hanna thame fisioterapia animal
emasa coronavirus 155 livros do thame

Posts Tagged ‘Marco Lessa’

Expedição promove setor de cacau e chocolate em seis estados

marco lessaFoi iniciada nesta semana  uma expedição dos organizadores do Chocolat Festival por seis estados brasileiros a fim de promover o cacau e o chocolate produzidos no país, bem como planejar novas edições do evento. Entre os municípios interessados em realizar o festival estão Urubici, em Santa Catarina, famoso por abrigar o local mais frio do Brasil; Altamira, no Pará, atualmente o maior produtor de cacau do país, além de Linhares, principal cidade cacaueira do Espírito Santo.  “Além desses três estados, iremos nos reunir com autoridades locais na Bahia, São Paulo e em Brasília para firmarmos protocolos de intenções e iniciarmos o planejamento das próximas edições, previstas para o início de 2022”, declara Marco Lessa, idealizador do evento e quem está à frente da expedição.

 

Lessa foi eleito em 2015 e 2018 uma das 100 personalidades mais influentes do agronegócio no Brasil pela Revista Dinheiro Rural por conseguir agregar, valorizar e divulgar a cultura do cacau e a produção artesanal de chocolate de origem brasileira. O Chocolat Festival – Festival Internacional do Chocolate e Cacau é considerado o maior evento do setor na América Latina e acumula 19 edições presenciais já realizadas entre Bahia, Pará e São Paulo. Os interessados no segmento podem acompanhar a missão através das redes sociais, nos perfis @chocolat.festival, @marcolessa360 e @grupom21 do Instagram.

Marco Lessa, líder do Grupo M2 destaca oportunidades de negócios entre Bahia e Portugal

marco lessaA Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil|Bahia está iniciou uma série de entrevistas com os seus associados. E agora no mês de julho trouxe o empresário Marco Lessa.

Considerado  associado destaque, Marco Lessa  é empresário e publicitário há 30 anos, lidera o Grupo M21, que reúne empresas como ChOr Chocolate, MVU Empreendimentos e M21 Comunicação e  é  do Chocolat Festival – o maior evento do gênero na América Latina.

Marco Lessa foi escolhido pela revista IstoÉ uma das 100 personalidades mais influentes do Agronegócio do Brasil e, recentemente, contou sua trajetória de sucesso na Live 51 Tons de Inspiração, momento em que partilhou com o público a sua história, iniciada no Sul da Bahia, em comemoração ao seu aniversário.

Marco falou a Câmara da consolidação de seus negócios, em variadas áreas de atuação, e que está a um passo da exportação para o mercado europeu, programada para o próximo ano.  Read the rest of this entry »

Chocolat Convida traz Thomaz Monteiro com o inovador case digital da Dengo Chocolates

Thomaz Monteiro é o head de canais digitais da Dengo Chocolates_Foto DivulgaçãoApós ter as portas fechadas por conta do isolamento social nos primeiros meses da pandemia, em 2020, a Dengo Chocolates lançou mão da inovação e inaugurou a compra on-line ao vivo através de um tour virtual pela loja, com atendimento em tempo real feito pelos vendedores. Responsável por essa e demais soluções digitais da empresa, o executivo Thomaz Monteiro conversa com o CEO do Chocolat Festival, Marco Lessa, nesta quinta-feira (15) às 19h30.

Sob o tema “Experiência Digital com Chocolate”, a entrevista vai ao ar ao vivo no canal do Festival no Youtube e integra uma série de conteúdos gratuitos que o evento vem disponibilizando desde o início de março. O Chocolat Festival – Festival Internacional do Chocolate e Cacau é considerado o maior evento do setor na América Latina e já tem 19 edições presenciais realizadas entre Bahia, Pará e São Paulo.

 

SERVIÇO

Experiência Digital com Chocolate

Dia 15/04/2021, às 19h30

Acesso gratuito no canal Chocolat Festival no YouTube: https://bit.ly/2OZJ7sP

Marco Lessa, o Mister Chocolate: “previna-se contra a Covid. Por você e por todos”.

O Brasil e as filas

Marco Lessa

 

marco lessaNesta semana de Natal de 2020, em plena Pandemia da COVID 19, as filas tomaram as ruas, corredores de shopping e outros espaços do país, o que foi lamentável. Pelo risco à saúde das pessoas e pela humilhante condição histórica que o Brasil impõe com as suas filas.

 

No Sul da Bahia não foi diferente e aconteceram situações que deixam quaisquer cidadãos indignados com tamanha falta de respeito.

