hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Posts Tagged ‘José Francisco Viveiros’

100 anos da Associação Comercial de Ilhéus terão homenagens e palestra sobre Fiol e Porto Sul

sede da ACI: a história de Ilhéus passa por aqui

A Associação Comercial de Ilhéus realiza no dia 29 de novembro (quinta-feira), às 19 horas, uma sessão solene para comemorar 100 anos de fundação. O evento será aberto com uma palestra do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, que abordará os novos rumos para o desenvolvimento do Sul da Bahia, com a implantação de empreendimentos como a Ferrovia Oeste Leste e o Porto Sul.

Em seguida, a ACI prestará homenagens a personalidades que contribuíram e contribuem para o desenvolvimento socioeconômico, educacional e cultural de Ilhéus e do Sul da Bahia. Entre os homenageados estão o governador da Bahia, Jaques Wagner, os empresários Antonio Lino Pereira Campos, Hans Tosta Schaeppi e Roque Lemos dos Santos,  Antonio Osário Carvalho e Silva, Roque Oliveira Fraga, o médico Jorge  Viana, a ex-reitora da Uesc Renée Albagli, a educadora Adélia Maria Carvalho de Mello.

Também serão homenageados o diretor presidente da Bahia Mineiração, parceira do Governo da Bahia na implantação do Porto Sul, Francisco Viveiros, o ministro dos Transportes Paulo Sérgio Passos, o prefeito de Ilhéus, Newton Lima e Walcyr Carrasco e Mauro Mendonça Filho, diretores da novela `Gabriela´, da Rede Globo. A Associação Comercial de Ilhéus também prestará homenagens póstumas ao seu  ex-diretor Eduardo Challoub, ao escritor Jorge Amado e ao cacauicultor, industrial e banqueiro Manoel Misael da Silva Tavares, um dos nomes mais importantes da construção da civilização cacaueira.

O presidente da Associação Comercial de Ilhéus, Nilton Cardoso da Cruz, afirma que “esse é um momento histórico, uma data marcante para uma entidade que sempre esteve ao lado das grandes reivindicações de Ilhéus e do Sul da Bahia”. Nilton Cruz destaca que a ACI desde o início se posicionou a favor da Ferrovia Oeste Leste e do Porto Sul, “obras que estão se tornando realidade e que darão um novo impulso ao desenvolvimento do Sul da Bahia”.

 

Bamin garante parceria com Governo da Bahia para a implantação do Porto Sul

O adiamento no início da exportação do minério de ferro de 2014 para o final de 2015 não vai comprometer o projeto da Bahia Mineração (Bamin) para o Estado, cujo investimento estimado é de R$ 5 bilhões, entre a implantação de uma mina em Caetité e um terminal no Porto Sul, em Ilhéus.

A garantia é do presidente da empresa,José Francisco Viveiros (foto), que se mostrou confiante em relação ao empreendimento, após a liberação da licença prévia do Porto Sul, no último dia 14. “O documento assegura a viabilidade ambiental do empreendimento”, destacou.

Além das questões de natureza ambiental, o projeto chegou a ser questionado no início deste mês por conta de um anúncio da ENRC (controladora da Bamin) de que alguns projetos não iniciados poderiam ser suspensos. “É lógico que a empresa estava ansiosa para desenvolver o projeto, queria começar o mais rapidamente possível e isto daí é frustrante, mas não quer dizer que o projeto tenha perdido atratividade”, destacou o empresário em entrevista exclusiva.

Segundo Viveiros, o projeto Pedra de Ferro, que a Bamin está desenvolvendo na Bahia, é um dos “melhores projetos do mundo” na atualidade. (Donaldson Gomes, de A Tarde)

Bamin assina convênio para recuperar trecho da Estrada do Itariri em Ilhéus

O presidente da Bahia Mineração, Jose Francisco Viveiros, anunciou hoje (9/8) novos investimentos da empresa em Ilhéus. Em protocolo de intenções assinado com o prefeito Newton Lima, a mineradora se comprometeu a realizar a construção de uma unidade produtiva (fábrica de doces) para grupo produtivo formado por 23 mulheres da Associação dos Agricultores Familiares de Vila Olímpio. A construção está orçada em R$ 85 mil. A Prefeitura cedeu o uso do terreno.

