WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

universidade lasalle livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

outubro 2022
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: ‘pataxós’

Força Tarefa da SSP, Justiça Federal, Defensoria da União e Funai visitam aldeia indígena no Monte Pascoal

A Força Tarefa da Secretaria da Segurança Pública realizou na manhã desta quinta-feira (22), uma reunião na Aldeia Nova, tribo localizado na região do Monte Pascoal, na cidade de Porto Seguro. Participaram do encontro integrantes das polícias Militar e Civil, da Justiça Federal, da Defensoria Pública da União, da Funai, entre outras instituições.

Antes da reunião, as forças estaduais e federais assistiram a uma cerimônia de recepção. Homens, mulheres e crianças indígenas tocaram e cantaram músicas de acolhimento.

Na sequência, em um “auditório” ao ar livre, os caciques relataram ameaças e ataques de bandos armados, buscando expulsá-los das terras. Eles relataram também placas de falsos corretores comercializando lotes de terras indígenas.

O tenente-coronel Wildon Reis, comandante do Batalhão de Choque, e o delegado Paulo Henrique do Departamento de Polícia do Interior (Depin), representando o secretário Ricardo Mandarino, ressaltaram que a Força Tarefa continuará na região por tempo indeterminado.

:: LEIA MAIS »

Força Tarefa completa uma semana no Extremo Sul com ausência de conflitos e entrega de presentes para crianças indígenas


A Força Tarefa da Secretaria da Segurança Pública, enviada para o Extremo Sul do estado com objetivo de impedir novas disputas entre fazendeiros e índios, completou nesta segunda-feira (19), uma semana sem registro de novos conflitos. Para retribuir a recepção, equipes do Batalhão de Choque entregaram brinquedos para crianças indígenas.

Unidades especializadas e territorias das polícias Militar e Civil foram enviadas para a região de Prado e Porto Seguro, após confrontos que terminaram com um índio de 14 anos morto. As forças estaduais reforçaram o patrulhamento nas aldeias, coletaram novos depoimentos de testemunhas que presenciaram a morte do adolescente e também se reuniram com órgãos federais.

:: LEIA MAIS »

Forças de Segurança estaduais visitam aldeia indígena no Extremo Sul da Bahia

Equipes da PM e PC ouviram os relatos dos ataques sofridos e

estabeleceram perímetros para patrulhamento.

Equipes da Força Tarefa da Secretaria da Segurança Pública visitaram, na manhã desta quinta-feira (15), a aldeia indígena onde ocorreu a morte de um índio de 14 anos, na região de Prado, município localizado no Extremo Sul da Bahia. Os objetivos desse primeiro contato foram ouvir os relatos dos ataques sofridos e estabelecer perímetros para patrulhamento.

Distante 60 km do Centro de Prado, o acesso para a aldeia é através de pistas viscinais. No local, o tenente-coronel Wildon Reis, comandante do Batalhão de Choque, e o delegado Paulo Henrique do Departamento de Polícia do Interior (Depin), designados pela SSP, selecionaram testemunhas para prestar depoimentos na Delegacia Territorial (DT) de Prado.


“Estamos aqui para impedir novos ataques. O Batalhão de Choque dará todo apoio às unidades territoriais e especializads da PM e também nas investigações. A missão é por tempo indeterminado”, declarou o tenente-coronel, Wildon.

:: LEIA MAIS »

Força Tarefa da SSP chega a Prado ampliando as ações ostensivas e investigativas

Unidades especializadas e territoriais das polícias Militar, Civil, Técnica e

Rodoviária Federal atuam para evitar conflitos entres fazendeiros e índios.

 

A Força Tarefa da Secretaria da Segurança Pública, criada para evitar conflitos entre fazendeiros e índios, no Extremo Sul da Bahia, chegou na tarde desta quarta-feira (14), ao município de Prado. Unidades especializadas e territoriais das polícias Militar, Civil, Técnica e Rodoviária Federal atuam de forma integrada.

Encontros com líderes indígenas e fazendeiros serão realizados a partir de quinta-feira (15). A Força Tarefa da SSP vai mapear também rotas utilizadas por criminosos que promoveram ataques, auxiliando na elucidação dos delitos.

“Nosso principal objetivo é proteger vidas. A polícia atuará no limite das suas competências. Esperamos que as questões envolvendo a propriedade de terras sejam resolvidas o mais rápido possível pelos órgãos competentes”, declarou o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino.