 

Durante o feriado, dezenas de homens e mulheres passaram por momentos constrangedores ao enfrentarem por horas longas filas, num lugar aberto, em pleno sol, sem a certeza de que seriam atendidos, o que de fato ocorreu.

fillas

Brasileiros que saíram das suas casas cedo, alguns morando nos altos, que percorreram quilômetros pra chegar, enfrentar uma fila e ainda saber que teriam de ir para outro lugar, pois não havia autorização ou capacidade de atendimento.

 

Foram mais de 40 aviões de pequeno porte, jatinhos, com ricos, novos ricos, velhos ricos, quase ricos, amigos e parças de ricos, sobrevoando Trancoso, na Costa do  Descobrimento, para pousar, esperando até duas horas numa fila inacreditável, sendo obrigados, de uma forma quase desumana, a se deslocarem para Ilhéus e Porto Seguro para conseguirem aterrissar.

 

Imagine o sofrimento desses nossos irmãos, que tanto necessitavam chegar logo aos camarões tigre, lagostas grelhadas e roskas de frutas exóticas com vodka Diva.

 

E o desespero chegou ao extremo quando, ao desembarcarem em Ilhéus e Porto Seguro constatou-se não ter helicópteros para todos. Meu Deus, como pode faltar helicóptero?!

 

Imagine a frustração e dor dessas famílias por horas.

 

Talvez o maior temor tenha sido faltar Champagne nos aviões durante o perrengue.

 

Esperamos que isso, pelo menos, não tenha acontecido.

 

Pobre Brasil.

Marco Lessa é publicitário e “pai”  do chocolate de origem do Sul da Bahia, entre 1001 outras atividades

A luz dos olhos

mascaras lessa

Marco Lessa

marco lessa“Quando a luz dos olhos meus e a luz dos olhos teus resolvem se encontrar…”

 

Quanta luz nos olhos meus tenta clarear e entender o que tantos olhos já não conseguem expressar.

 

Um povo de um país que fala com as mãos, que canta sotaques diferentes, quase dialetos, que fecha os olhos e abraça, que sem se conhecer, se amassa.

 

Uma humana raça, de espécie rara e única chamada brasileira, que precisa tocar, segurar, abraçar, acarinhar, encostar, roçar, apalpar, cafunear, alisar, apertar, grudar, sem querer mais largar.

 

Ama beijar, cheirar, no colo deitar, sentir, morder, lamber, encaixar, receber todo carinho do mundo, e dar.

 

E subitamente, pedem pra essa gente se afastar.

 

E depois, que escondam o sorriso, redefinam as formas dadas às palavras de cada um, de cada jeito, de cada lugar, e comecem a apenas, e tão somente apenas, e de longe, falar através de um filtro, com uma, duas, três camadas, sem mais a doçura, a música, a poesia e a arte de com os lábios desenhar.

 

Pasteuriza, padroniza, normatiza, robotiza.

 

Mesmo com estampas e texturas, é mordaça.

 

Mesmo com sons e palavras, é censura.

 

Então, sem mais reconhecer as vozes, sem entender frases, sem compreender contextos, nos resta nos olhar mais. Voltamos à infância e a reaprender a falar.

 

As pálpebras passam a balbuciar.

 

Os olhares nunca gritaram tanto, na maioria das vezes pedindo socorro em silêncio. Um clamor solitário, solidário e universal.

 

E se há uma luz no fundo de olhos tão esperançosos, é a que mostra o quanto somos tão iguais, tão da mesma raça, tão da mesma casta, tão da mesma dor.

 

O olhar nos igualou.

 

O branco dos olhos se revelou. Se rebelou.

 

Negros, verdes, azuis, castanhos, secos, cegos.

 

Todos sem os dentes, sem a boca, sem vacina.

 

Todos iguais na fé.

 

Todos iguais na retina.

 

—————–

 

Marco Lessa é publicitário, empresário e já não aguenta mais usar máscara. Mas usa.

O segundo tempo

Marco Lessa.                                          062A6F56-4085-4DD9-AFF2-0C12B0B7A11D03 de junho de 1970, estádio Jalisco, Guadalajara, México.? Com quatro gols na partida de estréia, nascia a conquista da Copa do Mundo pelo Brasil. Foram dois gols de Jairzinho, um de Pelé e outro de Rivelino. ?03 de junho de 1970, Maternidade Santana de Caetité, sudoeste da Bahia, Brasil. Com quatro dedos iniciais de dilatação, e pelos pés, segundo fonte materna, eu nascia. E por esta predestinada coincidência, surgia a minha relação com o futebol, sem grande fanatismo, mas absolutamente prazerosa e generosamente vitoriosa.

Fui parido em Caetité, que dispunha do hospital regional e principal maternidade à época, mas fui registrado e criado em Guanambi, onde viviam os meus pais e o restante da nossa grande família.

