hanna thame fisioterapia animal
coronavirus 155 livros do thame

Posts Tagged ‘Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB)’

Sisu 2021: UFSB oferece 1.400 vagas em cursos de graduação, sendo 512 em Itabuna

UFSBA Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) publicou edital de ingresso em cursos de graduação para a primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu 2021). São 1.438 vagas ofertadas em 44 cursos nos três campi em Itabuna (512), Porto Seguro (660) e Teixeira de Freitas (266).

Do total de vagas, 275 são destinadas à modalidade de ampla concorrência,44 para as ações afirmativas da UFSB (candidatos indígenas aldeados; origem cigana; comunidades remanescentes de quilombos ou comunidades identitárias tradicionais; transexuais, travestis e transgêneros) e 1.119 para as modalidades de políticas afirmativas constantes da Lei de Cotas.

As inscrições para o Sisu deverão ser feitas pela internet, no site sisu.mec.gov.br, de 6 a 9 de abril. A inscrição é condicionada à participação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020 e a ter nota acima de 1,0 ponto na prova de redação, conforme disposto na Portaria MEC n. 391/2002.

Read the rest of this entry »

UFSB apura denuncias de fraudes em cotas

ufsb 2Depois de analisar a admissibilidade de dezenas de denúncias de fraude às cotas registradas na Ouvidoria da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB),  o Comitê de Acompanhamento da Política de Cotas (CAPC)  da instituição recomendou a apuração da maioria das reclamações. O processo de investigação das denúncias será iniciado ainda neste mês, com a retomada do calendário acadêmico.

De acordo com o presidente do CAPC, professor Gabriel Nascimento, admitir as denúncias que chegam via Ouvidoria ou órgãos oficiais é uma prática comum. A inovação do trabalho do comitê foi abarcar no processo, prioritariamente, as denúncias mais antigas. “Examinamos dezenas de denúncias de uma só vez e decidimos instaurar processo de apuração sobre todas elas”, explica o professor Gabriel.

OITIVAS

A UFSB informou que toda a documentação será analisada e os investigados serão convocados para participar de oitivas previamente agendadas. Depois, será emitido um parecer sobre cada denúncia. Após a deliberação do CAPC, o investigado pode apresentar recurso sobre o parecer, que será examinado por uma comissão recursal. Esse parecer é submetido novamente ao CAPC.

“Em todos os processos os denunciados têm direito a vários períodos de recurso, o que na prática nos dá mais certeza de que as decisões administrativas são de correição e de profundo zelo à coisa pública”, ressalta o presidente do CAPC.

Read the rest of this entry »

UFSB tem mais um curso de Mestrado aprovado pelo MEC

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) teve mais um mestrado aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação. O novo programa de pós-graduação (PPG) para o campus Paulo Freire terá a área de concentração em Saúde, Ambiente e Biodiversidade, com expectativa de oferta de 15 vagas.

A previsão é que o edital de seleção de alunos seja publicado entre março e abril. Graduados em cursos nas áreas de Ciências Biológicas e Ciências da Saúde, além de áreas afins, poderão se inscrever para cursar o novo mestrado, conforme o professor Sebastião Rodrigo Ferreira, do Campus Paulo Freire, em Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia.

De acordo com o professor Rodrigo, os estudos terão infraestrutura adequada e orientação de alto nível. “Nosso corpo de orientadores é composto por profissionais com diferentes formação dentro dessas áreas e com experiência no desenvolvimento de pesquisas de importância e com qualidade”.

Baiano de Itamaraju é o primeiro bolsista trans da Fapesb

trans 1

“Ser o primeiro baiano, trans, preto, pesquisador da Fapesb, é revolucionário, mas ao mesmo tempo triste”. É dessa forma que o estudante de licenciatura em artes, Jean Isaac, define a experiência de ser o primeiro homem trans bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia, ressaltando que as pessoas transgêneras no país não possuem o mesmo acesso à educação que o restante da população. Jean se tornou o primeiro bolsista devido ao seu trabalho de extensão, realizado na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), intitulado Gota Trava, que consiste no estudo da iluminação e design de som para a cena, a partir das desobediências de gênero.

trans 2De acordo com a professora da UFSB e orientadora do projeto, Dodi Tavares Borges Leal, a iluminação cênica tem muito a ganhar com o olhar de um músico como Jean, sobretudo no sentido de compreender quais as formas visuais das desobediências de gênero poderiam ser desconstruídas a partir das provocações sonoras trans e pretas que Jean tem produzido. “É fundamental que a primeira pessoa trans a receber uma bolsa de pesquisa na Fapesb seja uma pessoa trans e negra. Ao mesmo tempo que é triste devido ao reconhecimento tardio, também é motivo de orgulho, pois não foi fácil chegar até aqui, visto que as condições passadas e atuais não são nem um pouco favoráveis para que pessoas trans possam ter uma vida acadêmica com dignidade”, disse.

