hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘Uesc’

Transtorno do Espectro Autista é tema de livro da Editus

livro superarA Editus – Editora da UESC lançou o livro SuperAr: conhecendo o TEA (Transtorno do Espectro Autista), de Carla Lopes. Por ser mãe de uma criança com TEA, a autora percebeu a dificuldade de encontrar materiais sobre o assunto e percebia a dificuldade que as pessoas tinham para entender e lidar com o seu filho. Por isso, inicialmente escreveu um livrinho de próprio punho e foi entregando cópias ás professoras do filho.

SuperAr é o personagem criado para contribuir de forma pedagógica no entendimento do Transtorno de Espectro Autista e auxiliar professores, coordenadores e diretores de escola na compreensão das potencialidades que uma criança com o autismo apresenta. Trata-se de uma publicação que colabora para o respeito à diversidade e a inclusão concreta e efetiva dos autistas.

SuperAr: conhecendo o TEA (Transtorno do Espectro Autista) custa R$ 25,00 e pode ser adquirido na Livraria da Editus, localizada na UESC, em Ilhéus. Na internet, o leitor encontra essas e outras publicações da Editus nos sites www.livrariacultura.com.br e www.ciadoslivros.com.br. Pedidos também podem ser feitos pelo email vendas.editus@uesc.br ou pelo telefone (73)3680-5240. Para acompanhar todas as novidades da Editora, acesse o site www.uesc.br/editora, o Facebook @editorauesc e o Instagram @editus.uesc.

Biofábrica de Cacau produz clones de cacaueiros com alta produtividade e resistentes a doenças

cacau frutoO Festival Internacional do Chocolate e Cacau chega à 10ª edição entre os dias 18 e 22 de julho, em Ilhéus, no sul da Bahia. No município, um importante instrumento para a melhoria da qualidade e da produtividade do cacau é a Biofábrica de Cacau. A unidade é a primeira no mundo destinada à produção em escala industrial de clones de cacaueiros.

São 40 mil metros quadrados de extensão, com capacidade de armazenar 4,8 milhões de plantas, em 20 viveiros, e onde está instalado um dos maiores laboratórios de micropropagação do pais, além de um banco de dados e conhecimentos em protocolos técnicos e científicos certificados por órgãos renomados.

Também estão sendo desenvolvidos na Biofábrica, que é vinculada ao Governo do Estado, experimentos de melhoramento genético e certificação. “Estamos produzindo material de alto valor agronômico agregado, com certificação do Ministério da Agricultura, qualidade e acessibilidade aos produtores”, explica o diretor da Biofábrica, Lanns Almeida.

Biofábrica de Cacau_Foto_Daniel Thame_GOVBA

“Isso tem um impacto positivo na base produtiva, especialmente na agricultura familiar e também na conservação dos ativos florestais, já que atuamos na produção de mudas para restauração da mata nativa”, acrescenta.

Centro de Inovação do Cacau

cicPara ampliar as novas tecnologias de produção na região, foi criado o Centro de Inovação do Cacau, que funciona na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Ele é parte do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia (PCTSul), uma parceria do Governo do Estado com a Comissão Executiva Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Instituto Federal da Bahia (Ifba), Instituto Federal Baiano (IFBaiano) e Uesc.

O CIC tem foco na criação e inovação da cadeia produtiva do cacau e chocolate. O cento realiza serviços como análises físico-químicas e análise sensorial, em busca da melhora da produtividade, qualidade e rastreabilidade das amêndoas, viabilizando o fortalecimento da inserção do cacau baiano nos circuitos produtores de chocolates finos e de origem. Oferece ainda equipamentos com tecnologia de última geração e vai instalar uma planta industrial que permitirá aos produtores a fabricação de marcas regionais de chocolates finos.

“Esse trabalho permite o mapeamento de agricultores e a abertura de novos mercados. Estamos atuando no sentido de que o Brasil seja reconhecido como um país que produz cacau de qualidade, especialmente na Bahia, valorizando o chamado cacau com certificado de origem”, afirma o diretor do Centro de Inovação do Cacau, Cristiano Vilela.

