hanna thame fisioterapia animal
prefeitura itabuna coronavirus 155 livros do thame

Posts Tagged ‘Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC’

Alunos do curso de Comunicação Social da UESC são premiados no Expocom Nacional 2020

uescNo dia 10 dezembro, aconteceu a premiação final na etapa nacional da Expocom, realizada no 43ª Congresso de Ciências da Comunicação. O curso de Comunicação Social, da Universidade Estadual de Santa Cruz-Uesc, em mais um ano de vitória garantiu um dos prêmios da competição. O Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação é realizado desde 1977, considerado o maior evento do país no campo da comunicação.

Em sua tradição, o Intercom reúne mais de 3 mil pessoas, entre elas estão: estudantes de graduação, pós-graduação, pesquisadores e profissionais da área de comunicação, entre outros. Além disso, o evento costuma debater assuntos relacionados ao Jornalismo, Relações Públicas, Publicidade, Rádio, Televisão, Cinema, Produção Editorial, conteúdos para mídias digitais, Políticas Públicas de Comunicação, e muitas produções audiovisuais acadêmicas.

O evento acontece anualmente e uma cidade-sede é escolhida por sócios do Intercom. Neste ano, a cidade escolhida foi Salvador, mas infelizmente por conta da situação pandêmica da Covid-19, o evento aconteceu de forma virtual. A organização do congresso ficou sob a responsabilidade da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Facom-Ufba).

Read the rest of this entry »

CNPq divulga resultado preliminar das bolsas de Produtividade em Pesquisa. A Uesc aprovou sete bolsas

uesc_noite_9 (1)O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) divulgou o resultado preliminar da Chamada Pública 09/2020 para bolsas de Produtividade em Pesquisa (PQ).

Foram aprovadas bolsas em todas as áreas do conhecimento nos níveis 1 e 2. Das Instituições Ensino Superior do estado da Bahia a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) foi a que teve o maior numero de docentes contemplados: sete bolsas PQ.

A bolsa PQ existe desde 1976, constitui o mais tradicional instrumento de apoio à pesquisa do CNPq e tem o objetivo de reconhecer e valorizar o trabalho dos pesquisadores no que diz respeito à produção de conhecimento científico e inovação tecnológica.

Foram contemplados projetos dos professores/pesquisadores Alexandre Schiavetti, Ana Paula Trovatti Uetanabaro, Daniela Mariano Lopes da Silva, Inara de Oliveira Rodrigues, Luiz Carlos Salay, Sandra Maria Pinto Magina e Victor Goyannes Dill Orrico.

São objetivos desta chamada do CNPq valorizar pesquisadores que possuam produção científica, tecnológica e de inovação de destaque em suas respectivas áreas do conhecimento; incentivar o aumento da produção científica, tecnológica e de inovação de qualidade; selecionar projetos de pesquisa que sejam propostos considerando o rigor e o método científico, bem como outros conceitos fundamentais para a produção do conhecimento científico.

Novo tipo de panetone é desenvolvido por pesquisadora da Uesc

panetoneCom o início de dezembro, começam as vendas de diversos produtos natalinos, entre eles, o panetone. Famoso por preencher as prateleiras dos mercados e estar presente na mesa dos brasileiros, diversos tipos, entre doces e salgados, foram consumidos por cerca da metade de toda a população nacional, em 2019, de acordo com os dados da Associação Brasileira da Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi). Agora, com o objetivo de incrementar de maneira sustentável e saudável, uma receita milenar, a pesquisadora Stephanie Gillet, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), desenvolveu durante seu trabalho de mestrado, um processo químico à base de enzimas de fungos, para que pequenos empreendedores possam aplicá-lo e assim melhorar a qualidade do seu produto.

