hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)’

Incentivo à produção qualifica a agricultura familiar na Bahia

agr f 1

Com o objetivo de dinamizar os processos de produção e garantir ao agricultor e agricultora familiar a segurança necessária para conviver, de forma sustentável, com as adversidades climáticas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), vem promovendo, nos últimos anos, iniciativas como a distribuição de sementes e de mudas frutíferas e essências florestais e o seguro Garantia-Safra. Estes insumos, de qualidade e alta tecnologia, resultam em mais renda e produtividade das áreas plantadas, eliminando custos e garantindo competitividade.

Uauá semiárido

Nos últimos quatro anos foram distribuídas 12 milhões de mudas frutíferas, de cacau, mandioca e essências florestais para mais de 17 mil famílias. O investimento é da ordem de R$20 milhões. A ação tem o objetivo de fortalecer a agricultura familiar, estimular o plantio e a diversificação de espécies em unidades produtivas de agricultores familiares, além de ser uma alternativa de geração de emprego e renda no campo. Entre as espécies que estão sendo doadas estão Açaí, Mandioca, Abacaxi Vitória, Aroeira-Vermelha, Cedro Rosa, Cacau, Ipê-Roxo, Pau Viola, Banana Princesa.

Read the rest of this entry »

Mais de 50% dos municípios baianos aderem parceria que fortalece agricultura familiar

agri famMais da metade dos municípios da Bahia já aderiram à parceria entre o Estado e as prefeituras, por meio do Serviço Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAF). A primeira lista, com a adesão de 233 municípios, foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado, desta quarta-feira (04).

O SEMAF é um serviço que conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com as secretarias municipais de agricultura, para atendimento direto aos agricultores familiares.

O objetivo é a implantação, execução e gestão de políticas públicas, programas, projetos e ações, com foco na promoção do desenvolvimento rural sustentável e solidário. O SEMAF atuará de forma integrada ao Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF), unidade da SDR, nos Territórios de Identidade do estado.

Read the rest of this entry »

Municípios do Sul da Bahia assinam Termo de Adesão para a parceria SETAF/SEMAF

japu 1A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) vem estabelecendo parcerias com as prefeituras municipais para pactuar ações de fortalecimento do desenvolvimento rural. A equipe do SETAF/Bahiater – Litoral Sul, está percorrendo os municípios, visitando os gestores municipais e incentivando para que os Termos de Adesão para a parceria SETAF/SEMAF sejam operacionalizados.

No Litoral Sul houve um grande avanço, destacou o Coordenador do Setaf/Bahiater Marcos Vinícios: “estamos nos colocando à disposição de todos os municípios para  alinhar a informação e tratar de assuntos que são novidades boas para o desenvolvimento rural da nossa Bahia a exemplo do  Projeto de Mecanização Rural do Estado da Bahia – PROMER, Cadastramento das Prefeituras no Siater,  a criação da Lei Municipal de criação do Fundo Municipal de Apoio à Agricultura Familiar – FUMAF, todos temas relacionados ao SEMAF”.

japu 2As diretorias dos Consórcios Cima e CDS/LS bem como a AMURC, estão envolvidas na  missão de fortalecer o processo nos 26 municípios. Os prefeitos de Santa Luzia, Antônio Guilherme/CIMA, de Mascote,  Arnaldo Lopes/CIMA ,  de Itacaré, Antônio de Anízio – CDS/LS e AMURC,  e  de Itajuípe, Marcone Amaral – CDS/LS e AMURC,  já assinaram os termos de adesão, além  dos prefeitos de Almadina, Arataca, Camacan, Aurelino Leal, Coaraci,  Floresta Azul, Ibicaraí, São José da Vitória, Ubaitaba, Itajú do Colônia e Barro Preto.

Para Antônio de Anízio, prefeito de Itacaré, fortalecer a agricultura é fortalecer a economia do Território Litoral Sul: “Somos entusiastas do trabalho que o secretário Jerônimo Rodrigues vem desenvolvendo no estado da Bahia com a SDR, vamos avançar a cada dia apoiando as ações da Secretaria de Desenvolvimento Rural ” disse o presidente do consórcio CDS/LS e da Amurc.

Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural tem nova gestora

celia 3A Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), está com nova gestão. A mestre em Gestão de Políticas Públicas, Célia Hissae Watanabe, passou a assumir a superintendência do órgão.

