hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

Posts Tagged ‘Veja’

Lula Livre sim, qual é mesmo a dúvida?

 

lula e ruiRui Costa

Quem conhece minha história de vida sabe que o motor que me levou à luta social e política foi o combate a qualquer tipo de injustiça, de discriminação, de preconceito, de exclusão social. Enfim, foi o desejo de uma sociedade justa, e de absoluto respeito aos direitos do ser humano.

Desde a entrevista à Veja tenho sido atacado por gente que sequer leu a revista. Democracia é respeitar o contrário, mas é preciso refletir sobre a verdade. Quero manifestar minha indignação quanto à manipulação das minhas declarações.
Na última visita que fiz ao Presidente Lula, em Curitiba, acompanhado do governador Wellington Dias, ele como grande Estadista que sempre foi, disse: “Vocês têm muito o que mostrar. Falem, mobilizem, ajudem a mobilizar a juventude a barrar o desmonte da Educação; ajudem a mobilizar os trabalhadores contra a retirada de direitos e o desemprego; ajudem a mobilizar os brasileiros pela soberania do nosso País. Se alguns não defendem o Lula Livre, não tem problema. O mais importante é salvar nosso País do desmonte. Nós vamos provar esta farsa que foi o meu julgamento”. Também ouvi dele neste dia: “Solidariedade é algo que não se impõe, é algo voluntário”.

Nunca abri e nunca abrirei mão de denunciar a conspiração que retirou Dilma e montou esta farsa contra Lula. No entanto, não posso impor isso a ninguém, assim como não podem os governos progressistas. Quanto à posição sobre a candidatura própria em caso da impossibilidade de Lula em 2018, esta foi posição pública expressada por muitas pessoas do PT, entre elas eu e Wagner. Estamos entre aqueles que mais se empenharam na candidatura de Haddad. Ele sabe disso. O resultado das eleições na Bahia não deixa dúvida, ganhamos em 413 das 417 cidades da Bahia.

Tenho uma história de vida e no PT, e exijo respeito aos meus valores de vida. Entre eles, caráter, compromisso com a verdade e total respeito e solidariedade aos companheiros de caminhada. Agora, vou continuar defendendo o que penso de forma franca e sincera. Mais do que nunca é preciso sair da bolha e dialogar com a sociedade brasileira. Lutei e lutarei pela liberdade de expressão. O que valorizo é o trabalho pelo meu estado e pelo meu país. Cada vez mais quero governar cuidando de gente. Debater sempre. E trabalhar também. Lula Livre! Bom domingo!!!

Já que Moro foi pífio em Curitiba, restou à mídia usar Marisa para transformar Lula no viúvo do mal

Por Kiko Nogueira, no Diario do Centro do Mundo

kiko 2A nova estratégia de demonização de Lula passou a ser acusá-lo de culpar Marisa Letícia por seus crimes.

Na audiência com Moro, Lula afirmou que, enquanto ele havia descartado a compra do triplex no Guarujá, Marisa relutava.

“Eu não ia ficar com o apartamento, mas a dona Marisa ainda tinha dúvida se ia ficar para fazer negócio, ou não”, falou. Moro perguntou se ela decidiu não ficar. “Não discutiu comigo mais”, foi a resposta.

E daí?

A síntese do Jornalixo

A síntese do Jornalixo

E daí nada, mas já que estamos na lama, haverá sempre porcos e uma farta distribuição de lavagem.

Nordestino, nove dedos, bêbado, analfabeto, ladrão, infiel, criador de filhos bandidos, assassino de Celso Daniel…

Faltava o viúvo safado que se aproveita da falecida. Não falta mais.

Essa exploração dá bem a medida do quanto o depoimento de Lula a Moro foi frustrante para quem esperava que o juiz esmagasse o ex-presidente.

Ao longo de cinco extenuantes horas, Moro e sua patota do MPF não apresentaram nem uma mísera prova. Moro ainda fez, à margem da lei, questionamento a respeito de outros inquéritos, mentiu sobre a relação umbilical com a imprensa, abusou porque pode tudo.

Levou um sabão histórico nas considerações finais. Na GloboNews, o time de Camarotti e Catanhêde não tinha como esconder a tristeza. No Jornal Nacional, o clima era de fim de feira.

Restou a uma mídia que não se cansa de apelar para os baixos instintos a miséria de usar Marisa para atingir Lula.

A capa da Veja traz Marisa Letícia num retrato em fundo rosa, a face dela com photoshop na sobrancelha no estilo rainha diaba.

