris.

Editado em três idiomas (inglês, português e espanhol), o livro traz um resumo da história local, desde os Tupinambás e a chegada de Américo Vespúcio à península, em 1501, descreve as paisagens naturais, sintetiza aspectos culturais e trata mais exaustivamente do patrimônio material, dos numerosos monumentos arquitetônicas da capital da América Portuguesa.

Em tópicos ilustrados com fotografias exclusivas, o autor faz um passeio pelos municípios do território de identidade RMS (Camaçari, Salinas da Margarida, Vera Cruz, Itaparica, Dias d’Ávila, Candeias e Lauro de Freitas), além de registrar fatos históricos como a Revolta dos Malês e a Invasão Holandesa, biografar brevemente personagens como Luís Gonzaga das Virgens, Carybé e Mãe Menininha, inventariar museus e igrejas (“não há nem perto de 365, porém a Arquidiocese não revela o número exato”, conta) e esclarecer questões controversas, como as origens da fitinha do Bonfim, do nome do plano inclinado Gonçalves, da avenida Sete, do berimbau, da capoeira, do acarajé e do sarapatel.

Todos os textos primam pela linguagem literária, aliada ao rigor jornalístico de Aurelio Schommer

 

“História do Brasil Vira Lata” e “Ilhéus, terra do Cacau” serão lançados em Salvador

A Biblioteca dos Barris, em  Salvador,  abre espaço amanhã  (19) às 18 horas, para o lançamento de  dois importantes livros.  “História do Brasil vira-lata,  as razões da tradição autodepreciativa brasileira”,  do escritor baiano Aurélio  Schommer,  da Editora Casarão do Verbo  mostra o  brasileiro que ama seu país, mas não ama os brasileiros. Desde o início da saga portuguesa, brasileiro foi profissão de quem era incapaz de exercer qualquer  outra  com competência.

O  livro “Ilhéus, terra do cacau poções de encantos”,  que tem como  autores  o historiador Aurélio Schommer e o sociólogo Agenor Gasparetto, editado pela Via Litterarum, é apresentado nas versões em  versões em  português, inglês e espanhol e, brevemente, em francês, italiano e alemão. O livro  surgiu da necessidade de prover o turista com informações de qualidade sobre a história, a geografia, a cultura, a literatura da cidade e região que está visitando, qualificando a  informação para os visitantes do Sul da Bahia.

Duas obras indispensáveis.

HOJE TEM JORGE ARAUJO NO SITIO DO ESCRITOR

Centenário de Jorge Amado: Sitio do Escritor lança livros de autores grapiunas

As editoras grapiúnas Via Litterarum e Mondrongo Livros vão participar juntas da Feira do Livro de Ilhéus, que acontecerá entre os dias 05 e 11 de agosto, no espaço Sítio do Escritor, onde acontecerá lançamentos de livros e bate-papo de escritores e leitores. A programação será aberta domingo (5) às 18 horas, com o lançamento do livro Jorge100anosAmado: tributo a um eterno menino grapiúna, do jornalista Daniel Thame, seguido do livro   Ilhéus, terra do cacau: poções de encantos  (Turismo), de Agenor Gasparetto e Aurélio Schommer. Na segunda-feira, as 19;30 horas, lançamento dos livros Indômitos (Poesia), de Bira Lima; Pedra por Pedra (Contos), de Claúdio Zumaeta.

Na terça feira, o Sitio do Escritor terá o lançamento de obras de Jorge Araujo: Ara uma vez… uma fábula abecedária (Infantil),  Travessias do Travesso Pingo D`água (Infantil), O gavião e a flecha: contos da velhice espavorida (Contos),– Estupros à razão: e outras crônicas da vida vinagre (Crônicas), e– Dioniso & Cia. na moqueca de dendê: Desejo, Revolução e Prazer na obra de Jorge Amado, 2ª edição (Ensaio).

A programação de quarta-feira (8) terá a apresentação do 9 mulheres e 8 Janelas: Quando vidas reservam silêncios (Romance), de Josanne Morais, além de  Morte e Gênero: Estudos sobre a obra de Jorge Amado (Ensaios), de André Rosa e Sandra Sacramento, às 21 horas. Já na quinta-feira, os lançamentos começam às 15 horas, com o livro O sequestro dos Raios de Sol (Teatro infanto-juvenil), de Pawlo Cidade, seguidos de Dois temas ligados ao cangaço: Anésia Cauaçu (Romance), de Domingos Ailton; e A Casa de Santinha (Teatro), de Pawlo Cidade, O desterro dos mortos, (Contos, 3ª edição), livro indicado para o vestibular 2013 da UNEB, de Aleilton Fonseca; Jorge Amado: nos terreiros da ficção (Ensaio), de Aleilton Fonseca, Myriam Fraga e Evelina Hoisel e Cantares de Roda (Poesia), de Cleberton Santos.

Na sexta, dia 10, serão lançados os livros A neurociência e as emoções do ato de aprender: Quem não sabe sorrir, dançar e brincar não deve ensinar (Educação), de Iana Muniz; e A qualidade na educação básica: Uma proposta de gestão estratégica para o processo ensino e aprendizagem (Educação), de Fabiana Kauark. O Sitio do Livro encerra a sua programação no sábado, às 18 horas, com o lançamento de Ferradas: Um capítulo na história do Brasil (História), de Gustavo Veloso.

Os editores Marcel Santos, da Via Litterarum e Gustavo Felicissimo, da Mondrongo, destacam que esse é um importante espaço para a literatura regional, numa interação entre autores e leitores, nas mais variadas manifestações da literatura regional. O Sitio do Escritor faz parte das comemorações do Centenário de Jorge Amado.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031