hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

Posts Tagged ‘Jair Bolsonaro’

Cuba enquadra Bolsonaro e diz que seus médicos, chamados de ‘terroristas’, atenderam 113,3 milhões de brasileiros

mais medicos 2Cuba repudiou as declarações do presidente brasileiro de que médicos cubanos que estiveram em serviço no Brasil entre 2013 e 2018 pelo programa Mais Médicos fossem “terroristas”.

Em pronunciamento sobre o assassinato do general iraniano Qasem Soleimani, Jair Bolsonaro afirmou que “nós não aceitamos o terrorismo. Não interessa o lugar do mundo em que ele venha a acontecer”, informa jornal O Globo.

Além disso, Bolsonaro complementou que “se tiver qualquer terrorista no Brasil, a gente entrega. […] Assim como os cubanos médicos, entre aspas, saíram antes de eu assumir. Sabiam que eu ia pegar os caras. Um montão de terroristas no meio deles”.
O portal digital do Ministério das Relações Exteriores de Cuba emitiu uma nota repudiando as acusações do mandatário brasileiro:

“O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, acusou de terroristas os médicos cubanos que atenderam em seu país 113.359.000 pacientes, entre 2013 e 2018 – de acordo com dados fornecidos pelo Ministério das Relações Exteriores de Cuba – em mais de 3.600 municípios, e deram cobertura médica permanente a 60 milhões de brasileiros como parte do programa Mais Médicos”.
Miguel Díaz-Canel, presidente cubano, recordou que o programa Mais Médicos nasceu como uma iniciativa da ex-presidente Dilma Roussef (2011-2016), e buscava assegurar serviços médicos ao maior número possível de brasileiros. O programa esteve presente em boa parte do território nacional, penetrando em regiões que contam com uma pequena presença de médicos brasileiros.

Havana acusa Washington de orquestrar uma cruzada contra os serviços prestados internacionalmente pelos médicos cubanos, como parte da política de isolamento imposta pela Casa Branca há quase duas décadas.

sinjorba

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia (Sinjorba) vem a público REPUDIAR as declarações do presidente Jair Messias Bolsonaro.

“Eu quero que vocês (jornalistas) mudem. Quem não lê jornal, não está informado. E quem lê está desinformado. Tem que mudar isso. Vocês são uma espécie em extinção. Acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao IBAMA”, declarou o atual mandatário da Nação na manhã desta segunda (08), na portaria do Palácio da Alvorada, ao falar para repórteres e apoiadores. A absurda afirmação foi dita após a indagação de um jornalista sobre o cronograma de votação das reformas administrativas e tributárias.

Os profissionais de imprensa, especialmente os jornalistas, têm papel essencial e central na manutenção do Estado democrático de direito, investigando e levando a público com ética e responsabilidade informações que frequentemente contrariam interesses de quem faz mau uso do poder que lhes foi investido.

O Brasil é o país do mundo mais preocupado com disseminação das chamadas fake news, informações fabricadas fora das redações com intuito de manipular a opinião pública. Para conter esse fenômeno altamente nocivo, prática que muito beneficiou o senhor presidente na última eleição o bom jornalismo é o instrumento mais eficaz.

O jornalismo e os jornalistas, mesmo sofrendo constantes ataques, têm se fortalecido no Brasil e no mundo, estando hoje entre as carreiras mais desejadas por jovens em início de vida profissional. Independentemente de declarações e desejos nefastos do senhor presidente, os jornalistas estão crescendo em número e, mais importante, em reconhecimento de sua relevância para a sociedade.

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) respondeu a declaração que chamou de estapafúrdia. “O presidente não deve confundir o que talvez seja um desejo oculto seu com a realidade. Enquanto a informação for uma necessidade vital nas sociedades modernas, e ela será sempre, o jornalismo vai continuar a existir. E com certeza sobreviverá por mais tempo do que políticos inimigos da democracia, que, estes sim, tendem a ser engolidos pela história”.

O Sinjorba repudia as declarações que demonstram que o atual presidente não respeita a imprensa (foram 116 ataques ao setor apenas em 2019), tem desapreço pela democracia, ojeriza ao trabalho e ao trabalhador (através de MP acabou com o registro profissional de jornalista e mais 13 profissões), demonstra que não compreende as funções de uma entidade de proteção ambiental, além de total incapacidade para o cargo que ocupa.

