hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘Palácio Paranaguá’

Palácio Paranaguá está aberto à visitação pública em Ilhéus

palacio pO segundo andar do Palácio Paranaguá, em Ilhéus, onde se encontra um importante acervo da história política do município nos séculos 19 e 20, já está aberto à visitação pública. Nesta primeira etapa a missão é contextualizar imagens e móveis nos primeiros ambientes disponibilizados, apresentando uma ideia de como era a cidade e como o Palácio funcionava no século passado. São fotografias antigas e peças dos séculos 19 e 20, do mobiliário que atendeu a intendentes e prefeitos da cidade. “Claro que ainda estamos longe do ideal. Um projeto de museu envolve mídias digitais, totens… mas a cidade não pode ficar esperando, tem que começar”, afirmou.

Logo na chegada, estão expostas fotografias em “P&B”, com registros da “Ilhéus Antiga”. Na antiga Sala de Reuniões, a equipe organizou cronologicamente a Galeria de Fotos de todos os prefeitos e intendentes que ocuparam o posto máximo do Executivo ilheense. Na antessala do antigo gabinete, móveis do século 20 dão o tom da riqueza ostentada pela cidade nos tempos áureos dos coronéis do cacau.No antigo gabinete, chama a atenção um armário do século 18, totalmente conservado. As visitações serão gratuitas e ocorrerão a partir das 9 da manhã ao meio-dia e das duas horas da tarde até as cinco horas.

O Palácio do Paranaguá é um prédio histórico localizado no centro da cidade. Foi construído em 1907, no mesmo local onde existiam ruínas de um colégio jesuíta. Seu nome é uma homenagem ao presidente da província da Bahia da época do Brasil-império, o Marquês de Paranaguá: João Lustosa da Cunha Paranaguá, que elevou a Vila de São Jorge dos Ilhéus à categoria de cidade, no ano de 1881, através de lei provincial. O palácio é um dos símbolos da opulência que existiu na região durante a saga do cacau. Em estilo neoclássico, é uma das mais belas construções do interior do estado.

Palácio Paranaguá será Museu da Capitania de São Jorge dos Ilhéus

palacioA Secretaria Municipal de Cultura (Secult) realizo na Casa de Cultura Jorge Amado, reunião com museólogos de Salvador e do sul da Bahia com o objetivo de discutir a formatação do Palácio Paranaguá, atual sede do Poder Executivo, no Museu da Capitania de São Jorge dos Ilhéus. Após o encontro, as museólogas Osvaldina Cesar e Fátima Soledade, conheceram as instalações do Paranaguá, acompanhadas pelo titular da Secult, Paulo Atto, e pela primeira dama do município, Adryana Ribeiro.

Durante a reunião, os profissionais discutiram várias propostas para a criação do novo espaço cultural em Ilhéus, a exemplo da alternativa de locais para a realização de exposições temporárias e de multiuso, setores técnicos, administrativo e salas socioeducativas para debates com a comunidade. Os especialistas ressaltaram que a criação do museu será um ponto de referência para a cidade, uma vez que poderá ser palco de diversas manifestações artísticas, intelectuais e sociais.

De acordo com o secretário de Cultura, Paulo Atto, o projeto do prefeito Jabes Ribeiro é transformar o Palácio Paranaguá em um museu dentro de padrões modernos, com acervo iconográfico, onde o visitante poderá ‘passear’ ao longo da história do município. Com a possibilidade do Palácio Paranaguá funcionar como museu, a sede administrativa do governo ilheense  deverá ser transferida para o bairro da Conquista,  no prédio – atualmente abandonado – que foi sede da Coelba. Nesse sentido, o prefeito já autorizou a execução do processo de desapropriação

Na opinião das museólogas Fátima Soledade e Osvaldina Soares, da Secretaria de Cultura da Bahia (Secult), o processo de criação do Museu da Capitania de São Jorge dos Ilhéus deve ter a participação da sociedade, a fim de que o cidadãos possam contribuir com ideias, doação de acervos e no resgate e preservação da história do município. A reunião contou com as presenças de Janete Macedo Ruiz, coordenadora do Centro de Documentação e Memória Regional da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Analeirde Menezes, coordenadora da Rede de Museus e Pontos de Memória do Sul da Bahia, historiadores de Ilhéus e representantes de entidades ligadas à cultura do município.

História – O Palácio Paranaguá foi construído pelo intendente Domingos Adami de Sá e inaugurado em dezembro de 1907, para abrigar a Intendência (como se denominava, à época, o executivo municipal). De acordo com pesquisas, o prédio tem 1.060 metros quadrados de área construída, onde existiam ruínas de colégio dos jesuítas. O nome Palácio Paranaguá é uma homenagem ao presidente da Província da Bahia, João Lustosa da Cunha Paranaguá, Marquês de Paranaguá, que assinou em 1881, a lei que elevou a vila de São Jorge dos Ilhéus à categoria de cidade. O prédio é um dos símbolos da riqueza que existiu no sul da Bahia, durante o período de ouro da cultura do cacau. Em estilo neoclássico, é considerado uma das mais belas construções do interior da Bahia.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031