hanna thame fisioterapia animal
festival chocolate bahiagas universidade lasalle coronavirus 155 livros do thame

Posts Tagged ‘Secretaria de Desenvolvimento e Integração regional (Sedir)’

ILHÉUS SEDIARÁ CONGRESSO BRASILEIRO DE CACAU

A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa da Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir), assinou durante a Expofenita 2012, um convênio com a Fundação Pau Brasil (Funpab) para a realização do III Congresso Brasileiro de Cacau. O congresso será realizado de 11 a 14 de novembro de 2012, no Centro de Convenções de Ilhéus e terá como tema a “Inovação Tecnológica para Liderar a Produção e a Qualidade do Cacau”.

O evento reunirá toda a cadeia produtiva do cacau para atualizar conhecimentos e propor novos desafios para a cacauicultura. O encontro de pesquisadores, extensionistas, educadores, estudantes, representantes dos poderes públicos, legisladores, agentes privados e, principalmente, cacauicultores, em um fórum amplo de discussões, favorecerá o intercâmbio de conhecimentos, o estreitamento de relações entre todos os participantes, além de propor diretrizes para a solução de gargalos encontrados na cadeia produtiva.

Estiveram presentes à solenidade de assinatura, o secretário estadual de agricultura, Eduardo Salles, e o superintendente da agricultura familiar,
Wilson Dias, e o presidente da Funpab, Raúl René Meléndez Valle.

Instituto Biofábrica assina convênio com Governo do Estado para beneficiar30 mil agricultores

Cerca de 30 mil agricultores familiares de onze Territórios de Identidade da Bahia serão beneficiados com a entrega de três milhões de manivas-sementes de mandioca e produção de 1 milhão de mudas de cacau. O convênio será firmado nesta quinta-feira (16), entre a Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir), a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), o Instituto Biofábrica de Cacau, a Secretaria de Agricultura (Seagri) e a Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf).

A ação terá como objetivo produzir e distribuir manivas-sementes de mandioca com qualidade genética e certificadas pela Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuária (Embrapa), além de produzir mudas clonais de cacau em sacolas, certificadas pela Comissão Executiva de Planejamento da Lavoura Cacaueira (Ceplac), adaptadas às condições de campo. Será realizada também a reforma de dez viveiros  e a construção de um viveiro automatizado, medindo 2.500 m².

De acordo com o secretário estadual de agricultura, Eduardo Salles, a Bahia é o terceiro maior produtor nacional de mandioca, mas ainda existem gargalos e desafios a serem vencidos, entre eles a ausência de materiais livres de doenças. “A produção de mudas mais resistentes vai contribuir para o aumento da quantidade e qualidade dos materiais disponibilizados aos agricultores familiares, visando a sustentabilidade da mandiocultura e desenvolvimento socioeconômico dos Territórios de Identidade da Bahia”.

O superintendente da Agricultura Familiar (SUAF), Wilson Dias, destacou que a parceria vai aumentar a produção através de uma técnica de plantio chamada de micro propagação vegetativa in vitro, aumentando a produção de 13 para 20 toneladas por hectare. “Serão doadas 3 milhões de mudas para os agricultores familiares”, afirmou.

Já sobre o investimento na cacauicultura, o diretor executivo da CAR, José Vivaldo Mendonça, destacou a importância social e econômica desta cadeia produtiva. “As mudas clonais, que são resistentes à vassoura de bruxa, serão transplantadas em sacolas, com acondicionamento e estágio vegetativo diferenciados, que garantem o maior sucesso na produção. “Esta ação vai estimular o sistema agroflorestal (SAF) e através dele pretende diversificar a economia do estado”.

Os Territórios de Identidade que serão atendidos com a assinatura do convênio são Portal do Sertão, Recôncavo, Baixo Sul, Vale do Jiquiriçá, Vitória da Conquista, Médio Rio de Contas, Sertão Produtivo, Bacia do Jacuípe, Chapada Diamantina, Litoral Sul e Litoral Norte.

A iniciativa integra o programa estadual de inclusão socioprodutiva Vida Melhor, cujo objetivo é incluir cidadãos baianos que se encontram dentro da faixa da pobreza tanto na zona rural quanto na urbana.

 

 

ILHEUS, CAPITAL BRASILEIRA DO CHOCOLATE

é daqui que sai o chocolate mais saboroso do mundo

O IV Festival Internacional do Chocolate da Bahia promete transformar a cidade de Ilhéus na capital brasileira de chocolates finos. O evento acontecerá de 28 de junho a 2 de julho, no Centro de Convenções do município, e reunirá investidores, turistas, pesquisadores, estudantes e chefs de várias partes do planeta. O Festival agrega diversos segmentos da cadeia produtiva do cacau e do chocolate, expõe e vende produtos derivados, promove cursos e palestras sobre o tema, oferece um espaço exclusivo para crianças, além de uma série de atividades culturais, com shows de artistas regionais e nacionais. A unidade regional do Sebrae em Ilhéus é mais uma vez parceira do evento.

Este ano, o Festival do Chocolate terá como tema “Amado Chocolate na Terra de Jorge”, em comemoração ao centenário de nascimento do escritor baiano Jorge Amado, um dos mais importantes autores da literatura, traduzido em 55 países e em 49 idiomas. Além disso, o evento traz atrações e personalidades do mundo do chocolate e o público estimado é de 30 mil visitantes. “Nós somos parceiros desde a primeira edição, em 2009, e acompanhamos de perto crescimento do evento, que este ano ganha o status de internacional”, afirma o coordenador da Regional do Sebrae em Ilhéus, Renato Lisboa.

“A Bahia não quer apenas fazer um bom chocolate. Quer toda experiência envolvida nesse produto, compartilhada, inclusiva, ecologicamente correta, socialmente justa e que traga benefícios a toda cadeia produtiva do cacau e do chocolate”, afirma o realizador do evento, o publicitário Marco Lessa, da M21/MVU. Segundo ele, isso fará do chocolate da Bahia um produto que, além de saboroso e único, é capaz de atrair o público de todo o mundo.

O Festival do Chocolate da Bahia, em Ilhéus, integra o circuito estadual de eventos deste ano, que envolve outros dois eventos em Salvador: o Fórum Mundial do Chocolate, realizado nos dias 4 e 5 de julho, e o Salon du Chocolat da Bahia, de 6 a 8 de julho. Esta ação é uma iniciativa da Associação dos Produtores de Cacau do Sul da Bahia (APC), com realização da empresa M21/MVU Eventos, em parceria com o Governo da Bahia, através da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri), Secretaria de Turismo da Bahia (Setur), Secretaria de Desenvolvimento e Integração regional (Sedir), Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Comissão Executiva da Lavoura do Cacau (Ceplac), Ministério da Agricultura, Sebrae, e apoio do governo do Pará, além de produtores, fábricas e empresários.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
dezembro 2021
D S T Q Q S S
« nov    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031