hanna thame fisioterapia animal
prefeitura itabuna coronavirus 155 livros do thame

Posts Tagged ‘universidade federal do sul da bahia’

Comitê emergencial da UFSB divulga boletim semanal sobre epidemia do Covid-19 no Sul da Bahia

O Comitê Emergencial de Crise da Pandemia de Covid-19 da Universidade Federal do Sul da Bahia-UFSB publicou o sétimo boletim do Observatório da Epidemia do Novo Coronavírus no Sul da Bahia. A edição analisa os desenvolvimentos relativos ao período de 02 a 08 de maio de 2020 e abrange os territórios do Sul e Extremo Sul do estado. Em destaque na edição  a analise  do panorama semanal no Brasil e nos municípios l; projeções de tendências para a região, incluindo estimativas nos cenários com e sem supressão de fluxo de pessoas;  e Mapeamento de iniciativas institucionais,

Leia:

Boletim nº 07 do Observatório da Epidemia do Novo Coronavírus no Sul da Bahia

 

UFSB abre vagas para Colégios Universitários

cune UFSBA Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) publicou Edital de Processo Seletivo para o ingresso de estudantes através da Rede Anísio Teixeira de Colégios Universitários (CUNI).  Os Colégios Universitários são parte integrantes da Universidade. São salas da UFSB que funcionam em instalações da rede estadual de ensino médio, por meio de um convênio assinado com o Governo do Estado da Bahia.

 

A seleção das/os candidatas/os às vagas disponibilizadas será efetuada exclusivamente com base nos resultados obtidos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) referente aos anos 2018 ou 2019.  A/O candidata/o aprovada/o no processo seletivo deverá comprovar conclusão do ensino médio, ou equivalente, no momento da matrícula.

 

Serão disponibilizadas, através deste processo seletivo, um total de 812 vagas, distribuídas nos dez CUNIs localizados em Coaraci, Ibicaraí, Ilhéus, Itabuna, Porto Seguro, Santa Cruz, Cabrália, Teixeira de Freitas e Itamaraju, além de dois novos CUNIs em Eunápolis e Posto da Mata.

 

Read the rest of this entry »

UFSB inicia obras da nova reitoria em Itabuna

ufsb reitoria (2)

A Universidade Federal do Sul da Bahia iniciou as obras da nova reitoria em Itabuna, que vai funcionar no prédio do antigo Fórum Rui Barbosa.  A UFSB está construindo um novo campus numa área cedida pela Ceplac, em Ilhéus, mas por lei a reitoria deve estar instalada em Itabuna.

ufsb reitoria (1)O investimento na implantação da nova estrutura é de R$ 3 milhões e 740 mil reais e a previsão de conclusão é julho de 2020. A reitora da UFSB Joana Angélica confirmou que a nova deve funcionar a partir do segundo semestre de 2020.

Novo campus

No novo campus,  cujas obras também foram reiniciadas após uma paralisação provocada pelo contingenciamento de verbas do MEC, serão instalados  o  Instituto de Humanidades, Artes e Ciência e Centros de Formação em Tecnociência e Inovação e Agroflorestais, o Núcleo Pedagógico, edifício de salas de aulas e laboratórios; e o Núcleo de Vivência e Gestão Acadêmica, que abrigará a coordenação do campus e o corpo docente, assim como áreas de convívio social.

Artigo em revista internacional aborda sementes em áreas florestais sulbaianas

sementes_grandes(crédito_acervo pessoal Daniel Piotto)

O processo de regeneração de florestas no território do Sul da Bahia é o tema do artigo Successional, spatial, and seasonal changes in seed rain in the Atlantic forest of southern Bahia, Brazil, publicado na revista PlosOne. O trabalho é assinado pelo professor Daniel Piotto (Centro de Formação em Ciências Agroflorestais/ UFSB) e pelos pesquisadores Dylan Craven (Universidade de Goettingen, Alemanha), Florencia Montagnini, Mark Ashton, Chadwick Oliver (vinculados à Universidade de Yale, EUA) e William Wayt Thomas (Jardim Botânico de Nova York). O artigo analisa a chuva de sementes de espécies florestais em áreas em processo de regeneração natural no Parque Estadual da Serra do Corundu (PESC).