A professora, que é a primeira e única docente trans efetiva da UFSB, além de ser a única na área de artes no ensino superior público federal do país, conta de onde surgiu a inspiração para o projeto. “A ideia para a pesquisa veio após os desdobramentos de outro trabalho publicado por mim, anteriormente, intitulado ‘Luzvesti: iluminação cênica, corpomídia e desobediências de gênero’. Já havíamos iniciado o trabalho em um projeto anterior, de extensão, no qual Jean atuou como designer de som da esquete de teatra Gota Trava. Este projeto de iniciação científica dá continuidade ao de extensão”. Dodi também é a primeira professora trans a orientar pesquisa pela Fapesb.

Read the rest of this entry »

UFSB adota medidas de biossegurança para atividades presenciais

UFSBA retomada das aulas na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) ocorre na modalidade intermediada por Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) desde a segunda-feira (17), em função da pandemia de Covid-19. É no intuito de garantir a preservação da saúde quando da realização de atividades presenciais que a instituição preparou um Manual de Orientações de Biossegurança. O documento apresenta as boas práticas e medidas de autocuidado a serem seguidas pela comunidade acadêmica no ambiente da universidade quando da realização de atividades presenciais. As orientações foram compiladas a partir das diretrizes do manual de biossegurança publicado pelo Ministério da Educação (MEC) e foi produzido pelo Comitê Emergencial de Crise/Covid-19, em parceria com as Coordenações de Apoio Administrativo (CAAd) dos campi.

Embora decisão tenha sido a de realizar as aulas com intermediação tecnológica, algumas ações presenciais serão necessárias para garantir o andamento das aulas em modo remoto. No caso de atividades que venham a ser realizadas no espaço físico institucional, essas deverão seguir normas rígidas de segurança visando minimizar os riscos à saúde de docentes, técnico-administrativos e estudantes. O compilado de orientações de biossegurança pretende contemplar medidas de autocuidado e de cuidados coletivos como: a desinfecção dos ambientes, uso de equipamentos de proteção individual (EPI), além da implementação de medidas que evitem a aglomeração de pessoas e mantenham reduzido o fluxo de pessoas nos espaços compartilhados.

Read the rest of this entry »

Uesc e UFSB recebem cerca de 4 mil máscaras para campanhas sociais

cesol masExpandindo a rede de solidariedade, o Centro Público de Economia Solidária (Cesol) seccional Litoral Sul doou, nesta quinta (23), cerca de 4 mil máscaras à Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e à Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Os EPIs ajudarão as instituições em suas campanhas sociais de combate ao novo coronavírus, Uesc Solidária e UFSB Solidária.

Ao todo, 1 milhão de máscaras vêm sendo doadas a instituições em municípios do Sul da Bahia e até em outras regiões como o território do Sisal que também recebeu máscaras de proteção. O equipamento foi produzido por costureiras do Sul da Bahia que receberam um auxílio por produção no projeto Trabalhando em Rede, da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) com intermediação de contrato e apoio do Cesol Litoral Sul.

Além das universidades, outras instituições da região vêm sendo beneficiadas como movimentos sociais, prefeituras, órgãos públicos e entidades da sociedade civil. A ação integra a campanha #LitoralSulSolidário, do Cesol em Itabuna, que além da distribuição dos EPIs também segue coma arrecadação de alimentos e itens de higiene. As doações podem ser feitas das 9 às 15h na Loja Empório Litoral Sul, na Rua Nações Unidas, 334, Centro, Itabuna-BA (próximo à Catedral).

Read the rest of this entry »

UFSB Ciência: Artigo detalha pesquisa que subsidiou programa Farinheira Sustentável

IMG 0114 ufsb ciencia farinheira sustentavel

Um dos produtos mais tradicionais da agricultura nacional, a produção da farinha de mandioca é tema de um artigo publicado no número 3 do volume 31 da revista Agrotrópica no final de 2019, sobre os resultados de pesquisa de campo junto às casas de farinha no município de Alcobaça, Bahia. A investigação forneceu dados úteis para as propostas do programa Farinheira Sustentável, iniciativa interinstitucional que oferece oficinas de capacitação e orientações para o aprimoramento da estrutura desses empreendimentos.

