hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘Sul da Bahia’

Experiências da agricultura familiar no Sul da Bahia serão apresentadas à organização internacional

cacau terravista 5

Conhecer experiências produtivas exitosas da agricultura familiar baiana na cacauicultura é o objetivo da Missão, composta por representantes do Banco Mundial e da World Cocoa Foundation (WCF), organização internacional sem fins lucrativos que promove a sustentabilidade no setor do cacau, que será realizada no próximo dia 18, no município de Ilhéus, no Litoral Sul da Bahia.

A programação inclui uma visita ao assentamento Terra Vista, localizado no município de Arataca, que trabalha com sistemas agroflorestais, produção agroecológica, recuperação da mata e ações de formação de jovens, e à Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado e Adjacência (Coopfesba), que faz a gestão da Bahia Cacau, primeira fábrica de chocolate da agricultura familiar do Brasil. O grupo participa ainda do 10º Festival Internacional de Chocolate e Cacau, em Ilhéus.

Rota do Chocolate fortalece turismo e negócios

Portal do Chocolate.(1)Além da produção de chocolate na região sul do estado, o turismo rural também se constitui numa alternativa para a economia regional. A preservação ambiental garantida pelo cultivo do cacau, que necessita de sombras, e a exuberância da natureza são atrativos para turistas do Brasil e do Exterior.

Para consolidar o turismo rural, o Governo do Estado está implantado a Rota do Chocolate, o primeiro roteiro turístico temático da Bahia, que  abrange os municípios de Ilhéus e Uruçuca e a Rodovia Jorge Amado (Ilheus-Itabuna).

No roteiro, os turistas conhecerão a cultura do cacau e a produção do chocolate, por meio de visitas a fazendas de cacau com acervo histórico-arquitetônico, rios, cachoeiras e áreas de preservação ambiental.

Estrada co Chocolate. Fazenda Provisão Foto-Ana Lee (2) A Fazenda Yrerê, localizada ás margens da rodovia Ilhéus-Itabuna, é um exemplo bem sucedido deste novo processo. A fazenda atrai cerca de 2.500 turistas por ano, que visitam áreas de produção de cacau, do cultivo à colheita, e também degustam o chocolate produzido na fazenda, além de outros produtos regionais, como doces e artesanatos. A Yrerê foi indicada pela Embratur como um dos melhores produtos do segmento turístico no país.

Chocolat Bahia

A valorização do cacau como um produto vital para a economia regional e a produção de chocolate, Estrada do Chocolate. Rio do Braço. Foto-Ana Lee (2)ganharam visibilidade e impulso com a criação do Festival Internacional do Cacau e do Chocolate, o Chocolat Bahia, que tem o apoio do Governo do Estado e  chega à 10ª edição. Em 2017, o evento  reuniu 80 expositores e 40 marcas de chocolate, com cerca de 60 mil visitantes e R$ 10 milhões  em negócios, números que devem ser superados este ano.

O festival tem desdobramentos durante todo o ano, nos negócios, no surgimento e crescimento de marcas, no estímulo ao empreendedorismo e na divulgação da região cacaueira no Brasil e no exterior. “Essa é uma plataforma de fomento, de geração de emprego e renda, de estímulo à produção, de esperança na retomada do desenvolvimento em bases sustentáveis”, destaca Marco Lessa, que aposta na consolidação de Ilhéus como a Capital Brasileira dos Chocolates Finos, ou Chocolate com Certificado de Origem do Sul da Bahia.

Sul da Bahia se consolida como Capital dos Chocolates Finos

chocolate do sul da bahia

A verticalização da cadeia produtiva do cacau, com a valorização das amêndoas de qualidade, está provocando o surgimento de marcas regionais de chocolates finos, que variam de 50% a 100% de cacau na composição, um mercado que cresce 10% ao ano no Brasil, enquanto o mercado tradicional cresce apenas 2%. Atualmente são cerca de 40 marcas de chocolate do Sul da Bahia, que já estão conquistando mercado no Brasil e no Exterior.

