hanna thame fisioterapia animal
coronavirus 155 livros do thame

Posts Tagged ‘ilheus’

Adeus, Gumercindo da Rocha Dorea! O editor de Ilhéus para o Brasil

 

gum 1

Efson Lima

efson limaNas academias de letras, após o ingresso da pessoa para a confraria, a imortalidade é uma palavra – chave. E o fenômeno vai se confirmando com a morte paulatina de cada um dos participantes, pois, a morte não confere fim a obra. Esta se perpetua. A imortalidade física foi objeto de desejo entre diversas civilizações. Ele impulsionou o surgimento da química, desenvolveu técnicas de preservação de corpos. Se a imortalidade física não pode ser uma constante, a imortalidade simbólica continua a toda prova, ele se confirma com a literatura, a música, o cinema, a arquitetura, a ciência entre tantas outras áreas.

 

 

 
Tenho pesquisado sobre a Academia de Letras de Ilhéus (ALI) desde 2016. Alguns membros da ALI se notabilizaram no cenário nacional e internacional, outros de feição menos popular mais com enorme contribuição no cenário nacional, por vezes, não recebem o devido tratamento. Alguns por estarem afastados da sua pátria regional, outros por não estarem sob nossos olhares. Não obstante, reza a lenda que santo de casa não faz milagre.

 

 

 

Entre esses que fogem a nossa cabeça, podemos registrar Gumercindo, cuja notícia da morte tomei conhecimento via postagem de Geraldo Lavigne, no Facebook. Gumercindo Dórea faleceu no dia 21 de fevereiro do corrente ano, no domingo passado. Ele era um dos membros mais velhos da Academia de Letras de Ilhéus, tinha 96 anos; ocupava a cadeira de n.º 40. Aparentemente desconhecido em sua terra, foi editor de celebridades nacionais. Talvez, sua postura de viés conservador, como apontou Sérgio Mattos, tenha colocado – o em um patamar de menor prestígio (não somos democráticos): “é um dos mais importantes editores nacionais, apesar de ser relegado e contestado devido às suas ligações com o integralismo”.

Read the rest of this entry »

Antonio, Ruy e Coló

Antônio, Ruy e Coló

José Nazal

José Nazal - Foto Maurício MaronEm Ilhéus há duas antigas praças, muito próximas. Ambas ficam na avenida beira-mar, onde tudo acontece, denominada de Soares Lopes. As praças são dedicadas a dois ilustres baianos: o poeta Castro Alves e o jurista Ruy Barbosa.

Um velho frequentador das praças, o bancário Coló, apreciador de uma boa pinga e fumante inveterado, era apaixonado pelo “Poeta dos Escravos” e adversário ferrenho do “Águia de Haia”. Coló, no auge dos seus ‘’porres”, era o mensageiro que levava e trazia os recados entre os bustos dos ilustres homenageados. Na maioria das vezes, recados desaforados.

Coló morava próximo da praça de Antônio, nome pelo qual ele se dirigia ao ídolo e amigo íntimo, o poeta baiano Antônio Frederico Castro Alves. Diante do busto, bradava em alto e bom som: “Antônio, vim lhe dizer que o tal do Ruy desafiou você. Disse-me hoje que encontrou erros de português em seus versos! Vim aqui te dizer isso e pedir permissão para voltar lá e dizer uns desaforos a ele. Tá pensando o quê, o tal jurista? Que é mais importante que você? Vou lá e volto já”.

Partia então Coló, calmamente e num equilíbrio perfeito (com a solenidade que apenas os bêbados têm), para a praça de Ruy. Chegando, desancava o jurista com o recado que trazia a resposta de Castro Alves. Depois de falar, parava para escutar e, a depender do que ouvia nos resmungos de Ruy, passava a xingá-lo com todos os impropérios que conhecia.

Assisti a essas cenas diversas vezes. Quem não viu tem o direito de não acreditar.

*Ex-prefeito de Ilhéus

Fazenda Independência: Estrada do Chocolate ganha mais um atrativo

fazin 1

Com 80 hectares de reserva legal preservados e inúmeras belezas naturais no município de Uruçuca, a Fazenda Independência acaba de abrir as portas para visitantes que desejam um turismo seguro ao ar livre. Uma breve caminhada por uma trilha na cabruca (plantação de cacau) permite ao turista contemplar gigantescos exemplares de árvores centenárias da Mata Atlântica como o jequitibá e o jacarandá. A visita guiada culmina na degustação do cacau e outras frutas da estação colhidos na hora em um espaço confortável montado em meio à plantação. Enquanto isso, o guia explica todo o processo de plantio do cacau até a secagem das amêndoas nas chamadas barcaças, de onde saem prontas para serem moídas e transformadas em chocolate.