Stephanie explica que geralmente os panetones caseiros tendem a perder a umidade e elasticidade da massa. “Foi a partir daí que optamos por estudar e aplicar amilases fúngicas de baixo custo para reverter esse problema, pois esta adição na panificação aumenta o volume dos pães, melhora textura do miolo, acentua a cor da crosta e atua no desenvolvimento de sabor”, disse. A pesquisadora também detalha como a adição desta enzima pode promover a qualidade de vida dos consumidores. “As enzimas, principalmente de origem fúngicas, são substâncias biocatalizadoras eficientes e específicas, que por serem naturais, conseguem promover um melhor sabor, textura, digestibilidade e valor nutricional ao alimento, tanto que já é utilizado na produção de cervejas, geleias, entre outros. Entretanto, na indústria de panetone, em vez de utilizar estes compostos, os fabricadores optam por substâncias químicas, o que é prejudicial à saúde”.

Read the rest of this entry »

Uesc iniciará 2021 com aulas não presenciais

uesc_noite_9 (1)

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) não terá aulas presenciais no inicio de 2021. Nesse sentido o Conselho Universitário (Consu/Uesc) aprovou, na 67ª reunião ordinária, realizada na tarde de quinta-feira (04), a retirada de pauta da minuta de resolução autorizando aulas presenciais ou híbridas.

alessandroOs conselheiros recomendaram cautela e a análise mais aprofundada de indicadores epidemiológicos antes de alguma definição, diante do recrudescimento dos casos confirmados de pessoas infectadas com a Sars-CoV-2 (Covid-19), especificamente nas cidades do Sul da Bahia.

O reitor Alessandro Fernandes de Santana, presidente do Consu, destacou “a independência do Conselho da Uesc, cujas deliberações sempre estiveram livres de interferências externas. Os conselheiros decidem com maturidade e à luz do conhecimento científico”.

Segundo o reitor, “a comunidade acadêmica jamais será colocada em risco” para retornar com as atividades presenciais em meio ao crescimento de casos confirmados da doença (Covid-19) na Bahia e no Brasil.

A Uesc não chegou a iniciar o ano letivo de 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus. Foi a primeira Instituição de Ensino Superior da Bahia a suspender as suas atividades presenciais. As funções administrativas da gestão e pós-graduação permaneceram em home office.

Read the rest of this entry »

Uesc vai realizar “(Re)Encontro dos egressos do curso de Enfermagem”

cartaz egressos FINAL 1000x1000O “(Re) Encontro de Egressos do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) será realizado nos dias 17 e 18 de dezembro. O evento online, com transmissão através do YouTube, tem a coordenação das professora Emanuela Cardoso da SiIva, organizado pelo Núcleo de Educação em Enfermagem/Egressos.

O público alvo do Encontro são ex-alunos, docentes e discentes do curso de Enfermagem Uesc de outras instituições da região. As inscrições podem ser feitas até o dia 16. Mais informações no site do evento: https://doity.com.br/re-encontro-de-egressosases-de-enfermagem-da-uesc-2.

O objetivo é apresentar e divulgar a Linha de Acompanhamento de Egressos que é uma ação do projeto de extensão Núcleo de Educação em Enfermagem – NEENF.

Read the rest of this entry »

Secretários de saúde são orientados sobre os testes para detecção do Covid-19

Lafem - Uesc Dando continuidade ao convênio assinado entre a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e a Associação dos Municípios da Região Cacaueira (Amurc) para a realização de 10 mil testes para detecção do Covid-19 no Sul da Bahia, os secretários municipais de saúde da região sinalizaram as demandas de suas localidades, em reunião nesta segunda-feira, 23, com representantes da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) e do Laboratório de Farmacogenômica e Epidemiologia Molecular da Uesc.

Segundo a diretora do Núcleo Regional de Saúde Sul, Domilene Borges, a proposta é ampliar a testagem para toda a equipe de saúde municipal, as pessoas com comorbidades e realizar uma busca ativa de assintomáticos nos municípios, visando identificá-los e tratá-los precocemente. Enquanto isso, os municípios estão verificando as suas demandas, que serão repassadas para a Uesc montar uma escala de testagem.

