livros do thame

Posts Tagged ‘morte’

Estudante da UESB morre em acidente após festa de formatura

formando 1Um jovem de 26 anos morreu em acidente de carro no início da manhã deste domingo (23) após sair da própria formatura no curso de fisioterapia da Universidade do Sudoeste da Bahia (Uesb), em Jequié, a 390 km de Salvador.

Segundo a polícia, o acidente aconteceu por volta das 5h da manhã. O rapaz morreu na hora. De acordo com a delegacia de Jequié, Antônio Carlos da Cunha Júnior dirigia o veículo e perdeu o controle da direção na Avenida César Borges, centro do município.

formando 2Ainda segundo a polícia, três pessoas estavam no veículo, além do condutor, e sobreviveram ao acidente. Familiares informaram que Antônio estava acompanhado da namorada, de um primo e um colega. Na manhã deste domingo, apenas um rapaz permanecia internado com quadro de saúde estável no Hospital Prado Valadades, em Jequié.

De acordo com informações da delegacia, o jovem era natural de Vitória da Conquista, também na região sudoeste do estado, para onde o corpo foi levado e permanecia no Instituto Médico Legal até por volta das 14h30 deste domingo. (do G1)

 

A Uesb emitiu nota de pesar na tarde deste domingo. Confira na íntegra:

É com pesar que a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia informa o falecimento do fisioterapeuta Antônio Carlos Cunha Junior, que aconteceu na madrugada desse domingo (23), em virtude de um acidente automobilístico, na cidade de Jequié. O jovem colou grau no curso de Fisioterapia da Universidade na noite do último sábado (22). A Uesb manifesta a sua solidariedade a todos os familiares e amigos.

formando 3

O adeus a Brandão, um grande ilheense

Brandão e seu imenso coração, sofrendo com o Colo Colo (foto Jose Nazal/Facebook)

Brandão e seu imenso coração, sofrendo com o Colo Colo (foto Jose Nazal/Facebook)

Ilhéus perdeu na noite de ontem não apenas um grande empresário, proprietário do Pontal Praia Hotel, mas um homem apaixonado pela cidade.

José Torres Brandão faleceu quando aguardava por uma angioplástia no Hospital Calixto Midlej, em Itabuna, a 28 quilomentros de Ilhéus, onde estava internado aós sofrer complicações cardíacas.

Brandão era também diretor e torcedor apaixonado do Colo Colo, time ilheense  que luta para voltar à Série A do Campeonato Baiano.

É o caso de não fugir do lugar comum: a morte de José Torres Brandao é uma perda irreparável.

Falando Francamente: o adeus ao radialista Lucílio Bastos

lucilio

Vítima de infarto, morreu na noite de ontem (5), o radialista Lucílio Bastos. O comunicador, que era natural de Feira de Santana, fez muito sucesso no rádio itabunense apresentando o programa opinativo “Falando Francamente”, na rádio Difusora, nos anos 80.

Além de Itabuna,  Lucílio  Bastos trabalhou em Ilhéus e em Salvador. Foi assessor de Comunicação do extinto CNPC-Conselho Nacional dos Produtores de Cacau e da universidade Estadual de Santa Cruz. Também trabalhou na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Itabuna, na segunda gestão de Geraldo Simões.

Era aposentado da Ceplac, onde atuou no setor de Comunicação. O corpo de Lucílio Bastos sendo velado na Funelan,  centro de Itabuna.

O sepultamento será às 15 horas no Cemitério Campo Santo, em Itabuna.

Bahia: adolescente que gravou rap anunciando assassinatos é encontrado morto

O adolescente Igor Costa Santos, 17 anos, foi encontrado morto na madrugada sábado, 1º de fevereiro, numa estrada conhecida Corredor do Pampullha, próximo ao Ulisses Guimarães em Teixeira de Freitas, Extremo Sul da Bahia. Ele havia gravado um vídeo cantando um rap onde dizia que iria matar o presidiário Jequinha.