Fenaj: Bolsonaro fez 116 ataques à imprensa em 2019

bolsonaro(Altamiro Borges, no Brasil 247)-A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) divulgou nessa quinta-feira (2) um balanço final dos ataques do presidente Jair Bolsonaro à imprensa no ano passado. Os números são assustadores – o que torna ainda mais incompreensível a postura da mídia monopolista de apoiar, mesmo que parcialmente, as políticas do governo fascistizante. Segundo o levantamento, o ano de 2019 se encerrou com 116 agressões à jornalistas e veículos de comunicação. Um ataque a cada três dias do primeiro ano de existência desse regime autoritário.

De acordo com o monitoramento da Fenaj, foram 11 agressões diretas e 105 ações para desacreditar a mídia. Mesmo o mês de dezembro, que costuma ser mais ameno em função das festanças e do recesso dos poderes públicos, “registrou cinco ataques, todos classificados como tentativas de descredibilização da imprensa. Quatro deles foram pelo Twitter. No dia 13 de dezembro, por exemplo, o perfil oficial do presidente postou uma capa de jornal do dia, acompanhada do comentário: “A rendição da imprensa. O Brasil vai bem, apesar dela. Bom dia a todos”.

A entidade explica que esse monitoramento “inclui apenas pronunciamentos registrados por escrito nos meios oficiais do presidente, que são o Twitter e as entrevistas e discursos transcritos no site do Planalto. Por isso, o número de ataques ao jornalismo é ainda maior do que o já verificado até aqui”. Ela lembra no dia 20 de dezembro, Jair Bolsonaro fez violentos ataques a jornalistas em entrevista na portaria do Palácio da Alvorada. As agressões foram de caráter pessoal e com forte teor homofóbico.

Read the rest of this entry »

Trump, Trump, Trump…

Charge de Aroeira

Charge de Aroeira

Extinção de registro profissional é tema de plenária de jornalistas

fenaj

Em todo o País os jornalistas se mobilizam e organizam assembleias, plenárias, manifestações, contra a extinção do registro profissional, determinada na Medida Provisória 905/19, publicada no último dia 12 de novembro, que instituiu o chamado Contrato de Trabalho Verde e Amarelo. Em Salvador, o Sinjorba realiza plenária sobre o assunto nesta terça-feira, dia 19, às 18h30, na Faculdade 2 de Julho (Garcia). São fundamentais essas iniciativas para o enfrentamento do momento político que vivemos, quando as estruturas de informação confiáveis da sociedade estão sendo deliberadamente atacadas e desmontadas pelo governo Bolsonaro, estratégia que, aliás, vem sendo utilizada por este governo desde a campanha eleitoral.

 
A intenção clara da MP 905 é quebrar mais uma referência de confiabilidade e segurança da sociedade no âmbito da comunicação social. A medida tem objetivo ainda mais devastador do que aquela patrocinada pelo lobby político dos grandes grupos empresariais, há dez anos, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou a exigência do diploma específico para o exercício da profissão.

 
Ao revogar a obrigatoriedade de registro para atuação profissional de jornalistas (artigos do Decreto-Lei 972/1969) e de outras 13 profissões, a MP torna os campos de atuação profissional terra sem lei, um verdadeiro salve-se quem puder, onde aventureiros de toda espécie poderão atuar livremente, transformando definitivamente o poder de informação em moeda de troca, com graves prejuízos para o conjunto da sociedade, aprofundando ainda mais a disseminação das notícias fraudulentas.

Read the rest of this entry »

Entrevista de Lula a Bob Fernandes

Na TVE Bahia, Lula fala sobre Moro, Dallagnol, Globo, militares, Bolsonaro, FHC, Queiróz, EUA, Palocci…

“Médicos cubanos eram guerrilheiros”, diz Bolsonaro

Estaria Ernesto liderando os ´médicos-guerrilheiros´?

Estaria Ernesto liderando os ´médicos-guerrilheiros´?

(Brasil247)-Jair Bolsonaro voltou a atacar os profissionais cubanos que integravam o programa Mais Médicos ao afirmar que eles faziam parte de “células de guerrilhas e de doutrinação”, embora não tenha apresentado provas da acusação. Segundo ele, esta foi a razão de Cuba ter deixado o programa logo após ele ter sido eleito. “O PT botou no Brasil cerca de 10 mil fantasiados de médicos aqui dentro, em locais pobres para fazer células de guerrilhas e doutrinação. Tanto é que quando eu cheguei eles foram embora porque eu ia pegá-los”, disse Bolsonaro.