A agricultura familiar também está presente na produção de chocolates. A Bahia Cacau, com uma unidade em Ibicaraí, implantada pelo Governo da Bahia,  a primeira fábrica de chocolate da agricultura familiar no Brasil. Gerenciada pela Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado (Coofesba), que reúne 60 produtores rurais, a Bahia Cacau tem uma produção de 600 quilos de chocolate/,mês e está ampliando as instalações, com capacidade para atender outras marcas regionais que produzem as próprias amêndoas. “Estamos passando por um processo de consolidação e expansão, capacitando os cooperados e  buscando novos mercados”, afirma Osaná Crisóstomo do Nascimento, diretor da Coofesba.

terravista chocolate

A Cooperativa de Agricultores Familiares do Sul da Bahia, com 420 associados, produz chocolates finos e achocolatados e está criando uma linha exclusiva para os supermercados. “Com assistência técnica e capacitação vamos melhorar cada vez mais a qualidade e criar novos canais de comercialização”, diz o diretor da Coopesulba, Gildeon Farias.

O presidente da  Associação dos Produtores de Chocolate do Sul da Bahia, Gerson Marques, destaca “o modelo antigo, de mero fornecedor de matéria prima, está superado. Hoje o caminho é a verticalização, valorizando principalmente a produção de chocolates fino, de cacau orgânico que tem alto valor agregado”.

Chocolat Bahia

jorge chocolate 2A valorização do cacau como um produto vital para a economia regional e a produção de chocolate, ganharam visibilidade e impulso com a criação do Festival Internacional do Cacau e do Chocolate, o Chocolat Bahia, que tem o apoio do Governo do Estado e  chega à 10ª edição. Em 2017, o evento  reuniu 80 expositores e 40 marcas de chocolate, com cerca de 60 mil visitantes e R$ 10 milhões  em negócios, números que devem ser superados este ano.

O festival tem desdobramentos durante todo o ano, nos negócios, no surgimento e crescimento de marcas, no estímulo ao empreendedorismo e na divulgação da região cacaueira no Brasil e no exterior. “Essa é uma plataforma de fomento, de geração de emprego e renda, de estímulo à produção, de esperança na retomada do desenvolvimento em bases sustentáveis”, destaca Marco Lessa, que aposta na consolidação de Ilhéus como a Capital Brasileira dos Chocolates Finos, ou Chocolate com Certificado de Origem do Sul da Bahia.

Sul da Bahia implanta Rota do Chocolate

estrada choco

Uma rota com 20 fazendas que produzem de cacau a chocolate será inaugurada, no próximo dia 18, data de abertura do Chocolat Bahia, o Festival Internacional do Chocolate e Cacau, em Ilhéus. O marco inicial da rota será um totem, em forma de chocolate, no início da rodovia estadual que liga Ilhéus e Uruçuca, a BA-262.

Dela também fará parte a mais emblemática e movimentada rodovia sul-baiana, a Ilhéus-Itabuna (BR-415), onde estão empreendimentos como a Fazenda Yrerê, aberta a visitação de turistas e produtora de cacau e chocolate.

Para a Rota do Chocolate na BA-262, o governo baiano investiu R$ 400 mil. Marco Lessa, publicitário da M21 e organizador do Chocolat Bahia, diz que este dinheiro foi aplicado em sinalização da BA-262 e criação de site e aplicativo.

Nesta quinta (12), a Rota do Chocolate foi tema de reportagem da Folha de São Paulo, que mostra algumas das propriedades ao longo da rodovia estadual (veja aqui).

Eventos movimentam o Festival Gastronômico Sabores de Itacaré

Itacaré 1

A 5ª edição do Festival Gastronômico “Sabores de Itacaré” começa nesta quinta-feira, dia 12, e vai até o próximo domingo, na avenida Castro Alves, orla da cidade, com uma série de eventos, feiras e atrações. Este ano o tema será Gastronomia de Raiz, aproveitando a grande diversidade gastronômica local. Cada estabelecimento utilizará os produtos da agricultura familiar para a composição dos pratos, valorizando os saberes e fazeres dos chefs e cozinheiros locais.

De acordo com a programação, o festival começa às 8 horas da manhã desta quinta-feira com a Feira da Agricultura Familiar. Às 17 horas começa a Feira dos Artesãos locais, seguindo com a apresentação cultural Dedo de Moça. A abertura oficial do Sabores de Itacaré será às 19 horas contando com a apresentação de autoridades regionais, patrocinadores e dos estabelecimentos que fazem parte do festival.

As atividades da cozinha show começam às 19h30min, com a chef Elibia Portel, apresentadora do programa Prato da Casa, que ensinará moquecas variadas. Em seguida, às 20h30min, a chef Brict Perez, do Restaurante La Cevicheria, de Trancoso, apresentará o ceviche clássico com “leche de tigre’ e Causa Peruana. Ainda nessa primeira noite, no palco de shows, acontecerá a apresentação de Padre Ednaldo e Amigos, às 21 horas, e Banda Skanibais, às 23 horas.

