hanna thame fisioterapia animal
camara municipal itabuna camara municipal itabuna prefeitura itabuna coronavirus 155 bom petiscos livros do thame

Posts Tagged ‘pensão alimenticia’

VAQUINHA TIRA PROFESSORA QUE NÃO PAGOU PENSÃO DA CADEIA

livre e com o amor das filhas

A professora Elenísia Borges da Silva, 41 anos, presa na ultima segunda-feira  em Ubaitaba por não pagar a pensão alimentícia de duas filhas, foi solta no final da tarde de hoje. Uma vaquinha organizada por um radialista garantiu o pagamento da pensão, no valor de 4 mil reais, solicitada pelo ex-marido Ademilson Tibúcio dos Santos, 40 anos. Moradores de Ubaitaba e Aurelino Leal se uniram numa ação de solidariedade e arrecadaram o dinheiro em menos de uma hora.

As filhas, que eram contrárias à posição do pai, comemoraram a libertação da mãe e uma delas decidiu voltar a morar com a professora, o que elimina a necessidade do pagamento da pensão, já que a outra filha trabalha.

Elenisia  ganha mil reais por mês como professora e  é diabética. “Acabou o pesadelo, é maravilhoso receber o carinho de minhas filhas  e saber que sou tão querida pelos moradores”, disse, ao deixar a prisão.

Ademilson Tibúcio dos Santos, que é vendedor de abará em Itacaré deve usar bem os quatro mil reais, porque depois e levar  a ex-mulher à prisão deve estar com “um imenso cartaz” junto aos clientes.

A PROFESSORA PRESA E A JUSTIÇA PPP

A professora Elenisia: humilhação desnecessária

A professora Elenísia Borges da Silva, 41 anos, está presa desde segunda-feira na delegacia de Ubaitaba, acusada de não pagar a pensão alimentícia das duas filhas. Ela foi detida quando quando voltava do trabalho para casa, em Itacaré.

 

A professora perdeu a guarda das garotas de 16 e 18 anos para o ex-marido há sete anos. As duas filhas trabalham e uma delas já não mora mais com o pai. O pedido de prisão foi feito pela juíza da Vara Crime Andreia Gomes Fernandes Beraldi no dia 4 de julho.

 

Ademilson Tibúcio dos Santos, 40 anos, ex-marido da professora, alega que a dívida de Elenísia já chega a R$ 14 mil. Ele é vendedor de abará e acarajé e não  pretende retirar a queixa contra a ex-mulher. As filhas são contrárias à posição do pai e alegam que a mãe não merece passar por tamanha humilhação.

Elenisia  ganha mil reais por mês como professora, é diabética, paga aluguel e diz não ter condições de pagar a pensão.

A juíza Andréia Gomes já não atua mais em Ubaitaba.

Trata-se de um caso literal de justiça cega. Aquele tipo de justiça que, embora respaldada pela lei, invariavelmente só vale para pobre, preto e puta.

A professora se encaixa na primeira categoria, frise-se.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
agosto 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031