“Precisa ter prova disso daí? Tu acha que está escrito isso aí em algum lugar? Cuba exportava desde a década de 70 mercenários para guerrilha de Angola. Sempre exportou isso daí”, emendou. Segundo Bolsonaro, os cubanos não conectaram nenhum ato de guerrilha, mas estavam se “preparando para isso” nos anos que passaram no Brasil devido ao programa.

“É preparação, é preparação. Você não faz as coisas de uma hora para outra, fazendo a cabeça do povo”, disse.

Nota do Blog: Não demora muito e Bolsonaro vai dizer que a morte de Che Guevara foi uma armação de Fidel Castro e Lula e que o Guerrilheiro Heróico (como é chamado em Cuba), é quem lidera os doutrinadores, enquanto faz fortuna com o royalties da venda de camisetas e bandeiras com sua estampa.

 

Bolsonaro comete crime de responsabilidade ao não nomear reitor da UFRB”, diz Robinson Almeida

robinsonO deputado estadual Robinson Almeida (PT) afirmou, nesta quinta-feira (1), que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) comete crime de responsabilidade ao não nomear reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). A instituição criada pelo ex-presidente Lula, em 2005, está desde quarta-feira (31) sem reitor porque a nomeação do novo reitor da instituição, a partir da lista tríplice eleita pela comunidade acadêmica em fevereiro passado, ainda não foi efetivada pelo Governo Federal. Desde 14 de março que a UFRB encaminhou a lista tríplice ao Ministério da Educação (MEC), mas sofre contestações apesar de ter prestado “esclarecimentos” e é a primeira Universidade brasileira, de acordo com o parlamentar baiano, em que o presidente Bolsonaro quer intervir, ferindo o princípio constitucional da autonomia universitária.

“Bolsonaro comete crime de responsabilidade ao não nomear reitor da UFRB. Essa perseguição política, de viés ideológico, viola a autonomia da Universidade e a Constituição. A lista tríplice é uma conquista da comunidade acadêmica, da democracia, que o governo Bolsonaro, em atitude autoritária, quer destruir, com o objetivo de aparelhar uma instituição que tem transformado o recôncavo baiano pela educação, pesquisa e inovação”, enfatizou o parlamentar. “Volto a me solidarizar com a Universidade mais inclusiva do Brasil, com sua comunidade acadêmica, e é importante que denunciemos essa arbitrariedade que prejudica uma instituição que exerce papel fundamental para o desenvolvimento de uma das regiões mais importantes do nosso estado”, afirmou Robinson.

Read the rest of this entry »

Juiz baiano pede explicações a Bolsonaro sobre nomeação de filho em embaixada dos EUA

bolso hijoO juiz baiano André Jackson de Holanda Maurício Júnior, substituto da 1ª Vara Federal, intimou o presidente Jair Bolsonaro e seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para se explicarem sobre a nomeação de Eduardo ao cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Em decisão publicada na segunda-feira (29), o magistrado deu cinco dias para que as partes se manifestem “sobre o pedido de tutela de urgência”. O juiz se manifestou em ação popular, de autoria do deputado federal Jorge Solla (PT-BA), que alegou o cometimento de crime de nepotismo por parte do presidente.

“A presente ação tem por escopo a proteção ao patrimônio público, à moralidade administrativa, e contra o abuso do poder. (…) O ato que está na iminência de ser praticado trata-se, em verdade, na tentativa promover pessoalmente seu descente, o Sr. Eduardo Bolsonaro, a fim de que lhe sejam auferidos todos os benefícios do cargo, em nítido caráter de violação aos princípios da impessoalidade e moralidade administrativa, evidenciando o caráter despótico da iminência do ato”, diz o petista, na ação.

O parlamentar, em suas alegações, usou das declarações públicas do presidente e de seu filho para comprovar a falta de qualificação para o cargo. “Como pode ser adequado ou até legal a nomeação de seu descente, sendo que este aduz ser adequado para o cargo por ter realizado intercâmbio e fritado hambúrgueres?”

