hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle coronavirus 155 livros do thame

Posts Tagged ‘Jerônimo Rodrigues’

Gestores municipais do Sul da Bahia conhecem ações para o desenvolvimento rural

hoteisGestores municipais do Território Litoral Sul conheceram, nesta quarta-feira (15), as ações voltadas para o desenvolvimento rural do estado, que estão sendo executadas pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). O evento foi realizado no auditório da torre administrativa da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus.

A iniciativa, que visa fortalecer a estratégia de interiorização dos serviços da secretaria, está sendo realizada nos 27 territórios de Identidade da Bahia. Um momento de diálogo, reflexão, ajustes e pactuações para discutir a organização, funcionamento e planejamento do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e do Serviço Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAF).

sdr 2Apoio à comercialização, regularização fundiária, segurança alimentar do rebanho, assistência técnica e extensão rural, Bahia Mais Forte Terra Legal, projeto de Mecanização Rural, edital do Bahia Produtiva, distribuição de mudas entre outras iniciativas que fazem parte do “cardápio” de ações que contribuem para o desenvolvimento rural dos municípios baianos, foram apresentadas pela equipe da SDR.

O secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, afirmou que até meado do mês de março a SDR apresentará suas principais políticas públicas em todos os territórios. “Queremos que os gestores de cada município baiano conheçam e absorvam nossos serviços e sejam nossos parceiros para levar mais melhorias para o estado, impactando na produção e renda dos produtores. Estamos apresentando nosso cardápio de serviços e eles faram a seleção dos que mais se adequam para o Litoral Sul”.

sdr 3Rodrigues disse ainda que a intenção é fazer uma mobilização para um alinhamento das políticas de governo com as políticas municipais. “O Litoral Sul tem um grande potencial, temos o legado da Mata Atlântica, temos capacidade de prática de turismo, chocolate, madeira de valor e, hoje, a nossa expectativa é que com esse debate realizado com o território, consórcios, colegiados, associação e prefeitos, possamos traçar um calendário de agenda para realizar ações que tenham impacto na agricultura familiar, reforma agrária, quilombolas, indígenas, ribeirinhos”.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, declarou que a iniciativa da SDR fortalece a agricultura familiar. “Essa parceria promove nossas ações junto ao Governo do Estado, buscando alternativas para tornar a nossa região mais produtora”.

tonhoPara Antonio de Anizio, presidente da Associação dos Municípios da Região Cacaueira da Bahia (Amurc), que abrange 36 municípios do Território Litoral Sul, o encontro vai abrir novos rumos para a região. “Estamos vendo o êxodo da população dos pequenos municípios em direção às grandes cidades, devido a uma crise também na agricultura. Esse encontro vai abrir novos caminhos para que possamos fortalecer a nossa agricultura. Precisamos sair um pouco da monocultura do cacau e diversificar. Entendemos que esse é o caminho e tenho certeza que, com a SDR, conseguiremos resultados positivos”.

Estiveram presentes gestores públicos municipais e estaduais, Colegiados Territoriais, integrantes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (CMDS), instituições prestadoras de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) e movimentos ou entidades representativas da agricultura familiar.

SDR se reúne com gestores municipais do Território Litoral Sul na Uesc

terravista 5Com o objetivo de fortalecer a estratégia da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), de interiorização dos serviços, gestores e técnicos da secretaria, estão percorrendo, nos meses de fevereiro e março, os 27 Territórios de Identidades da Bahia para apresentar as ações da SDR aos gestores municipais e pactuar com as prefeituras estratégias para fortalecer o desenvolvimento rural no estado.

Nesta  quarta-feira (15), o secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, e a equipe técnica da SDR, estarão reunidos com os dirigentes municipais do Território Litoral Sul. O evento acontecerá, às 9h, no auditório da torre administrativa da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus. A iniciativa tem o objetivo de intensificar a articulação de políticas públicas, por meio do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e do Serviço Municipal de Apoio à agricultura Familiar (SEMAF).

O público prioritário serão os gestores públicos municipais e estaduais, Colegiados Territoriais, integrantes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (CMDS), instituições prestadoras de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) e movimentos ou entidades representativas da agricultura familiar.

A Bahia é o estado que possui o maior número de famílias vivendo da agropecuária, atividade responsável pela produção de 77% dos alimentos saudáveis que chegam a mesa dos baianos.  De acordo com o Censo Agropecuário (IBGE, 2010), o estado concentra a maior população rural do Brasil, com 3,9 milhões de habitantes. Também reúne o maior número de estabelecimentos da agricultura familiar, com cerca de 700 mil propriedades.