Ponto alto do passeio, o brunch inclui receitas de família_Foto Ana Lee DivulgaçãoDestaque exclusivo da Fazenda Independência é o brunch servido na ampla varanda do casarão, onde os visitantes têm a experiência de apreciar iguarias regionais preparadas na fazenda e com ingredientes locais. Entre as opções do menu acompanhadas de sucos e café passado na hora, estão bolo de milho, quiche de palmito, mungunzá, pães, alguns derivados do cacau como geleia e mel e ainda o famoso chimango da vovó Juldy. “O chimango é uma receita de família passada de geração em geração e tem um enorme valor sentimental”, conta a empresária Kátia Bacelar, administradora da propriedade. Segundo Kátia, com o brunch farto servido por volta das 11h, o turista pode dispensar o almoço no dia da visita.

O passeio tem ao todo duas horas e meia de duração e custa R$ 70 por pessoa. A Fazenda Independência também se revela um cenário perfeito para casamentos no campo com espaços para recepções que podem ir do simples ao glamouroso. Como medidas de prevenção à Covid-19, todos os funcionários fazem uso de máscara e álcool gel e mantêm o distanciamento mínimo exigido pelas autoridades sanitárias. A fazenda conta ainda com uma loja de chocolates e outros derivados do cacau, souvenirs e guloseimas da fazenda, como o chimango da vovó. (fotos  Ana Lee)

Estudantes da rede estadual produzem bioplástico a partir de inhame

cardFoi enquanto assistia a um programa de televisão que Marta dos Santos, uma ex-aluna do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira, em Ilhéus, teve uma ideia de produzir canudos de bioplástico para reduzir a quantidade desse material descartado no planeta, principalmente em mares e rios. O que Marta ainda não sabia na época é que, após concluir o seu curso técnico, o projeto seria continuado pelos estudantes Felipe Messias, Amanda Silva e Stephanie Viana, que, orientados pela professora Margarete de Araújo, conseguiram desenvolver, à base de inhame, uma matéria-prima que pode substituir o plástico comum.

A professora Margarete afirma que o inhame, antes de ser estudado para criação de um bioplástico, já foi utilizado em um outro projeto, com o objetivo de produzir um repelente para o mosquito Aedes Aegypt. “O inhame é um tubérculo nutritivo, muito consumido no mundo, e apesar de existir mais de 600 espécies, apenas algumas são consideradas comestíveis. Ele é rico em amido e minerais como fósforo, cálcio e ferro, além de possuir vários componentes que servem de matéria-prima para fármacos. Na busca por produzir um novo tipo de plástico, nosso grupo utilizou amido do inhame, água destilada, glicerol e vinagre branco. A próxima etapa agora é realizar testes para comprovar a qualidade do material. Esperamos que o produto obtido possa contribuir com a redução da poluição no meio ambiente”.

Ainda segundo a professora, como o produto é formado por resinas biodegradáveis derivadas de fontes renováveis, ele não causa danos ao meio ambiente, porque sua decomposição é mais rápida. “Quando as pessoas compram, elas levam os produtos para casa em embalagens, que, antigamente, eram feitas de papel. Hoje, são feitas de plásticos, materiais de grande durabilidade, sendo que alguns tipos podem permanecer por mais de 500 anos no meio ambiente. Uma das soluções possíveis para minimizar esse problema é substituir esses produtos por plásticos biodegradáveis, ou seja, materiais cujos componentes são derivados de fontes renováveis, ricos em celulose e amido, como é o caso do plástico à base de inhame”.

Read the rest of this entry »

Ilhéus ganha mais 20 leitos de UTI para tratamento da Covid

tui ios 1

Ilhéus contará com mais 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Centro de Atendimento Covid-19. Referência para tratamento da doença, a cidade absorve a demanda por internação na região sul da Bahia, com uma estrutura que garante a assistência a curto prazo de pacientes graves infectados pelo novo coronavírus. Neste domingo (21), o prefeito Mário Alexandre conferiu a habilitação, que nos próximos dias vai ampliar de 50 para 70 o número de leitos no município.

uit ios 2

A habilitação amplia a estrutura montada na unidade, contudo, é importante que todos contribuam para a redução dos casos ativos de Covid-19, mantendo rigorosamente os cuidados, com uso de máscara de proteção, álcool em gel e evitando qualquer forma de aglomeração.