Na letra da música, Igor afirmava fazer parte de um grupo chamado por ele como Bonde do Trem Bala. Ainda segundo o menor, o mesmo grupo já teria tomado o Tancredo Neves e o bairro Vila Verde, onde foi registrado um homicídio também na madrugada de sábado.

Veja o video que é uma exaltação à violência:

Penetra é preso após matar convidado em festa de casamento

casaoAutor de um assassinato ocorrido durante festa de casamento, no dia 29 de dezembro, Deivison William Pereira da Silva, o “Dedê”, de 25 anos, foi preso  por investigadores da Delegacia de Homicídio (DH) de Vitória da Conquista, depois de flagrado dirigindo um Corsa prata, de placa JQW-1914, roubado. A vítima foi Luís César Cordeiro da Silva, 30, e o crime no povoado do Simão, zona rural de Conquista.

Depois de pararem Deivison numa abordagem de rotina, no bairro Patagônia, os policiais constataram que o Corsa era roubado, conduzindo o rapaz à DH, onde confessou ter matado Luís César. Ao delegado Neuberto Costa, titular da unidade policial, o assassino disse ter entrado na festa como penetra, tendo sido expulso pela vítima, que era um dos convidados. Irritado com a atitude, efetuou um disparo de revólver calibre 38 que atingiu o convidado no peito.

Integrante de uma quadrilha de assaltantes que age em Conquista, Deivison tem várias passagens pela polícia por roubo. Ele esteve preso pela prática de  outro homicídio, em 2006, também em Conquista, encontrando-se em liberdade provisória. Deivison foi indiciado por homicídio e porte ilegal de arma pelo delegado Neuberto Costa, que já solicitou a prisão preventiva do criminoso à Justiça.

Morte de cantora em Barra Grande é cercada de mistério

Familiares dizem que Milky não sabia dirirgir

Familiares dizem que Milky não sabia dirigir

Um mistério ronda o acidente que provocou a morte da cantora  Milky Mota em Barra Grande, distrito de Marau, no Sul da Bahia.

Inicialmente, informou-se que Milky dirigia a caminhonete e foi lançada fora do veiculo ao perder a direção numa curva da estrada de terra e que o carona, não identificado, teria sofrido apenas ferimentos leves.

Ontem, através de publicações nas redes sociais e e-mails enviados aos sites, começaram a surgir revelações de que Milky não sabia dirigir, já que tinha um trauma gerado por um acidente na infância. O fato é confirmado por parentes na cantora.

Um ponto que chama a atenção é a ausência da identidade do acompanhante da cantora no veículo. A reportagem  do blog Marau Noticias conversou com algumas pessoas que moram próximas ao local do acidente e apurou que o condutor do veículo seria alguém ligado ao Café de La Musique, onde Milky havia feito uma apresentação, e que teria sido  atendido no posto médico local após o acidente.

carro cantora O nome apontado como o condutor do veículo é o do empresário paulista Roberto Scafuro, um dos sócios da La Musique e frequentador de colunas sociais no Sul do País, amigo de artistas famosos, que inclusive frequentam sua casa em Barra Grande.

Uma simples consulta ao nome Roberto Scafuro no Google revela a importância do personagem, sobre quem existe apenas a hipótese, é bom que se diga, de estar conduzindo o carro em que a cantora faleceu.

Cabe à polícia realizar as apurações necessárias e acabar com a cortina de fumaça em torno do acidente. O primeiro passo, fundamental, é começar esclarecendo quem efetivamente dirigia o veículo e porque uma pessoa ferida foi atendida numa unidade de saúde pública sem que fosse pedida sua identificação.

