hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

Posts Tagged ‘PSDB’

Rui Costa: o grande derrotado foi o PSDB de São Paulo

rui costaGovernador da Bahia, Rui Costa, no Valor Econômico:

(…) Valor: Atribui-se a vitória de Jair Bolsonaro, em grande parte, ao antipetismo que teria contaminado os brasileiros, ante as denúncias de corrupção nos governos petistas. O governo errou em não fazer uma aliança para apoiar Ciro Gomes, do PDT?
Rui: Não foi o antipetismo que venceu a eleição, foi a antipolítica, a rejeição ao establishment. O povo votou contra os políticos que representavam a política tradicional, contra esse modelo de alianças do toma-lá-dá-cá. Foi esse o recado. Quem por interesse político-partidário quiser fazer a leitura de que foi antipetismo, que faça. O Ciro [Gomes] bateu no PT, o [Geraldo] Alckmin bateu forte no PT a campanha inteira. Se alguém queria votar contra o PT, votaria no Alckmin, governador de São Paulo, com experiência de gestão.

Valor: Então o senhor acha que o PT não saiu derrotado da eleição?
Rui: O Alckmin foi governador quatro vezes, e perdeu feio no Estado dele. Quem foi o grande derrotado em São Paulo: o PT ou o Alckmin? Quem tinha força eleitoral? Se eu perdesse na Bahia, o derrotado seria o PT, porque eu era o governador. Ao perder de forma tão fragorosa, o grande derrotado em São Paulo foi o PSDB.

Valor: Mas Bolsonaro é deputado há 27 anos, como o senhor acha que ele conseguiu se apresentar aos eleitores como “o novo”?
Rui: Aí só procurando um cientista político, um sociólogo, um psicólogo para explicar como ele conseguiu passar essa imagem. Mas conseguiu, mérito dele. Apesar de ser deputado há 27 anos, de ter participado de todas as votações, de todas as negociações na Câmara, ele conseguiu por alguma fórmula passar a imagem de que ele era o novo, e que não fazia parte dessa política tradicional. Ele encontrou uma fórmula de encantar e convencer os eleitores que ele era diferente de tudo isso que está aí.

Read the rest of this entry »

A História do Golpe

Ato 1: A derrubada de um governo legítimo

Ato 2: O Desastre

Justiça mãe, justiça madrasta

Para uns, afagos, para outros, bofetões

Jornais de SP virão com lupa de brinde para ler denúncias de corrupção contra o PSDB

lupa(do Blog Sensacionalista)- Marcelo Odebrecht saiu da cadeia  para prisão domiciliar e aproveitou os holofotes para fazer mais uma denúncia: a de que opera em São Paulo um esquema de corrupção que teria durado entre 2004 e 2015, anos em que o estado foi governado por Geraldo Alckmin, José Serra e Alberto Goldman, todos do PSDB (Cláudio Lembo, do PFL, assumiu quando Alckmin renunciou para disputar a presidência em 2006).

O esquema do Rodoanel teria envolvido 22 empresas e, junto ao do metrô, movimentou R$ 10 bilhões dos cofres públicos. Não é a primeira vez que um delator falar sobre corrupção em obras do governo tucano sem que haja maiores consequências para os acusados.

Os jornais do estado, que costumam dar uma pequena manchete no dia em que a notícia sai e depois escreve uma ou duas reportagens em fonte microscópica nos dias seguintes, anunciaram que trarão uma lupa de brinde para o leitor interessado em saber das acusações contra o PSDB.

As lupas serão pagas por uma iniciativa público/privada em que o público pagará pelas lupas e a iniciativa privada embolsará a grana.

PSDB termina com o governo mas vão continuar transando quando saírem juntos

tuc(do blog Sensacionalista)- Antes mesmo do anúncio oficial do PSDB, o ministro Eliseu Padilha disse que o partido não faz mais parte da base do governo.

A revoada tucana, no entanto, não significa o fim do contato entre governo e PSDB. Segundo Padilha, Temer conta com a bancada do partido para aprovar as reformas.

“Se a gente se esbarrar numa balada e pintar um clima, não vejo por que não”, disse Aloysio Nunes, que deve entregar o ministério das Relações Exteriores. “Já conhecemos os caminhos uns dos outros. Temos química.”

Já Aécio disse que não se prende a ninguém. “O Gilmar Mendes não deixa”, afirmou.

Wagner faz apelo a Temer: “não se curve à mesquinharia do DEM e do PSDB na Bahia”

wagner

O ex-governador e Secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner fez um apelo a Michel Temer, apesar de ser adversário político. Ele pediu que o presidente não se curvasse a mesquinharia do DEM e o PSDB. “Eles querem maltratar os baianos, querem impedir que o governador correria” continue trabalhando”, desabafou.