Daniel Piotto (fotos: arquivo pessoal)

Daniel Piotto (fotos: arquivo pessoal)

O professor Piotto, que pesquisa as florestas secundárias do Sul da Bahia, explica que essas matas são o resultado da regeneração de florestas primárias, mais antigas e maduras, após o corte de árvores e abandono da área. O objetivo era verificar os efeitos de fatores como idade da floresta secundária, distância de uma área de floresta primária e a sazonalidade das estações na densidade, diversidade de espécies, modo de dispersão e o tamanho das sementes. Estudar esses processos ajuda a entender como e em quanto tempo essas áreas florestais se regeneram pelos seus próprios meios, como se pode aproveitar essa capacidade para preservar espécies raras, além de dar informações importantes para qualificar o manejo e o uso sustentável desses recursos naturais.

O termo “chuva de sementes” se relaciona à liberação e dispersão de sementes, de acordo com as características de cada espécie vegetal, podendo ocorrer pela simples queda no solo devido à ação da gravidade, o transporte pelo vento e pela ação de animais. Nas áreas estudadas pelos cientistas, as espécies predominantes são a embaúba, a cupianga, a taipoca e a capororoca. Para saber como ocorre a chuva de sementes no PESC, os pesquisadores instalaram e monitoraram 105 armadilhas de sementes em 15 pares de áreas de florestais, cada um formado por uma floresta primária e uma secundária adjacente à primeira, e colocando cinco pares em cada uma das três classes conforme a idade estimada das florestas secundárias: 11 (de 10 a 12), 24 (de 22 a 25) e 40 (37 a 43) anos. A observação foi feita ao longo de um ano, entre 2009 e 2010.

Read the rest of this entry »

UFSB oferece 841 vagas no Sisu

De 21 ao dia 24 de janeiro estarão abertas as inscrições para o Sisu 2020.1. A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) vai oferecer 841 vagas em 30 cursos diferentes de graduação, distribuídos nos campi Jorge Amado (Itabuna), Paulo Freire (Teixeira de Freitas) e Sosígenes Costa (Porto Seguro). A oferta consiste em vagas em cursos de Primeiro e de Segundo Ciclos. No Primeiro Ciclo estão os Bacharelados Interdisciplinares (BI) e Licenciaturas Interdisciplinares (LI).

ufsb
Os BIs consistem em uma formação generalista, em que, ao final, o estudante poderá dar continuidade e ingressar em cursos profissionais, como Engenharia e Oceanologia. Já as LIs, preparam professores para atuação no Ensino Básico.
Os cursos de Segundo Ciclo são voltados para habilitação de trabalhadores e intelectuais em carreiras profissionais, atividades ocupacionais, culturais ou artísticas de nível superior, como as Engenharias e o curso de Oceanologia.O processo seletivo conta com vagas para modalidades de ações afirmativas da UFSB (indígenas aldeados; ciganos; pessoas de comunidades remanescentes de quilombos ou comunidades identitárias tradicionais; transexuais, travestis e transgêneros) e vagas nas modalidades previstas pela Lei Federal nº 12.711/2012 (Lei de Cotas).  Para encontrar a UFSB, basta escrever “UFSB”, “Universidade Federal do Sul da Bahia”, campus ou o curso de interesse.

Read the rest of this entry »

Projeto de extensão da UFSB leva conhecimento de fabricação de fitoprodutos para diversificar renda na área rural

Produtor
A cada vez que se ouvir falar da biodiversidade brasileira e do respectivo potencial de desenvolvimento a partir do uso sustentável, é um bom exercício se perguntar de onde vem a essência vegetal do cosmético ou fitoterápico que se tem em casa, quem a coletou e processou e em que território esse trabalho rendeu dinheiro. É de produção relevante para o Brasil e de renda circulando na região que trata o programa federal Rota da Biodiversidade, gerido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) em parceria com a RedesFito da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Desde 2019 o programa conta com o Polo Aroeirinha, designado para se tornar um espaço especializado em fitoprodutos da Mata Atlântica na Bahia. E um projeto de extensão da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) faz parte desse esforço, capacitando trabalhadoras rurais para aproveitar conhecimentos tradicionais e com eles fabricar produtos naturais com qualidade de forma sustentável.
Workshop___Alunos_2
Batizado em homenagem a uma planta medicinal nativa da região (Schinus terebinthifolius), o polo Aroeirinha é formado por 19 municípios do Recôncavo Baiano ao Litoral Sul da Bahia e está focado em mapear os produtores de plantas medicinais nessa área e auxiliá-los a estruturar uma cadeia produtiva de plantas medicinais, insumos farmacêuticos, fitoterápicos e fitomedicamentos. A professora Jannaina Velasques, do Campus Jorge Amado (Itabuna) da UFSB, é a representante institucional na coordenação do Comitê Gestor do Polo Aroeirinha, dividida entre a UFRB e UFSB. A pesquisadora coordena as atividades no Litoral Sul, que é a área de abrangência do projeto de extensão que lidera, intitulado Fitoprodutos na Valoração Econômica da Cabruca (confira um vídeo sobre o projeto neste link).