A nova gestora chega com o compromisso de consolidar as ações em curso na Bahiater, ampliar o número de famílias atendidas pelos serviços de assistência técnica e extensão rural (ATER) e fortalecer o trabalho dos Serviços Territoriais de Apoio à Agricultura Familiar (SETAFs) e Serviços Municipais de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAFs). “A ATER deve chegar qualitativamente nas comunidades rurais, estimulando a produção agroecológica e de alimentos saudáveis, bem como a garantia de renda que proporcione qualidade de vida em nossa Bahia Rural”.

A Bahiater, de acordo com Watanabe, foi concebida para implementar, executar e fazer a gestão dos serviços de ATER, possibilitando que o público beneficiário potencialize suas capacidades organizativas e produtivas e amplie o acesso às políticas públicas para a agricultura familiar.

A superintendente da Bahiater foi diretora de Políticas para Mulheres Rurais, no extinto Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). É funcionária cedida do Centro de Extensão da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), onde atuou como assessora técnica da Agricultura a Familiar. Também foi assistente técnica do Programa de Organização para a Gestão Social do Projeto Dom Helder Câmara – MDA/Secretaria de Desenvolvimento Territorial.

Watanabe é mestre em Gestão de Políticas Públicas, pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e especializada em Gestão de Políticas Públicas em Raça e Gênero, pelo Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher (NEIM), da Universidade Federal da Bahia (UFBA), e em Democracia Participativa, República e Movimentos Sociais, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

 

Implantação dos SEMAFs é prioridade no Sul da Bahia

 

japuA Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) do Governo da Bahia vem estabelecendo parcerias com as prefeituras municipais para pactuar ações e estratégias de fortalecimento do desenvolvimento rural. Com esse foco, a equipe do Setaf/Litoral Sul Bahia está visitando os prefeitos e equipes municipais de agricultura. A iniciativa intensifica a articulação de políticas públicas, por meio do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e da criação do Serviço Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAF).

 

O coordenador da Bahiater, Marcos Vinícios, visitou o prefeito Antônio de Anízio do município de Itacaré, tratou na reunião do termo de adesão ao SEMAF, falou sobre o PROMER-Programa de Mecanização Rural e sobre a Minuta para Lei Municipal de criação do Fundo Municipal de Apoio à Agricultura Familiar – FUMAF. O SEMAF – É um serviço municipal, de responsabilidade da prefeitura, cujo objetivo é promover a articulação, gestão e implementação de políticas públicas, com atuação de forma integrada no Território de Identidade, por intermédio do SETAF.

A participação dos municípios ocorre por meio de Termo de Adesão, que estabelece os princípios, objetivos, metas e o arranjo institucional necessário para implantação e funcionamento do SEMAF, articulado ao respectivo SETAF do Território, para a execução, na base municipal, das políticas públicas e a prestação de serviços aos agricultores familiares.

SDR se reúne com gestores municipais do Território Litoral Sul na Uesc

terravista 5Com o objetivo de fortalecer a estratégia da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), de interiorização dos serviços, gestores e técnicos da secretaria, estão percorrendo, nos meses de fevereiro e março, os 27 Territórios de Identidades da Bahia para apresentar as ações da SDR aos gestores municipais e pactuar com as prefeituras estratégias para fortalecer o desenvolvimento rural no estado.

Nesta  quarta-feira (15), o secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, e a equipe técnica da SDR, estarão reunidos com os dirigentes municipais do Território Litoral Sul. O evento acontecerá, às 9h, no auditório da torre administrativa da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus. A iniciativa tem o objetivo de intensificar a articulação de políticas públicas, por meio do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e do Serviço Municipal de Apoio à agricultura Familiar (SEMAF).

O público prioritário serão os gestores públicos municipais e estaduais, Colegiados Territoriais, integrantes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (CMDS), instituições prestadoras de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) e movimentos ou entidades representativas da agricultura familiar.

A Bahia é o estado que possui o maior número de famílias vivendo da agropecuária, atividade responsável pela produção de 77% dos alimentos saudáveis que chegam a mesa dos baianos.  De acordo com o Censo Agropecuário (IBGE, 2010), o estado concentra a maior população rural do Brasil, com 3,9 milhões de habitantes. Também reúne o maior número de estabelecimentos da agricultura familiar, com cerca de 700 mil propriedades.

A Agricultura Familiar responde por 44% de tudo que se produz na agropecuária do Estado, com o Valor Bruto da Produção (VBP) anual de R$ 3,74 bilhões. A agricultura familiar também é responsável por 77% dos alimentos que chegam à mesa das famílias baianas e por 81% da mão de obra das famílias no campo. A Agricultura Familiar é destaque na produção de mandioca, feijão, mel, leite, pesca e aquicultura artesanal, fruticultura, oleaginosas e caprinovinocultura, entre outros produtos.

