hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Posts Tagged ‘futebol’

Clubes São Paulo e Bahia doam 240 toneladas de alimentos para Ilhéus e região

fute doaçõesA mobilização para arrecadar alimentos e itens de necessidade básica em prol das famílias afetadas pelas chuvas segue com apoio e parceria de voluntários, empresas, ONGs, da população e agora ganha força com a participação dos clubes São Paulo e Bahia, que destinaram doações para as vítimas no sul do estado. A carreta carregada de alimentos, materiais de limpeza, produtos de higiene, bebidas, calçados, roupas e cobertores chegou a Ilhéus nesta segunda-feira (17), por meio da Campanha SOS Chuvas na Bahia. No total, serão distribuídas 240 toneladas de donativos para os municípios atingidos.

“Essas doações servirão para o nosso povo, que tanto sofreu com as fortes chuvas de dezembro. Em nome da população ilheense, quero agradecer a iniciativa da Chamada Solidária e dos tricolores paulista e baiano, que abraçaram essa nobre causa e arrecadaram os alimentos. Cada gesto é uma verdadeira demonstração de amor ao próximo”, destacou o prefeito Mário Alexandre durante visita ao galpão onde as roupas e os mantimentos serão guardados.

 

Read the rest of this entry »

Em Itabuna, futebol é no céu

Léo Briglia, Adonias Oliveira e Moncorvo

Walmir Rosário

Walmir RosárioQuantos aos desígnios de Deus ninguém discute. A morte é o fim da vida. Cada um presta contas lá em cima pelo que fez aqui na terra. Esta é a lei implacável dos dons divinos. Aqui na terra, não chega a ser bem assim, mas as aparências são mais ou menos as mesmas. O que chama a atenção sãos os seus desígnios, escolhendo os que Ele quer ao Seu lado, numa espécie de lista, fila, sei lá…

Aos poucos, Ele vai fazendo a chamada. No mês passado levou Pedrinha (Antônio Oliveira), já nos seus 85 anos de idade, cerca de 40 deles dedicado ao futebol amador. Meio-campista do Botafogo do bairro da Conceição, fez história formando uma das maiores tabelinhas junto com Mundeco. E lembrei que em 2016, também levou para a sua glória três esportistas de uma só vez: Adonias Oliveira, Léo Briglia e Vivaldo Moncorvo.

É um luto daqueles que Itabuna vai vivendo, paulatinamente, com a perda um ou vários dos seus filhos, embora nunca com os que militaram num único setor, o esporte, e sucesso assegurado em vida, deixando perplexo os amigos e parentes. Cada um, é claro, na sua área de atuação. Enquanto Léo era o dono da bola, o goleador, os outros não podem ser considerados menores.

Read the rest of this entry »

Memórias de um Dinossauro

 

 dt

 

E a História  nos esqueceu…

Rádio Iguatemi, Osasco (SP), 1980. A emissora operava em Ondas Tropicais, podia ser ouvida na Amazônia, nos rincões da América do Sul, mas em Osasco mesmo era captada em aparelhos de rádio especiais. Ou seja, era “falando para o mundo e cochichando para ninguém”.

Ainda assim, eu, Cláudio Cruz (um dos amigos que preservei mesmoe quase   30 anos depois de ter trocado São Paulo pela Bahia falecido prematuramente ) e Chico Motta (que depois se elegeria vereador), fazíamos com galhardia um programa esportivo diário.

gravador antigoAcho que só o operador de áudio ou algum visitante eventual que estivesse no estúdio (ou então algum índio amazônico, um cocalero boliviano, um peruano perdido lá pelos altos de Machu Pichu) ouvia aquele programa; mas era como se falássemos para Osasco inteira e para boa parte de Carapicuíba, Barueri, Jandira, Itapevi e outras cidades da Região Oeste da Grande São Paulo.

Para nós não bastava apresentar um programa esportivo na única emissora de rádio de Osasco. O pioneirismo nos convocava, atiçava.

Pois eu, Chico e Cláudio decidimos que seríamos os primeiros a transmitir ao vivo um jogo entre dois times de futebol profissional de Osasco,
“Profissional” é um pouco de exagero. Rochdale e Montenegro disputavam o equivalente à 5ª. Divisão do futebol de São Paulo e teriam certa dificuldade em vencer o Itabuna e o Colo Colo, times do Sul da Bahia cujos jogadores tinham/tem  sérias dificuldades de relacionamento com uma dama chamada bola de futebol.

