hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘greve’

Acordo encerra greve dos rodoviários em Salvador

buzu ssaA greve dos rodoviários chegou ao fim na madrugada desta quinta-feira (24). Os ônibus começaram a sair das garagens por volta das 5h. Todos os coletivos do consórcio Integra começam a circular por Salvador. Alguns coletivos intermunicipais também já são vistos na cidade. O Sindicato dos Rodoviários confirmou que, nas assembleias, a categoria aprovou a proposta ofertada no final da tarde de ontem e os coletivos começam a sair das garagens.

Uma reunião entre patrões, funcionários e a prefeitura de Salvador chegou a um entendimento no final da tarde dessa quarta-feira (23). Uma nova proposta, mediada pela prefeitura, ofereceu reajuste de 2,7% tanto no salário como nos benefícios, como tíquete-refeição. Ela foi aceita pelo sindicato. Em assembleias nas garagens na madrugada desta quinta, a categoria aceitou a proposta. “Trata-se de um reajuste maior do que a inflação, ou seja, é um ganho real para os trabalhadores”, comentou o prefeito da capital, ACM Neto (DEM), em entrevista coletiva ontem. A categoria pedia reajuste salarial de 6% – baixou para 3% – e tíquete-refeição de 10% – baixou para 2%. (Política Livre)

Caminhoneiros decidem manter greve

greve(Reuters) – A paralisação dos caminhoneiros autônomos do país, iniciada na véspera, deve continuar na quarta-feira, apesar do aceno do governo nesta terça-feira sobre redução de um dos tributos que incidem sobre o preço do diesel.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou em conta no Twitter que a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) será zerada com o objetivo de reduzir o preço dos combustíveis. Segundo Maia, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e ele acertaram com o governo do presidente Michel Temer essa medida.

Porém, o presidente da entidade que organiza o movimento dos caminhoneiros autônomos do país, Abcam, José da Fonseca Lopes, afirmou que a redução da Cide não é suficiente. Enquanto isso, um pequeno corte no preço do diesel anunciado pela Petrobras mais cedo pouco fez para reverter a posição dos caminhoneiros.

“Isso não resolve o problema, a gente quer ser ouvido. Queremos que os tributos no óleo diesel sejam zerados. A Cide representa 1 por cento dos tributos que incidem no combustível”, disse Lopes em resposta a questionamento sobre a chance de a paralisação dos caminhoneiros ser suspensa.

Read the rest of this entry »

Sem acordo, vigilantes mantem greve

Os vigilantes baianos não chegaram a acordo com o sindicato patronal e decidiram manter greve que chega, hoje (31), ao sétimo dia. Eles pedem 15% de aumento, enquanto as empresas de vigilância oferecem apenas 1% de reajuste. Uma nova rodada de negociações está agendada para amanhã (1º), em Salvador, no Ministério Público do Trabalho.

A categoria tem na pauta da campanha o aumento do piso salarial de R$ 1.002,00 para R$ 1,5 mil, reajuste no tíquete alimentação e cota de 30% para mulheres. A greve afeta serviços bancários, atendimento no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e colégios.

Ontem (30), correntistas de vários bancos em Itabuna precisavam recorrer à rede do Banco24h. O Banco do Brasil, por exemplo, não havia feito reposição de valores em caixas automáticos. (do Pimenta)

Professores de 27 universidades federais entram em greve

greve-fedProfessores de 27 universidades federais aprovaram greve a partir de quinta-feira (24) por tempo indeterminado, segundo a Associação Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes). A maioria das instituições é de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Pernambuco. Outras 17 instituições estão com indicativo de greve e devem votar a participação nos próximos dias.

“A conjuntura política está cada vez mais acirrada, a PEC foi aprovada na Câmara sem discussão nenhuma com a sociedade. Por isso, sentimos a necessidade de ampliar a mobilização contra essas medidas”, disse Eblin Farage, presidente da Andes. De acordo com Eblin, os docentes também são contrários à “forma e conteúdo” que a reforma do ensino médio foi apresentada pelo governo Temer.

“Primeiro, por ter sido uma mudança importantíssima e que querem empurrar sem nenhuma discussão. E segundo, por impactar diretamente nas universidades que formam os professores que dão aulas no ensino médio e que podem não ter mais suas disciplinas como obrigatórias na grade curricular”, disse. (Brasil247)

Bancários decidem manter greve

banc

A greve dos bancários continua, segundo decisão tomada em assembleia feita ontem (3).  Nesta segunda, a paralisação completou 28 dias.