——-

ATUALIZADO ÀS 14;49 hs.- Através de seu Facebook, Teco Sérgio, companheiro da cantora Milky Mota, que estava com ela em Barra Grande, povoado de Maraú na Bahia, esclarece o que aconteceu no dia do acidente que vitimou a artista. Milky havia se apresentado no Café de La Musique 5 dias antes e estava hospedada na localidade para descansar. Ela teria saído de manhã com o amigo Roberto Scafuro, sócio do Café de La Musique, para nadar em um lago. No trajeto, enquanto a cantora dirigia, ocorreu a tragédia. De acordo com Teco, Roberto teria atendido um pedido da cantora para que a deixasse dirigir. Numa curva, ela perdeu a direção e ocorreu a tragédia.

“Eu seria a primeira pessoa a querer algum responsável pelo ocorrido, mas o Roberto fez o que eu também poderia ter feito: ensiná-la a dirigir. Não haveria local nem hora melhores para isso, uma estrada que não passa ninguém e muito larga, de terra”, disse Teco.

 

Bahia: cantora morre em acidente em Barra Grande

Mika, a carreira interrompida na estrada

Milky, a carreira interrompida na estrada

A cantora Milky Mota de 25 anos foi vítima fatal de um acidente automobilístico ocorrido em Barra Grande, povoado de Maraú, no Sul da Bahia.

A artista já tocou ao lado de grandes nomes da MPB como Oswaldo Montenegro, Sandra de Sa, Frejah, Diogo Nogueira, Daniel e Saulo, além de ter cantado no “Desafio Musical” do programa do Gugu na TV Record e Programa Raul Gil..

Atualmente ela se dedicava à  carreira solo e havia se apresentado no Café de La Musique em Barra Grande na noite anterior ao acidente. Testemunhas afirmam que a cantora dirigia o carro no momento do acidentes. Ela teria perdido controle do automóvel em uma curva após bater em um buraco na estrada, que não é pavimentada. O carro rodou na pista arremessando-a para fora e em seguida esmagando-a.

O outro ocupante do veículo escapou sem ferimentos graves, mas ainda não teve a identidade revelada. (com informações do site Maraú Noticias).

Família morta em acidente na BR 101 na Bahia será sepultada em São Paulo

acidenteAs vítimas de acidente na BR 101, em Arataca, no Sul da Bahia,  envolvendo um caminhão que viajava de Itamaraju para Ubatã carregado de bois  e uma S10 que trafegava em  sentido contrário foram liberados com a chegada de familiares, que vieram de São Paulo.

As vitimas,  identificadas como Ketheleen de Araújo Sousa, de 16 anos, o pai dela e motorista da S1- João Edivan Ribeiro de Sousa, de 43 anos, e um amigo da família, Guilherme Rebolça da Silva, de 18 anos; moram no bairro de Jaguaré, na capital paulista.  Emerson Araújo de Aquino, que ficou ferido no acidente, permanece hospitalizado no Hospital Manoel Novaes, em Itabuna.

De acordo com o caminhoneiro Renato de Almeida dos Santos, de Ipiaú, ele descia uma ladeira quando percebeu a S10  desgovernada vindo em sua direção. “Eu tentei evitar mas não teve como, é uma cena que não esquecerei jamais”, disse.

O local do acidente é conhecido como ´curva da morte´

Padrasto que estuprou criança de três anos é preso

 

para esse monstro, a "lei!" da cadeia

para esse monstro, a “lei” da cadeia

Autor do estupro que levou à morte do enteado de três anos, Lucas da Paixão Santana, de 26 anos, foi preso por investigadores da 3ª Delegacia de Homicídios (3ª DH/BTS),  no Hospital do Subúrbio, em Salvador, para onde o garoto foi socorrido pela mãe e por uma vizinha, por volta das 10 horas da manhã. Ao perceber a gravidade dos ferimentos encontrados no bebê um médico acionou a polícia, que conduziu o acusado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Interrogado pela delegada Klaudine Passos, titular da 3ª DH/BTS, Lucas negou o estupro e disse que o garoto havia caído, apesar dos médicos terem constatado que a criança tinha parte do intestino exposto e lacerações. A mãe do menino, Luciana Avelino Batista, saíra horas antes para participar de um culto, numa igreja local, e deixou o bebê aos cuidados do padrasto, num cômodo que dividiam na Travessa Leão, em São Tomé de Paripe, no Subúrbio Ferroviário.