Read the rest of this entry »

Vila Santo André, no Sul da Bahia, é o novo point de esportes aquáticos e trilh

ale 2 credito shutterstock

A pequena vila no Sul da Bahia escolhida pela seleção alemã de futebol para se concentrar antes da Copa do Mundo de 2014 se tornou uma opção atraente para quem deseja unir esporte e natureza. Localizado a 30 km ao norte de Porto Seguro, o vilarejo de Santo André, que pertence à cidade de Santa Cruz Cabrália, é um paraíso natural para esportistas, em especial para os apaixonados por esportes aquáticos e trilhas.

ale 3 credito shutterstockA prática de mergulho é uma das opções para os mais aventureiros. A localidade tem diversos pontos que se destacam, como os corais de Araripe, Coroa Alta e Alagadas. Quem submerge pode observar uma infinidade de espécies de peixes e corais, além de tartarugas. Mas a grande estrela local é a baleia Jubarte, espécie que encontrou no litoral sul da Bahia um refúgio para a sua procriação. Elas costumam aparecer na região entre junho e setembro, encantando turistas através do ritual de acasalamento, por meio dos cantos e dos saltos dos machos para atrair as fêmeas.

Por ser um local privilegiado para a prática dos esportes aquáticos, Santo André se tornou um verdadeiro paraíso para amantes de surf, stand up paddle (esporte no qual o praticante fica em pé na prancha e se move com o auxílio de um remo), caiaque, kitesurf (modalidade por meio da qual a pessoa é conduzida por uma espécie de pipa) e snorkeling (um tipo de mergulho em águas rasas). Há também trilhas para passeios de bicicleta e caminhadas ecológicas.

Read the rest of this entry »

Ubaitaba realiza atividades em comemoração aos 28 anos do ECA

eca

Crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) da Secretaria da Assistência e Promoção Social e Trabalho (SEAST) da Prefeitura de Ubaitaba participam nesta semana de atividades comemorativas dos 28 anos de criação do Estatuto da Criança e do Adolescente. A programação se encerra nesta quinta-feira, dia 12, com caminhada pelas ruas da Ruinha de Santo Antônio pela manhã, às 9, e à tarde, às 14h30min.

A programação do SFCV foi aberta na segunda-feira com caminhada na manhã e tarde das crianças e adolescentes assistidos pelo Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) do bairro Armando Uzeda (Armandão). Na quarta-feira, foi a vez do público que participa das oficinas do CRAS do Distrito de Faisqueira.

No dia 13 de Julho, é o dia  de criação do Estatuto da Criança e do adolescente- ECA. Por isso, a Prefeitura de Ubaitaba, por meio do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos está trabalhando a temática nos grupos de convivência com elaboração de cartazes e materiais para exposição na comunidade em que está localizado cada CRAS.

Identificados os cinco mortos em acidente na BR 101 no Sul da Bahia

aci 1

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificou as cinco pessoas que morreram no acidente envolvendo três caminhões e uma kombi, na manhã desta terça-feira (10), no km 428 da BR-101, em Ibirapitanga, no Sul da Bahia. Os mortos são Divino Rafael Duarte Damasceno, Elias José Oliveira da Costa, Marivaldo dos Santos de Oliveira, Djalma Silva Santos e Ruitano Assunção da Hora. Pelo menos quatro pessoas estão internadas em estado grave.

aci 2

De acordo com testemunhas, um um caminhão-tanque envolvido no acidente transportava material usado na produção de asfalto e tombou na pista, quando trafegava pela “Curva da Tinta”. Desgovernado, o caminhão atingiu os outros três veículos, sendo dois caminhões baú. Um dos caminhões  conseguiu livrar-se da colisão frontal e foi atingido na traseira. O motorista de um terceiro caminhão não conseguiu desviar a tempo. O mesmo ocorreu com uma kombi.

Morreram no local do acidente o motorista do caminhão-tanque, três ocupantes de um dos caminhões baú e o motorista da kombi. Os corpos das vítimas ficaram presos às ferragens, de onde foram retirados por homens do Corpo de Bombeiros e levados para para o Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus. (do Pimenta)

A invenção do Chocolate da Mata Atlântica

Gerson Marques

 gerson marquesFazer chocolates é uma atividade muito nova para nos do Sul da Bahia, o antigo modelo exportador de matéria prima, com base monocultural, ficou congelado por mais de um século, travando alternativas e oferecendo um certo conforto, que mais tarde se mostraria insustentável.