Read the rest of this entry »

Obras do novo campus da UFSB serão reiniciadas em janeiro de 2020

ufsb (6)

As obras do novo campus Itabuna da Universidade Federal do Sul da Bahia, na área cedida pela Ceplac, que foram paralisadas por conta do corte de recursos do Governo Federal, serão reiniciadas em janeiro de 2020. A UFSB recebeu um novo aporte de recursos do Ministério da Educação, no valor de R$ 5 milhões.

“Com esses recursos poderemos concluir a implantação do novo campus, que passará a funcionar no segundo semestre de 2020”, disse a reitora da UFSB, Joana Angélica Guimarães.

No novo campus, serão instalados  o  Instituto de Humanidades, Artes e Ciência e Centros de Formação em Tecnociência e Inovação e Agroflorestais, o Núcleo Pedagógico, edifício de salas de aulas e laboratórios; e o Núcleo de Vivência e Gestão Acadêmica, que abrigará a coordenação do campus e o corpo docente, assim como áreas de convívio social.

ufsb forum

Joana Angélica também revelou que já foram iniciadas as obras no prédio do antigo Fórum Rui Barbosa, onde será instalada a reitoria, que por lei deve estar instalada em Itabuna. A nova sede da reitoria da UFSB também deve funcionar a partir do segundo semestre de 2020.

Artigo mostra revisão da presença de camarões do gênero Palaemon no Brasil

Heleno Nazario

Uma das dificuldades permanentes na área da Carcinologia (ramo da Zoologia que estuda crustáceos, como camarões, caranguejos e lagostas, por exemplo) pode ter sido resolvida por pesquisadores brasileiros. O artigo A molecular and morphological approach on the taxonomic status of the Brazilian species of Palaemon (Decapoda, Palaemonidae), assinado pelos cientistas Fabrício Lopes Carvalho (UFSB), Célio Magalhães (INPA) e Fernando L. Mantelatto (USP) e publicado na revista Zoologica Scripta, da Norwegian Academy of Science and Letters e da Royal Swedish Academy of Sciences, apresenta uma proposta para facilitar a identificação de espécies de camarões do gênero Palaemon existentes no Brasil e confirma a existência de nove espécies, pertencentes a duas linhagens. O trabalho realizou uma abordagem interdisciplinar dentro da Biologia, integrando a análise morfológica dos animais à análise molecular de fragmentos do DNA de cada espécie.

Essa identificação e, em consequência disso, a localização geográfica dessas populações, são bastante complicadas quando o tema da pesquisa é o gênero Palaemon, um dos mais abundantes no país. As características morfológicas, isto é, a aparência de caracteres físicos nas espécies desse gênero, são tão variáveis que favorecem a identificação errada. Isso tem consequências na área de estudo e prejudica projetos de conservação e de aproveitamento comercial e sustentável.

Read the rest of this entry »

Termo de cooperação para criação da Agência de Desenvolvimento Regional Sul da Bahia Global será assinado em Ilhéus

sul da b gSerá realizada nesta terça-feira (03) às 18h, no Teatro Municipal de Ilhéus,  a assinatura simbólica do Termo de Cooperação da Agência de Desenvolvimento Regional Sul da Bahia Global (ADR) com o Parque Científico e Tecnológico Sul da Bahia, SEBRAE, AMURC, Instituto Arapyaú, Universidade Estadual de Santa Cruz, Universidade Federal do Sul da Bahia, além do Fórum Sul da Bahia Global.

O evento será aberto ao público e contará com a presença de representantes do poder público, empresários e da sociedade civil, que assistirão a apresentação dos resultados obtidos até hoje. A secretária estadual de Ciência e Tecnologia, Adélia Pinheiro, e a reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia, Joana Angélica Guimarães da Luz, que participaram ativamente de cada etapa do fórum, participarão deste momento de celebração.

O Movimento Sul da Bahia Global nasceu do Programa Líder, do Sebrae, e foi lançado em agosto de 2018. Reuniu forças institucionais de seis municípios – Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Itacaré e Uruçuca – que teve como impulso inicial elaborar e validar um diagnóstico regional, que foi modelado pela empresa de consultoria Macroplan, contratada pelo Instituto Arapyaú. O Instituto Nossa Ilhéus foi uma das organizações participantes e que teve a função de mobilizar os segmentos envolvidos, possibilitando a participação no alcance das metas.

