hanna thame fisioterapia animal
prefeitura ilheus livros do thame

Posts Tagged ‘juri’

Tribunal de Juri absolve acusados de matar radialista em Eunápolis

juri(do Pimenta na Muqueca) -Os quatro acusados de envolvimento no assassinato do radialista Ronaldo Santana foram absolvidos pelo Tribunal do Júri, num julgamento que começou na manhã de segunda-feira (14) no Fórum Desembargador Mário Albiani, em Eunápolis, no extremo-sul da Bahia. O resultado foi anunciado pelo titular da 1ª Vara Crime da Comarca de Eunápolis, juiz Otaviano Andrade Sobrinho, pouco depois das 13 horas desta quarta-feira (16).

A maioria dos sete jurados entendeu que não existiam provas suficientes para a condenação do ex-prefeito de Eunápolis, Paulo Dapé, de Valdemir Batista de Oliveira (atual vereador), do bancário aposentado Antônio Oliveira dos Santos e da sacerdotisa Maria José Ferreira Souza, mais conhecida como Maria Sindoia. O Ministério Público da Bahia defendeu a tese de que Dapé foi o mandante e os outros três intermediários na contratação do pistoleiro.

Os promotores de justiça Ariomar da Silva e Luiz Ferreira Neto entendem que existem provas mais que suficientes para condenação dos quatro réus. Os representantes do MP-BA devem recorrer da decisão. Os acusados e seus familiares saíram do fórum de Eunápolis comemorando a decisão dos jurados.

Read the rest of this entry »

Assassino de dona de casa é condenado a 23 anos e 7 meses de prisão

Publico acompanha leitura da sentença

Publico acompanha leitura da sentença

Acabou por volta das 19 horas de hoje o júri de Phillipe Assunção da Silva, que em abril do ano passado matou a ex-sogra, a dona de casa Rosilda Andrade Pereira Cardoso  a facadas. Ele foi condenado a 23 anos, 7 meses e 15 dias de prisão e vai cumprir a pena em regime fechado no Complexo Penal de Itabuna, onde já estava preso. Ao anunciar a sentença, o juiz Felipe Romanato considerou os agravantes como o motivo torpe, a violência desmedida contra uma mulher indefesa e a tentativa de ocultação de cadáver para simular um assalto.

Valéria, sem a mãe de volta, mas "com alma em paz"

Valéria, sem a mãe de volta, mas “com alma em paz”

O juiz também determinou que o Estado garanta assistência psico-social à família da vítima, o esposo Gilson e as filhas Valéria e Vanessa, que “ainda não se recuperam do grande trauma que abateu sobre eles”. Apenas Valéria acompanhou o júri até final. Após a leitura da sentença, ela declarou que “a condenação não vai trazer minha mãe de volta, mas pelo menos ele vai pagar pelo crime que cometeu”.

Valéria considerou pena “pequena diante da brutalidade cometida, que destruiu nossa família”, mas disse que “hoje eu sinto um pouco de paz de espírito, porque está se fazendo justiça”.

A família de Rosilda, que se mudou para outro estado após o crime, não pretende voltar para Itabuna e já colocou à venda a casa  onde aconteceu a tragédia.

Na saída do fórum, algumas pessoas aguardaram Phillipe ser colocado num camburão e levado de volta ao presídio. Mesmo mantidas à distância, ouviram-se gritos de “assassino”, “monstro” e “Justiça!”

 

Juri de assassino de dona de casa só deve terminar à noite

jus 4

O julgamento de Phillipe Assunção da Silva, que em abril do ano passado matou a ex-sogra, a dona de casa Rosilda Andrade Pereira Cardoso a facadas, só deve terminar no início da noite.

jus 3O Fórum Ruy Barbosa, onde acontece o júri, está lotado. Do lado de fora, familiares colocaram cartazes pedindo justiça e definindo Phillipe como “monstro”. Um carro de som conclama a população ao cobrar uma longa pena para o assassino.

Pela manhã, Phillipe confessou o crime mais uma vez, mas disse que agiu sob forte emoção após ser ofendido por Rosilda, uando foi à casa da família, que muitas vezes o abrigou, tentar a reconciliação com a ex-namorada Vanessa, filha da vitima..

jus 1Essa será a tese da defesa, que vai pedir a condenação com atenuantes. Já a acusação alega que Phillipe agiu de forma premeditada e com frieza, cometendo um ato de violência contra uma mulher indefesa.

Apenas uma das filhas de Rosilda, Valéria, permaneceu no Fórum após o inicio do júri. Vanessa e o pai, Gilson, viúvo de Rosilda, não tiveram condições emocionais de encarar o rapaz que, segundo eles, “não apenas matou uma mãe e esposa dedicada, mas destruiu uma família”.