Também foi assinado convênio para a requalificação de parte da Estrada Municipal do Itariri (2,7 mil metros), via que dará acesso ao Complexo Porto Sul, onde a Bamin terá um Terminal de Uso Privativo (TUP). A obra, que começará a ser feita após a emissão da Licença Ambiental pelo Ibama, está estimada em R$ 8 milhões e também beneficiará cerca de dois mil moradores das comunidades de Itariri, Valão e do assentamento Bom Gosto. Este mesmo trecho também será utilizado para acesso de caminhões ao aterro sanitário de Ilhéus.

O projeto de requalificação da estrada prevê o alargamento, a sinalização e a pavimentação asfáltica da via. Entre maio e junho deste ano, a Bamin, também em parceria com a Prefeitura de Ilhéus, aplicou R$ 237 mil em obra de encascalhamento desta mesma pista. A obra foi elogiada por líderes das comunidades beneficiadas, como Domingos Souza. “Nossa vida melhorou muito depois dessa obra. Os carros (ônibus) agora entram todo dia e facilita para quem tem de ir para a cidade estudar ou trabalhar. Antes, quando chovia, nenhum transporte chegava”. Outro exemplo é Everaldo Sobral, o Galeguinho do Forró, uma das lideranças do Projeto de Assentamento Nova Vitória que destacou: “Para se ter uma ideia de como o acesso ruim prejudicava nossa gente, basta ver que hoje são sete horários fixos de ônibus, a demanda sempre existiu”.

São Miguel

Outra obra anunciada na tarde de hoje pelo presidente da Bamin foi reforma da sede da Associação de Pescadores e Marisqueiras do São Miguel. O protocolo de intenção assinado no local prevê um investimento de R$ 100 mil para transformar o local em unidade de produção e beneficiamento de pescados. A Associação de Pescadores e Marisqueiras do São Miguel, assim como a Associação dos Agricultores Familiares de Vila Olímpio, são duas entidades atendidas pelo Projeto Transformar. Mantido pela Bamin, o Transformar visa gerar emprego e renda por meio da criação e apoio a grupos produtivos locais. Entre 2009 e 2012, o projeto já beneficiou um total de 536 pessoas.

 

Moradores da Vila Olimpio, em Ilhéus, recebem terreno para produção de doces

A Associação de Agricultores Familiares de Vila Olímpio ((AAFVO) recebeu da Prefeitura de Ilhéus um terreno situado na rua principal do distrito para a construção de uma unidade de fabricação de doces em compotas, em caldas e geléias, garantindo assim mais renda para dezenas de famílias desta localidade. A doação do terreno de 353,50 metros quadrados foi assinada pelo prefeito Newton Lima, que considera o projeto de fabricação de doces como uma importante fonte de geração de emprego e renda para os agricultores familiares, garantindo assim um melhor aproveitamento das frutas e uma melhor qualidade de vida para os moradores da zona rural.

Com a doação do terreno a Associação de Agricultores Familiares de Vila Olímpio vai construir agora a sua fábrica de doces, garantindo melhores condições de trabalho e a possibilidade de aumentar ainda mais a produção. De acordo com o presidente da AAFVO, Rodrigo Araújo, a Bahia Mineração se comprometeu em investir na estruturação da sede para a produção de doces. Com a sede própria e com uma maior produção, os agricultores de Vila Olímpio poderão participar de projetos ligados aos governos estadual e federal, além de feiras e outros eventos voltados para a agricultura familiar. O próximo passo, segundo o presidente da associação, será conseguir a certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em alguns encontros mantidos entre o prefeito de Ilhéus, Newton Lima, e o presidente da Bahia Mineração (Bamin), José Francisco Viveiros, foram firmadas parcerias que beneficiam a população ilheense. Entre esses acordos, está a doação do terreno destinado à edificação da unidade de fabricação de doces. O processo foi iniciado com o acordo da Bamin com o Instituto Aliança, que capacitou os moradores daquela área através do Projeto Transformar.

Desde o mês de maio de 2009 que os agricultores e moradores de Vila Olímpio estão participando do Projeto Transformar, desenvolvido pela Bahia Mineração, que visa a qualificação profissional de jovens e a formação de grupos produtivos com adultos para a geração de renda. E a empresa escolheu, dentre outras localidades, a comunidade de Vila Olímpio para a criação e capacitação de um grupo voltado para a produção de doces em compotas, em caldas e geléias. E o projeto já começa a dar bons resultados, com a produção de doces de excelente qualidade que vem conquistando o mercado regional e estadual.

O terreno doado pela Prefeitura de Ilhéus tem 16,40 metros de frente e 29,73 metros de fundo e fica em frente à escola onde está sendo desenvolvido o projeto.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031