 

Dos 50 pacientes internados, 32 são oriundos das seguintes cidades: Almadina; Aurelino Leal; Camacã; Canavieiras; Eunápolis; Gandu; Ibicaraí; Ibirapitanga; Ipiaú; Ituberá; Itabuna; Itapitanga; Jaguaquara; São José da Vitória; Taperoá; Ubaitaba; Ubatã; Una; Uruçuca e Vitória da Conquista. Os novos leitos estarão em funcionamento na próxima terça-feira (23), segundo informou o gestor.

Hospital Regional Costa do Cacau já promoveu mais 700 encontros virtuais entre pacientes e familiares

Sala de vista virtual HRCC (1)

O papel da família é fundamental para a recuperação dos pacientes, muitos deles ficam ansiosos para saber o que acontece no dia a dia de seus amigos e parentes, por isso as visitas ajudam a elevar o bem-estar da pessoa internada, refletindo em sua recuperação. Porém, com a chegada da pandemia da Covid-19, o contato presencial ficou restrito e o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, resolveu instalar a sala de encontro virtual na unidade.

O equipamento foi inaugurado em julho de 2020, como suporte e uma das medidas adotadas para evitar a propagação do novo coronavírus no hospital. Nesse período de oito meses em funcionamento, a sala de encontrou virtual do HRCC já promoveu mais 700 chamadas de vídeo entre pacientes e visitantes, beneficiando com essa atividade, em torno de 500 famílias.

De acordo com Gildo Rorato, psicólogo do HRCC, a equipe de psicologia se tornou o elo entre o paciente, sua família e a equipe médica. “Uma das ferramentas utilizadas pelos nossos profissionais para aproximar familiares e pacientes, que estão em distanciamento, é a videochamada. Quase um ano após o início da pandemia e centenas de chamadas de vídeo realizadas, é possível perceber os benefícios dessa ferramenta para os pacientes e seus familiares”, disse.

Read the rest of this entry »

“Em casa e sem comida não dá”, diz Jerbson ao defender Auxílio Emergencial Municipal para Ilhéus

jersonA elaboração, em caráter de urgência, de um projeto de Lei que crie o Auxílio Emergencial Municipal para ajudar famílias de Ilhéus em situação de vulnerabilidade social durante esta fase crítica da pandemia voltou a ser defendida ontem (17) pelo presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Jerbson Moraes, no plenário da Poder Legislativo.

Ele anunciou que, na próxima semana, vai agendar um encontro com o prefeito Mário Alexandre; o secretário de Gestão e Inovação Tecnológica, Bento Lima; e o secretário de Desenvolvimento Social, Rubenilton Silva, para juntos – Executivo e Legislativo – encontrarem um caminho para viabilizar a iniciativa. O presidente convidou todos os vereadores a participar do encontro.

“É preciso objetivar este assunto, dar um passo inicial e formatar esse projeto de acordo com as possibilidades do município”, afirmou. “Não dá para pedir a população para ficar em casa, sem que ela tenha o que comer. Não é auxilio pra você ver pessoas comprando celular. É para comprar comida”, completou.

Read the rest of this entry »

Processo Seletivo do IFBA será gratuito e por análise de histórico escolar

ifbaPor conta da pandemia da covid-19, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) fará a seleção para o Processo Seletivo Gratuito para os Cursos Técnicos com base nas notas do histórico escolar, num formato virtual e não presencial. A instituição publicou os editais do Processo Seletivo para os cursos técnicos – 2021 com a oferta de 2.997 vagas para Bahia.

As inscrições serão realizadas no período de 22 de fevereiro a 16 de abril de 2021 no site http://www.selecao.ifba.edu.br. O processo será todo on-line e gratuito. “A inscrição será gratuita para garantir que nesse momento de crise os estudantes em qualquer lugar da Bahia possam se inscrever para os nossos cursos”, explica a reitora Luzia Mota.

As vagas são para os cursos técnicos profissionais, nas formas Integrada (Ensino Médio junto ao profissionalizante), Subsequente (profissionalizante para quem já terminou o Ensino Médio) e Concomitante (profissionalizante concomitantemente ao Ensino Médio de outra Instituição). São 1589 vagas para os cursos Integrados, 1358 vagas para os cursos Subsequentes e 50 vagas para os cursos Concomitantes. Os estudantes poderão escolher até duas opções de curso de uma mesma forma no campus de sua escolha.