A autoria do artigo Caracterização do sistema de produção em casas de farinha no município de Alcobaça, Extremo Sul da Bahia é de Luísa Martha Kuhn, Lívia Santos Lima Lemos, Breno Meirelles Costa Brito Passos, Luanna Chácara Pires, da Universidade Federal do Sul da Bahia-UFSB, Jeilly Viviane R. da Silva B. de Carvalho e Luciana Longo Ribeiro (Polímata Soluções Agrícolas e Ambientais). A pesquisa descrita no artigo foi realizada em parceria com a empresa Suzano S/A, que mantém um Programa de Desenvolvimento Rural Territorial (PDRT) voltado para a produção e o beneficiamento da mandioca, e assistência técnica da Polímata Soluções Agrícolas e Ambientais.

No trabalho realizado em campo, a equipe aplicou um questionário semiestruturado para saber mais sobre as farinheiras e as pessoas que nelas trabalham. As perguntas foram organizadas em sete seções: informações gerais, plantio e produção, destinação de resíduos, infraestrutura, segurança, comercialização e condições sanitárias e atendimento às normas vigentes. O estudo foi realizado entre agosto de 2017 e agosto de 2018 junto a 67 casas de farinha.

pesquisa de campo fs

Dentre os resultados encontrados, os autores perceberam que 63% das farinheiras integrantes do estudo atuavam em condições rústicas e tradicionais, com pouca inclusão de novas tecnologias, falta de boas práticas de produção, riscos para a segurança laboral e para o ambiente. Em geral, os trabalhadores apresentaram pouca instrução formal, o que impede, dentre outras coisas, o melhor aproveitamento da manipueira, resíduo líquido poluente do processo de fabricação da farinha, e favorece o descarte inadequado na natureza: 72% dos empreendimentos não armazenavam corretamente esse resíduo. 63% também é a porcentagem de mão-de-obra familiar envolvida no funcionamento das casas, em contraponto aos trabalhadores contratados (6%). 57% das casas de farinha apresentam solo de chão batido, com alguns sinais de esforço dos empreendedores para melhorar a infraestrutura, dentro de suas possibilidades: 43% dos locais possuem chão de cimento e todas contam com telhado de amianto.

Read the rest of this entry »

Câmara de Itabuna propõe a Rui Costa ações para auxiliar no combate ao Covid 19

A Câmara de Itabuna, em função da  evolução dos casos de Covid-19 no município e em toda a região, encaminhou um ofício ao Governador Rui Costa, apresentando uma série de propostas para auxiliar no combate a Pandemia.

O documento, propõe também, uma ação conjunta entre a Câmara de Vereadores, Prefeitura, Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, que será a responsável pelo levantamento de dados e conveniada no processo e a Universidade Federal do Sul da Bahia – UFSB, promovendo pesquisas de campo e testagem da população, através de uma nova metodologia científica. Com estas informações, será possível elaborar cronogramas e planos de ação, discutidos com a sociedade.

Veja abaixo o documento, na íntegra.

Read the rest of this entry »

UFSB é a universidade baiana com maior percentual de estudantes indígenas

Cerimônia do JalecoEm comemoração ao dia do Índio, a Revista Quero fez uma matéria especial apontando o crescimento da presença indígena nas universidades brasileiras. A partir das informações, foi criado um ranking com as 50 universidades com maior presença indígena do Brasil. A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) apareceu em 19º no ranking, com 3,56% de estudantes indígenas. Comparada às universidades da Bahia, a universidade aparece na 1ª posição.
De acordo com o Pró-Reitor de Sustentabilidade e Integração Social (PROSIS), Sandro Ferreira, dois fatores chamam atenção para essa posição no ranking: a localização da universidade e o constante diálogo com a comunidade indígena desde o processo de implantação da UFSB. Sandro também afirma que “Articulado ao interesse institucional e acadêmico da universidade em se aproximar destas comunidades, destaca-se o intenso esforço destas comunidades em estimular a formação escolar e o ingresso destes jovens (e também idosos) na universidade”.
Localizada na região sul e extremo sul da Bahia, a UFSB atua em um local onde muitas comunidades indígenas existem e resistem em suas formas de organização comunitária. Aqui, ganham destaque as aldeias Tupinambás, em Ilhéus, Pataxó Hã Hã Hãe, em Pau Brasil, e Pataxó, em Santa Cruz Cabrália e região do Parque Monte Pascoal.

Read the rest of this entry »

UFSB integrar portal colaborativo do Estado da Bahia

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) passou a integrar a Plataforma Anísio Teixeira, juntamente com as demais universidades (estaduais e federais) e institutos federais do Estado da Bahia.