Giancarlo Civita, o herdeiro de Roberto, vai se provando à altura do pai no que este tinha de mais desprezível, uma espécie de Michel Temer dos empresários da imprensa — sem carisma, sem talento, cumpridor de serviço sujo que age na sombra.

capas

O cordão da baixaria foi engrossado por Geraldo Alckmin, o Santo da Odebrecht. “Ter jogado a culpa na esposa falecida é algo inaceitável, inaceitável”, disse o tucano, balançando a calva.

É um golpe baixo, mesmo para os padrões dele, e ajuda a explicar por que o PSDB vive na draga nas sondagens presidenciais. É a mesma lógica oportunista que levou o partido que perdeu nas urnas em 2014 a se aliar à escória do PMDB.

O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, uma das estrelas do elenco da força tarefa que estava presente ao interrogatório de Lula, também resolveu se aproveitar da onda.

“No geral, eu não vi nenhuma consistência nas alegações. Infelizmente, as afirmações em relação à Dona Marisa a responsabilizando por tudo é um tanto triste de se ver feitas nesse momento até porque, como o ex-presidente disse, ela não está aí para se defender”, disse.

Ora, o sujeito investiga Lula há três anos, não apresenta uma evidência de que o apartamento pertença ao réu — e, instigado pelo Estadão, se defende de sua inépcia atacando Lula com um julgamento moral e uma fofoca.

Marisa não foi absolvida por Sergio Moro depois de morta, como explicou Joaquim de Carvalho no DCM. Os mesmos que a achincalharam quando de seu AVC agora simulam solidariedade e compadecimento.

Vera Magalhães, pitbull da Jovem Pan que foi casada com um assessor de Aécio Neves e que divulgou, entre piadas, vídeos da corja que invadiu a garagem de José Dirceu para linchá-lo, chegou a tirar da manga o termo “sororidade”.

Noves fora o processo kafkiano e o pântano em que estamos metidos, o que a aliança da mídia com a Lava Jato conseguiu produzir, até agora, foi a alavancagem do nome de Lula nas pesquisas para as eleições de 2018.

Ninguém normal gosta de ver uma perseguição abjeta.

Eis a única certeza que existe até agora — além da que essa canalha sempre pode piorar.

Lula: pela verdade, pela honra

Quando foi é dada a palavra, ao final da audiência com Moro, que o faz com nítida má vontade. Lula partiu para o ataque no depoimento que prestou em Curitiba.

Moro tenta interromper, mas é impossível.

Sai de Lula um misto de razão e de honra que não poderia ser detido por uma alma fria, como a de Moro.

Muito menos por alguém hipócrita, que depois de louvar o apoio midiático à Lava Jato, passasse a dizer que o julgamento nada teria a ver com a imprensa.

Com classe e firmeza, Lula desanca o “midiatismo” de tudo o que vem sendo feito.

E dá uma carga de emoção a seu depoimento que todo o tempo trataram de evitar.

Vale ser assistido este compacto que fiz da parte final do depoimento.

É como se eu ou você estivéssemos sendo vítimas de uma perseguição.

É sincero, não tem espertezas jurídicas, não tem nada senão a força cortante da verdade. (Fernando Brito, no Diário do Centro do Mundo)

Assista:

Primeiro de Abril: Semanário dos homens bons faz brincadeira com Aécio Neves

veja

(do Blog do Hariovaldo Almeida Prado)- O príncipe dos homens de bem, um dos homens mais honestos e probos da nação, foi o grande homenageado pelo semanário dos homens bons nesse primeiro de abril, com uma brincadeira na capa da revista, trazendo acusações de mentirinha, só para descontrair o ambiente político nacional.  Ninguém caiu nessa, pois todos sabem do caráter e da honestidade do Brigadeiro de Cláudio.

aecio 1

Valeu a tentativa, todos temos senso de humor. Aécio receber dinheiro de empreiteira, ha ha ha, é uma piada pronta. Seus grandes amigos Ronaldo Fenômeno e o juiz mouro devem estar rolando de rir dessa!

aecio 2

Nem a morte de Domingos Montagner escapa do ódio doentio contra Lula.

Marcos Sacramento, no Diario do Centro do Mundo

 dia-1

Existe algo de doentio no ódio contra Lula e o Partido dos Trabalhadores. Só alguém tomado por uma patologia muito severa para insinuar o envolvimento petista no afogamento de Domingos Montagner, como no post do Facebook que viralizou poucas horas após a confirmação da morte do ator.

