hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

Posts Tagged ‘Secti’

Secti debate implantação da Agência de Desenvolvimento Regional do Sul da Bahia

secti

A implementação da Agência de Desenvolvimento Regional do Sul da Bahia foi tema de debate em uma reuniãona sede da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). Na ocasião, a secretária Adélia Pinheiro dialogou com representantes do ecossistema local, como o diretor do Instituto Arapyau, Ricardo Gomes, o representante da World Resources Institute Bahia (WRI) e consultor do Instituto Arapyau, Miguel Calmon, o professor Gesil Amarante e Cristiano Vilela, do Parque Tecnológico do Sul.

A iniciativa de implementar a agência teve início há 2 anos, através de uma investida do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), do Instituto Arapyau, e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), sob a liderança da então reitora Adélia Pinheiro. Junto a representantes de seis municípios – Itacaré, Uruçuca, Ilhéus, Itabuna, Una e Canavieiras – foi criado o projeto Sul da Bahia Global, para impulsionar a região. O grupo selecionou quatro eixos prioritários: educação, economia, meio ambiente e paisagem e infraestrutura.

Read the rest of this entry »

Secti e Ufba se unem em projeto “Meninas na Ciência de Dados”

meninas de dadosEm busca de ampliar o projeto desenvolvido por professores e alunos do Grupo de Pesquisa Gamma, da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) passou a acompanhar e realizar articulações estratégicas para fomentar o trabalho de educar meninas no mundo dos dados desde a educação básica. O intuito é estimular e promover a presença das mulheres no mundo acadêmico e diminuir a disparidade de gênero no mercado de trabalho relacionado à área de exatas, especialmente nos campos de ciência, tecnologia e inovação.

A base do “Meninas na Ciência de Dados” se concentra em atividades desenvolvidas para as estudantes aprenderem por meio do pensamento analítico, estatístico e computacional que, nos dias de hoje, estão presentes não só nas matérias exatas, mas em diversas disciplinas. Entre as articulações capitaneadas pela Secti, se destacam as parcerias com a Secretaria de Educação (SEC) e o Instituto Anísio Teixeira (IAT).

Read the rest of this entry »

Secti, Cesol e CEEP do Chocolate Nelson Schaun articulam parcerias

ceep chocolateA  secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Adélia Pinheiro, participou de  uma reunião em Ilhéus com a direção do Centro Estadual de Educação Profissional- CEEP do Chocolate Nelson Schaun e o Centro Público de Economia Solidaria (Cesol). O objetivo do encontro foi articular  o desenvolvimento de parcerias envolvendo a fábrica-escola  de chocolates, o escritório criativo da escola, a Secti, a Secretaria da Educação (Sec) e a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

 

 
De acordo com a secretária Adélia Pinheiro, a reunião aconteceu de forma positiva e há o interesse de todas as partes de atuarem juntas em prol da qualificação profissional. “O intuito é promover o curso técnico de chocolates, aproximando o mercado de trabalho e o vínculo direto das cadeias chocolateiras presentes na economia solidária e na agricultura familiar”, afirmou. “Essas ações conjuntas fortalecem o processo de aprendizagem e ampliam os horizontes dos nossos estudantes da fábrica-escola de Chocolate, que são incentivados ao empreendedorismo e a inovação”, disse o diretor do CEEP, professor Julierme Barros.

Mulheres baianas são destaque no cenário científico

Cátia: substituto de agrotóxico em folhas de eucalipto || Divulgação

Cátia: substituto de agrotóxico em folhas de eucalipto || Divulgação

Em comemoração ao Dia da Mulher na Ciência, estabelecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no dia 11 de fevereiro, a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) destacam o trabalho de cientistas mulheres e baianas, a exemplo de Cátia Libarino, Neuza Neves e Sandra de Assis, que foram destaques na série Bahia Faz Ciência por conta dos seus trabalhos que beneficiam a sociedade e contribuem para o avanço do cenário científico na Bahia.