Bolsonaro, um sociopata no poder

 

Josias Gomes

Bolsonaro é um sociopata que se considera herói de guerra. Alimenta em sua mente perturbada a cruel fantasia de que ajudou a salvar o Brasil do comunismo. Na realidade, Bozo não consegue salvar nem a si mesmo.

josias 2O capitão maluco – expulso do exército – é um sujeito inescrupuloso, de baixa inteligência. Sequer consegue dar-se conta de que as ditaduras formam governos totalitários, corruptos, incompetentes e genocidas, rechaçados por todo e qualquer cidadão minimamente normal mentalmente.

A esmagadora maioria que fez parte dos golpes civil-militar, direta ou indiretamente, é assassina em massa. O Brasil deveria ter seguido o exemplo de outras democracias e ter prendido estes genocidas,
antes que eles saltassem do esgoto da História.

Vejam o nível da declaração do suposto presidente da República: “Quem é essa OAB? Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como seu pai desapareceu no período militar, conto para ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele”.

Bolsonaro não tem o mínimo de respeito pela renomada instituição OAB. Tripudia de forma sádica a memória do companheiro Fernando Santa Cruz, pai de Felipe Santa Cruz, presidente da OAB. Fere também a memória de todos os seres humanos que foram torturados, mortos e desaparecidos naqueles tempos de trevas. O canalha não tem o mínimo respeito pela democracia, pelas instituições e pelos direitos humanos.

Bolsonaro é um sociopata!

Read the rest of this entry »

Bolsonaro na Bahia: “Não posso colocar a PM para espancar o povo”, diz governador Rui Costa

rui trabalho

O governador da Bahia rebateu Jair Bolsonaro sobre não colocar a PM do Estado para fazer a segurança do presidente na inauguração do aeroporto Glauber Rocha, que acontece nesta terça, 23, em Vitória da Conquista.

Em entrevista à Rádio Metrópole, Rui Costa lembrou que a população está sendo impedida de participar da solenidade – a prefeitura instalou tapumes em toda a extensão do aeroporto para impedir a presença de populares.

“Eu não posso colocar a Polícia Militar para espancar o povo baiano que quer conhecer aeroporto, então quem é impopular e tem medo de ir para as ruas, fica em seu gabinete. Se o evento é exclusivamente federal, as forças federais que cuidem da segurança do presidente. Não posso botar a PM pra entrar em conflito com pessoas que querem ver o aeroporto”. (Diario do Centro do Mundo)

Governadores do Nordeste cobram Bolsonaro por ameaça de retaliação

Os nove governadores do Nordeste assinaram, na noite desta sexta-feira (19), uma carta criticando o comportamento de Jair Bolsonaro (PSL) após o presidente deixar a entender que pretende retaliar os estados do Maranhão e Paraíba.

Sem saber que seu áudio estava aberto em uma transmissão ao vivo, Bolsonaro disse ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni: “O governador de Paraíba é pior que esse do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”, afirmou o presidente.

Na carta a qual o blog teve acesso, os governadores dos nove estados do Nordeste dizem que receberam com espanto a manifestação do presidente e que esperam respeito ao pacto federativo, onde é exigido que os governos mantenham diálogos e convergências, a fim de que metas administrativas sejam concretizadas.

A nota pede esclarecimentos por parte do Presidente em relação ao conteúdo divulgado além de reiterarem a defesa da Federação e da democracia.

Mais cedo por meio de suas redes sociais Flávio Dino afirmou que independente da postura do presidente continuará mantendo postura de diálogo institucional com representantes do governo federal.

Carta dos Governadores do Nordeste

Nós governadores do Nordeste, em respeito à Constituição e à democracia, sempre buscamos manter produtiva relação institucional com o Governo Federal. Independentemente de normais diferenças políticas, o princípio federativo exige que os governos mantenham diálogo e convergências, a fim de que metas administrativas sejam concretizadas visando sempre melhorar a vida da população.

Recebemos com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional. Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia.

 

RENAN FILHO – Governador do Estado de Alagoas

RUI COSTA – Governador do Estado da Bahia

CAMILO SANTANA – Governador do Estado do Ceará

FLÁVIO DINO – Governador do Estado do Maranhão

JOÃO AZEVÊDO – Governador do Estado da Paraíba

PAULO CÂMARA – Governador do Estado de Pernambuco

WELLINGTON DIAS – Governador do Estado do Piauí

FÁTIMA BEZERRA – Governadora do Rio Grande do Norte

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031