Fruticultura cresce no Baixo Sul da Bahia

banana 2Os municípios de Gandu, Teolândia, Wenceslau Guimarães, Presidente Tancredo Neves, Nova Ibiá e Piraí do Norte, no Baixo Sul da Bahia, se transformaram em Polo de Fruticultura depois da crise da lavoura cacaueira. Atualmente, frutas como graviola, abacaxi, banana prata e da terra, cacau, cupuaçu, pupunha e exóticas como rambutan, lichia e mangustão saem das plantações mantidas nas 15.530 propriedades rurais espalhadas pelos seis municípios.

Para manter as propriedades rentáveis, os agricultores se uniram a associações, cooperativas, sindicatos e vários órgãos públicos para formar o primeiro Comitê de Fruticultura do Estado da Bahia. A região também conta com o apoio de entidades como a Embrapa, Uesc e Uesb. Há 15 anos o cacau reinava absoluto nas plantações. Mas, com a crise e impulsionados pelas dificuldades enfrentadas nas lavouras cacaueiras, os produtores rurais começaram a buscar alternativas.

O presidente do Comitê de Fruticultura do Baixo Sul e Presidente do Sindicato Rural de Gandu, Renato Dias, afirma que antes os órgãos atuavam de forma isolada. Então, a ideia foi unir forças para tornar o processo mais dinâmico e eficiente. “Juntos temos maior poder de reivindicação e negociação”.

“O canto da eterna esperança” será lançado em Ilhéus

livroO cronista e advogado (professor de Direito Constitucional da então FESPI, embrião da Universidade Estadual de Santa Cruz) Manoel Lins terá o livro O canto da eterna esperança lançado no dia 13 de julho, às 16h30min., na Pousada Eden One, em Ilhéus,pela Editus/Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz.

Organizado pelo jornalista Antônio Lopes, o livro reúne dados biográficos e textos produzidos por Manoel Lins (que também foi vice-presidente da OAB/Itabuna), além de apropriada iconografia, numa edição luxuosa, 384 páginas, em papel especial.

Manoel Lins, nascido em Palmeira dos Índios/Alagoas, veio morar em Buerarema ainda criança e, mais tarde, desenvolveu profícua carreira de jornalista, cronista e advogado. Divulgou seus textos, principalmente, no jornal SB – Informações e Negócios e na revista Desfile, chegando a publicar um livro, Menino aluado, em 1967.  Lins morreu prematuramente, em 1975 (aos 38 anos), quando, em Santo Amaro, numa passagem de nível, seu carro se chocou contra uma locomotiva.

Read the rest of this entry »

Preço da cesta básica sobe em Ilhéus e Itabuna

cesta basica

A cesta básica passou a custar R$337,94 no mês de em  Ilhéus, uma elevação de 6,32% em relação ao mês anterior. Dos 12 produtos que compõem a cesta básica, 10 aumentaram de preço: tomate (19,15%), arroz (9,57%), açúcar (7,44%), banana (6,99%), pão (5,88%), carne (5,79%), feijão (5,12%), óleo (3,94%), café (2,72%) e a farinha (0,57%). Em contrapartida, o preço da manteiga e do leite  reduziram 3,93% e 0,28%, respectivamente, no mês de junho

Já em Itabuna, a cesta básica passou a custar  R$316,51 no mês de junho em Itabuna, um aumento de 1,24% em relação ao mês anterior.
Dos 12 produtos que compõem a cesta básica, sete aumentaram de preço: banana da prata (28,91%), açúcar (9,80%), feijão (6,27%), arroz (3,54%), carne (2,69%), pão francês (2,50%) e óleo de soja (1,79%). Houve redução no preço dos seguintes itens: tomate (20,62%), café (2,39%), leite
(1,94%), farinha de mandioca (1,58%) e manteiga (0,12%)

Fonte: Projeto de extensão Acompanhamento de Custo da Cesta Básica – ACCB/UESC.