“Pessoal, todos sabemos que a Camila Pitanga é uma militante do PT, inclusive filiada ao mesmo. Considerando os últimos fatos ocorridos em relação ao Lula … teria a atriz assassinado Domingos Montagner, o empurrando para a água para ser levado pela correnteza? Com a morte do protagonista da novela das oito, as denúncias contra Lula seriam abafadas na mídia pois sabemos como os atores da Globo são queridos pela população. (…) Deve-se investigar bastante esse caso, muito suspeito … Camila Pitanga também já declarou ser adepta do ateísmo, ou seja, não teria remorso para cometer crimes do tipo”.

dia-2

Os “fatos ocorridos” são as denúncias de Lula e da ex-primeira dama Marisa Letícia pela Lava Jato. Em nome do antipetismo, o post congrega paranoia, ignorância, fundamentalismo religioso e ausência total de empatia com os atores envolvidos no acidente.

Este não foi o único comentário absurdo. Um usuário do Twitter livrou a Camila Pitanga do envolvimento na morte do artista, mas acrescentou uma crise conjugal ao seu devaneio conspiratório. “Primeiro a Globo separa o William e a Fátima pra abafar o golpe agora some com o Domingos pra abafar a prisão do Lula”, delirou.

dia-3

Houve quem aproveitasse o choro pelo Domingos para atacar Lula e Dilma. “Podia ter morrido o Lula, a Dilma… Que fizeram mal para tanta gente, mas não, morreu o Montagner. Triste isso”.

Manifestações como essas são comuns nas redes sociais e nas latrinas que são os sistemas de comentários dos portais de notícias. Do terremoto que atingiu a Itália no mês passado à extinção do rinoceronte-negro do oeste, tudo pode ser usado como escada para atacar Lula, Dilma e o PT.

O maior indício de que a doença é perigosa são os surtos de ódio registrados fora da esfera virtual, como as agressões direcionadas a pessoas vestidas de vermelho ocorridas na época dos protestos contra a votação do impeachment de Dilma na Câmara.

Nem mesmo crianças e bebês de colo escaparam das ofensas proferidas pelos “cidadãos de bem”. A irracionalidade chegou ao ponto em que uma médica teve o despudor de se recusar a atender uma criança por ela ser filha de petista.

O que explica tanto rancor? Para o economista e ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira, há um “ódio coletivo dos ricos” contra um partido. Leonardo Boff tem opinião semelhante. Para ele, o ódio é “contra o povo pobre que foi tirado do inferno da pobreza e da fome”.

Faz sentido, mas não explica por que assalariados beneficiados pelos avanços promovidos pelos anos de governo de Lula e Dilma tenham abraçado este discurso elitista.

Os vetores dessa doença, contudo, são bem conhecidos: Globo News e seu time de comentaristas, Jornal Nacional, Veja, Diogo Mainardi, Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes e demais sicários da mídia corporativa.Como os mosquitos Aedes aegypti, eles invadem os lares e infectam os incautos com o vírus do ódio seletivo.

Campanha da mídia pelo impeachment coincide com redução de verbas de publicidade do Governo

 midia bandida

Dados sobre a publicidade feita pelo governo federal nos grandes veículos de comunicação em 2014 e 2015 apontam que a campanha da grande mídia pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff coincide com um grande corte na verba destinada a essas empresas no ano passado.

Em 2015, o governo Dilma cortou nada menos que R$ 206 milhões em publicidade da Rede Globo e suas cinco TVs abertas (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília e Recife), de acordo com dados divulgados pelo jornalista Fernando Rodrigues, do Uol.

O montante cortado da Globo representa 34,9% de toda a verba publicitária reduzida pelo Planalto no ano passado – um total de R$ 591,5 milhões. A empresa da família Marinho é a que mais recebe publicidade do governo federal no meio televisivo, mas vem perdendo essa fatia anualmente desde o governo Lula.

A revista Veja, um dos veículos que mais defendeu a campanha do impeachment, perdeu 78% dos recursos de propaganda do governo federal – de R$ 21,2 milhões, em 2014, para R$ 4,6 milhões no ano passado. O gasto total com o seguimento revistas caiu de R$ 116 milhões, em 2014, para R$ 66 milhões (43%).

Enquanto isso, os jornais impressos – O Globo, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Valor Econômico – receberam R$ 55,8 milhões a menos em 2015. Já o gasto do governo com as versões digitais desses jornais cresceu no ano passado. O meio internet foi o único cuja destinação publicitária cresceu no ano passado.

Confira os números aqui.

Veja revela que temporal foi causado pelo PT para esvaziar manifestações

chuva

(do Blog Sensacionalista)-O forte temporal que caiu no Rio agora é parte do plano do PT para esvaziar as manifestações de hoje. A revelação foi feita há pouco pelo site da Veja. Segundo a revista, Delcidio do Amaral teria delatado o esquema envolvendo São Pedro.

“O PT vai fazer de tudo para se manter no poder. O governo já fez água e resolveu soltar água”, diz um trecho do texto.

A Isto é já entrou com um processo contra a Veja pois tem os direitos de transmissão exclusivo da delação de Delcidio.

A juíza que aprovou a capa de Veja com Lula de presidiário

por Carlos Fernandes, no Diário do Centro do Mundo

juizaNum país onde a mais alta corte de justiça rasga a Constituição Federal ao instituir a “presunção de culpa” permitindo a prisão de investigados antes de um julgamento transitado em julgado, não é de se admirar que os demais juízes sintam-se à vontade para julgar exclusivamente a partir de suas preferências políticas.

Chega a ser um paradoxo que o ministro da justiça recém destituído do cargo, José Eduardo Cardozo, jamais tenha entendido o nível do aparelhamento político e ideológico com que delegados, promotores e juízes infestaram o sistema judicial brasileiro.

Se entendeu, em todo o tempo que esteve à frente da pasta nada fez a respeito. E ninguém pode negar, a sua apatia contribuiu de maneira surpreendente , de uma forma ou de outra, para a criação de uma “polícia política” e um judiciário de partido constituído e declarado.

Gilmar Mendes, um ministro do STF, comporta-se diuturnamente, livre e impunemente, como um dos mais notórios advogados de defesa do PSDB, seja nas suas declarações à mídia condescendente, seja nos seus votos no plenário do Supremo.

Sérgio Moro, que não toma uma decisão se não for contra alguém ligado ao Partido dos Trabalhadores, simplesmente esqueceu o significado da toga e decidiu transformar-se numa espécie de cruzado em defesa do que julga pessoalmente ser a sua missão divina.

Já o procurador Dalton Dellagnol abandonou de vez a noção de ridículo e, numa convulsão de autopromoção e sentimento de superioridade, afirmou categoricamente que a Lava Jato poderia mudar o mundo. O embrião de uma nova seita messiânica já está formado.

Esses são apenas alguns dos incontáveis exemplos do tipo de magistrados ao qual a sociedade brasileira está refém. Os casos de abuso de poder, prepotência, desobediência aos próprios ritos jurídicos e julgamentos parciais se espalham pelo Brasil afora.

Numa decisão desconcertante de tão absurda, a juíza Luciana Bassi de Melo da 5.a Vara Cível do Fórum de Pinheiros (SP), isentou de responsabilidade a revista Veja pela capa ignóbil em que o ex-presidente Lula foi posto em trajes de presidiário.

Segundo o “entendimento” da excelentíssima juíza, a Veja não teria cometido qualquer crime por não ter se referido exclusivamente a Lula, mas uma forma de crítica a todos os políticos do país. Jesus Cristo.

Ainda para a excelentíssima juíza, “pode-se não concordar com as críticas fortes e os termos depreciativos que são utilizados na capa e na reportagem”. Mas isso não vem ao caso.

Pelo visto, colocar um homem como presidiário e utilizar-se de termos depreciativos com o nítido intuito de atacar a sua moral, para a excelentíssima, fazem parte do bom jornalismo e não ultrapassam “os limites impostos pelo ordenamento jurídico”.

Não é preciso falar sobre a orientação política da magistrada. Basta saber que o seu marido, Marcello Melo, não cansa de postar na sua página do Facebook uma série de críticas contra a corrupção. Do PT é claro.

Sabemos o porquê de a juíza ter isentado a Veja. Só não sabemos se, por acaso, o DCM ilustrasse esse artigo com a excelentíssima juíza em trajes de presidiária, ela também entenderia como uma crítica a todos os péssimos juízes que povoam o nosso judiciário.

Movimentos sociais fazem ato em defesa de Lula

lula

A Frente Brasil Popular, iniciativa que reúne mais de 60 entidades, realizará, nesta quarta-feira (17), em São Paulo, um ato em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A manifestação acontecerá a partir das 10 horas, no Fórum Criminal da Barra Funda. O local fica na Avenida Doutor Abrahão Ribeiro, 313, no centro de São Paulo.

