hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘Maradona’

Maradona defende Lula livre e eleições na Venezuela: “escolho a democracia”

maradona

O ex-jogador de futebol argentino Diego Maradona diz estar feliz com a vitória de Nicolás Maduro na Venezuela porque “os Estados Unidos teriam atacado tudo, como estão fazendo na Argentina, como estão fazendo no Brasil, e em todos os países que querem levantar a cabeça”.

Numa postagem no Instagram, ele também comentou a prisão do ex-presidente Lula e disse que “está provado que Lula não fez nada de errado”. Aqueles que acham que voltaremos à “era dos desaparecidos, como estão tentando ‘desaparecer’ Lula, estão enganados”, declarou. “Eu escolho a democracia”, concluiu.

O menino de 45 milhões de euros

Daniel Thame

 daniel thame FlicaO Real Madrid investiu  45 milhões de euros (R$ 164 milhões) na contratação do atacante  Vinícius Junior, do Flamengo.

Alguém que chegasse de Marte e batesse os de marciano nas folhas esportivas imaginaria que pela montanha de dinheiro investida, trata-se de um craque consagrado no Brasil, com uma carreira consolidada, repleto de títulos importantes, seguindo o caminho natural do brilho, fama e fortuna na Europa.

Estaria redondamente enganado o tal marciano.

Vinicius Junior tem apenas 16 anos. Isso mesmo, um menino de 16 anos contratado por um dos gigantes do futebol mundial por uma quantia estratosférica para alguém dessa idade, numa disputa ferrenha com outro gigante, o Barcelona.

45 milhões de euros por uma promessa! Que pode, mas também não pode, se converter num fora de série, num extra classe.

O currículo de Vinicius Junior: boas performances nas categorias de base, um título da Copa São Paulo e outro do Sul Americano sub 17, onde foi eleito o melhor jogador do torneio. Pimba: 45 milhões de euros.

vjuniorPelo time profissional do Flamengo, alguns minutos em campo e nenhum lampejo de genialidade. Não que se exija isso de um menino de 16 anos em meio aos marmanjos. Mas Pelé, aos 17 anos (um a mais do que Vinicius) já era Campeão do Mundo pela Seleção principal e Maradona, também aos 17 já exibia o talento que logo depois o transformaria em El Diez, o gênio que está só abaixo de Pelé.

Certo, não há como fazer comparações diante de realidades tão distintas. Os tempos são outros e o dinheiro que circula hoje no mundo da bola é algo com o qual os craques de antigamente nem sonhavam.

Mas não há como imaginar o quanto valeria um Pelé ou um Maradona hoje. Messi, por exemplo, está cotado em algo como 350 milhões de euros. Coisa de mais de 1 bilhão de reais.

E não muito recentemente os chineses andaram tirando o brasileiro Oscar (que nem se confirmou o craque que poderia ser) do Chelsea por 220 milhões de reais. Os mesmos chineses que pagaram quase 200 milhões de reais por Huck, que não é craque nem aqui nem na China.

Não adianta explicar, o marciano não vai entender nada. Ou achar que esses terráqueos, definitivamente enlouqueceram.

O que, em se tratando do futebol e otras cositas mas, está coberto de razão.

santos 1É gol- Promessa por promessa, toda a sorte do mundo para o itabunense Sandry Roberto, de 14 anos, revelado pelo Colégio Ciso e AABB de Itabuna, atualmente nas categorias de base do Santos, convocado para a Seleção Brasileira Sub 15, para a disputa do Campeonato Sul Americano.

É pênalti- Onde vai parar essa republiqueta bananeira em que nos transformaram?

O pior é que parece que não vai parar, porque o buraco é sempre mais (e mais, e mais, e mais) embaixo.

A poesia e a ciência

Daniel Thame

daniel charge cuba zapA eleição de Cristiano Ronaldo como o melhor jogador do mundo, o The Best da FIFA, não surpreendeu ninguém.

O português foi protagonista na conquista da Eurocopa por seu país e  de mais uma Liga dos Campeões pelo Real Madrid, que de sobremesa ainda ganhou o Mundial da FIFA no Japão.