 

UESC realiza IX Workshop interno de Avaliação e Planejamento em Genética e Biologia Molecular

uescProfessores e alunos do Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular (PPGGBM), da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), realizaram uma avaliação e debates sobre a evolução do programa na formação de profissionais qualificados para atuar na área de Genética e Biologia Molecular durante a sua história. Na abertura da reunião o Pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UESC, professor George Rego Albuquerque, destacou a importância do programa na formação de mestres e doutores na área e a evolução do número de PPG’s da UESC com nota 5 na CAPES.

Uma análise sobre os indicadores do PPGGBM/UESC, junto à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), durante o quadriênio 2013-2016 foi realizada comparativamente aos PPGs avaliados com nota 6 e 7 na Câmara de Pesquisa 2 da Área de Ciências Agrárias I.

De acordo com o coordenador do programa, na UESC, professor Carlos Priminho Pirovani, ‘Os indicadores apontam que o PPGGBM/UESC está no mesmo patamá desses programas. A análise da ficha de avaliação do programa da UESC aponta equívocos sobre os indicadores do PPG em Genética e Biologia Molecular da UESC que levaram à manutenção da nota 5. Em itens de avaliação que o programa de Genética apresenta índices superiores ao dos demais programas da área foi atribuído o conceito bom ou regular, enquanto a outros programas em outras instituições, foi atribuído Muito Bom.”

Read the rest of this entry »

A Rede GigaSul está para nascer

Dr. Gesil Sampaio Amarante Segundo

Em novembro de 2010 a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) lançou a proposta da Rede GigaSul, uma infraestrutura de banda larga baseada em fibra ótica para prover a região Sul da Bahia (iniciando pela microrregião Costa do Cacau) de comunicação eficiente entre suas instituições de ensino superior, pesquisa e inovação, demais serviços públicos (em particular saúde, educação básica e segurança) e prefeituras. Aderiram imediatamente à proposta as prefeituras de Ilhéus, Itabuna e Uruçuca, a Associação dos Municípios da Região Cacaueira (AMURC), a CEPLAC, o CEPEDI, os Institutos Federais (IFBA e IFBaiano) e a Santa Casa de Misericórdia. Outras parcerias vieram com o tempo, em particular a recém criada Universidade Federal do Sul da Bahia e o Sindicato das empresas do Pólo de Informática de Ilhéus.

Anel da Fase 1 do GigaSul:

giga 1

O custo total desta infraestrutura com trajeto de 130km foi estimado em 5 milhões de Reais (fibra+equipamentos), destacando que apenas a UESC é obrigada a investir aproximadamente 700 mil reais por ano para o transporte do sinal de internet de Salvador, a uma velocidade abaixo de sua necessidade. Ficaria barato e traria inúmeras vantagens à região.

Ao longo destes últimos oito anos houve várias tentativas de obter investimentos para este projeto, que ajudou Itabuna e Uruçuca a serem agraciados com investimentos federais no Programa Cidades Digitais (em 2012). Em 2015 houve sinalização positiva da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), que não se confirmou, mas ajudou a acelerar a criação do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia (PCTSB), envolvendo a quase totalidade das instituições parceiras do GigaSul e várias outras.

Read the rest of this entry »

Festa Literária de Ilhéus recebeu público de 10 mil pessoas

Festa Literária registrou público de 10 mil pessoas durante os dias de evento – Rodrigo Macedo (9)

A Festa Literária de Ilhéus alcançou uma média de público de dez mil pessoas nos três dias de evento, entre estudantes, professores, pesquisadores, amantes do livro e da literatura. No primeiro dia, 15, houve uma pré-abertura na UESC, com contação de história e lançamento coletivo de livros publicados pela Editus – Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). No dia 16, a abertura oficial contou com a participação da atriz e escritora Elisa Lucinda, que lotou o Teatro Municipal. Nos dias 17 e 18, a programação realizou oito bate papos literários e culminou com o sarau “Violão e a palavra, com a participação da cantora Márcia Short, mediada pelo escritor Saulo Dourado.