Cátia desenvolveu um agrotóxico natural capaz de prevenir pragas, mas que não ameaça à saúde, pois é feito à base óleo de eucalipto. Já Neuza estuda a recombinação dos agentes causadores da reação alérgica no organismo com o intuito de curar a alergia ao ácaro, a mais comum entre a população baiana, enquanto Sandra produz curativos feitos de filmes de polímeros com extrato de abacaxis híbridos, que ajudam a hidratar e cicatrizar mais rápido as feridas cutâneas.

Read the rest of this entry »

Edital Centelha Bahia divulga resultado final

RESULTADOApós sete meses de seleção, o resultado final dos trabalhos aprovados no Edital Centelha Bahia foi divulgado e está disponível no site da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), que é vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). O Programa, que vai conceder R$ 1,6 milhão para apoiar negócios inovadores, selecionou 27 projetos de seis municípios baianos que serão contemplados com até R$ 60 mil (cada um) em recursos financeiros para que possam ser concretizados. Os participantes, provenientes dos municípios de Salvador, Ilhéus, Feira de Santana, Paulo Afonso, Guanambi e Itajuípe, passaram por três fases com capacitações, workshops e ações relacionadas ao sucesso de uma startup, com especialistas de diversas áreas abordadas nestes eventos.

O Centelha teve 2047 inscritos, provenientes de ensino médio, superior e pós-graduação, e 932 propostas de negócios, espalhadas por 86 municípios, com o intuito de trazer ideias inovadoras para promover o avanço do estado. Tecnologia social, eletroeletrônica e biotecnologia e genética lideraram como áreas de concentração com mais trabalhos aprovados. No total, são 109 membros envolvidos em uma maioria de trabalhos dos quais a maior parcela já está em estágio de teste dos protótipos. Após a divulgação do resultado final da fase 3, será realizada uma reunião com os 27 proponentes, a fim de esclarecer as dúvidas e definir os próximos passos conforme o cronograma do Edital.

Read the rest of this entry »

Pesquisadora baiana é premiada em Londres por tese doutoral

2

“Ter dengue durante a gestação aumenta o risco de óbitos fetais e maternos”, afirma a pesquisadora Enny Paixão, que desenvolveu sua tese de doutorado para investigar os riscos ocasionados pela doença ao longo da gravidez. O projeto, que tomou como base os dados do Ministério da Saúde, permite conhecer os principais indicadores de riscos e visa alertar a população, além de servir de base para a criação de políticas adequadas para minimizar esses riscos.

O doutorado foi realizado sob a orientação da professora Laura Rodrigues, uma das parceiras do Centro de Integração de Dados e Conhecimento para Saúde (Cidacs/Fiocruz Bahia), sediado no Parque Tecnológico da Bahia, espaço administrado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). Segundo a pesquisadora, o estudo só foi possível de ser concebido devido as grandes bases de dados que viabilizou estudar eventos raros, como por exemplo o óbito fetal. “Conhecer fatores de risco durante a gravidez é importante para alertar a população a buscar novos meios de prevenção”, ponderou.

Read the rest of this entry »

Estudantes de Ilhéus desenvolvem adubo feito de planta baronesa

baronesas

A cada dia, o ser humano busca maneiras de reverter a poluição causada pelo urbanismo acelerado e o consumismo incessante. Com isso em mente, uma dupla de estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira, localizado em Ilhéus, Sul da Bahia, utilizou uma planta conhecida como Baronesa para criar um tipo de adubo. A novidade é que esta planta, em sua forma original, possui um tamanho quase microscópico, mas, devido à poluição, acabou por cobrir diversos rios da região. Assim, ao mesmo tempo em que a produção deste novo fertilizante pode minimizar os impactos no ecossistema local, também é capaz de contribuir para o crescimento saudável de uma nova vegetação.

Lusbbel Queiroz e Lucas Barbosa deram continuidade em um projeto criado pelo pesquisador Bruno Carrasco, da Universidade Estadual de Santa Cruz, enquanto estudava no mesmo local que os garotos. O trabalho se trata da criação de um adubo para diminuir um processo chamado eutrofização, um fenômeno no qual o ambiente aquático poluído retém uma quantidade grande de nutrientes, e por isso aumenta a quantidade de algas que antes eram microscópicas. No caso dos rios em Ilhéus, o excesso de baronesa influencia na qualidade da água e impacta diretamente no ecossistema local.

