hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Posts Tagged ‘Paulo Gabriel Nacif’

Natal Brasileiro: Alegria na Tristeza de Valente

Paulo Gabriel Soledade Nacif

A música de Assis Valente salva o meu Natal. Sempre sinto muito orgulho quando vejo que o Natal brasileiro apesar do Bom Velhinho, com todo o seu excesso de roupas e todo o seu consumismo, com suas frases feitas, sua neve e seus pinheiros, floridos de hipocrisias, foi antropofisado – digerido pela genialidade de Assis Valente, baiano lá das cabeceiras do Recôncavo, Teodoro Sampaio (à época um distrito de Santo Amaro denominado Bom Jardim). É isso: “acontece que eu sou baiano”. Assis Valente digeriu o colonizador, com coentro! Mais um caboclo Capiroba a churrasquear uma carninha na brasa…

papaiÉ de Assis Valente a música “Boas Festas”: tipicamente brasileira, cheia de ironias e desafios, escondidos numa falsa ingenuidade. Veja que gênio!

Ele começa, candidamente: Anoiteceu / e o sino gemeu / e a gente ficou / feliz a rezar”.
Rapidamente, ele aproveita o momento de submissão e candura e faz o seu pedido: “Papai Noel, vê se você tem / A felicidade pra você me dar”.

Como nunca recebe o presente, Assis Valente entra com toda a ironia que o nosso povo aprendeu após tantas esperanças perdidas: “Eu pensei que todo mundo / Fosse filho de Papai Noel / E assim felicidade / Eu pensei que fosse uma / Brincadeira de papel / Já faz tempo que eu pedi / Mas o meu Papai Noel não vem / Com certeza já morreu / Ou então felicidade / É brinquedo que não tem.”

Tudo isso numa machinha linda, cheia de ritmo e lirismo que penetra e embala o Natal de norte a sul e de leste a oeste ou, como diz Jonh Lennon: Todo o natal – dos fracos e fortes, dos ricos e pobres, do branco e do negro, do amarelo e vermelho.

A marchinha, gênero importado e por aqui já canibalizado por outros caboclos Capirobas, foi perfeita para expressar essa atmosfera sincrética brasileira que expressa infinitas formas de resistências, negociações, reelaborações e redimensionamentos culturais, inclusive nas relações com o sagrado.
Assis Valente, depois de viver em Alagoinhas, Senhor do Bonfim e Salvador, mudou-se com 17 anos para o Rio de Janeiro. Lá foi protético, teve seus desenhos publicados em Revistas, escreveu peças de teatro, mas foi como compositor que alcançou grande sucesso nas vozes de ícones como Carmem Miranda, Orlando Silva e Herivelton Martins.

A sua música Brasil Pandeiro (https://www.youtube.com/watch?v=LfbQevsmxaE) é, para muitos, comparável, a “Aquarela do brasil”: “Brasil, esquentai vossos pandeiros / Iluminai os terreiros / Que nós queremos sambar…”

Ele também compôs “Meu Moreno Fez Bobagem” (https://www.youtube.com/watch?v=koUdoSqrecY) e “Camisa Listrada” (https://www.youtube.com/watch?v=IX41ggikWHI). Ainda hoje há idiotas que questionam Chico Buarque pelas letras de suas músicas que assumem perspectivas femininas, então, imagine como era a reação na década de 1940 quando um compositor escrevia: “Meu moreno fez bobagem / Maltratou meu pobre coração / Aproveitou a minha ausência / E botou mulher sambando no meu barracão / Quando eu penso que outra mulher / Requebrou pra meu moreno ver / Nem dá jeito de cantar /Dá vontade de chorar / E de morrer”.

Enfrentando preconceitos de cor, tendo que explicar a sua orientação sexual, sempre com dificuldades de recolher os seus direitos autorais que hoje o tranformaria num milionário, não é por acaso que Assis Valente é autor de expressões ainda populares no Brasil, como por exemplo nos versos: “Deixa estar jacaré / Que o verão vai chegar / Quero ver se a lagoa secar” (https://www.youtube.com/watch?v=WFwiu3W6lBc)

Esse gênio da raça morreu no dia 06 de março de 1958, com 46 anos de idade. Num bilhete, deixou o último “verso”: “Vou parar de escrever, pois estou chorando de saudade de todos, e de tudo.”