Uma vizinha do casal, também ouvida no DHPP, afirmou que presenciara Lucas acariciando a criança dias antes. A polícia também apurou que, há uma semana, o menino havia reclamado de dores nas nádegas. Lucas foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável qualificado e deverá ser encaminhado ao sistema prisional, nas próximas horas.

Nivaldo Reis: morre um símbolo do rádio itabunense.

Nivaldo Reis: exemplo de ética e profissionalismo

Nivaldo Reis: exemplo de ética e profissionalismo

2014 começou com uma grande perda na comunicação itabunense. A morte do radialista Nivaldo Reis, no primeiro dia do ano, entristeceu familiares, amigos e as milhares de pessoas que ao longo de décadas admiraram seu trabalho no rádio.

Há quatro anos, Nivaldo Reis, enfrentava problemas cardíacos. Ele tinha 73 anos de idade e deixa  mulher e três filhos.

Nivaldo Reis fez de quase tudo no rádio AM de Itabuna. Liderou equipes de esporte, atuando como comentarista e repórter; apresentou programas jornalísticos e de variedades. Além disso, quando necessário, resolvia problemas técnicos.

Ao longo de sua carreira, Nivaldo trabalhou nas rádios Jornal, Difusora e Nacional (ex-Clube). Por vários anos, presidiu no Sindicato dos Radialistas, quando liderou movimentos por melhores salários e qualificação dos profissionais do setor.

Um profissional ético, que deixa um exemplo a ser seguido, embora infelizmente nem sempre o seja.

Kátia Vargas diz que “morreu junto com os irmãos” que atropelou após discussão de trânsito

A médica Kátia Vargas decidiu falar pela primeira vez sobre o caso que chocou a Bahia e a coloca como principal culpada pela morte dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes, mortos após um acidente ocorrido, em Salvador.

Após as imagens da Secretaria de Segurança Pública (SSP) serem divulgadas e o depoimento de testemunhas serem colhidos, o Ministério Público da Bahia denunciou Kátia Vargas por duplo homicídio triplamente qualificado.

A oftalmologista foi presa no dia 17 de outubro e exatamente um mês depois deixou o Complexo Penitenciário Feminino da Mata Escura. Kátia depôs pela primeira vez no dia 12 de dezembro e garantiu não ter colidido com a moto dos irmãos. Nesta sexta-feira (27), o site Bocão News recebeu de Kátia Vargas, em vídeo gravado na casa dela, em que ela diz que “morreu junto com os meninos”.

Manicure morre ao levar choque com chapinha de cabelo

chapinha de cabeloUma manicure morreu ao levar um choque em uma chapinha para alisar cabelo, em Goiânia. Kariny Matias Pires, de 22 anos, foi encontrada nesta quarta-feira (25) no chão da casa onde morava, por vizinhos, com o aparelho na mão. De acordo com o G1, o perito Geraldo Pereira Armondes afirmou que a mulher levou uma descarga elétrica de 220 volts, provavelmente porque o botão de ligar e desligar do equipamento   estava sem a capa de proteção. A chapinha estava ligada.

“Com certeza ela levou um choque elétrico, porque continuou o contato do dedo com um fio desencapado do instrumento”, informou o profissional. Dono do imóvel onda a vítima morava, o pastor Zacarias Alves disse que Kariny mudou-se para a residência há menos de um mês, com a mãe e a filha de 7 anos. No entanto, a manicure estava sozinha quando foi encontrada.. (do Bahia Notícias).

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
fevereiro 2016
D S T Q Q S S
« jan    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829