Títulos contam, e contam muito, na escolha do melhor do mundo. Além disso, a fase de Cristiano Ronaldo foi esplendorosa na temporada europeia.

A conquista do prêmio rendeu também uma polêmica: Cristiano Ronaldo é melhor do que Messi,  argentino do Barcelona, recordista em premiações de Melhor do Mundo?

Messi e Cristiano Ronaldo vem se revezando há anos nessa disputa, sem que surja um rival à altura, que vá além do terceiro lugar.

Não, Cristiano Ronaldo não é melhor que Messi. Ponto Final.

Mas, se tem alguém que pode rivalizar com o gênio argentino é esse monstro português, que merece o adjetivo fenômeno tal qual seu xará brasileiro, o Ronaldo.

Um cronista, num raro surto de inspiração, definiu magistralmente os dois estilos.

ronaldo e messiMessi é a poesia, Cristiano Ronaldo é a ciência.

Baixinho e mirrado, pelos padrões do futebol, Messi é a técnica por excelência, a arte do improviso, capaz de produzir gols de antologia (que para ele parecem de uma simplicidade franciscana) e jogadas de pura magia.

Forte, alto, Cristiano Ronaldo é a força física, o triunfo da obstinação em superar limites, a produção de gols em profusão, estraçalhando recordes. É a arma letal, que fulmina  sem dó nem piedade.

Messi é de outra galáxia, Cristiano Ronaldo é de outro planeta.

Messi não é nem nunca será maior do que Pelé, mas (os argentinos naturalmente não concordam) é maior do que Maradona. Porque para os argentinos, que tem até um Papa, Don Diego é Diez e Dios. 10 e Deus.

Cristiano Ronaldo (e aí os lusos já concordam), é maior do que Eusébio, reverenciado como um semideus em Portugal.

Messi com sua magia e Ronaldo com sua eficiência são o que há de melhor num futebol que é muito mais que um jogo, é uma paixão e também um negócio que envolve cifras siderais e que, por isso mesmo, nem sempre prima pela lisura.

Messi e Cristiano Ronaldo jogando juntos seria a junção de poesia e ciência.  O imponderável e o previsível. O arco que também é flecha, o arco potencializando a flecha certeira.

É algo que, por hora, fica no quesito fantasia.

Mas que seria fantástico, seria.

E gol- Neymar está numa seca de gols de dar pena (fez um de pênalti essa semana depois de onze jogos, cortesia do parça Messi), mas está namorado a Brunza Marquezine de novo, com a devida superexposição na mídia. Golaço.

É pênalti- A depredação e os saques às dependências do Maracanã, reconstruído à peso de ouro para a Copa 2014 e depois abandonado, mostra o descaso das autoridades com o meu, o seu, o nosso dinheiro. Colocada a propina no bolso (ou na Suiça, ou nas Bahamas, ou embaixo da cama), dane-se o resto.

Um tango para Lionel

Daniel Thame

daniel-charge-cuba-zapQuase tudo já se disse sobre a inquestionável vitória do Brasil sobre a Argentina por 3×0,  num Mineirão ensandecido, saboreando uma quase ressurreição após aqueles inolvidáveis 7×1 diante da Alemanha, que até hoje ecoam como fantasmas pelo estádio.

Certo que  o futebol brasileiro ainda  tem um longo caminho pela frente,

Mas temos um time, temos um técnico e temos a vaga para a Copa da Rússia praticamente carimbada. Um avanço e tanto se lembrarmos que, na virada do semestre, vivíamos o caos da Era Dunga II e o vexame de uma eliminação da Copa América Centenária para o Peru.

Um avanço e tanto,

Então, vamos ao outro lado da moeda. Do samba para o tango.

O drama.

tangoLionel Messi se olha no espelho e vê Carlos Gardel?

`El dia que me quieras…`

Ou seria ´Adios Muchachos`?

Lionel Messi, que muitos no mundo da bola  questionam se é melhor do que Pelé.