A Agricultura Familiar responde por 44% de tudo que se produz na agropecuária do Estado, com o Valor Bruto da Produção (VBP) anual de R$ 3,74 bilhões. A agricultura familiar também é responsável por 77% dos alimentos que chegam à mesa das famílias baianas e por 81% da mão de obra das famílias no campo. A Agricultura Familiar é destaque na produção de mandioca, feijão, mel, leite, pesca e aquicultura artesanal, fruticultura, oleaginosas e caprinovinocultura, entre outros produtos.

Programa de Desenvolvimento Econômico e Social da Mata Atlântica é lançado no Sul da Bahia

terra 13

Com o tema O que nos une é maior do que o que nos separa, foi lançado, no final de semana, no Assentamento Terra Vista, em Arataca, Território de Identidade Litoral Sul, o Programa de Desenvolvimento Econômico e Social da Mata Atlântica. O evento, que teve a presença do secretário estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, representando o governador Rui Costa, é uma iniciativa da Teia dos Povos e do Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica (CIMA).

A ação tem como objetivo proteger o bioma Mata Atlântica no estado da Bahia, conservando as espécies nativas de plantas e a fauna e construindo um bem viver para os povos da floresta, os extrativistas, assentados da reforma agrária, pequenos e médios agricultores familiares e todos aqueles que acreditam no potencial do cacau cabruca (produzido em um sistema que preserva a Mata Atlântica).

terravista 5O secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, ressalta a importância da atuação articulada entre consórcio e Teia dos Povos, agentes de transformação que não só executa, mas pensa e elabora projetos estruturantes, revelando boas iniciativas, pensando na recuperação ambiental, desde o plantio à comercialização, com fortes vertentes de educação. Rodrigues lembrou ainda da importância da presença e atuação das universidades e da parceria do Governo do Estado com o Instituto Biofábrica de Cacau, que prevê a distribuição de 36 milhões de mudas nos próximos oito anos.

terravista 6“Esse é um projeto de desenvolvimento e de mudança cultural, que já conta com a parceria do Estado e envolve indígenas, quilombolas, ribeirinhos, assentados e agricultores familiares de uma forma geral. É também uma iniciativa de valorização da cadeia produtiva do cacau e o Governo já vem realizando um trabalho de parceria nas áreas de regularização fundiária, por meio da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), de acesso à água e de apoio à cadeia produtiva do cacau, por meio do edital do projeto Bahia Produtiva com recursos na ordem de R$ 10 milhões, que está sendo executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), entre outras ações, que resultam na melhoria da renda e das condições ambientais e econômica dos territórios envolvidos”.

Read the rest of this entry »

SDR inicia diálogos para intensificar o desenvolvimento rural na Bahia

sdrPromover um alinhamento institucional na operacionalização de políticas públicas para o desenvolvimento rural dos municípios baianos. Com esse intuito, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) deu início, nesta terça-feira (07), no Território Recôncavo, no município de Cruz das Almas, a uma série de diálogos com gestores municipais.

A reunião, que será realizada nos 27 territórios de Identidade da Bahia, é um momento de diálogo, reflexão, ajustes e pactuações para discutir a organização, funcionamento e planejamento do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e Serviço Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAF), possibilitando a ampliação dos arranjos institucionais.

O secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, explicou que as visitas servirão para apresentar a secretaria com suas principais politicas publicas para que os prefeitos e movimentos produtivos façam a seleção daquelas que mais se adequem e interessem aos municípios do Recôncavo da Bahia. “Em 2015, instalamos 27 escritórios territoriais, temos uma unidade da SDR em cada território. Neste ano, começamos a percorrer todas essas unidades. Queremos chegar aos agricultores familiares para dizer que o estado está aqui. Essa é uma parceria com a prefeitura e queremos realizar ações para que a renda do produtor seja elevada, para que a produção de alimentos possa ser contemplada e que a gente possa garantir que as pessoas continuem vivendo no meio rural”.

Read the rest of this entry »

Bahia apresenta força da produção cacaueira da agricultura familiar em São Paulo

cacau1O secretário de Desenvolvimento Rural do Estado, Jerônimo Rodrigues, esteve em São Paulo nesta quinta-feira (10), representando o governador Rui Costa, durante o ‘Fórum Estadão – A importância do cacau para a economia brasileira’. O evento tem por objetivo debater a modernização da produção do cacau e as soluções para o seu crescimento e desenvolvimento econômico.

