hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘José Nazal’

Foto José Nazal

Pedra de Itapitanga, um dos 'ilhéus' que ajudaram a escolha do topônimo da nossa Capitania de São Jorge dos Ilhéus, no meio do oceano com seu exótico coqueiro, elemento antrópico da ilha

Pedra de Itapitanga, um dos ‘ilhéus’ que ajudaram a escolha do topônimo da  Capitania de São Jorge dos Ilhéus, no meio do oceano com seu exótico coqueiro, elemento antrópico da ilha

Foto José Nazal

Prédio do SENAI, no bairro do Salobrinho, em Ilhéus, mais novo equipamento de educação que integra a "Estrada do Conhecimento", onde já estão a UESC,CEPLAC, IFBa e está sendo construída a reitoria da UFSB.

Prédio do SENAI, no bairro do Salobrinho, em Ilhéus, mais novo equipamento de educação que integra a “Estrada do Conhecimento”, onde já estão a UESC,CEPLAC, IFBa e está sendo construída a reitoria da UFSB.

Foto José Nazal

delta (1)

O nosso ´pequeno Delta`,  em Ilhéus, formado pelos rios Santana, Cachoeira e Itacanoeira, com o esplendor dos manguezais

O nosso ´pequeno Delta`, em Ilhéus, formado pelos rios Santana, Cachoeira e Itacanoeira, com o esplendor dos manguezais

Foto: José Nazal

ios (1)

Da série ´como era minha cidade´: Transformações que aconteceram nas últimas cinco décadas, mudando completamente a beleza natural. Como será nas próximas? Quem viver verá!

Da série ´como era minha cidade´: Transformações que aconteceram nas últimas cinco décadas, mudando completamente a beleza natural. Como será nas próximas? Quem viver verá!

Foto: José Nazal

Rio Almada no vale costeiro em sua 'chegança' no Oceano Atlântico, na cidade de Ilhéus, chamado nos primórdios da Colônia de Rio do Itahype.

Rio Almada no vale costeiro em sua ‘chegança’ no Oceano Atlântico, na cidade de Ilhéus, chamado nos primórdios da Colônia de Rio do Itahype.

Foto José Nazal

Barra do Rio Sargi, limite entre os  municípios de Ilhéus e Uruçuca. Uma das mais lindas praias do Nordeste Brasileiro.

Barra do Rio Sargi, limite entre os municípios de Ilhéus e Uruçuca. Uma das mais lindas praias do Nordeste Brasileiro.

Foto José Nazal

Foz do Rio Tijuípe, limitando os municípios de Uruçuca (margem direita) e Itacaré (margem esquerda). Um dos rio mais limpos e conservados do litoral sul da Bahia,  integra a Bacia do Rio de Contas (ou Rio das Contas como observam alguns)

Foz do Rio Tijuípe, limitando os municípios de Uruçuca (margem direita) e Itacaré (margem esquerda). Um dos rio mais limpos e conservados do litoral sul da Bahia, integra a Bacia do Rio de Contas (ou Rio das Contas como observam alguns)

Foto José Nazal

Morro de São Paulo, em Cairu. Aqui aportaram os primeiros colonos que chegaram para povoar a “Capitania de São Jorge dos Ilhéos”. Não tendo encontrado água potável em abundância, deslocaram-se mais para o Sul, onde encontraram uma pequena baia, protegida por dois enormes morros, hoje conhecidos pelos nomes de Pernambuco e São Sebastião, onde começou a ser edificada “Vila dos Ilhéos”.

Morro de São Paulo, em Cairu. Aqui aportaram os primeiros colonos que chegaram para povoar a “Capitania de São Jorge dos Ilhéos”. Não tendo encontrado água potável em abundância, deslocaram-se mais para o Sul, onde encontraram uma pequena baia, protegida por dois enormes morros, hoje conhecidos pelos nomes de Pernambuco e São Sebastião, onde começou a ser edificada “Vila dos Ilhéos”.

Foto: José Nazal

Vila de Sambaituba, às margens do Rio Almada, em Ilhéus, atual sede do Distrito de Sambaituba, criado pela lei que atualizou os limites distritais e suas sedes.