É Papai Noel: “A carne mais barata do mercado é a carne negra.”

Bônus Demográfico e os Desafios da Diversidade e Interculturalidade na Educação

Paulo Gabriel Soledade Nacif

pauloCom a queda da taxa de fecundidade nas últimas décadas, a base da pirâmide demográfica do Brasil está se estreitando. Atualmente o topo ainda está pequeno, a maior parte da população é composta pela população economicamente ativa, pois há poucos idosos e jovens dependentes. Assim, desde 1995 até 2050 o Brasil teve e terá a maior parte da sua população em idade produtiva. Essa atual dinâmica demográfica constitui-se numa janela histórica que se estenderá até o ano de 2050 (com maiores efeitos até 2035) e é considerada uma oportunidade ímpar para o Brasil se transformar num país mais rico e mais justo. Após 2050 teremos um decréscimo relativo da população economicamente ativa.

favelaIndependente de outras providências estratégicas para aproveitar essa oportunidade temporal, denominada pelos especialistas de “bônus demográfico”, a educação é um componente obrigatório nesse processo. Caso o Brasil não aproveite essa oportunidade, será ainda mais difícil resolver nossos problemas históricos relacionados à produtividade do trabalho que se associam à necessidade de aumento dos anos de escolaridade da população. De forma dual, o Brasil precisa dispensar uma atenção especial à questão da diversidade da sua população, pois as desigualdades educacionais históricas que acompanham categorias significativas da nossa população devem ser imediatamente superadas e, assim, aproveitar plenamente nosso bônus demográfico.

A mudança demográfica em curso no Brasil lança um desafio imenso à nossa geração, afinal, cabe a nós criarmos as condições educacionais que caracterizará o Brasil em 2050.

Read the rest of this entry »

UFSB realiza Fórum Social em Porto Seguro

forum ufsb 1A etapa geral do I Fórum Social da Universidade Federal do Sul da Bahia UFSB começou nessa quarta-feira (16/09) no campus Sosígenes Costa, em Porto Seguro. A Comunidade Indígena realizou seu ritual para abençoar o local e o evento, simbolizando o início do Fórum.

Para dar continuidade, o pró-reitor de sustentabilidade e integração social, Joel Pereira, fez um balanço dos encontros regionais, constatando que houve muitas falas contraditórias entre os segmentos. Percebeu-se a importância desse diálogo como um momento de conversa e entendimento entre os segmentos.

forum ufsb 5Foi explicado a metodologia dos trabalhos nessa etapa do fórum: todos os delegados, escolhidos nas etapas regionais, elegerão um representante do seu segmento para compor a cadeira do Conselho Estratégico Social da UFSB (CES). O CES é um órgão consultivo, com composição e competências definidas no Estatuto da UFSB.

Compuseram a mesa de abertura, Naomar Almeida (reitor da UFSB), Pola Ribeiro (Secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura) , Paulo Gabriel Nacif (Secretário da SECADI) e Renato Simões (Secretário Nacional de Articulação Social).

forum ufsb 2Naomar Almeida relatou sobre o desafio que a universidade trouxe para si, ao tentar unir todos os segmentos para fazerem parte da construção da Universidade, mas da necessidade dessa união para a construção de uma universidade com maior integração social. Pola Ribeiro exaltou seu entusiasmo com a UFSB e da oportunidade de presenciar experiências riquíssimas, ao se construir a universidade de forma transparente, unindo os saberes populares e acadêmicos em um só lugar.

Renato Simões mencionou a importância da ampla parceria com os movimentos sociais. Paulo Gabriel Nacif finalizou constatando que as universidades resistem a mudanças, mas que precisam existir essas transformações para incluir mais brasileiros na educação.

forum ufsb 3Hoje e amanhã (17 e 18/09) a programação continua com conferências-diálogo, grupos de trabalho por segmento social, atividades culturais, eleição dos membros do CES, e outras atividades.