SDR inicia diálogos para intensificar o desenvolvimento rural na Bahia

sdrPromover um alinhamento institucional na operacionalização de políticas públicas para o desenvolvimento rural dos municípios baianos. Com esse intuito, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) deu início, nesta terça-feira (07), no Território Recôncavo, no município de Cruz das Almas, a uma série de diálogos com gestores municipais.

A reunião, que será realizada nos 27 territórios de Identidade da Bahia, é um momento de diálogo, reflexão, ajustes e pactuações para discutir a organização, funcionamento e planejamento do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e Serviço Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAF), possibilitando a ampliação dos arranjos institucionais.

O secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, explicou que as visitas servirão para apresentar a secretaria com suas principais politicas publicas para que os prefeitos e movimentos produtivos façam a seleção daquelas que mais se adequem e interessem aos municípios do Recôncavo da Bahia. “Em 2015, instalamos 27 escritórios territoriais, temos uma unidade da SDR em cada território. Neste ano, começamos a percorrer todas essas unidades. Queremos chegar aos agricultores familiares para dizer que o estado está aqui. Essa é uma parceria com a prefeitura e queremos realizar ações para que a renda do produtor seja elevada, para que a produção de alimentos possa ser contemplada e que a gente possa garantir que as pessoas continuem vivendo no meio rural”.

Read the rest of this entry »

Bahia Produtiva deve injetar R$ 800 milhões na economia estadual até 2021

b prod 2Nos últimos dois anos, 13.284 famílias baianas estão sendo beneficiadas com o Projeto Bahia Produtiva, que está investindo em ideias socioambientais e incentivando cadeias produtivas no interior do estado. Desde que foram lançados os cinco primeiros editais do projeto, entre 2015 e 2016, foram 398 empreendimentos contemplados e mais de R$ 127 milhões em recursos para promover o desenvolvimento da população que vive do que produz. Nestes, foram incluídas apicultura, meliponicultura, bovinocultura do leite, caprinovinocultura, aqüicultura e pesca.

Nos primeiros meses deste ano, novos editais, totalizando R$ 39 milhões em investimentos, vão beneficiar a cadeia produtiva da mandioca, fruticultura e oleaginosas, principalmente o licuri. Até b pro 32021, o Bahia Produtiva prevê inserir cerca de R$ 800 milhões na economia baiana através do incentivo à produção, financiando obras, equipamentos, assistência técnica, treinamento, estudos e diagnósticos de gestão, entre outras iniciativas. Os recursos são de empréstimo junto ao Banco Interamericano Reconstrução de Desenvolvimento (Banco Mundial) e a execução fica sob responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

O grande objetivo do programa é promover a inclusão sócio-produtiva, ou seja, fazer com que as famílias que vivem no campo tenham condição de ter uma renda melhor e possam cuidar de seus b prod 4produtos, desde a condição primária até alcançar o mercado. É fazer com que eles consigam ver o que produziram nas prateleiras de grandes supermercados, distribuídos para diferentes estados brasileiros, e até mesmo fora do País. Construindo, assim, uma cadeia produtiva mais segura, com uma renda maior e permanente.

Para o diretor executivo da CAR, Wilson Dias, partindo das vocações locais, tem-se uma estabilidade maior, é possível ter uma constância no produto. “Dessa forma, o que se desenvolve em torno da produção como atividade agroindustrial, permanece. Quando a agroindústria é vocacionada, ela tem uma permanência, porque o produto está ali, é local, a produção está ali. Isso faz com que a produção seja ainda mais estimulada. Produzindo mais, ganhando mais, gera-se mais emprego e faz com que toda a cadeia do entorno também ganhe. Porque um agricultor que ganha mais, contrata mais pessoas, é capaz de desenvolver outra atividade, vai comprar no comércio, e dinamiza toda a economia de um município e um território”, explica Dias. (fotos: Mateus Pereira/GOVBA)

SDR e Fapesp incentivam pesquisas para desenvolvimento da lavoura cacaueira

cacau-ouroRepresentantes da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) estiveram reunidos, nesta quarta-feira (4), no Centro Administrativo da Bahia, para discutir investimentos, através de um edital, em pesquisas que visem o desenvolvimento da lavoura cacaueira.

De acordo com o chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, a proposta é conceber um edital que promova a inovação tecnológica da região do cacau para o fabrico do chocolate. “É preciso promover o desenvolvimento científico e a inovação tecnológica para a melhoria do cacau, tanto com tecnologias de pós-colheita, quanto de produção de chocolate. A ideia é que tenhamos equipamentos, máquinas e utensílios voltados para este fim”.