Vila de Sambaituba, às margens do Rio Almada, em Ilhéus, atual sede do Distrito de Sambaituba, criado pela lei que atualizou os limites distritais e suas sedes.

Foto: José Nazal

Bairro da Sapetinga, Baia do Pontal, Ilhéus, anos 70

Bairro da Sapetinga, Baia do Pontal, Ilhéus, anos 70

Lei redefine limites territoriais em Ilhéus

ilheus

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, sancionou a lei que atualiza os locais de instalação dos marcos territoriais e redefine os limites dos 10 distritos existentes no município. A lei foi aprovada pela Câmara de Vereadores na terça-feira (25), em sessão presidida pelo vereador Makrisi Angelis, acompanhada pelo vice-prefeito José Nazal. A lei está disponível no Diário Oficial do Município.

José Nazal coordenou estudos

José Nazal coordenou estudos

O posicionamento dos marcos territoriais foi definido por meio de um trabalho conjunto do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais do Estado da Bahia (SEI) e Prefeitura de Ilhéus. Durante 12 dias, a equipe percorreu 2.400 quilômetros de limites com os municípios de Aurelino Leal, Uruçuca, Una, Buerarema, Itabuna, Coaraci, Itapitanga e Itajuipe, além dos limites interdistritais.

O diretor de Informações Geoambientais da SEI, Claudio Pelosi, destaca a importância da parceria entre o Governo do Estado, prefeituras e o IBGE para a atualização dos marcos territoriais dos municípios. “Existem muitas leis defasadas, com informações técnicas incompletas e confusas. Este trabalho é importante para o município gerenciar melhor seu território e para o cidadão entender e conhecer o lugar onde vive”, explica.

Read the rest of this entry »

Foto: José Nazal

Povoado do Rio do Engenho, antigo lugar da "Capitania dos Ilhéos", com destaque para a Capela de Senhora Sant'Ana, dedicada a mãe de Maria, Nossa Senhora, erroneamente é é denominada por muitos como 'Nossa Senhora de Sant'Ana'. Santa Anna foi a Mãe de Maria e avó de Jesus. É o único bem do nosso patrimônio histórico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), cujo registro transcrevo: _“A capela de Nossa Senhora de Santana é o monumento mais antigo subsistente em Ilhéus. A capela, pertencente ao antigo Engenho de Santana na propriedade dos frades de Santo Antão, foi construída no séc. XVII. A capela pertenceu à família de Mem de Sá e trata-se de importante imóvel, tanto no que diz respeito ao valor histórico quanto às suas características arquitetônicas. Capela rural, construída em alvenaria de pedra e cal, apresentando partido em ‘T’ incompleto. Sua planta é formada por nave única, capela-mor e pequena sacristia, além do alpendre que dá acesso à Capela. Possui torre sineira com espadanã'. A fachada muito singela apresenta um predomínio dos cheios sobre o vazio. Seu interior é pobre, sem forro ou decoração.

Povoado do Rio do Engenho, antigo lugar da “Capitania dos Ilhéos”, com destaque para a Capela de Senhora Sant’Ana, dedicada a mãe de Maria, Nossa Senhora, erroneamente é é denominada por muitos como ‘Nossa Senhora de Sant’Ana’.
É o único bem do nosso patrimônio histórico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), cujo registro transcrevo: _“A capela de Nossa Senhora de Santana é o monumento mais antigo subsistente em Ilhéus. A capela, pertencente ao antigo Engenho de Santana na propriedade dos frades de Santo Antão, foi construída no séc. XVII. A capela pertenceu à família de Mem de Sá e trata-se de importante imóvel, tanto no que diz respeito ao valor histórico quanto às suas características arquitetônicas. Capela rural, construída em alvenaria de pedra e cal, apresentando partido em ‘T’ incompleto. Sua planta é formada por nave única, capela-mor e pequena sacristia, além do alpendre que dá acesso à Capela. Possui torre sineira com espadanã’. A fachada muito singela apresenta um predomínio dos cheios sobre o vazio. Seu interior é pobre, sem forro ou decoração.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031