 

Familiares de Rosilda Andrade fazem protesto e pedem justiça

ros 1

Familiares e amigos de Rosilda Andrade Pereira Cardoso, realizam um protesto na entrada do Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna. Eles aguardam o inicio do júri de Phillipe Assunção da Silva, que em abril do ano passado matou Rosilda, sua ex-sogra, com várias facadas, no bairro Monte Cristo.

Com faixas e cartazes, todos pedem justiça para um crime que chocou pela frieza e brutalidade do assassino. As duas filhas de Rosilda, Vanessa e Valéria acompanham o julgamento.

O alvo de Phillipe era sua a ex-namorada, Vanessa, filha de Rosilda. Ele chegou a esconder o corpo da vítima enquanto aguardava a chegada de Vanessa, que sõ não foi morta porque estranhou o comportamento do rapaz e chamou os vizinhos.

ros 2Phillipe será julgado por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e emboscada.

Phillipe tornou-se réu confesso do crime e também responde a uma tentativa de homicídio. O jovem é acusado de tentativa de assassinato contra o colega de trabalho de Vanessa. Cícero Oliveira foi baleado quando saia para trabalhar.A vítima sobreviveu.  Após tentar matar Cícero, Phillipe foi atrás de Vanessa, no outro dia e matou Rosilda..

 

Jovem que matou ex-sogra vai a julgamento em Itabuna

filipeO jovem que matou a sogra com 42 facadas em abril do ano passado em Itabuna, será levado a júri popular no próximo dia 13, às 8h, no Fórum Ruy Barbosa. O crime ocorreu no Bairro Monte Cristo. Phillipe Assunção da Silva, de 24 anos, matou a ex-sogra, Rosilda Andrade Pereira Cardoso, 40, ao chegar na casa da vítima e não encontrar a ex-namorada.

Vanessa, filha de Rosilda acabou relacionamento com Phillipe, que decidiu persegui-la. Naquele dia, o jovem entrou na casa à procura da ex-namorada, disposto a matá-la. Encontrou dona Rosilda.

Após discussão, Phillipe matou a ex-sogra e jogou o corpo em um porão. A jovem chegou à casa momentos depois do ex-namorado ter cometido o crime contra Rosilda. Phillipe será julgado por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e emboscada.

Para a família de Rosilda, o julgamento pode amenizar a dor da perda. A dona de casa foi morta pelo jovem que era coordenador da catequese da comunidade e, segundo familiares de Rosilda, era ajudado pela vítima, “com alimentação e coisas básicas para a própria sobrevivência”.

Phillipe tornou-se réu confesso do crime e também responde a uma tentativa de homicídio. O jovem é acusado de tentativa de assassinato contra o colega de trabalho de Vanessa. Cícero Oliveira foi baleado quando saia para trabalhar.A vítima sobreviveu.  Após tentar matar Cícero, Phillipe foi atrás de Vanessa, no outro dia. (do Pimenta na Muqueca)

 

Assassinos de radialista vão a júri em Eunápolis

ronaldo santanaO juiz titular da Vara do Júri de Eunápolis, Otaviano Sobrinho, marcou para as 8h30 do dia 18 de maio o julgamento dos quatro acusados de participar do assassinato do radialista Ronaldo Santana, crime ocorrido em outubro de 1997. O homicídio de Santana, que tinha 38 anos, foi cometido na presença do filho do comunicador.

Paulo Dapé, que era prefeito de Eunápolis à época, é apontado como mandante do crime, tendo como coautores o bancário Antônio de Oliveira Santos, o “Toninho da Caixa”; Maria José Ferreira de Souza, a “Maria de Sindoiá”; e Waldemir Batista de Oliveira, “Dudu’, que detinham cargos na gestão do ex-prefeito. A expectativa é de que o júri dure três dias.(do BA24Hs)

 

Com Biblia na mão, Bruno chora. Fotos pornográficas de Eliza Samudio são retiradas do processo

Cerca de 14kg mais magro, o goleiro Bruno Fernandes mostrou uma aparência muito mais abatida no julgamento que começou hoje (4), no Fórum Pedro Aleixo, em Contagem, na Grande BH, do que no júri realizado em novembro de 2012. O goleiro, que estava com a Bílbia nas mãos, chorou no momento em que a juíza permitiu a entrada da imprensa no tribunal e teve que ser amparado pelos advogados.

O júri começou tumultuado, com pedidos da defesa e da acusação. Depois de uma hora de avaliação, a magistrada Marixa Fabiane Lopes decidiu retirar as fotos pornográficas de Eliza do processo, a pedido da promotoria, mas manteve a certidão de óbito da modelo, contrariamente ao solicitado pela defesa do jogador.

Dois homens e cinco mulheres compõe o júri que vai decidir o destino do goleiro. Além dele, a ex-mulher Dayanne Rodrigues também é ré no processo e responde pelo sequestro e cárcere privado do filho de Eliza, Bruninho. (do R7)

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
maio 2018
D S T Q Q S S
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031