As coletas serão realizadas nos municípios e enviadas para o Lafem, onde serão analisadas. De acordo com o coordenador do Lafem, George Albuquerque, os testes são eficazes com resposta do resultado em 24 horas. A iniciativa dá continuidade às etapas de enfrentamento ao Covid-19, visando ampliar os testes e ter um acompanhamento das ações para contenção e isolamento de pacientes que estejam infectados nos municípios.

O Lafem já é credenciado pelo Laboratório Central da Bahia (Lacen), e realiza diagnósticos da Covid 19 desde o mês de junho.

Representante da Technion Israel Institute of Technology faz visita técnica a Uesc

uesc israel

A visita técnica do representante da Technion Israel Institute of Technology, uma universidade pública, em Haifa, Israel, à Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), amplia a possibilidade de construção de parceria entre as duas instituições.

O representante da Technion Israel Institute of Technology Sr. Ricardo Lomanski, foi recebido pelo reitor da Uesc, professor Alessandro Fernandes de Santana, pelo vice-reitor, professor Maurício Moreau e pelos professores: Cristiano Vilela, diretor científico do Centro de Inovação do Cacau – CIC e secretário do Parque Científico tecnológico do Sul da Bahia – PCSTB; Samuel Saito, gerente de análises e serviços do CIC e Ticiana Moura, assessora de relações internacionais, além da analista de relacionamento com o cliente do CIC, Dida Moreno, em reunião realizada no auditório do CIC.

O objetivo da Technion Israel Institute of Technology em vir à Uesc foi despertado devido ao trabalho que o Centro de Inovação do Cacau (CIC) tem desenvolvido em prol da cadeia cacauicultura no Brasil ao realizar o monitoramento de sua qualidade.

Read the rest of this entry »

Pesquisadores da Uesc estão entre os mais influentes do mundo

Dois pesquisadores da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) foram incluídos na lista dos mais influentes no mundo segundo estudo da Plos Biology, uma revista científica que publica sob o sistema de peer review, uma vasta gama de matérias sobre biologia.

A lista contém cem mil cientistas mais influentes, sendo que 600 deles estão no Brasil. Destes, dois fazem parte do programa de pós-graduação em Zoologia, o Prof/Dr.Jacques Hubert Delabie UESC) e o Prof/Dr. Dennis Rodder (Musue Historia Natural de Bonn).

Jacques Hubert Delabie

Jacques Hubert Delabie

A divulgação da lista foi feita pelo Journal PLOS Biology que publicou o banco de dados de um estudo que fez a análise do ranking mundial de cientistas. A pesquisa foi realizada por uma equipe da Universidade de Stanford (EUA), liderada por John Ioannidis.

Dennis Rodder

Dennis Rodder

“Essa é mais uma demonstração inequívoca da importância da universidade publica e de qualidade, como é a nossa Universidade Estadual de Santa Cruz – Uesc, que apresenta um quadro de pesquisadores docentes do mais alto nível, desenvolvendo atividades extremamente importantes para o desenvolvimento da Bahia, do Brasil e do mundo. Mesmo em um cenário atual muito difícil, a Uesc está cada vez mais demostrando sua capacidade e competência no desenvolvimento de suas atividades finalísticas do  ensino, da pesquisa e da extensão e também contribuindo para desenvolvimento regional”, ressaltou o Magnífico Reitor, Prof. Dr. Alessandro Fernandes de Santana, que aproveitou a oportunidade para parabenizar os dois pesquisadores da Uesc, pela inclusão dos seus respectivos nomes nesta tão concorrida e prestigiosa lista.