Carta aberta do povo Pataxó a todos os habitantes da Mãe Terra

Memórias de um 22 de abril…

 

dt

 

Profissão Repórter

Entre as várias reportagens que diz ao longo desses mais de  40 anos de estrada, 32 deles no Sul da Bahia, nenhuma foi mais estressante do que a cobertura dos 500 anos do Brasil em Porto Seguro. O que seria uma comemoração, organizada a caráter para incensar Fernando Henrique Cardoso e ACM, se transformou num festival de pancadaria, perpetrada pela polícia baiana contra índios, sem-terras e estudantes.
Na véspera do fatídico 22 de abril, tive que optar entre ficar em Porto Seguro, onde a festa estava preparada, ou seguir para Coroa Vermelha, onde o clima estava pesado porque os movimentos sociais não se contentavam em fazer figuração no teatrinho armado pelo governo.

 

Não tive dúvidas: fui a Coroa Vermelha e ao lado da equipe da TV Cabrália, testemunhei uma demonstração de truculência e insanidade que repercutiu em todo mundo. Não perdi nenhuma festa, até porque festa não houve, para desalento do então Rei da Bahia, que ali viu desmoronar o seu sonho de se tornar o Rei do Brasil.

A reportagem foi publicada no jornal A Região. A foto é de Lula Marques.
——————————————————

Polícia barra povo e FHC
faz festa vip dos 500 anos

:: LEIA MAIS »

Caciques Pataxós hã hã hãe parabenizam a nomeação de Sara Moraes para o CEAIC na Aldeia Caramuru Catarina Paraguassú em Pau Brasil

Nesta sexta-feira (11) a Secretaria de Educação da Bahia nomeou a professora Sara Moraes para o cargo de diretora nível médio no Colégio Estadual da Aldeia Caramuru em Pau Brasil.

” A Secretaria de Educação atendeu ao pedido de seis caciques da nossa aldeia, tentamos o diálogo com a diretora exonerada mas nós enquanto líderes da nossa aldeia não fomos ouvidos. As decisões da escola eram tomadas sem qualquer consulta a comunidade, hoje é um novo marco, antes da posse a nova diretora já se reuniu conosco, iremos a Salvador agradecer ao Secretário Jerônimo Rodrigues pessoalmente” declarou o cacique Flávio Trajano

A Aldeia Caramuru Catarina Paraguassú, dos pataxós hã hã hãe, é uma terra internacionalmente conhecida, marcada por muitos conflitos e através da Educação a comunidade vem vencendo os obstáculos.

” Sou grata pela confiança, não pedir pra ser diretora, mas farei o meu melhor com a honra a mim concedida e vou dar o meu melhor, minha formação me respalda assumir qualquer função na minha área, me capacitei para isso” declarou Sara Moraes

Sara conta com o apoio dos seis caciques da aldeia em Pau Brasil além de outras aldeias e lideranças políticas de Pau Brasil e de vários municípios.

Vereador Nego Elder entrega declaração da FUNAI para construção unidades de saúde na Aldeia Pataxó Hã Hã Hãe

nego elder sesabAconteceu nesta sexta-feira (10) uma reunião em Salvador para entregar declaração assinada pelo representante da FUNAI para autorização de construção de duas unidades de saúde na Terra Indígena Caramuru Catarina Paraguassú, dos Pataxós Hã Hã Hãe , no município de Pau Brasil. As unidades serão implantadas nas  regiões da Água Vermelha e Rio Pardo.

 

O ofício de encaminhamento  da declaração foi  assinado pelo vereador Nego Elder e Cacique Flávio Trajano, com toda articulação liderada pelo deputado estadual Rosemberg Pinto.
A Terra Indígena Caramuru Catarina Paraguassú compreende uma área de 54 mil hectares e com a sua amplitude as estruturas de saúde existentes não conseguem  absorver as demandas. O vereador Nego Elder e o Cacique Flávio acionaram o deputado Rosemberg que em audiência com o  ex-secretário de Saúde Fábio Villas Boas ficou acertado que os postos seriam construídos,  mas que haveria a necessidade de articulação junto a FUNAI para liberação dos terrenos e da Prefeitura para que a reivindicação fosse atendida.

 

 

 
” Estou extremamente agradecido com a resolutividade e diligência nesse processo. O governador Rui Costa  tem demonstrado uma grande sensibilidade no tocante ao atendimento aos pleitos não só saúde, mas da área social e todos os outros setores”, disse Nego Elder. O vereador também destacou a atuação do deputado Rosemberg Pinto através assessor Rubenildo, e do Dr. Luiz Felipe da assessoria especial da SESAB.

 

“Temos certeza de que a secretária Tereza Paim irá agilizar esse processo e vamos somar esforços para que o povo Pataxó tenha ainda mais ações nas áreas essenciais e esses postos vem em excelente e oportuno momento”,  afirmou.

 

O vereador também pretende articular junto à Secretaria de Relações Institicionais-Serin, a liberação de mais uma ambulância para Pau Brasil. Ele também teve reuniões na SECTI, SEC, SDR, CAR e na Assembleia Legislativa da Bahia.