Lula vem sendo vítima de uma campanha sórdida por parte da mídia, como a Rede Globo, Veja, Folha de São Paulo e Estadão, num massacre diária com denuncias sem qualquer comprovação, envolvendo inclusive familiares de amigos do ex-presidente.

Apos premio a Alckmin e Richa, humoristas processam Veja por exercício ilegal da profissão

veja humor

(do Blog Sensacionalista) -A revista Veja foi citada hoje em ação movida pelo Sindicato dos Humoristas do Brasil (SindiRisos) após a publicação de reportagem citando São Paulo e Paraná como exemplos em Segurança e Educação.

A revista premiou Geraldo Alckmin e Beto Richa justamente no ano em que suas administrações enfrentaram polêmicas nestes campos. Alckmin voltou atrás da decisão de fechar quase 100 escolas após milhares de crianças e jovens ocuparem as mesmas – não sem antes enviar a PM para tentar tirá-los à força e sem respaldo legal. Já Richa usou professores de uma manifestação por melhores salários como alvos para balas de borracha e bombas, além de treinar a mordida dos pitibuls da PM no corpo de docentes e jornalistas.

“Já fizemos uma ação parecida quando o Alckmin recebeu o prêmio de melhor gestão hídrica”, disse o presidente do SindiRisos, o palhaço Salarinho.

” Vamos lutar bravamente contra o que consideramos uma invasão do nosso mercado. É uma competição desleal. Como vamos inventar piadas com o noticiário se a revista pública uma piada no lugar de uma reportagem? Daqui a pouco vão falar que inventaram o híbrido do boi com o tomate, o boimate”, completou.

A redação da revista Veja ainda não se pronunciou a respeito. A assessoria de imprensa avisou que as reclamações estão guardadas na lata de lixo como todas as outras feitas contra a revista.

 

Após Playboy sem nudez, Veja virá sem denúncias contra o PT

merdeja

(do Blog Sensacionalista)-Após a Playboy americana anunciar que vai abolir a nudez de suas páginas, no Brasil a Veja informou que virá sem denúncias contra o PT. Os anúncios surpreenderam os leitores das duas publicações. Se é que a Playboy tem realmente “leitores” (sim, claro, a gente sabe que você compra por causa das entrevistas, estamos falando de outros).

O analista de mídias Alessandro Marcon disse que a mídia está deprimida e receitou esportes e atividades ao ar livre.

“Tem muita coisa estranha acontecendo no mundo da mídia. Outro dia mesmo eu liguei a TV e o Zorra estava engraçado”, disse ele.

Fiéis comemoram ‘milagre’ de conta de Cunha não aparecer na capa de nenhuma revista semanal

capas cunha(do Blog Sensacionalista)= O Ministério Público suíço bloqueou 5 milhões de dólares em contas do presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, Eduardo Cunha, na última semana. Segundo as autoridades do país europeu, tratam-se de contas com dinheiro proveniente de corrupção e parte do montante foi lavado em operações ilegais.

De forma milagrosa, as quatro revistas semanais brasileiras saíram com capas em que não tocam no assunto. Veja, Época, Istoé e Carta Capital deram destaque a denúncias contra o ex-presidente Lula e ao governo de Dilma Rousseff.

Se alguém achou que foi coincidência, engana-se. Pastores e autoridades evangélicas ligadas a Eduardo Cunha afirmaram, neste domingo, que tudo foi um milagre encomendado com muitas orações durante o horário de fechamento das revistas na sexta-feira.

Cunha disse que não sabia do dinheiro que a Justiça suíça encontrou em seu nome. Afirmou que se trata de um “milagre”, e que só pode ter sido Deus quem depositou o dinheiro ali.

Deus, por meio de sua assessoria de imprensa, disse que Cunha falsificou sua assinatura nos documentos e que não tem nada a ver com ele.

“Pedimos para todos os fiéis colocarem uma nota de um dólar sobre o televisor ou o rádio enquanto rezávamos pelo milagre. Sabíamos que seria difícil, mas conseguimos”, disse o pastor Ebenézer Souza, que organizou os cultos. “Depois, claro, pedimos para as pessoas enviarem as notas de dólar. Chegamos a conseguir seis milhões de fiéis, então é só fazer a conta. Vamos usar o dinheiro para desfazer essa grande injustiça contra o irmão Cunha”.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031