O mundo menos a Argentina, porque por lá, além de ter um Papa, ales também tem um Deus chamado Diego Maradona.

Messi? No máximo um `santico` de incerta devoção.

Messi é o drama, o tango que penetra e dói da alma.

O gênio inquestionável, o extraterrestre do Barcelona, de centenas de gols, dezenas de títulos e jogadas que Picasso, Da Vinci e Michelangelo assinariam.

Ao mesmo tempo a lagarta que nunca se transforma em borboleta de uma Argentina que só bate na trave, que à portas do paraíso é picada mortalmente por uma serpente que pode ser alemã ou chilena.

E Lionel fica sempre no quase.

Letra incompleta de um tango que tem Diego Maradona (sempre ele!) como a melodia perfeita.

Drama, drama, drama e mais drama.

A Argentina corre riscos reais de ficar fora daquela que pode ser a última copa de Messi.

A Copa da Redenção pode ser a Copa da Perdição.

Numa Eliminatória em que quatro seleções tem vaga direta e a quinta disputa uma repescagem contra uma seleção marca bufa, a Argentina hoje estaria fora, num bisonho sexto lugar.

Gardel, morto há milhões de anos, canta cada vez melhor, dizem os argentinos.

Dizem também que Maradona, há séculos com as chuteiras penduradas, joga cada vez melhor.

E Lionel Messi?

Lionel nesse momento nem canta nem joga.

Seu legítimo coração argentino deve estar se perguntando como   sair desse romance/drama escrito por argentino igualmente ilustre, um certo Jorge  Luis Borges, que entre outras pérolas literárias perpetrou a seguinte frase: “Cometi o pior dos pecados que um homem pode cometer. Não fui feliz”.

Messi, que se pecados cometeu, nenhum deles foi cometido com a bola nos pés, multi-premiado e multi-campeão no Barcelona,  talvez troque toda a glória para ser feliz com a  sua Argentina, ser  enfim amado pelo seu povo.

Como Gardel, como Diego.

Ah esse jogo de espelhos que, em forma de bruxa boa ou de bruxa má, não te responde, Lionel…

Copa 2014, América Latina e ´Los 5`

Um clipe da TV Telesur exalta a unidade da América Latina na Copa do Mundo de 2014 3 tras uma mensagem do gênio Diego Maradona pela libertação de ´Los 5`, os cubanos presos
injustamente nos EUA.

Golaço de Diego.

Messi carrega a Argentina nas costas

messi

Copa do Mundo de 1986, México. Diego Maradona carrega a Argentina nas costas e conquista o título para os portenhos.

Copa do Mundo de 2014, Brasil. Lionel Messi carrega a Argentina nas costas e…

É melhor começar a rezar pra história não se repetir.

E claro, passar pela Colombia. Certo, Neymar?

NEYMAR MELHOR DO QUE MESSI? PELÉ ESTÁ GAGÁ…

 

No lançamento do livro sobre o Centenário do Santos, Pelé disse que Maradona não pode ser comparado a ele. Não pode mesmo, porque Pelé está acima de todos.

Em seguida, pisou feio da bola, ao dizer que Neymar é melhor do que Messi.

Pelé só pode estar gagá. Messi hoje é o Pelé dos anos 60, sem comparação.

Messi só não é Pelé nem nunca vai ser, mas caminha firme pra ser o segundo melhor jogador da história.

Neymar é um cracaço, mas ainda é rei zarolho em terra de cegos.

GOL CONTRA. AJUDA, DIOS DIEGO

oremos, hermanitos

Um grupo de cerca 80 brasileiros, entre eles uma estudante itabunense,  está neste momento no Aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires, sem saber que horas e se é que vai embarcar para o Brasil.

Tudo porque, faltando dez minutos  para o embarque e com o check in já feito, a Gol anunciou o cancelamento do vôo, sem qualquer explicação aos passageiros.

 Apelar? Só for a Diego Maradona, que é uma espécie de deus por lá e que entendia de gol. Gol bonito, per supuesto.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031