Lucas afirma que diversas espécies de animais e alguns moradores são prejudicados com a contaminação. “Quando a poluição aumenta, ela se reproduz descontroladamente, empobrecendo os nutrientes da água. A baronesa absorve esses nutrientes, tornando-se muito rica em substâncias que auxiliam no desenvolvimento de plantas”, disse. Já o seu companheiro de equipe, Lusbbel, afirma que “além de tudo, o adubo também ajuda a diminuir a adição a fertilizantes químicos nas lavouras e incentivar a busca para utilizar matérias orgânicas como adubo”.

Read the rest of this entry »

Poste autônomo pode ser a solução para iluminação pública no Recôncavo Baiano

poste e (2)

Para quem vive nos centros urbanos não há muita preocupação sobre a vida sem iluminação pública, fator responsável pela segurança, ambientação e facilitador de diversas atividades do cotidiano. Entretanto, algumas localidades ainda sofrem com a falta deste recurso, como é o caso de algumas comunidades do Recôncavo Baiano. Pensando em reverter esta realidade, o professor Marcus Florentino da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), desenvolve junto a um grupo de estudantes, um projeto chamado EEEcolluz, que busca fornecer iluminação para áreas que ainda não são contempladas, através de um recurso científico e inovador: o poste autônomo.

poste e (1)O professor explica que o projeto foi inspirado pelo Litro de Luz, uma iniciativa que leva iluminação de baixo custo para regiões com pouca oferta de iluminação pública. “Dentre as energias renováveis disponíveis na natureza, a mais abundante é a energia solar. O aproveitamento dela como fonte de energia elétrica é baseado na tecnologia fotovoltaica, do qual a luz do sol é convertida diretamente em energia elétrica. Ou seja, enquanto o sol faz o seu trabalho, uma placa converte a energia solar em energia elétrica, que alimenta a bateria, deixando-a responsável por acender as lâmpadas durante a noite”, afirmou lembrando que a energia solar do Nordeste é bem aproveitada, pois a região possui índices solarimétricos que permitem usar as tecnologias solares fotovoltaicas com segurança energética.

Read the rest of this entry »

Cidades baianas elegem delegados para Conferência Estadual de Ciência e Tecnologia

Juazeiro 2

Democratizar a discussão em torno da nova política estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Esta é a proposta do Governo da Bahia, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), ao realizar 11 etapas macroterritoriais que antecedem a IV Conferência Estadual de CT&I. Após passar por Serrinha, Eunápolis, Salvador e Ilhéus, nesta quarta-feira (30) foi a vez de Vitória da Conquista, Juazeiro, Feira de Santana e Seabra receberem o evento e elegerem os delegados territoriais de cada região.

Vitória da Conquista1Com auditórios lotados, os campus das Universidades Estaduais de Feira de Santana (UEFS) e do Sudoeste da Bahia (UESB) reuniram representantes dos mais diversos segmentos para colaborar com o principal objetivo da Conferência que é a elaboração da nova política estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Da mesma forma, os auditórios dos campus da Uneb de Seabra e de Juazeiro também reuniram uma grande quantidade de pessoas interessadas nas temáticas propostas para discussão.

O superintendente de Inovação, Agnaldo Freire, que esteve em Feira de Santana, ressaltou a oportunidade que cada cidadão tem de se manifestar em torno de um tema tão importante. “A estrutura é voltada para dar voz a todo o estado para construir um documento tão importante como a política estadual de ciência e tecnologia. E fazemos tudo com muito satisfação, pois temos certeza que o interior do estado tem muito o que contribuir no direcionamento das ações do setor e por isso é muito relevante concentrar atenção não só na capital, mas em todas as regiões”, afirmou.