A última proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) foi, segundo os bancários, no dia 28 de setembro, quando foi proposto reajuste de 7% e um abono de R$ 3,5 mil, com aumento real de 0,5% para 2017. Os bancários, no entanto, pedem reajuste de 14,78%, sendo 5% de aumento real.

Em Itabuna e Ilhéus, praticamente todas as agencias bancárias estão fechadas e os caixas eletrônicos funcionam com limitações.

Sem acordo, greve dos bancários continua

greveEm reunião na tarde de ontem, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não apresentou proposta, e o Comando Nacional dos Bancários decidiu manter a greve da categoria. Em nota, a Fenaban confirmou não ter apresentado nova proposta aos bancários. Segundo a federação, a rodada de negociação discutiu possibilidades a serem avaliadas para um acordo.

Na última sexta-feira (9), a Fenaban ofereceu aos bancários reajuste de 7% nos salários e benefícios e abono de R$ 3,3 mil, a ser pago 10 dias após a assinatura do acordo. “A nova proposta resulta numa remuneração superior à inflação prevista para os próximos 12 meses, com ganho expressivo para a maioria dos bancários.”

Os bancários, no entanto, pedem reajuste de 14,78% (5% de aumento real, mais a correção da inflação), 14º salário e participação nos lucros e resultados de R$ 8.297,61, entre outras demandas.

A greve dos bancários começou terça-feira passada (6). Segundo o sindicato, 1.048 locais de trabalho mantiveram-se fechados nesta terça-feira em São Paulo e Osasco, e houve adesão de 39 mil trabalhadores ao movimento. Em Itabuna e Ilhéus, todas as agências estão fechados e o atendimento nos caixas eletrônicos apresenta deficiências. (da Agência Brasil)

Secretária de Educação diz que “retomada da greve dos professores de Itabuna é temerária e prejudicial aos alunos”

dinA secretária municipal de Educação, Dinalva Melo do Nascimento, destacou hoje o esforço que o governo vem fazendo para evitar uma nova paralisação dos professores de Itabuna, anunciada para acontecer a partir da segunda-feira, dia 14. Ela voltou a pedir a compreensão de todos os profissionais da rede municipal de ensino para que repensem sobre a decisão tomada pela categoria.

“A greve de 72 dias deflagrada no primeiro semestre já resultou em um enorme prejuízo para todos: alunos, professores e governo. Para poder ser cumprido, o atual ano letivo será estendido até março do ano que vem. Uma nova paralisação vai comprometer ainda mais o futuro de 20 mil jovens estudantes, que ficarão sem aula por tempo indeterminado”, lamentou Dinalva. “O que peço, agora, é que pensem nestes jovens”, completou a secretária da Educação.

Uma nova tentativa de restabelecimento do diálogo, pedida pelo prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, foi convocada pela secretária para a próxima quarta-feira, às 9 horas, em local ainda a ser anunciado. O governo vai tentar junto à categoria a compreensão de que, neste momento, a retomada de uma greve é “temerária e prejudicial às crianças e jovens da rede de ensino de Itabuna”.

Dinalva Melo assegura que as condições de reajuste oferecidas pelo governo municipal são “as possíveis diante de um cenário de crise, no qual muitos municípios enfrentam dificuldades até mesmo para manter em dia sua folha de pagamento”. Ressalta que, em Itabuna, com muito sacrifício, o governo vem pagando em dia os salários e se colocando sempre aberto ao diálogo com os professores e servidores municipais.

Read the rest of this entry »

Com o fim da greve, Secretaria de Educação de Itabuna prepara novo calendário para reposição de aulas

dinalvaA Secretaria Municipal de Educação começa a trabalhar um novo calendário escolar para assegurar que os 200 dias letivos sejam cumpridos, sem causar prejuízo ao aprendizado dos cerca de 20 mil estudantes da rede municipal de ensino de Itabuna em decorrência da greve dos professores encerrada na tarde de segunda-feira, após 72 dias. A secretária Dinalva Melo  se mostra preocupada, inclusive com a perda de alunos para outras redes, principalmente pelo comprometimento do período de férias.  Segundo s secretária, certamente as famílias em melhores condições econômico-financeiras tomaram providências para que seus filhos não ficassem fora da escola

“Uma avaliação preliminar nos conduz à indicação de que será necessário alcançar março do próximo ano para que possamos compensar os dias de paralisação e de greve. Foram dois momentos distintos: cinco dias de maio e outros 72 dias corridos, mas não necessariamente dias letivos”, diz Dinalva. A Secretaria de Educação e o Conselho Municipal de Educação já dialogam para que o novo calendário seja elaborado.

“Do ponto de vista de cumprimento do calendário os prejuízos podem ser revertidos. Talvez haja problemas na motivação de alunos e professores e nos processos externos de avaliação, principalmente em razão do tempo de greve decorrido. Itabuna está inserida na Provinha Brasil e avaliação da aprendizagem dos estudantes que talvez não tenham tempo hábil para sua realização com sucesso.  São datas previamente marcadas. O pouco tempo para reforço e o aluno estar apto à avaliação pode trazer  prejuízos quanto ao desempenho em relação a outros municípios brasileiros”, argumenta Dinalva Melo.

A secretária da Educação não cogita aulas aos sábados como forma de compensar os dias letivos. “Temos dificuldades, por algumas razões: os servidores de apoio não trabalham nesse dia, há alunos e professores adventistas e não há tradição de escola aberta aos sábados à tarde e à noite. As experiências de sábados letivos em anos anteriores foram desastrosas. Então para não causar mais dificuldades não estamos incluindo sábados na proposta de calendário”, concluiu.

Negociação avança e acordo é proposto entre Governo e professores das universidades

O Governo da Bahia, por meio das secretarias da Educação, Administração e Relações Institucionais, assinou, no sábado (18), minuta de acordo com o Fórum das Associacões das Universidades Estaduais para encerrar a greve de professores. Os representantes do Fórum se comprometeram a defender a proposta nas assembleias.

No documento, que foi construído conjuntamente, o Governo assegura enviar para a Assembleia Legislativa o Projeto de Lei que Revoga a Lei 7176/97 no prazo de 60 dias, atendendo a uma reivindicação histórica da categoria. Com a revogação, será criada nova lei que garante mais autonomia às universidades.

O Governo também assume o compromisso de implementar, em até 60 dias, as promoções, progressões e mudanças de regime de trabalho relativas a todos os processos que já se encontram em tramitação nas secretarias da Educação e  Administração.

Além disso, fica assegurada a ampliação de 80 para 252 as vagas a serem remanejadas de forma a viabilizar mais promoções dos docentes das quatro universidades ainda este ano. Essa ampliação representa um avanço que atenderá aos processos que ainda se encontram nas universidades.

Para atender as promoções, progressões e alterações de regime, o Governo assegurará recursos orçamentários para implementação dos processos, sem comprometer o orçamento de custeio e investimento das universidades. Vale registrar, ainda, que o Governo encaminhará à Assembleia Legislativa Projeto de Lei para efetivar o remanejamento do quadro de vagas por universidade para, assim, viabilizar a implementação dos processos de promoções em 2015.

Greve na Maternidade Ester Gomes é mantida

greve mmp

Funcionários da Maternidade Ester Gomes em Itabuna permanecem firmes na greve que pode ser longa, caso a instituição não pague o salário do mês de abril. Os mais de 80 funcionários paralisaram as atividades desde o dia 18 de maio e mantém o percentual de 30% da equipe trabalhando para eventuais emergências. A direção do Sintesi denunciou a presidente do hospital no Ministério Público do Trabalho por atraso do salário e práticas de assédio moral.

Em nota, a Prefeitura de Itabuna afirma que não tem débitos com a maternidade e que chegou a antecipar repasses para a instituição.

 

Que que é isso, professor?

Pelo jeito a gramática também aderiu à greve

Pelo jeito a gramática também aderiu à greve

Comando da PM orienta tropa a manter seus postos

Castro orienta a tropa (Foto Carol Garcia).

Castro orienta a tropa (Foto Carol Garcia).

Em função de uma nova tentativa de desestabilizar os serviços de segurança, o comandante da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, orienta a todos os oficiais e praças a manterem seus postos de trabalho, assegurando a proteção da sociedade baiana.

Castro reafirma que a operação de prisão do vereador Marco Prisco não teve qualquer envolvimento com as forças de segurança do Estado. Foi uma ação da Polícia Federal, cumprindo mandado de prisão expedido pela Justiça Federal, a pedido do Ministério Público Federal.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
junho 2018
D S T Q Q S S
« mai    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930