Read the rest of this entry »

Capítulo de livro estimula o conhecimento sobre as Plantas Alimentícias Não-convencionais

Heleno Nazário

plantas 2Talvez o fato das Plantas Alimentícias Não-Convencionais (PANC) serem em geral desconhecidas pela população brasileira seja um bom exemplo de riqueza não aproveitada. O consumo predominante de alimentos industrializados e o efeito disso na saúde humana, a grande quantidade de pessoas em situação de insegurança alimentar e a imensa diversidade de flora no país, dentre outros fatores, podem ajudar a explicar a importância de fazer renascer o interesse em cultivar e consumir essas plantas que são tão nutritivas e ao mesmo tempo tão ausentes das nossas mesas.

Quando os dados científicos vêm alinhados com experiências de cultivo e de consumo desses alimentos, a atenção para com aqueles motivos se faz acompanhar da água na boca. É o efeito do capítulo Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) associadas ao agrossistema cacau-cabruca no sul da Bahia, publicado no livro Guia de Manejo do Agroecossistema Cacau Cabruca vol.2, editado pelo Instituto Cabruca e assinado pelos pesquisadores Alessandra Quirino Bertoso dos Santos Jardim, Jomar Gomes Jardim, José Lima Paixão e Larissa Corrêa do Bomfim Costa. O capítulo apresenta uma pequena amostra de espécies alimentícias pouco conhecidas, como o cansanção-vermelho, e de partes em geral descartadas de alimentos bem presentes, como a banana e o aipim, e completa o texto com uma série de receitas com as PANC.

Outro ponto relevante é que o capítulo descreve como o agrossistema cacau-cabruca favorece o cultivo desses alimentos pouco usuais, ampliando os argumentos a favor de ecossistemas agroflorestais como provedores de espécies vegetais alimentícias e medicinais. É o ciclo completo da sustentabilidade, abrindo possibilidade de conseguir lucro econômico sem prejudicar o ambiente e de aumentar a oferta de alimento saudável e acessível para a população.

Read the rest of this entry »

Professor da UFSB realiza testes com barreiras de contenção em praias de Caravelas afetadas pelo óleo

 

ufsb óleo 2Depois do desastre ambiental que envolveu a chegada de uma grande quantidade de óleo a praias do Nordeste, alguns questionamentos se tornaram recorrentes a toda população: “É possível conter o óleo antes de sua chegada à areia?”, “Qual é o melhor método de barragem?” e “Os animais podem ser prejudicados com as barreiras?” são apenas uma parte dos questionamentos que se têm ouvido.

ufsb oleo 1

Tentando responder a essas perguntas, o professor da Universidade Federal do Sul da Bahia, Anders Schmidt, testou a utilização de barreiras de contenção, no município de Caravelas, no extremo Sul da Bahia. Para pontuar a suas conclusões, ele confeccionou uma nota técnica sobre primeiros resultados desse teste. A nota visa relatar a experiência para orientar atores de outras localidades na utilização de métodos semelhantes para atenuar os impactos ambientais decorrentes do derramamento de óleo.

Como foi o experimento

Read the rest of this entry »

Palestra na UFSB aborda geoquímica do petróleo e contaminação nas praias do Nordeste

O Campus Sosígenes Costa da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Porto Seguro, vai sediar a palestra Geoquímica Forense: A identificação do “DNA” do Petróleo, pelo professor Dr. Sílvio Tarou Sasaki. A atividade será realizada na próxima quarta-feira, 06/11/2019, quarta-feira, em dois horários: das 14h às 16h (Sala Barra Velha) e das 19h às 21h (Auditório Monte Pascoal 3), no Campus Sosígenes Costa (BR 367, KM 31 – Rodovia Porto Seguro-Eunápolis – Centro de Convenções).

ios oleo 1
O foco da palestra será esclarecer a comunidade acadêmica e externa sobre dúvidas relacionadas à contaminação das praias do Nordeste brasileiro pelo petróleo, tais como: Como é possível identificar a origem do petróleo? Quais impactos podem ocorrer ao meio ambiente? Existem formas de remediação?  A comunidade acadêmica da UFSB e o público em geral terão acesso gratuito, sem necessidade de inscrição. As duas palestras serão transmitidas por webconferência, pelo link https://mconf.rnp.br/webconf/csc-1.
O palestrante

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
junho 2020
D S T Q Q S S
« mai    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930