Read the rest of this entry »

ONG Gongombira promove terceiro Encontro da Oralidade

Géssica NevesEm clima de carnaval, Mãe Ilza Mukalê recebe, nesta quinta-feira, dia 18, Géssica Neves, coordenadora de dança do Bloco Afro Bankoma. O terceiro Encontro da Oralidade começa às 19 horas, no canal da ONG Gongombira no YouTube.

O bate-papo terá como tema “Poesia dos corpos: a mulher e a dança afro-banto”. Géssica é graduanda em Pedagogia e atualmente é coordenadora da Ala de Dança do Bloco Afro Bankoma e Conselheira Municipal de Cultura, no setorial de Patrimônio Cultural de Lauro de Freitas

O projeto Encontros da Oralidade é uma realização da ONG Gongombira, com apoio da Ativa Ideia, Rede Matamba e apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (FPC) (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Read the rest of this entry »

Livro narra histórias e arrecada recursos para Banho Solidário em Ilhéus

livro situação de ruaEm 2 de julho de 2016 o Banho Solidário Ilhéus proporcionava o primeiro banho às pessoas que vivem em situação de rua, a partir de um trabalho de entrega de sopa que já era realizado pelo casal  Luis e  Sandra.  Nesta época, o grupo era formado por apenas seis voluntários.

“Todas as terças-feiras, quando saímos para participar do referido trabalho, percebíamos que muitos outros grupos já entregavam alimentos, cobertores, dentre outros itens”, afirma Daniel Telles, um dos integrantes do grupo. “Aquelas pessoas estava sempre em condições muito desumanas, sujas, muitas vezes com feridas no corpo e, mesmo que algumas vezes conseguíssemos realizar algum tipo de auxílio, faltava o básico: a higiene do corpo, o banho, o mínimo que qualquer ser humano deveria ter”.

Através das redes sociais surgiu outro voluntário Claudio Lacerda, morador da cidade Vitória da Conquista, e que já realizava o mesmo trabalho.s. A partir de então, o grupo passou a pensar em como faríamos para comprar a estrutura que tinha como custo básico, à época, o valor de R$ .15.000,00. Foram muitos evangelhos, vendas de rifas, festival de torta e doações de mãos solitárias que também acreditaram na ideia. “Esta atividade continuou por todos esses anos, de forma ininterrupta todas quintas-feiras no bairro do Malhado, local onde percebemos que havia a maior concentração de pessoas em situação de rua. No banho nossos amigos das ruas recebem, além da agua morninha, shampoo, condicionados, sabonete, roupas limpas, toalhas, escova e creme dental, barbeadores, dentre outros itens que busquem proporcionar o mínimo de dignidade”, afirma Daniel.

Read the rest of this entry »

Morre Farias, quem tanto celebrou a vida

Farias e Thelma

Walmir Rosário

walmirNotícia boa viaja a pé, já as más, a cavalo. E é exatamente nessa antiga premissa que estamos nos acostumando – mesmo com irresignação – a viver nesses últimos tempos assolados pela pandemia da Covid-19. Desta vez, a péssima notícia chega em dose dupla, pelo whatsapp de José Nazal: “Nosso amigo Faria faleceu nesta sexta-feira (12), de Covid-19, e sua esposa Thelma se encontra internada na UTI”.

Irrequieto, dinâmico, agitado, astucioso, afável – para muitos –, carrancudo – nem tanto – para outros. E neste contexto se encaixava o ilheense Carlos Farias Reis, exatamente como o pensamento de Nélson Rodrigues, para quem toda a unanimidade era burra. Eu mesmo o classificaria com mais adjetivos díspares, principalmente quando o tema era sua conduta no trabalho, no dia a dia. Ainda bem.

Meses atrás, o casal Farias e Thelma deixa Ilhéus para dar apoio à filha em Aracaju, onde o genro passou um grande tempo na UTI, lutando contra a terrível Covid-19. Trancado no apartamento, não se conformava na mudança de vida, no comportamento totalmente estranho para quem sempre foi acostumado a sair às ruas, passear pela cidade, ou simplesmente conversar com os amigos.

Read the rest of this entry »

Praias lotadas, bares lotados. E hospitais lotados…

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
março 2021
D S T Q Q S S
« fev    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031