Wagner disse também, que se preciso for, irá marchar junto com os senadores e a bancada de deputados em direção ao Palácio do Planalto para exigir a liberação do empréstimo de R$ 600 milhões que pertence ao povo da Bahia.

Rui recebe solidariedade de deputados e senadores contra boicote do Governo Federal

WhatsApp Image 2017-07-31 at 20.24.12

Deputados federais da base e os senadores Otto Alencar, Lídice da Mata e Roberto Muniz manifestaram solidariedade ao governador Rui Costa em virtude do boicote que o Governo do Estado tem sofrido com relação à liberação de recursos da União para obras importantes na Bahia, principalmente recuperação de estradas. Na avaliação dos parlamentares, o bloqueio de R$ 1,5 bilhão pelo Governo Federal junto ao Banco do Brasil e Banco Europeu é fruto de um movimento extremamente grave e mesquinho, liderado pelo DEM e PSDB. Também estiveram na pauta do encontro, realizado na Governadoria ao longo da tarde desta segunda-feira (31), investimentos internacionais que estão sendo captados pelo Governo do Estado e outras demandas da Bahia junto à União.

WhatsApp Image 2017-07-31 at 20.24.12 (1)O governador Rui Costa voltou a externar sua opinião sobre o melhor caminho para o país sair da crise econômica e política: “Não tenho dúvidas em defender eleições diretas. É o que a sociedade deseja. É o que o povo quer. Será uma chance história para a retomada da credibilidade”, afirmou Rui. A votação da admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer, que acontece esta semana na Câmara dos Deputados, também entrou na pauta e ficou acordado que cada partido vai definir seu caminho. Foi unânime a opinião dos participantes que Temer e Rodrigo Maia são políticos que se igualam na forma como conduzem a política e a gestão do país.

Participaram da reunião os deputados Afonso Florence, Alice Portugal, Antonio Brito, Bacelar, Bebeto Galvão, Caetano, Daniel Almeida, Félix Mendonça, João Bacelar, Jorge Solla, José Carlos Araújo, José Nunes, José Rocha, Marco Medrado, Nelson Pelegrino, Roberto Brito, Robinson Almeida, Ronaldo Carletto, Sérgio Brito, Valmir Assunção e Waldenor Pereira, além dos secretários Jaques Wagner, Fernando Torres e Josias Gomes. Os deputados Cacá Leão, Davidson Magalhães, Mário Negromonte e Paulo Magalhães estavam fora do estado e não puderam participar do encontro. O vice-governador João Leão realizou procedimentos médicos e também não pode estar presente. (Fotos: Amanda Oliveira/GOVBA)

(charge de Aroeira)

(charge de Aroeira)

A Retrospectiva do Golpe

A Mídia Popular produziu em vídeo uma retrospectiva do golpe ocorrido no país em 2016. Nela é possível ver cada detalhe, cada lance, o conluio com a imprensa, o papel do judiciário, o pós golpe que levou à prisão de Cunha, o desabar da popularidade de Temer, as manifestações de rua e o discurso de Lula reafirmando as conquistas da era petista.

Confira o vídeo:

Quando a vida imita a arte…

Vídeo da Porta dos Fundos. Atualíssimo cada vez que uma delação é descartada porque o delator não delata Lula.

Qualquer semelhança com a obsessão da Lava Jato com Lula é mera coincidência.

É mesmo?

Mantega foi solto porque preencheu ficha de filiação ao PSDB ainda na viatura da PF


(do Blog Sensacionalista)- O juiz Sérgio Moro revogou a prisão preventiva do ex-ministro Guido Mantega, que foi acusado por Eike Batista de pedir 2,3 milhões de reais em nome do PT.

mantegaMantega, que cooperou com as investigações até aqui, estava no hospital acompanhando a mulher, que tem câncer, em uma cirurgia e foi levado ainda assim. Seu pedido de prisão estava com moro desde junho.

Na viatura da PF, Mantega sacou um documento que já havia preparado: uma ficha de filiação ao PSDB. O ex-ministro petista assinou a folha ali mesmo e o rumo da viatura mudou imediatamente. “O motorista me ofereceu água e balas e perguntou se eu queria trocar de rádio e se eu tinha alguma preferência de caminho de volta para o hospital”, disse Mantega.

Mantega recebeu logo uma ligação do senador Aécio Neves. “Parabéns, seja bem vindo! Tem algum dinheirinho para mim aí? Só não vai ser mais citado do que eu na Lava Jato, hein!”, disse o mineiro.

A Polícia Federal já cogita mudar oficialmente o nome da Operação Lava Jato para “Operação para Acabar com o PT”.

“Seria apenas uma formalidade”, disse Moro. “Todo mundo já sabe que esse é o nome oficial. Agora só falta falar na GloboNews.”

Enquanto isso no Butantã…

pos golpe

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930