A proposta do edital é financiar projetos de pesquisa em instituições de Ensino Superior – IES ou Centros de Pesquisas e tecnológico, públicos ou privados, localizados no estado da Bahia, que visem desenvolver soluções inovadoras. O desenvolvimento de inovações tecnológicas que assegurem a viabilidade econômica do cacau, como mecanização de práticas agrícolas e um sistema de produção que assegure o aumento da produtividade com a melhoria na eficiência dos processos, foi um dos assuntos discutidos.

O Brasil alcançou o segundo lugar na produção mundial de cacau, sendo a Bahia líder com 86,58% do total, e o mercado vem se caracterizando pela maior presença de consumidores conscientes, que exigem um cacau de qualidade, seja no valor alimentar do chocolate, na inexistência de agentes contaminantes do fruto ou na utilização de processos produtivos ambientalmente sustentáveis. “É necessária a realização de pesquisas com o propósito de transferir competências para os produtores, considerando seus desafios e oportunidades”, disse.

Read the rest of this entry »

Bahia Rural Contemporânea apresenta a Salvador a diversidade do campo

chocolate

Alimentos, cachaça artesanal, mariscos, artesanato, moda e uma infinidade de iguarias poderão ser conferidos durante a primeira edição do Bahia Rural Contemporânea, que irá abrigar a VII Feira Baiana da Agricultura Familiar, Economia Solidária e Reforma Agrária (VII Febafes). 


Promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a iniciativa será realizada simultaneamente com a 29ª Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro), no Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador, no período de 26 de novembro a 4 de dezembro. A expectativa da SDR é movimentar R$ 4 milhões em negócios.

Dia da Mulher Trabalhadora Rural é celebrado com avanços

muieO Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), celebra, neste sábado (15), com as mulheres trabalhadoras rurais o seu dia. Há 17 anos é celebrado o Dia Mundial da Mulher Trabalhadora Rural. A data foi estabelecida durante a 4ª Conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a Mulher, no ano de 1995.

A grande contribuição da mulher no trabalho rural acontece principalmente em relação à agricultura familiar. A Bahia tem mais de 1,9 milhão de mulheres residindo e produzindo no campo, de acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE/2013). Esse número demonstra a expressiva demanda por políticas públicas específicas.

Nos últimos anos, as agricultoras vêm ganhando espaço na execução de políticas públicas do Estado da Bahia. A SDR, desde a sua criação, vem discutindo e buscando construir políticas que atendam às reivindicações das mulheres trabalhadoras rurais, por meio da Assessoria Especial de Mulheres, favorecendo o protagonismo das mulheres rurais na sociedade e apoiando ações em favor da inclusão social e econômica.

Read the rest of this entry »

Governo e agricultores familiares da Bahia participam do Terra Madre na Itália

SONY DSC

Produtos selecionados derivados do licuri, umbu e do maracujá da caatinga, cacau e mel estarão expostos e para a comercialização durante a realização do Terra Madre 2016, que começa nesta quinta-feira (22), em Turim, na Itália e reúne 150 países, organizado pelo Movimento Slow Food. A delegação baiana é formada por representantes da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e agricultores familiares.

O evento, que acontece a cada dois anos e está na 7ª edição, segue até a próxima segunda-feira (26), com uma programação diversificada, voltadas para a produção de alimentos, que se enquadrem nos princípios de serem de qualidade, limpos e justos e valorizem na sua produção aspectos socioeconômicos, ambientais e culturais. Acontecerão fóruns de discussão, vendas de produtos, degustações, ecogastronomia, debates, e visitas técnicas visando melhorar as fragilidades de alguns produtos.

chocolateO Brasil estará representado com um total de 30 produtos, sendo cinco deles da Bahia. Segundo o coordenador comercial da Cooperativa de Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), José Gonçalves, que participou de todas as edições do evento internacional e está levando o umbu nas versões de doce de corte e compota. “A expectativa com a participação no Terra Madre é de trocar experiências  com outros empreendimentos e buscar novos e possíveis mercados na Europa”, destacou.

Segundo Gonçalves, a participação em eventos é de suma importância porque contribui para o crescimento do empreendimento, além de ampliar os conhecimentos sobre alimentação e deixar um legado das culturas dos diversos participantes.

 

Durante o evento, o superintendente da Agricultura Familiar (Suaf/SDR), Marcelo Matos, fará apresentação das ações do Governo da Bahia para a agricultura familiar. Matos participa ainda de uma visita de estudos na Região de Veneto, no período 27 a 29 de setembro.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728