Read the rest of this entry »

Conferência Macroterritorial em Ilhéus define ações de Ciência, Tecnologia e Inovação

secti (3)

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), do Governo do Estado, realizou, nesta terça-feira (29), na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, a etapa regional Litoral Sul das Conferências Macroterritoriais de Ciência, Tecnologia e Inovação. O evento, que acontece até dia 31 em onze cidades baianas, tem o objetivo de identificar as principais demandas e elaborar a nova política estadual do setor, considerado estratégico para o desenvolvimento regional. Além disso, a conferência elege os 20 delegados sulbaianos que participarão da IV Conferência de CT&I, nos dias 5 e 6 de dezembro, em Salvador.

secti (2)Os 20 delegados escolhidos em cada macroterritório ficarão responsáveis por apresentar as demandas das regiões, representando os segmentos empresarial, Institutos de Ciência e Tecnologia, (universidades, centros de pesquisa), poder público, sociedade civil organizada e entidades de representação setorial, como, por exemplo, Fieb, Sebrae, Ibametro, dentre outros.

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento Científico da Secti, Washington Rocha, o governo “está construindo uma nova política estadual de Ciência e Tecnologia e o Sul da Bahia é uma região importante no contexto estadual. A participação de todos os segmentos da sociedade democratiza o processo e amplia o atendimento às demandas e dá mais eficiência à gestão pública”.

Read the rest of this entry »

Sistemas online podem reinventar a produção industrial de cacau gourmet na Bahia

cacau goumet

Com o poder de digitalizar os processos, a internet é responsável pelo o que alguns estudiosos chamam de a 4º revolução industrial, na qual novas tecnologias fundem o mundo físico, digital e biológico. Trazendo esta realidade para a Bahia, o professor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Jauberth Abijaude, aplica um sistema baseado em Internet das Coisas para otimizar a produção do cacau, uma das maiores riquezas do estado. O intuito é montar uma cadeia de monitoramento, a fim de avaliar os processos do fruto com foco nas fases de fermentação e secagem das amêndoas, período no qual se desenvolvem características fundamentais do cacau gourmet.

Jauberth explica que o conceito de internet das coisas veio para facilitar tarefas do cotidiano que passam a ser realizadas com o auxílio de sensores e atuadores. “A tecnologia cria uma rede de objetos inteligentes que reúne e transmite dados para otimizar a vida das pessoas. O uso da Blockchain e dos contratos inteligentes adiciona uma camada de segurança nos dados coletados pelos sensores. A inspiração de trazer esta realidade virtual para o mundo do cacau veio do anseio de valorizar o fruto, que é uma joia baiana. Eu e meu grupo de pesquisadores buscamos também driblar o declínio na produção causado por infestações como a Vassoura de Bruxa, fungo que atingiu a produção brasileira de cacau no final dos anos 1980”, contou o pesquisador.

Read the rest of this entry »

Parque Tecnológico da Bahia recebe primeiro laboratório de segurança cibernética

sectiA Bahia acaba de ganhar seu primeiro laboratório de segurança cibernética. É que foi inaugurado nesta quarta-feira (16), no Parque Tecnológico, espaço administrado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), o Lactec. Com o início das atividades do escritório, a Bahia sai na frente e consagra como o primeiro estado a receber uma unidade do grupo fora do Paraná, estado onde se encontra a sede do Lactec, que é um dos maiores centros de ciência e tecnologia do Brasil, além de ser referência em soluções inovadoras para o segundo setor.

A escolha tanto da Bahia quanto do Parque Tecnológico para o início da nova empreitada não foi à toa. De acordo com o presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna, a Bahia possui um grande potencial de inovação. “A expectativa é continuarmos expandindo nossa tecnologia pelo Norte e Nordeste, e a Bahia possui um cenário amplo para investirmos em iniciativas como esta. Já a escolha do Parque Tecnológico veio do anseio de estar próximo ao ecossistema de inovação do estado. Não queríamos ficar sediados somente em um escritório de algum empresarial. A presença de instituições acadêmicas e outras empresas do setor, além do próprio laço com a Secti, foi o maior atrativo para trazermos o Lactec para cá com essas possibilidades de networking”, afirmou.

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829