A plataforma é um portal colaborativo que tem como objetivo principal reunir conteúdos formativos para a educação básica e educação superior. A plataforma já está disponibilizada para milhões de estudantes e professores nesse momento de distanciamento e isolamento social, a fim de possibilitar o acesso à formação e à manutenção de processos de aprendizagem.

A UFSB já possui três conteúdos publicados, sendo eles: curso de meditação para escolas; podcast realizado por discentes, técnicos e docentes do Grupo de Pesquisas Avançadas em Materialidades, Ambiências e Tecnologias; e um conjunto de aulas que trata de temas diversos de filosofia e Ciências Humanas.

Acesse a plataforma através do endereço http://pat.educacao. ba.gov.br/home/ipes e conheça todo o material já disponibilizado pelas Instituições de Ensino da Bahia.

ResponderEncaminhar

Entidades unem esforços no combate ao Covid 19 no Sul da Bahia

subahEntidades dos setores, público, privado e Organizações Não Governamentais da região se juntaram para contribuir com a aquisição de produtos e serviços essenciais no combate ao Covid-19. Em uma reunião virtual, nesta segunda-feira (6) os representantes dessas instituições apresentaram suas principais frentes de atuação, que vão desde a aquisição e confecção de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) – máscaras e álcool gel, até a produção de boletins informativos e orientações à classe acadêmica.

A iniciativa surge com o objetivo de equipar os 26 municípios do Território Litoral Sul com os produtos básicos de saúde, e que ainda são insuficientes para combater o vírus. Segundo o secretário executivo da Associação dos Municípios da Região Cacaueira (Amurc), Luciano Veiga, essa semana conseguiu articular, junto a 16 municípios associados, a compra coletiva desses materiais.

Ao mesmo tempo, a Associação está desenvolvendo uma ação junto às secretarias de Educação dos municípios, para fornecimento de alimentação (com recursos da merenda escolar) aos alunos que estão em casa. E, está em interlocução com o Governo do Estado da Bahia para auxílio aos municípios e sobre hospital de referência regional para o Covid-19.

Já a Universidade Federal do Sul da Bahia – UFSB e a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) estão trabalhando no sentido de participar do esforço de ampliação para a oferta de testes em casos suspeitos junto ao Laboratório Central de Saúde Pública – Lacen. Ambas as instituições ainda estão atuando na fabricação de álcool gel, sabão líquido, máscaras faciais e distribuição de cestas básicas para famílias em vulnerabilidade social.

Read the rest of this entry »

Pesquisa comparou políticas migratórias para refugiados no Brasil e no México

Noronha-Eduardo-Chris-RabbaniAlguns dos principais conflitos sociojurídicos no âmbito internacional estão relacionados com os movimentos migratórios, mais especificamente com os refugiados. Este foi o tema de estudo do aluno mexicano selecionado e financiado pela Organização dos Estados Americanos (OEA), Eduardo Erasmo Osornio García, no mestrado do Programa de Pós-Graduação em Estado e Sociedade (PPGES), com pesquisa em que analisou a política migratória para os refugiados no Brasil e no México, aprofundando-se sobre o exercício dos direitos humanos e para a inclusão social. A defesa ocorreu no dia 05 de março de 2020, em Porto Seguro, sendo orientada pelo professor Roberto Muhájir Rahnemay Rabbani, e composta pelos professores Christianne Benatti Rochebois (Universidade Federal do Sul da Bahia~-UFSB) e José Noronha Rodrigues (Universidade dos Açores – Portugal).

A pesquisa descreve e analisa a política migratória dos refugiados nos últimos anos no Brasil e no México, possuindo relevância e atualidade pela ocorrência nos últimos anos do enorme fluxo de refugiados da história da humanidade, tanto no âmbito internacional, como no Brasil. Essa situação tem gerado crises humanitárias, violações de direitos humanos e confrontos socioeconômicos. Os conflitos têm reflexo direto nas políticas públicas dos Estados, que vêm adotando medidas retaliadoras como a crimigração e estigmatização dos refugiados. O estudo verifica que o panorama do refúgio no Brasil precisa ser uma prioridade na agenda política, e que os governos brasileiro e mexicanos precisam atuar com congruência em parceria da sociedade civil e do mundo acadêmico, usando todas as ferramentas para que as decisões considerem o bem-estar dos refugiados e da sociedade de acolhimento. Se identificou que Brasil tem uma legislação mais progressista que a mexicana, contudo o aparelho de implementação brasileiro não apresenta a eficiência necessária.

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
março 2021
D S T Q Q S S
« fev    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031