Simultâneo ao Fórum, está acontecendo o Seminário “Política Brasileira de Educação ao Longo da Vida – ELV”, do MEC, a e reunião da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência)  para a realização do planejamento do encontro anual que acontecerá também no Campus Sosígenes Costa, em Porto Seguro, ano que vem. (fotos: Malu Carvalho)

Reitor da UFRB assume secretaria no Ministério da Educação

 

dilma educ

Em pronunciamento durante a transmissão de cargo, em Brasília, nesta segunda-feira (6), o novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, destacou o cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE) como prioridade durante sua gestão. Entre as metas, está a ampliação, nos próximos dez anos, do percentual de crianças atendidas pelas creches de 27,9%, patamar atual, para ao menos 50%. “Devemos pensar nas crianças, no futuro daqueles que daqui a meio século estarão em nossos lugares”, disse Janine. Segundo informações da Agência Brasil, o ministro também firmou o compromisso de aumentar a capacidade das universidades e institutos federais. “Chegou a hora de converter em realidade o bordão repetitivo de que a solução de boa parte dos nossos problemas está na educação. Isso requer a responsabilidade de cada um”, apontou.

nacif

“O projeto que representamos é altamente inclusivo. As convergências em torno da educação são maiores que as divergências. As divergências existem, mas não podemos deixar que prevaleçam sobre as metas que a sociedade inteira elegeu”, acrescentou. O reitor da Universidade Federal do Ceará, Jesualdo Farias, assume a Secretaria de Educação Superior (Sesu) e o reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Paulo Nacif, comandará a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi).

Universidade, uma experiência transformadora

Paulo Gabriel Nacif

paulo gabUm dia Che Guevara afirmou que o seu objetivo coma revolução cubana era transformar a ilha numa grande universidade. Em meio a todas as contradições da recente história cubana é possível afirmar que esse objetivo de algum modo vem sendo alcançado.

Após municipalizar o sistema de educação superior cubano por meio do Centros Universitários Municipais, a cada dois anos ocorre na Ilha um grande evento no qual representantes de todo o mundo, principalmente da América latina, se reúnem para discutir os rumos da educação superior no continente americano.

Esses eventos ocorrem desde 1998. O último desses eventos ocorreu em fevereiro de 2014. Com cerca de 5.000 participantes, o 9º Congreso Internacional de Educación Superior “Universidad 2014″ teve como tema “Por una Universidad Socialmente Responsable”. Os debates foram intensos e registraram uma firme defesa da educação como um bem público social e um direito humano fundamental.

Tive a oportunidade de participar dos últimos quatro eventos (desde 2008). Dessa última vez fui responsável pela conferencia sobre “os desafios da democratização da educação superior no Brasil” no “V Taller Internacional de Universalización de la Universidad” que teve como Presidente o Dr. Dimas Néstor Hernández Gutiérrez, Chefe de Departamento de Universalización do Ministerio de Educación Superior de Cuba.

Nesta oficina pudemos debater de debater temas como a educação do campo, universidade e territórios, políticas afirmativas, a extensão universitária e a inclusão. Ao final, saímos convictos de que a universidade é uma experiência tão transformadora e que devemos perseguir para que não apenas a Ilha, mas todo o mundo se transforme num grande campus universitário.

 

Paulo Gabriel Nacif é  engenheiro agrônomo e doutor em solos, é reitor da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia).

 

Reitor da UFRB participa do Universidad 2014 em Havana

paulo gabO reitor da Universidade Federal do Recôncavo Baiano, Paulo Gabriel Nacif, participa em Havana, Cuba, do Universidad 2014, evento que reúne educadores de nível superior de vários países.

Nacif, responsável pela implantação da UFRB, vai realizar a conferência “Desafios da Democratização da Educação Superior no Brasil”

UFRB recebe prêmio destaque do Ano na Iniciação Científica e Tecnológica do CNPq

ufrbA Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) é a instituição de ensino superior vencedora do 11º Prêmio Destaque do Ano na Iniciação Científica e Tecnológica, categoria Mérito Institucional 2013, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A categoria premia a instituição participante do programa de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) com o maior índice de egressos titulados na pós-graduação.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 25 de novembro. É a primeira vez que uma instituição de ensino superior na Bahia recebe o mérito.“A premiação é resultado do intenso trabalho realizado pelos professores, estudantes e técnico-administrativos em busca da excelência e inclusão. Somos a universidade mais inclusiva do país e temos agora o reconhecimento de que isso ocorre em um ambiente de excelência”, afirma o reitor da UFRB, Paulo Gabriel Nacif. Em sua opinião, a ambiência institucional e a qualidade dos trabalhos desenvolvidos são fatores preponderantes para a aprovação de grande parte desses egressos em cursos de Pós-Graduação.