O secretário destacou que 90% da produção de cacau na Bahia é proveniente da agricultura familiar. “É possível que tenhamos mais desafios com implementação de programas de assistência técnica, de financiamento, mas o governo estadual está investindo no crescimento produtivo deste fruto, que representa muito para economia baiana e brasileira”, ressaltou Rodrigues.

O secretário acrescentou que o governo estadual anunciou, no mês de outubro, novos investimentos no valor de R$ 10 milhões para projetos da cultura do cacau, por meio do edital de fruticultura do Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

3O estado vive momento de retomada da produção e investe cada vez mais em qualidade das amêndoas, matéria-prima que tem atraído chocolateiros da Europa. No segundo semestre de 2015, a Bahia quebrou jejum de 20 anos sem exportar, com envio de 6,4 mil toneladas de amêndoas de cacau, avaliadas em R$ 19,4 milhões, para a Europa, o que deu novo ânimo aos cacauicultores do estado. O Brasil possui 490 mil hectares cultivados com cacaueiros em diferentes regiões e três principais zonas distintas de produção dos biomas Amazônia e Mata Atlântica, sendo um deles o sul da Bahia.

O evento, promovido pelo Estadão em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e a Associação Nacional das Indústrias Processadoras de Cacau (AIPC), reuniu especialistas, produtores, sindicalistas, entidades do setor e representantes do Poder Público.

Alimentos produzidos na Bahia são destaque na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

ali-2

Gastronomia, engenharia de alimentos, games, energias renováveis e economia colaborativa são temas contemplados com ações diversas na 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Iniciada nesta quarta-feira (19), no Senai Cimatec, em Salvador. Com o tema ‘Ciência Alimentando o Brasil’, o evento expõe diversos produtos de cooperativas de agricultores familiares, como geléia, cerveja de umbu, sequilhos, entre outros itens fabricados a partir de tecnologias alimentares. No setor de Exposição Tecnológica, a área gourmet reforça a oferta de conhecimento com exposição, degustação e informações sobre o processo de industrialização de chocolates finos, acarajés e abarás, produzidos em território baiano.

O secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues vê a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia como uma oportunidade de fusão de conhecimentos. “O evento é uma oportunidade para o diálogo entre a ciência tradicional e o conhecimento prático. Significa um momento estratégico para a ampliação do conhecimento que servirá para o desenvolvimento de novas tecnologias”, afirma.

Read the rest of this entry »

Rui Costa reafirma compromisso com demandas do MST

 rui ms 13Centenas de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no estado se reuniram no final da manhã desta quarta-feira (27), em frente ao prédio da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador, para ouvir do governador Rui  Costa os resultados das conversas e negociações feitas nos últimos dias entre os membros do movimento e o Governo do Estado.

 Depois de receber de lideranças do MST o boné símbolo do movimento, Rui falou diretamente com os trabalhadores rurais e fortaleceu o comprometimento do Estado com as negociações e a pauta apresentada pelos trabalhadores, que inclui temas como educação, infraestrutura, habitação e acesso à agua nos assentamentos. “Nós assumimos um compromisso e cobro de nossos secretários que a palavra seja honrada. Vamos acompanhar de perto o desenvolvimento de nossas realizações. Em trinta dias, por exemplo, representantes do Estado e do movimento voltarão a se reunir para avaliar o andamento das demandas”, disse.

Principal interlocutor no diálogo entre o Governo do Estado e o MST, o secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, avaliou positivamente as rodadas de negociação e o acordo fechado com as lideranças, estabelecendo prazos para o atendimento das reivindicações. “Esse movimento tem a riqueza de trazer para dentro do governo temas tão importantes como a educação, a água e infraestrutura. Vamos trabalhar para, no menor tempo hábil, fazer com que os assentamentos sejam autônomos e dinâmicos”.

 Comprometimento

 Pouco antes de encerrar o ato na Governadoria, Rui Costa se juntou a Jerônimo Rodrigues e ao coordenador estadual do MST, Evanildo Costa, para a assinatura do documento que registra o novo acordo e prazos firmados entre o Governo do Estado e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.

 À frente das principais reuniões realizadas no decorrer da semana, Evanildo Costa destacou a importância de apresentar as reivindicações diretamente para o governador e a satisfação com o resultado.  “Ele [Rui Costa] sentou conosco, tratou ponto a ponto o que precisava ser tratado e acreditamos na palavra dele. Isso para nós foi muito importante, porque significa avanço em nossos assentamentos. Vamos sair daqui muito felizes e satisfeitos depois dessa semana em processo de negociação”.