Festa Literária registrou público de 10 mil pessoas durante os dias de evento – Rodrigo Macedo (2)

A programação diversificada contou com palestras, bate papo, saraus, lançamentos e exposição de livros, atividades recreativas e também com a participação dos vencedores do concurso de poesia, realizado no inicio do ano, pela Secretaria de Cutura (Secult). A programação infantil contou com jogos educativos, leituras ao ar livre, com o educador Raí Santana e a equipe da Biblioteca de Extensão (Bibex) da Fundação Pedro Calmon (FPC), além de oficina de teatro, oficinas literárias, Cia de teatro Cabriola, Circo da Lua, contação de histórias com professor Leônidas Azevedo (Uesc).

Read the rest of this entry »

Uesc sedia Encontro Norte/Nordeste da Pequena Empresa

micro emprA Associação da Micro e Pequenas Empresas e dos Empreendedores Individuais do Estado da Bahia (Ampesba) promove, na próxima sexta-feira (25), o IX Congresso Norte/Nordeste da Pequena Empresa – Empreendedorismo com Inovação Tecnológica.  O evento será realizado no auditório principal da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), a partir das 8h.

O  presidente da Ampesba, Valdir Ribeiro, explica que os participantes não terão acesso apenas a informações sobre inovações de tecnologia. “Serão apresentadas novidades também nas áreas de marketing pessoal, relações trabalhistas, previdenciárias, pregões eletrônicos, capacitação e linhas de financiamento”, diz Ribeiro.

O Congresso das Pequenas Empresas conta com o apoio das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) de Ilhéus e Itabuna, Associação Comercial e Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Ilhéus (Sincomércio), Banco do Nordeste e Confederação Nacional das Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais (Conampe).Estão previstas apresentações de painéis e pelo menos oito palestras de profissionais de diferentes áreas. Mais informações pelos telefones (73) 991783684 e 988861436.

Castração: Mitos e Verdades

Dra. Hannah Thame

 HT 2 (2)Ao adquirir um animal de estimação é comum surgirem dúvidas por parte de seus tutores. Entre os principais questionamentos está o dilema da castração. Bem, castração é a uma das respostas que dou para várias perguntas que me fazem sobre cães e gatos.

– O que fazer para que o meu cão/gato não tenha crias indiscriminadamente?
– Como posso diminuir o risco do meu bichano contrair doenças?
– O que fazer para meu cão/gato deixar de ser territorialista?

– Como deixa-los mais tranquilos dentro de casa?

A castração não é a única resposta, mas é uma solução bastante eficaz. O procedimento consiste na remoção dos testículos, em machos, e do útero e ovários, em fêmeas. Pode ser realizado em animais ainda filhotes, a partir de quatro meses de idade, sem que haja interferência em seu desenvolvimento. Para definir qual o melhor momento é necessário que seja feito um acompanhamento por um profissional capacitado, sendo imprescindível a avaliação do Médico Veterinário.

ernesto geladeiraCom relação aos mitos, será que a castração engorda? De fato, após a castração ocorrem alterações hormonais que levam a mudanças no organismo. Pode ocorrer uma diminuição do gasto de energia e uma menor capacidade de controle da saciedade. Caso o animal tenha um estilo de vida sedentário (falta de caminhadas e brincadeiras) e haja predisposição genética para ganho de peso, facilmente podem se tornar obesos. Sendo assim, são necessários cuidados especiais com a alimentação para que efeitos indesejáveis não se sobreponham aos ganhos à saúde.

A castração deixa o animal apático? Voltamos então à questão da obesidade. Caso o animal venha a adquirir muito peso, poderá cansar-se facilmente e não terá a mesma disposição. Logo, vale reforçar a questão dos cuidados com alimentação de um animal castrado.

A castração é um ato de crueldade? Não! É uma cirurgia simples e com pós-operatório tranquilo, especialmente em animais jovens e sem histórico de doenças.

Só se deve castrar a fêmea após o primeiro cio? Ao contrário do que imaginam a cadela não fica “triste” por não ter tido filhotes. Essa é uma característica humana que não se aplica aos animais. Estudos afirmam que a incidência de câncer de mama diminui em 95% em fêmeas castradas antes do primeiro cio.