Neste sentido, existe um fator positivo com a crise da vassoura, como ensina os orientais, as crises são o fim e início ao mesmo tempo, depende de seu ponto de vista, ou como se comporta perante a adversidade.

A busca por alternativas que viabilizasse saídas para um quadro de insustentabilidade econômica da atividade agrícola do cacau, foi sem dúvidas o fator motivador e indutor para o surgimento da chocolataria no Sul da Bahia.

chocolate do sul da bahiaMas, como se faz chocolates? Está era a pergunta a ser respondida anos noventa, no mundo até então, prevalecia a escola Suíça, com forte tradição no chocolate ao leite, traduzido para o Brasil, em chocolates com baixo teor de cacau, baixa qualidade e muitos aditivos suspeitos, fidelizando consumidores de doces, com o nome chocolate entrando como fantasia.

A falta de tradição e conhecimento sobre a produção de chocolates, era uma dificuldade que parecia intransponível apontando para um mar de desafios pela frente.

Também nos anos noventa, surge na Califórnia-EUA, um movimento de inovação do chocolate, comandado por chefs de culinária que resolveram reinventar o chocolate com base na seleção de amêndoas de alta qualidade e diminuição ou eliminação do leite na fórmula de seus inventos, este movimento ficou logo conhecido como “been tô bar”, foram fundamentais no desenvolvimento de uma linha de máquinas e equipamentos, de pequeno porte que viabilizaria o surgimento da micro e pequena fábrica de chocolate, coisa impensável pouco tempo antes.

Read the rest of this entry »

Foto: José Nazal

A beleza de Ilhéus em todo o seu esplendor. Obra prima da natureza  no sul da Bahia

A beleza de Ilhéus em todo o seu esplendor. Obra prima da natureza no sul da Bahia

Rastreamento do Câncer de Mama atende mulheres no Sul da Bahia

mamaO Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama, programa itinerante da Secretaria da Saúde do Estado, continuará atendendo mulheres de 50 a 69 anos da região de Itabuna. O programa está na região desde o dia 11 de junho e abrange 8 municípios.  Ele deve visitar mais 14 municípios: Ubaitaba, Ibirapitanga, Aurelino Leal, Maraú, Itajuípe, Coaraci, Almadina, Camacã, Jussari, Pau Brasil, Itapitanga, Ibicaraí, Floresta Azul e Itaju do Colônia. A meta da Sesab é atender 14.740 mulheres na faixa prioritária, residentes nos 14 municípios.

De acordo com a diretora de Projetos Estratégicos (Dipro), Jucélia Nascimento, a mamografia é o exame que detecta precocemente o câncer de mama e, para ser atendida, a mulher deve levar identidade, o Cartão do SUS e um comprovante de endereço.  O atendimento é feito em unidades móveis, equipadas para dar o conforto necessário para as mulheres. O Saúde sem Fronteiras tem como diferencial o acompanhamento das mulheres com mamografias inconclusivas, com a oferta de exames complementares.

Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia. Em Camacã será até dia 18; Ubaitaba e Itajuípe, até 13; Ibicaraí, até 14; Ibirapitanga, 14 a 24; Coaraci, 14 a 27; Floresta Azul, 16 a 21 e Jussari, 20 a 23.

Camacan chega a dois meses sem nenhum homicídio

A polícia de Camacan, no sul da Bahia, comemora 60 dias sem nenhum homicídio. O comandante da 62a CIPM, Major Penalva, atribui o sucesso às ações preventivas para inibir crimes violentos em uma cidade que já foi conhecida pela criminalidade alta.

Um destaque foi a Operação Nix, criada por um grupo de trabalho logo no início de sua gestão no cargo. Ela fez uma minuciosa análise de vários cenários operacionais, identificando pontos críticos, direcionando o efetivo em dias e horários mais importantes.

Para aumentar o combate ao tráfico de drogas, que gera boa parte dos crimes letais, foram feitas abordagens a pedestres e veículos suspeitos, resultando na apreensão de 48 armas de fogo e drogas, e na prisão de vários criminosos.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
julho 2018
D S T Q Q S S
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031