Rui Costa se reúne com líderes do MST

rui msrt 2Para dar encaminhamento a demandas em áreas consideradas prioritárias, tanto pelo Governo do Estado quanto pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), o governador Rui Costa esteve reunido na tarde desta terça-feira (26), na Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, com líderes do movimento, entre eles, o coordenador estadual, Evanildo Costa.

Investimentos públicos em educação, infraestrutura, acesso à água e habitação foram alguns dos assuntos tratados durante o encontro. O vice-governador e secretário do Planejamento, João Leão, e o titular da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, entre outros secretários, também participaram da reunião. “O governador Rui Costa determinou que continuássemos o trabalho com o intuito de resolver as pendências”, afirmou Leão.

rui m st 1 De acordo com Jerônimo, que foi escolhido para ser o principal interlocutor do governo com os movimentos sociais de luta pela terra, além de reconhecer a legitimidade do MST e dos demais movimentos, o governo estadual considera justa a pauta apresentada. “Eles têm uma agenda muito positiva. Levantam, fazem caminhada. [No acampamento montado no CAB], as crianças têm aula. O MST tem uma disciplina, uma organização. Essa luta pela terra, eles entendem o que estão fazendo. Ao nos chamar para avaliar a educação nos assentamentos, o MST dá conteúdo para a gente [debater]”.

Ainda segundo o secretário da SDR, estão sendo feitos esforços para atender as demandas. “Abrimos uma agenda de debates, de reuniões. [2015] foi um ano difícil de recursos. Mas é uma determinação do governador atender o que for possível e necessário. Ele [Rui Costa] entende como aspecto importante tratar o tema da educação, do esporte, da cultura, da água [para todos]. Esta reunião consolidou aquilo que o movimento pôde abrir mão, no que foi possível compreender ”.

O coordenador estadual do MST, Evanildo Costa, reiterou que “tudo o que foi combinado [com o governo do Estado em 2015] foi reajustado, não no nível do acerto que fizemos no ano passado, mas o que ele [o governador Rui Costa] disse que pode ser cumprido”.

 

Serviço de Apoio à Agricultura Familiar chega ao Território Litoral Sul

setraf 2Os 14 mil agricultores familiares do Território Litoral Sul foram beneficiados com a chegada do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF). A ação do Governo do Estado é realizada por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e a inauguração aconteceu nesta quinta-feira (8), no município de Itabuna, com a presença do secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, do superintendente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Jeandro Ribeiro, vários prefeitos e autoridades locais.

De acordo com o titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, esse, que é o décimo sétimo dos 27 SETAFs, que estão sendo implantados em toda a Bahia, representa uma conquista da sociedade civil organizada e dos movimentos sociais, além de ser uma referência quanto à elevação de autoestima e valorização do homem e da mulher do campo. “A chegada deste serviço é motivo de muita alegria, pois atenderá a esses homens e mulheres do campo, que são responsáveis por colocar o alimento em nossas mesas e possuem a capacidade para se desenvolver e avançar ainda mais”.

Para o superintendente da CAR, Jeandro Ribeiro, o serviço, que tem como finalidade articular políticas públicas para a agricultura familiar e promover a inclusão produtiva dos agricultores familiares baianos, além de servir a essa população rural, contará, na sua estrutura, com as ações de diversos órgãos e realizará ações voltadas especialmente para povos e comunidades tradicionais e assentados da reforma agrária. “Esse serviço atenderá os agricultores familiares dos 26 municípios, que compõem o Território de Identidade Litoral Sul e realizará ações como a implantação de agroindústrias, distribuição de sementes e, futuramente a instalação de um banco de sementes e mecanização agrícola, entre outras. Essa ferramenta (SETAF) é para servir aos agricultores”.

setraf 1Segundo a representante dos movimentos sociais, Maria Cristina, a ação do Governo do Estado, por meio da SDR, possibilita a permanência da população do campo com qualidade. “Hoje vivemos em condições melhores e acredito que ainda vai melhorar mais com ações como as de assistência técnica e acesso a programas como o de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)”.

Os SETAFs são compostos por equipes técnicas da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater) e demais órgãos que integram a SDR. A expectativa é que outros órgãos do governo também integrem os SETAFs.