A UFRB concorreu com 104 instituições, sendo 83 universidades e 21 institutos de pesquisa. Criado em 2003, o prêmio é, segundo o CNPq, “um reconhecimento aos trabalhos de destaque entre os bolsistas de iniciação científica do CNPq e às instituições participantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) que contribuíram de forma relevante para o alcance das metas do Programa”. São parceiros da iniciativa, a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

“Somos a primeira universidade criada no atual processo de expansão a receber esse prêmio. Isto mostra que estamos no caminho certo”, destaca o reitor da UFRB. A cerimônia de entrega será realizada na próxima Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em julho de 2014, no Acre.

Paulo Gabriel Nacif falará da experiência da UFRB no Universidad 2014, em Havana

paulo gabrielO reitor da Universidade Federal do Recôncavo Baiano, Paulo Gabriel Nacif, foi convidado pela Universidade de Havana para mediar um debate sobre “Responsabilidad social y políticas para el desarrollo de la educación superior en los entornos locales”, dentro do Universidad 2014, maior evento sobre educação superior da América Latina, que ocorre a cada dois anos em Cuba.

De acordo com o reitor “tem sido interessante verificar a grande curiosidade que a UFRB desperta em diversos setores acadêmicos do Brasil e outros países. Ainda temos muito a avançar, mas aos poucos vamos nos consolidando como um case de sucesso de universidade que assume o seu entorno como região de aprendizagem”. 

Desde que foi implantada, a UFRB vem mudando o perfil do Recôncavo Baiano, que avançou em todos os indicadores socioeconômicos e ganhou um novo impulso, após anos de estagnação.

 

Paulo Gabriel Nacif, reitor da UFRB: a Bahia muito além de Salvador

Nacif: UFRB é espelho para a Ufesba

O reitor da Universidade Federal do Recôncavo Baiano, Paulo Gabriel Nacif, concedeu uma revista à revista Muito, do jornal A Tarde, em que fala da interiorização do ensino superior e seu impacto no desenvolvimento das regiões em que as novas universidades estão inseridas.

Nacif defende que a Bahia deve ser vista além de Salvador e fala de sua experiência à frente da UFRB, que está mudando o perfil socioeconômico do até então estagnado Reconcavo Baiano.

No momento em que o Sul da Bahia está prestes a receber a Ufesba, a vale a pena conferir a entrevista do reitor da UFRB, clicando aqui.

http://www.ufrb.edu.br/agencia/images/noticias2013/20130325_revistamuito.pdf

Sede da UFRB em Cruz das Almas tem terreno regularizado pelo Estado

Wagner regulariza sede da UFRB em Cruz das Almas

A assinatura da escritura de doação, que regulariza a situação fundiária da sede da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB), em Cruz das Almas, foi realizada,, no prédio da Governadoria do Estado, Centro Administrativo da Bahia (CAB). O evento contou com a presença do governador Jaques Wagner, dos secretários da Administração (Saeb), Manoel Vitório, e da Educação, Osvaldo Barreto, e do reitor da universidade, Paulo Gabriel Soledade Nacif. Foi doado, em benefício da instituição, um terreno de aproximadamente 1.380 hectares, repassando o domínio fundiário da unidade à instituição.

Com a ação, a UFRB poderá realizar melhorias e ampliações na estrutura física, como destaca Nacif. “O terreno, situado no centro de Cruz das Almas, já é utilizado pela universidade. Essas terras haviam sido desapropriadas em 1938, mas o processo não tinha encerrado e, para que a gente comprovasse que tinha posse do terreno, era necessária uma série de escrituras e documentos que agora vai ser resumida em um único. A situação gerava insegurança com vizinhos, com posseiros, impossibilitava mudanças e isso agora faz parte do passado”.
Já em Itabuna, embora a presidenta Dilma Rousseff tenha oficializado há um ano  a criação da Universidade Federal do Sul da  Bahia com a sede do campus no município, até agora o prefeito Azevedo não doou o terreno para o Governo Federal, atrasando a implantação da Ufesba.
Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031