Read the rest of this entry »

Pesquisadora do Sul da Bahia cria bioetanol à base de cacau

cacau (1)Diariamente, resíduos agroindustriais, como cascas e bagaços, são descartados durante a produção de diversos tipos de produto. Com vistas a reverter este conflito ecológico, a professora Elizama Aguiar, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), junto a seu grupo de pesquisa, composto pelos estudantes Frederico Lobo e Gabriel Albuquerque, resolveu dar um destino para este lixo orgânico, e o resultado não poderia ser mais útil. É que antes, o que era descartado, agora têm potencial para ser hidrolisado – processo químico e enzimático que envolve a quebra da celulose da matéria-prima em açúcares – para se obter bioetanol. A professora ressalta que o material utilizado é facilmente obtido, além de ter uma conexão econômica com a região Sul da Bahia, por se tratar de dois componentes abundantes pelo local: o cacau e o malte.

Do cacau são obtidas as cascas e do malte, o bagaço. Elizama explica como funciona o processo de transformação. “A hidrólise consiste em submeter os resíduos a uma primeira etapa com solução ácida fraca e calor, para, posteriormente, aplicar soluções enzimáticas. As melhores condições destas etapas foram investigadas de forma a se obter maiores concentrações de açúcares fermentescíveis”, disse. Segundo ela, os resultados obtidos são promissores, pois permitiram a redução de cerca de 50% da massa de resíduos e com a continuidade dos estudos será possível otimizar a hidrólise e a fermentação.

A professora ressalta o fato de a região de Ilhéus ser uma produtora histórica de cacau no Brasil e como as cascas são acumuladas no campo logo após a quebra do fruto para obtenção da polpa e das sementes. “O acúmulo destas cascas no campo pode, por exemplo, resultar em um foco de contaminação do fungo causador da doença ‘vassoura-de-bruxa’ que já trouxe muitos prejuízos à região. Assim, é de grande importância apresentar novas aplicações para este resíduo. Além disso, devido à crescente popularização da produção de cervejas artesanais em todo o território nacional, foi também selecionado o bagaço de malte para ser empregado em combinação com as cascas de cacau. O bagaço é gerado durante a produção das cervejas, logo após a etapa de malteação”, destacou.

Read the rest of this entry »

Uesc vai manter atividades não presenciais até o fim do trimestre excepcional

uesc_noite_9 (1)A Universidade Estadual de Santa Cruz-Uesc vai cumprir o período letivo trimestral excepcional iniciado no dia 5 de outubro com previsão de encerramento no dia 13 de dezembro. A medida foi aprovada na 50ª Reunião Extraordinaria do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz (Consepe/Uesc) que regulamentou, em caráter excepcional e temporário, as atividades de ensino de graduação e pós-graduação, tendo em vista o novo coronavírus SARS-CoV-2 causador da Covid-19.

A medida está se efetivando porque Conselho Universitário (Consu/Uesc) aprovou e publicou a resolução 28/2020, autorizando, enquanto perdurar a pandemia causada pelo novo coronavírus, a manutenção do trabalho remoto administrativo na Universidade e assegurando que as atividades institucionais sejam desenvolvidas em consonância com as orientações governamentais brasileiras e da Organização Mundial de Saúde na adoção de medidas de controle da disseminação do novo coronavírus.

O trabalho remoto administrativo, na Uesc, segue as rotinas estabelecidas pelas chefias imediatas, por meio da utilização dos Sistemas de Informação e Comunicação Institucionais, de modo a configurar efetivo exercício do cargo pelos servidores, excetuando as atividades essenciais na modalidade presencial. Porém, ficam dispensados aqueles servidores que se enquadram em conformidade com o Art. 1 do Decreto Estadual nº 19.528/2020 e o Art. 4 da Resolução CONSU nº 05/2020.

alessandroAs atividades letivas estão ocorrendo com o uso e desenvolvimento de estratégias de ensino e aprendizagem por meio de formas de ensino não presencial, prioritariamente por processos de educação mediada por Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), recursos educacionais digitais e outras, como alternativas às atividades presenciais para o ensino de graduação e pós-graduação, denominado Ensino Não Presencial.