Read the rest of this entry »

“Quem errou tem pagar, mas não se pode criminalizar o PT”, diz secretário de Desenvolvimento Rural

jeronimoO secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia, Jeronimo Rodrigues, disse em Itabuna que as pessoas que se envolveram com corrupção no Governo Federal “devem pagar pelos erros, mas não se pode generalizar, condenando o PT e tentando um golpe contra a presidenta Dilma Roussef”.

“Os que erraram devem pagar, ir pra cadeia, mas não se pode criminalizar o PT. É preciso lembrar que foi o partido quem criou mecanismos de combate a corrupção, permitindo apurações rigorosas, o que não havia antes”, disse.

Jeronimo também afirmou que “é preciso manter os avanços dos últimos 12 anos, em que política publica deixou de ser caridade para ser um direito dos cidadãos”, e mandou um recado à oposição: “eleição se ganha nas urnas e não através de golpes. Disputem no foto e esperem até 2018”.

Governo do Estado vai definir estratégias para o cacau no Sul da Bahia

cacauA Bahia é o principal estado produtor de cacau do país, responsável por aproximadamente 64% da produção.  O desempenho do cacau na economia baiana foi tema de reunião nesta quarta-feira (5/08), entre o secretário de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, e representantes do setor. A expectativa é que seja estabelecido um plano de metas a serem executados nos próximos quatro anos, com o objetivo de enfrentar os desafios do setor: melhoria da competitividade, formação do mercado interno e defesa sanitária.

No estado são mais de 40 mil produtores de cacau, destes 90% são agricultores familiares, assentados de reforma agrária e pequenos produtores, distribuídos em oito Territórios de Identidade. Para o secretário Jerônimo Rodrigues, a cultura do cacau é uma agenda de governo. “A Bahia tem que ter estratégias para enfrentar os desafios desse segmento. Temos que ter competitividade e fortalecer o mercado interno, estimulando o consumo de derivados do cacau (manteiga, liquor, pó, chocolate, entre outros)”.

Para discutir as estratégias para a cultura do cacau no estado, ficou definida uma reunião  para a próxima sexta-feira (14/08), entre representantes do setor e do governo. Além da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), participam do encontro gestores de outras cinco secretarias: da Agricultura, do Desenvolvimento Econômico, do Meio Ambiente, de Relações Institucionais e de Infraestrutura Hídrica e Saneamento.

Presente a reunião, o presidente da Câmara Nacional do Cacau, Guilherme Moura, ressaltou que a retomada da produção de cacau na Bahia e no Brasil é uma realidade. “A revitalização do mercado interno é um dos itens mais importante da nossa pauta. Um plano estruturante vai acelerar esse processo”. Segundo ele, a revisão da política de drawback do cacau (importação de insumos para reexportação com isenção de impostos) é outro ponto estratégico para o fortalecimento do mercado.

Produtos da agricultura familiar são destaques no VII Festival Internacional do Chocolate e Cacau em Ilhéus

fest chocoOs produtos da agricultura familiar, a exemplo dos chocolates da Bahia Cacau, são destaques na sétima edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau (FICC), que acontece no Centro de Convenções, de Ilhéus, no sul da Bahia. O evento, que teve início nesta quinta-feira (11) e segue até o próximo domingo (14), conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). A solenidade de abertura teve a presença do secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, representando o governador Rui Costa, do diretor executivo da CAR, Wilson Dias, além de autoridades regionais e locais.

Na oportunidade, foi realizada reunião para discutir os problemas enfrentados com o cultivo do cacau, na tentativa de se formatar um programa que oriente os investimentos do estado para a cadeia produtiva do cacau. Estiveram presentes agricultores, técnicos, prefeitos e vereadores da região e representantes de órgãos ligados ao manejo do fruto.

De acordo com titular da SDR, é importante destacar a cadeia do cacau como estratégica para desenvolver a região. “A cadeia produtiva do cacau vem casada com a da fruticultura, por isso é tão importante, pois quando o cacau se desenvolve, a região também cresce”. Segundo Rodrigues, a secretaria está montando ações estratégicas para fortalecer os empreendimentos da agricultura familiar na cadeia do cacau. “No passado, o chocolate era matéria-prima apenas para o chocolate, mas é importante que ele se firme como um produto com identidade territorial. A SDR tem as chamadas de Assistência Técnica Rural (ATER), que queremos fortalecer na parceria com a Ceplac, universidades e cooperativas, estamos investindo em agroindústrias e na comercialização através das compras públicas”.

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
outubro 2021
D S T Q Q S S
« set    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31