Na década de 70, Guanambi e grande parte de uma nação já apaixonada por futebol, assistiam a transmissão dos jogos apenas através da rádio AM, principalmente de estações cariocas, portanto, ouvindo partidas de times do Rio de Janeiro. Isso explica o fenômeno de tantos torcedores de Flamengo, Vasco, Botafogo e Fluminense, os quatro grandes do Rio, espalhados pelo Brasil, preterindo, inclusive, times dos seus estados ou cidades. Read the rest of this entry »

Projeto Chocolates no Brasil tem live com Marco Lessa

choc brasil

Será reiniciada hoje a programação de lives do Projeto Chocolate no Brasil, coordenado por Juliana Ustra. A nova fase de lives terá um olhar diferente, com foco em atores que alavancam o setor ou que se relacionam com a produção de cacau e de chocolate de forma complementar e em diversas abordagens.

A live de hoje, que começa às 18 horas, terá a participação de Marco Lessa, criador do Chocolat Festival, o maior evento do setor na América Latina.  Ele vai falar sobre o  festival e também sobre seu olhar no cenário do cacau e chocolate do Brasil, inovação, sucessão familiar, desenvolvimento, cultura do consumo de derivados de cacau e de chocolate, etc.
Confira no Instagram @chocolatenobrasil.

Jerbeson Josué entrevista Marco Lessa, o ´Mister Chocolate`

Criador do Chocolat Festival fala de desafios pós pandemia e dá uma lição de empreendedorismo e confiança

Encontro discute turismo pós-pandemia na Costa do Cacau

 

eixo 4

No “novo normal”, será tendência a busca por destinos e segmentos que ofereçam segurança sanitária, sem aglomerações de pessoas,  proporcione experiências autênticas e contato com a natureza ao turista. Neste cenário, o Turismo Rural surge como estratégia de desenvolvimento do turismo na recuperação após a pandemia.

Para a Costa do Cacau, assim como para outros destinos turísticos do Estado da Bahia que possuem ofertas de recursos naturais, o momento traz uma oportunidade de melhor trabalhar o potencial desses atrativos,  através da simplicidade, belezas, riqueza cultural e tranquilidade da vida no campo.

Para enriquecer o debate, a Eixo 4 – Soluções Inteligentes convidou quatro profissionais renomados,  Claudiana Figueredo, Marita Moura, Gerson Marques e Marco Lessa, que irão abordar pontos fundamentais relacionados ao tema, enfatizando os desafios e oportunidades do Turismo Rural, que surgem com a atual crise mundial.

A Webinar será nesta terça-feira, dia 26 às 17h00, e acontecerá na Plataforma Zoom.

Read the rest of this entry »

Colecionador de prêmios, cacauicultor João Tavares participa de live do Chocolat Festival

joão tavares

O melhor chocolate que a Rainha Elizabeth II declarou já ter provado foi o brasileiro Aquim Q0, feito com cacau do baiano João Tavares. O produtor, que tem fazenda em Uruçuca, no Sul da Bahia, acumula diversos prêmios, entre eles dois como melhores amêndoas de cacau do mundo, o International Cocoa Awards, concedido no Salon du Chocolat de Paris.

Tavares fornece suas cobiçadas amêndoas para grandes nomes internacionais da gastronomia, a exemplo do francês Alain Ducasse, chef com o maior número de estrelas Michelin acumuladas. Ducasse utiliza as amêndoas produzidas pelo baiano na sua Le Chocolat, considerada a meca do chocolate na França..

É com João Tavares que conversa o empresário Marco Lessa na live promovida pelo Chocolat Festival nesta quinta-feira (21). O encontro virtual traz as raízes e a trajetória de sucesso do produtor e acontece às 17h no perfil @chocolat.festival.

Chocolat Festival traz lições inspiradoras para motivar o setor

marco lessa

Do zero ao maior evento de chocolate do Brasil: trajetória, desafios, superações e perspectivas para o futuro pós pandemia do Covid-19. Esse será o tema da primeira live promovida pelo Chocolat Festival e conduzida pelo idealizador do evento, o empresário Marco Lessa.

A live acontece na próxima quinta-feira (7), às 15h, no perfil @chocolat.festival do Instagram e oferece um panorama atual para quem trabalha ou deseja trabalhar no segmento de chocolate e cacau. Entre Bahia, Pará e São Paulo, o Chocolat Festival soma 19 edições promovendo toda a cadeia produtiva, desde o pequeno produtor de cacau até as marcas industriais e artesanais de chocolate bean to bar (feito da amêndoa à barra).

Na apresentação ao vivo, Marco Lessa, conhecido por alguns como Mr Chocolate, anunciará o lançamento de uma plataforma de vendas que reunirá marcas de chocolate de origem e bean to bar de diversas regiões do País, além de outros projetos inéditos para beneficiar o setor.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
setembro 2021
D S T Q Q S S
« ago    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930