O reitor, Alessandro Fernandes de Santana  (foto) salienta que “mesmo com a pandemia, as atividades da Universidade não pararam. Ao contrário, a ação efetiva dos servidores docentes e técnicos administrativos fez com que a Uesc se despontasse como uma instituição que se coloca a disposição dos interessa da sociedade”, concluiu

Pesquisadores da Uesc desenvolvem protótipo que avalia condições neuropsicológicas

Por meio de um projeto de pesquisa que surgiu nos laboratórios da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), um grupo de pesquisadores baianos está desenvolvendo uma bateria neuropsicológica, capaz de fazer análises de condições cerebrais e psiquiátricas, que pode ser utilizada por instituições de ensino e pesquisa, escolas e universidades, empresas, além de clínicas e hospitais para melhor entender funções como memória, atenção e inteligência. De acordo com Paulo Barbosa, que é professor da Uesc, e está à frente do trabalho, esses atributos são fundamentais para uma boa performance profissional e acadêmica do ser humano e podem fazer a diferença em diagnósticos, prognósticos, tratamentos de condições neurológicas e até problemas de aprendizagem.

uesc mente

Paulo afirma que há uma grande relevância em ter adaptado um processo que é comumente feito por um profissional, através de um papel e uma caneta, para ser feito digitalmente. “Uma bateria computadorizada e online de avaliação neuropsicológica representaria uma inovação com potencial disruptivo, devido ao menor custo de administração dos testes, permitindo a avaliação de mais de um indivíduo ao mesmo tempo, além de reduzir erros humanos no registro das respostas”, explicou ao ressaltar que no Brasil há pouca agregação de tecnologia neste procedimento, o que resulta em custos elevados e erros humanos no registro das respostas dos testandos.

Read the rest of this entry »

Assinado convênio de cooperação técnica entre Uesc e o Assentamento Frei Vantuy

assenta 2

O reitor Alessandro Fernandes de Santana assinou, nesta sexta-feira (23), um Acordo de Cooperação Técnica Cientifica entre a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) com a Associação Agrícola do Projeto de Assentamento Frei Vantuy, situado no bairro Banco da Vitória, na Rodovia Jorge Amado.

 

Convênio Frei Vantuir2O ato contou com as presenças da presidente da Associação, Maisa Fontana Amaral Silva, do pró-reitor de Extensão (Proex/Uesc), professor Neurivaldo José de Guzzi Filho, professores da Instituição e representantes dos produtores assentados. A assinatura do convênio foi realizada na sala de reuniões da Reitoria.

 

O objetivo é a elaboração de atividades de pesquisa e extensão, capacitações, realização de seminários, encontros acadêmicos e programas especiais de curta duração. Além de desenvolvimento de atividade de intercambio técnico cientifico e a realização de treinamentos oferecidos, por ambos participes.

 

Visa também, gerar oportunidades para realização de programas de aprimoramento de pessoal, beneficiamento de produtos da agricultura familiar através do uso do Projeto de Extensão Programa Agroindústria da Uesc, fabricação de frutas desidratadas para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), além de outras atividades julgada de interesse comum.

 

O reitor Alessandro Fernandes de Santana lembrou que “cerca de 70% dos alimentos consumidos no Brasil são fruto da agricultura familiar. Essa aproximação entre agricultura familiar e universidade trará impactos positivos. A Uesc já desenvolve atividades semelhantes  com outros assentamentos, a exemplo do Terra  Vista, em Arataca. Esse convênio vai possibilitar adequação dos arranjos produtivos do Frei Vantuyr, gerar mais possibilidades para os produtores e espaço para transferência do conhecimento acumulado pela Academia. Esse é o papel da Universidade, transferir conhecimento através dos seus programas de pesquisa e extensão” concluiu

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31