SDR debate plano de ação na Terra Indígena Caramuru Catarina Paraguassu para o Desenvolvimento Rural com foco na Agroecologia

elder (3)Estão acontecendo reuniões em várias localidades da terra indígena Caramuru Catarina Paraguassu em Pau Brasil e Itaju do Colônia para cumprir determinação da Secretaria de Desenvolvimento Rural da Bahia que esteve em visita ao município de Itaju do Colônia no mês de julho na pessoa do Secretário Josias Gomes.
Desde o processo de retomada das terras indígenas essa é a primeira ação articulada pelo estado da Bahia com a participação institucional do representante local da FUNAI, Prefeitura, caciques e lideranças indígenas e a participação do legislativo municipal.

elder par 1
O secretário está liderando o processo de articulação para a solução da escassez de água, são mais de 400 famílias sem acesso a água tratada, ainda em se tratando de políticas públicas nas aldeias existem vários projetos de luz para todos sem execução, indígenas de várias localidades não tem com regularidade a energia elétrica por conta do atraso no programa Luz Para Todos.

elder (4)
Os índios são os principais fornecedores do PAA em itaju do Colônia, em Pau Brasil participaram com muita frequência quando o programa era executado no Município, vale salientar que o Secretário Josias Gomes deu ordem expressa para que o ECOBAHIA coordene tecnicamente a construção de um plano de ação, considerando principalmente a autonomia dos indígenas mas também que envolva institucionalmente Prefeitura, Consórcio Intermunicipal, Câmara de Vereadores, Caciques, FUNAI.

elder (1)
” Queremos construir um arranjo institucional que consiga aumentar a produção agricola das mais variadas atividades executada pelos índios, vamos incentivar criação de galinhas, articular hortas coletivas e também de cada grupo familiar para garantir soberania e segurança alimentar, articular o aumento da produção de leite, articulando também acesso a crédito e a tecnologia, onde for possível como em Pau Brasil vamos articular psicultura e recuperar as áreas de CACAU em Pau Brasil além de fomentar o manejo do CACAU de qualidade. Já autorizei o Instituto ECOBAHIA que é a entidade vencedora do lote 12 do ATER AGROECOLOGIA através de Adi Coordenador Geral e do mobilizador Nego Elder, já fiz tratei com prefeito Djalma de Itaju do Colônia para que a prefeitura de ITAJÚ do Colônia também seja protagonista dessa construção coletiva, já tratei com a CERB d vamos avançar para ter um plano de ação para os próximos 3 anos,  “declarou o Secretário Josias Gomes Deputado Federal licenciado e Secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia”

elder (2)
Várias reuniões já foram realizadas para execução da proposta. Em itaju do Colônia: na Associação Baheta do Presidente Wagner Titiá na Aldeia Bahetá, na secretaria de Agricultura do Município de Itaju do Colônia com o ECOBAHIA, Cacique Nito, a liderança Tibiriçá, Vereador Jota e a secretária Jussara Bahia, na região das Alegrias com o Cacique Nito, Presidente da Associação Bahetá, a técnica Gisele e o mobilzador nego Elder do ECOBAHIA e Sabrina Muniz Pataxó uma das lideranças da comunidade, em Pau Brasil a região aconteceu na Câmara Municipal de Vereadores e contou com as presenças da equipe técnica do ECOBAHIA, do Chefe de Posto da FUNAI Wilson de Jesus ” Ninho” Cacique Flávio Trajano, a liderança Fábio Trajano e dos vereadores Nego Elder e Alisson França.

elder par 2

Tribunal Regional Federal suspende reintegração de posse de área ocupada por pataxós no Sul da Bahia

pataxos 2

O Tribunal Regional Federal da 1a Região (TRF1) suspendeu ação de reintegração de posse contra a aldeia Novos Guerreiros, da etnia Pataxó, que faz parte da terra indígena em processo de demarcação Ponta Grande, localizada entre os municípios de Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro, no Sul da Bahia. A decisão dessa quarta-feira (2) segue entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que suspendeu todas as reintegrações de posse contra indígenas durante a pandemia de covid-19.

pataxosA decisão da desembargadora federal Daniele Maranhão susta a reintegração de posse concedida pela Justiça Federal de Eunápolis (BA), em 20 de agosto, que deu prazo de cinco dias para os indígenas deixarem a área. O território da aldeia Novos Guerreiros em Ponta Grande, ocupado pelos Pataxó há gerações, abriga atualmente 24 famílias e é parte da Terra Indígena (TI) Coroa Vermelha, que está em processo revisão de demarcação. A área é disputada por particulares donos de um clube de aviação.

Conforme decisão do STF, em maio deste ano, todas as reintegrações de posse contra indígenas devem ficar suspensas até que seja julgado o Recurso Extraordinário 1.017.365/SC, que tem caráter de repercussão geral e definirá a posição da Corte sobre o direito originário dos povos indígenas sobre seus territórios, ou até que a pandemia de covid-19 acabe.

:: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia