hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

Posts Tagged ‘Gandu’

Estudantes de Gandu e Ilhéus mostram processo de fabricação do chocolate em Mini Fábrica-Escola na Fenagro

Tamires Silva e Rodrigo Oliveira, curso tec em Agroindústria, CEEP Nelson Shaun, Ilhéus - foto. divulgação

Da amêndoa ao chocolate. Você sabe o percurso do cacau até virar chocolate? Para mostrar detalhes desse caminho, uma mini Fábrica-Escola do Chocolate foi instalada pela Secretaria da Educação do Estado e está chamando a atenção no Parque de Exposições de Salvador, na 9ª Feira Baiana de Agricultura Familiar e Economia Solidaria, que integra a programação da Feira Internacional de Agropecuária da Bahia (FENAGRO). A atividade é realizada pelos estudantes que fazem cursos técnicos de nível médio e exercem a parte prática dos cursos, como Nutrição e Dietética, nas Fábricas-Escolas do Chocolate do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Baixo Sul, em Gandu, e do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Nelson Schaun, em Ilhéus.

Mini Fábrica -Escola Fenagro - Foto - Divulgação (5)
Até domingo (2), período de realização da Feira, os futuros técnicos mostram as etapas do preparo, desde o refinamento até a temperagem, e os chocolates produzidos com diferentes teores de cacau são oferecidos para a degustação dos visitantes. Os estudantes também falam sobre a história do cacau na Bahia, como destaca Tamires Silva dos Santos, 20 anos, do curso Técnico em Agroindústria, do CEEP Nelson Schaun. “Aqui a gente fala da história do cacau na região Sul da Bahia, mostra a amêndoa, a nibs, os equipamentos e o passo a passo para a produção. Entre os maquinários, destaque para a máquina melanger, que serve para moer as nibs e transformá-las em chocolate. Estamos produzindo com 56%, 61% e 70% de teor de cacau”, destacou.

Read the rest of this entry »

Chocolate produzido por estudantes de Gandu pode reforçar merenda escolar

f choc

O chocolate produzido pelos estudantes do curso técnico em Nutrição e Dietética do Centro Estadual de Educação Profissional (Cetep) Baixo Sul,em Gandu, poderá ser utilizado na merenda escolar. O produto, que aproveita o potencial agrícola da região, tem 40% de cacau e é desenvolvido na Fábrica-Escola do Chocolate, que serve de laboratório para as aulas práticas. A iniciativa fomenta o empreendedorismo dos futuros técnicos de nível médio, além de promover a interação e formação da comunidade local.Nesta terça-feira (19), a Fábrica-Escola do Chocolate promoveu uma degustação do chocolate 40% para gestores de escolas da região. Segundo a vice-diretora da Fábrica-Escola, Lindaura Costa, esta foi uma ação estratégica de apresentação do trabalho que vem sendo realizado na unidade em busca de parcerias.

f choc 3“Durante o evento, explicamos o objetivo da Fábrica-Escola e a importância do cacau na alimentação, para fomentar essa parceria com as escolas municipais, levando o chocolate para a merenda escolar. Também abrimos um calendário de visitação, tanto na fábrica quanto no Museu Genético do Cacau, para os estudantes da região, para que eles, além de conhecerem o lugar e o nosso trabalho, entendam melhor sua cultura”, contou .

O estudante Leonardo Argolo, 18 anos, do 4º ano do curso de Nutrição e Dietética, conversou com os gestores sobre o processo de fabricação do chocolate. “Falei sobre a importância da fábrica na nossa formação e de tudo que aprendemos desde a colheita do cacau até o produto final. É um prazer divulgar nosso trabalho e esse produto riquíssimo, que é o cacau, para os gestores escolares do município e contar com a colaboração deles para levar o nosso chocolate para a alimentação escolar”, afirmou.

Read the rest of this entry »

Fábrica-Escola de Chocolate em Gandu desenvolve atividades da Páscoa

Estudantes da Fábrica de chocolate em Gandú preparam ovos da páscoa - foto. divulgação (11)

Com atividades baseadas no tema da Páscoa e a tradicional cultura local do cacau e do chocolate, a Fábrica-Escola de Chocolate do Baixo Sul, localizada no Lago Azul, às margens da BR-101, no município de Gandu, promove o projeto “Chocolate: Educando pela Cultura”, até quarta-feira (28). A fábrica foi inaugurada pela Secretaria da Educação do Estado, em outubro de 2017, para servir de laboratório aos estudantes dos cursos técnicos de nível médio da região e na qualificação e formação profissional da comunidade, a partir da cultura cacaueira. A ação da Páscoa, intitulada “Chocolate: Educando pela Cultura”, começou nesta segunda (26) e segue até quarta-feira (28), abrindo a Fábrica-Escola de Chocolate para visitação pública e o desenvolvimento de várias atividades.

Estudantes da Fábrica de chocolate em Gandú preparam ovos da páscoa - foto. divulgação (22) Nesta segunda (26), por exemplo, começou a oficina de Produção de Ovos de Páscoa Tradicionais, que conta com a participação de estudantes, professores e da comunidade. Nas terça e quarta-feira (27 e 28), estudantes da Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental participam de iniciativas voltadas para a valorização da cultura e história do cacau e do chocolate.

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Durval Libânio Netto, destacou o papel da Educação Profissional e Tecnológica para o fortalecimento da identidade territorial. “No momento em que o estudante tem a oportunidade de entrar em contato com os conteúdos de forma prazerosa, pode desenvolver-se melhor no processo de ensino-aprendizagem. Então, ele deixa de lado a atitude passiva para se tornar um indivíduo ativo, participativo e crítico-reflexivo. Quando o aprendizado é positivo, as atuações que são por ele refletidas se propagam positivamente possibilitando a melhoria da qualidade do meio em que se inserem”, avaliou.

Read the rest of this entry »

Primeira fábrica-escola de chocolate da Bahia valoriza cultura do cacau

fch 2

Os moradores do município de Gandu, no sul da Bahia, serão os primeiros a experimentar os benefícios do ensino profissional prático, com a Fábrica Escola de Cacau e Chocolate. A unidade pertence ao Centro Territorial de Educação Profissional do Baixo Sul (Cetep Baixo Sul), unidade da Secretaria de Educação do Estado, que atende mais de 1.100 estudantes. Esta é a primeira deste tipo no estado e, além de valorizar a produção e cultura do cacau, inaugura essa modalidade de ensino que será implantada em outros municípios baianos.

fch 3O governador Rui Costa esteve no município para a inauguração da unidade educacional que, além da formação profissional de baianos, representa um investimento na cultura alimentar como uma forma de promover uma identidade cultural nos territórios. “Com estas fábricas escolas, nós queremos estimular, capacitar e transferir tecnologia para a nossa juventude. Mas não é só isso que viemos fazer aqui na cidade, quero aproveitar para anunciar um investimento de R$ 9 milhões para fazer a estrada de Gandu até Ibirataia. Eu sei que o povo está muito feliz com essa iniciativa. Também vamos estender o asfalto até o centro da cidade”, afirmou Rui.

A fábrica escola vai atender a mais de 250 alunos – mais de 100 do curso de nutrição e cerca de 150 das formações de administração, contabilidade e finanças. De acordo com a diretora do Cetep, Juceandre Santana, as novas instalações proporcionam aprendizado e desenvolvimento para os estudantes. “Aqui eles terão a oportunidade de se capacitar ainda mais para o mundo do trabalho, e, usando o principal produto agrícola da região, aqui os produtores vão entregar a matéria-prima, que será beneficiada e vai virar produto de degustação para os moradores do Baixo Sul”, comemorou a diretora.

Read the rest of this entry »

Rui lança o projeto Escolas Culturais em Gandu

Foto_Alberto Coutinho_GOVBA (4)Gandu, no Baixo Sul baiano, é a terceira cidade do interior a receber o projeto Escolas Culturais, implantado na tarde desta sexta-feira (6), no Centro Territorial de Educação Profissional do Baixo Sul (Cetep Baixo Sul), durante visita do governador Rui Costa. O objetivo da iniciativa é incentivar o acesso da população baiana aos projetos artísticos culturais estruturantes que as escolas desenvolvem, estimulando o protagonismo estudantil.

“Esse projeto transforma cada escola do estado em equipamento cultural não somente para alunos da rede municipal e estadual, mas para toda a população. Que o espaço da escola abra as portas para receber corais, peças de teatro e muitas manifestações artísticas. Vamos transformar os auditórios em salas de cinema e transformar a realidade das cidades que terão as escolas culturais”, afirmou Rui.

Foto_Alberto Coutinho_GOVBA (3)O governador acrescentou que, “até dezembro, implantaremos esse projeto em 54 escolas, em 54 municípios. Gandu é a terceira cidade a receber essa iniciativa e estamos muito felizes de trazer o projeto para o Baixo Sul”. O projeto é resultado de parceria entre as secretarias da Educação, de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e Casa Civil.

Celeiro de talentos

Juazeiro e Itabuna foram as primeiras cidades beneficiadas. Por meio da cultura, como parte do programa Educar para Transformar, o projeto busca promover o fortalecimento e a dinamização das ações desenvolvidas pelas escolas, fomentando novas atividades nas áreas de dança, música, teatro, audiovisual e literatura. “Estamos revolucionando o ensino da Bahia. O que estamos vendo aqui é a expressão da cultura baiana. As escolas públicas são celeiros de grandes talentos. A arte está nas nossas escolas”, destacou o secretário da Educação, Walter Pinheiro, durante o evento em Gandu.

Foto_Alberto Coutinho_GOVBAJá a secretária de Cultura, Arany Santana, comentou que a Secult oferece as ações da pasta “para transformar essas escolas em instituições de portas abertas para as manifestações e os talentos que estão dentro e fora dos muros da escola. Vamos dinamizar a educação, humanizando as escolas. É a arte que vai fazer a educação cada vez mais viva”.

Agricultura familiar e infraestrutura

Antes de implantar o projeto no município, Rui inaugurou a Fábrica Escola do Cacau e do Chocolate, primeira unidade do tipo na Bahia, também no Cetep Baixo Sul. Ainda em Gandu, ele celebrou convênio do projeto Bahia Produtiva, no setor de fruticultura – cacau e chocolate, entregou caminhão para Associação de Desenvolvimento do Baixo Sul e anunciou as obras de recuperação da BA-120, entre Gandu e Ibirataia. (Fotos: Alberto Coutinho/GOVBA)

Governo do Estado inaugura Fábrica-Escola de Chocolate e projeto Escolas Culturais em Gandu

ginc 2Nesta sexta-feira (6/10), o governador da Bahia, Rui Costa, acompanhado pelo secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, inaugura, às 9h, a Fábrica-Escola de Chocolate, no Centro Territorial de Educação Profissional do Baixo Sul (CETEP), no Lago Azul, às margens da BR-101. No período da tarde, às 14h, na mesma unidade de ensino, será lançado o projeto Escolas Culturais, que propõe fortalecer e dinamizar o ambiente escolar, potencializando os projetos artísticos e culturais  e promovendo a integração da escola com a comunidade trazendo o pertencimento e fomentando a valorização da cultura local.

“A inauguração da Fábrica-Escola de Chocolate marca as novas ações do Estado para contribuir no processo do ensino-aprendizado dos estudantes da Educação Profissional através de aulas práticas, no desenvolvimento de projetos de pesquisa, intervenção sociais, na capitação de certificação de trabalhadores e na incubação, pré-incubação e aceleração de empreendimentos”, destaca o secretário da Educação, Walter Pinheiro. A proposta é inaugurar novas fábricas em Arataca, que funcionará no CEEP da Floresta do Cacau e do Chocolate Milton Santos, em Ipiaú, no CETEP do Médio Rio das Contas e em Ilhéus, no CEEP do Chocolate Nelson Schaun.

Ainda no CETEP Baixo Sul, em Gandu, nesta sexta, será implantado o projeto Escolas Culturais que visa a integração entre a escola e a comunidade, promovendo o intercâmbio entre as diversas áreas artísticas e culturais. O objetivo é promover a implementação do projeto em 85 escolas públicas da rede estadual, em 85 municípios, nos 27 Territórios de Identidade da Bahia, em parceria com as Secretarias da Cultura, de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e Casa Civil. Já foram inauguradas as Escolas Culturais nas unidades dos Colégios Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna e Juazeiro. O lançamento do projeto Escolas Culturais vai contar na programação com apresentações de música, dança, teatro, artes literárias e audiovisual, desenvolvidos pelos estudantes nas escolas da rede estadual.

Foragidos da justiça presos em Gandu

gandu

Policiais rodoviários federais prenderam, na noite desta segunda-feira (31), dois foragidos da Justiça por suspeita de homicídio. A prisão aconteceu no KM 368 da BR 101, trecho do município de Gandu.

Durante abordagem a uma picape, os policiais solicitaram os documentos pessoais de todos os quatro ocupantes para realizarem consultas aos sistemas, onde foi constatado no banco de dados, que havia mandado de prisão em aberto para o condutor e para um dos passageiros.

Eles foram detidos e encaminhados à delegacia de Gandu.

Nova estrada beneficia mais de 130 mil moradores do Baixo Sul da Bahia

Os moradores dos municípios de Gandu, Piraí do Norte, Ituberá, Igrapiúna e Wenceslau Guimarães, localizados no Baixo Sul do estado, serão beneficiados com a recuperação do trecho de 20 quilômetros da BA-250, que liga Piraí do Norte à BR-101, na localidade de Gancho. A obra será entregue pelo governador Jaques Wagner, nesta sexta-feira (16), às 9h, no município de Piraí do Norte.

A rodovia, que recebeu investimentos de R$ 17,2 milhões e pavimentação com capa selante, vai possibilitar mais conforto e segurança aos motoristas, favorecer a economia local, baseada na agricultura e no turismo, e beneficiar 135 mil habitantes da região.

Geraldo Simões agiliza projeto para criação de campus da Ufesba em Gandu

O deputado federal Geraldo Simões apresentou Projeto de Lei para a criação do Campus  da Universidade Federal do Sul da Bahia, em Gandu, na região do Baixo Sul da Bahia. A  Ufesba  com reitoria em Itabuna e campus em Porto Seguro e Teixeira de Freitas, tem o objetivo de atender a região Sul e Extremo Sul da Bahia. No entanto, a região do Baixo Sul, ficará relativamente descoberta em relação à oferta de ensino universitário público federal, apesar de contar com cerca de 300 mil habitantes em  14 municípios.

De acordo com o deputado “a opção por situar o campus em Gandu se deve por sua importância regional e pelo fato de sua localização central na região, a meio caminho entre Itabuna e Salvador”. O PL 6512/2012, que cria o campus da Ufesba em Gandu, já foi distribuído pela Mesa Diretora, terá tramitação ordinária e poder conclusivo nas Comissões, e  não terá que passar pelo Plenário. Sua tramitação se dará nas Comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; Educação; Finanças e Tributação e Constituição e Justiça e de Cidadania.

“O projeto está em tramitação na Comissão de Trabalho (CTASP) e, como não é um projeto polêmico, espero que não sejam apresentadas emendas e que a designação do Relator e sua aprovação sejam rápidas. Colocarei todo meu empenho em garantir que realmente seja instalado um campus universitário em Gandu. A população do Baixo Sul e do município necessitam maior acesso à Universidade”,  destacou o deputado Geraldo Simões.

Geraldo Simões apresenta projeto para criação de campus da Ufesba em Gandu

O deputado federal Geraldo Simões (PT/BA) apresentou  Projeto de Lei  na Câmara dos Deputados para a  criação de um Campus Universitário, da Universidade Federal do Sul da Bahia – Ufesba, no município de Gandu, no  Sul da Bahia. O mesmo pedido foi feito ao Ministro da Educação.

Criada em 2013 a Ufesba, com reitoria em Itabuna e campi em Porto Seguro e Teixeira de Freitas, tem o objetivo de atender a região Sul e Extremo Sul da Bahia. “Mesmo com a nova Universidade, a região Baixo Sul ficará relativamente descoberta em relação à oferta de ensino universitário público federal”, alegou Simões.

O Baixo Sul é uma iregião que conta com uma população superior a 300.000 habitantes e uma extensão de mais de 7 mil Km², compreendendo 14  municípios: Gandu, Piraí do Norte, Presidente Tancredo Neves, Aratuípe, Cairu, Camamu, Igrapiúna, Ituberá, Jaguaripe, Nilo Peçanha, Taperoá, Teolândia, Valença e Wenceslau Guimarães.

Gandu, situada praticamente a meio caminho entre Itabuna e Salvador, às margens da BR 101, encontra-se no centro do Baixo Sul. De acordo com os dados do último Censo realizado pelo IBGE, o Município de Gandu conta com uma população em torno de trinta mil  habitantes, distribuída em uma área geográfica superior a 240 Km².

Para Geraldo Simões, “até o momento só pode dispor dos serviços de educação universitária federal da região metropolitana, de outras regiões ou mesmo outros estados. Gandu, por estar situado no centro geográfico da região, possibilitará que um campus ali instalado atenda a todos, proporcionando condições de melhor acesso aos estudos universitários a um número significativo de pessoas”.

Morre Edvaldo Sampaio, o guerreiro que enfrentou a vassoura-de-bruxa

Edvaldo substituiu a lamentação pelo trabalho: um grande homem

 

Morreu na tarde deste domingo, 10,  o engenheiro agrônomo e cacauicultor Edvaldo Sampaio. O produtor estava internado no Hospital Aliança, na capital baiana Salvador, desde a última quinta-feira, 07, onde lutava contra um problema respiratório. O sepultamento será hoje, 11, às 14h, na cidade de Gandú, onde o produtor residia.

Com práticas simples e econômicas, o agrônomo e cacauicultor Edvaldo Magalhães Sampaio, ficou conhecido por ter conseguido enganar o fungo responsável pela vassoura-de-bruxa em suas propriedades. Unindo agricultura-arte e a ciência, como costumava dizer, criou um conjunto de técnicas eficaz contra fungo e abriu com frequência suas fazendas para compartilhar as experiências.  (do Mercado Cacau)

Caminhoneiro de Itabuna morre em acidente na BR 101

O empresário Miguel Ângelo Alcântara Espínola, morador de Itabuna, morreu na noite desta terça-feira (16), em um acidente na BR-101, próximo ao município de Gandu, na altura do km 383.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima estava em um caminhão Mercedes Benz 1620, carregado de água mineral, quando o veículo tombou numa curva.

De acordo com o agente funerário Paulo Preto, responsável do traslado do corpo, no local da tragédia, toda a carga foi saqueada.

Miguel Ângelo Espínola será sepultado em Itabuna, após o corpo ser liberado do Departamento de Polícia Técnica (DPT), nesta manhã quarta-feira.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930