A castração resolve todos os problemas de temperamento canino? Não! A castração não substitui a socialização ou o adestramento, apenas os complementa.

Enfim, se você adotou, resgatou, ou até mesmo comprou um animal de estimação, e tem receio de castrá-lo, saiba que a castração é um ato de amor e cuidado com ele e de comprometimento com a causa animal.

 

(*) A Dra. Hannah Thame é Médica Veterinária e Mestre em Ciência Animal com ênfase em Sanidade Animal pela Universidade Estadual de Santa Cruz

Elisa Lucinda abre Festa Literária de Ilhéus

elisaA escritora e atriz Elisa Lucinda fará a abertura oficial da Festa Literária de Ilhéus com o ‘bate-papo literário’ mediado pela professora de sociologia Flávia Alessandra de Souza, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). O evento acontece nesta quarta-feira, dia 16, a partir das 17h30min, no Teatro Municipal de Ilhéus, seguida de apresentação musical e cultural com os grupos Dilazenze e Mulheres em Domínio Público, respectivamente.

 

Na oportunidade, a escritora e professora da Uesc, Maria de Lourdes Netto Simões (Tica Simões), será uma das homenageadas por conta de seus trabalhos voltados para a pesquisa, leitura e literatura no sul da Bahia. Na mesma cerimônia também haverá premiação aos vencedores do III Prêmio Sosígenes Costa de Poesia e o lançamento da campanha “Memórias de Leitura”, da Fundação Pedro Calmon, de Salvador.

 

O secretário da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, destaca que a programação do evento é eclética, conta com palestras, oficinas, saraus, exposições, apresentações culturais, lançamento de livros, e estandes para a venda de livros de várias editoras universitárias filiadas à Associação Brasileira das Editoras Universitárias e editoras comerciais, a preços promocionais.

 

A festa literária acontece até o dia 18 deste mês, na Uesc, no Teatro Municipal, Academia de Letras, Biblioteca Pública Municipal Adonias Filho, Casa de Arte Baiana, sede da Human Network do Brasil, calçadão da Rua Jorge Amado e Praça Pedro Mattos. O evento é uma co-realização da Editus – Editora da Uesc, Secretaria da Cultura e Academia de Letras de Ilhéus, além da Fundação Pedro Calmon, que reúne ainda a VI Feira do Livro da Uesc e o III Festival Literário de Ilhéus.

Uesc divulga finalistas do Prêmio Sosígenes Costa de Poesia

Os escritores José de Assis Freitas Filho, Maria do Carmo Sena do Nascimento e Messias Nunes Correia são os finalistas do III Prêmio Sosígenes Costa de Poesia. Eles são autores dos livros “Poemas sobre a ternura das lâminas”, “Na veia da palavra” e “A ascensão noturna”. No dia 16, às 17h30, no Teatro Municipal de Ilhéus, durante a abertura oficial da Festa Literária de Ilhéus, será divulgado o resultado final e haverá a premiação do vencedor, que terá o livro de poemas publicado pela Editus – Editora da Uesc e receberá R$ 2.000.

As inscrições para a terceira edição do Prêmio ocorreram entre os dias 20 de fevereiro e 30 de março. Cada autor teve que se inscrever em pseudônimo e apresentar uma obra inédita. O Prêmio Sosígenes Costa de Poesia é uma realização da Editus e Academia de Letras de Ilhéus (ALI).

Nesta edição, ele conta com o apoio da Secretaria de Cultura de Ilhéus. Ao homenagear o escritor sulbaiano Sosígenes Costa, a organização busca valorizar, difundir e revelar novos talentos da literatura poética baiana.  Na primeira edição, em 2016, o concurso premiou Weslley Almeida, mestrando em Literatura e morador de Feira de Santana, pelo livro “Memórias Fósseis”.

Já em 2017, Natan José Muniz Barreto, tradutor e professor, nascido em Salvador e residente em Londres, foi o ganhador, com “Um quintal e outros cantos”, que será lançado pela Editus no dia 15 de maio, na Festa Literária de Ilhéus.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
agosto 2018
D S T Q Q S S
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031