Read the rest of this entry »

Memórias de um Dinossauro

dt

TV Cabrália, meados da década de 90 do século passado. Programa Cabrália Esportiva, Barbosa Filho na apresentação e eu atacando de comentarista.

Naquele quarta-feira à noite, o Itabuna jogaria contra a Jacuipense pelo Campeonato Baiano. O Itabuna dependendo de uma vitória para se classificar, a Jacuipense caindo pelas tabelas.

Em vez de apenas comentar, cai na besteira de fazer graça:

-O Itabuna ganha fácil. Pega uma galinha morta…

O que eu não sabia, e nem tinha como saber, era que a delegação da Jacuipense estava concentrada no Itabuna Palace Hotel. E ainda por cima assistindo ao programa.

Antes da bola rolar, entrevistado pela Rádio Difusora, um dos jogadores da Jacuipense  avisa:

-Vamos mostrar pra esse comentarista da televisão quem é galinha morta.

Final de jogo, Jacuipense 3×1 Itabuna.

A galinha estava viva. E eu, feito peixe (ou pato?) morri pela boca.

 

Covid 19: Rui fica perplexo e indignado pela “falta de sensibilidade pela vida humana”

rui 13

O governador Rui Costa lamentou e demonstrou perplexidade com pressões de alguns setores para retomada de atividades como futebol e aulas nas escolas sem considerar os riscos da Covid-19 e as taxas de contaminação e mortes pelo novo coronavírus na Bahia. Indignado, *Rui frisou que a doença não foi embora e não há vacina sendo distribuída. “Um colégio acharia normal que todo dia morresse uma sala de aula de alunos? A CBF acha normal todo dia morrerem quatro times completos?”*, indagou sobre volta de aulas e futebol. Surpreso e perplexo com o grau de sensibilidade com a vida humana e de amor ao próximo que as pessoas têm revelado, Rui disse que não está “conseguindo entender o que está acontecendo com o nosso país. Esta não é a agenda de volta de futebol”.

A declaração foi feita durante coletiva de imprensa na agenda de entrega de mais uma encosta em Salvador, na manhã desta quarta(23). Durante a programação no bairro do IAPI, Rui informou que são mais de 60 encostas já realizadas na RMS e tantas outras em andamento ou execução. “A maioria da população não vê este tipo de obra, mas os moradores daqui sentem os benefícios”, pontuou o governador sobre o alcance social das intervenções que preservam vidas e protegem as comunidades de novas tragédias que tanto marcaram as regiões mais carentes da cidade com inúmeras mortes e prejuízos materiais.

Ouça:

Memórias de um Dinossauro

dt

1987, Radio Clube de Itabuna. A equipe de esportes, embora modesta, vinha dando um calor na Radio Difusora e na Radio Jornal. Recém chegado de Osasco, típica voz de caipira do interior, fui acolhido como comentarista, já que as vagas de repórter estavam devidamente preenchidas.

Se não chegava a ser um  Iedo Nogueira, o banbanbã da época, também não fazia feio, porque futebol é igual em qualquer lugar do mundo e eu já vinha de uma experiência de dez anos como repórter de campo, cobrindo os campeonatos Paulista e Brasileiro.

Entre os integrantes da equipe, estava Adelson Pinheiro, ótimo repórter, mas que tinha o hábito de interromper os comentários do intervalo com informações desnecessárias, apenas para continuar no ar.

Novo no pedaço, ainda tateando o terreno, ia levando e encarando aquelas interrupções na boa.

No intervalo de um jogo entre Serrano e Itabuna, em Vitória da Conquista, pelas semifinais do 1º. turno do Campeonato Baiano, não conseguia completar uma frase sem que o Adelson me interrompesse com alguma ´informação importante´.

Até que, na falta do que dizer, ele perpetrou: “quero informar aos ouvintes que os dois times estão nos vestiários”.

Tive que ir na canela: “valeu, Adelson, pela brilhante informação. Deve ser a primeira vez na história do futebol que os dois times descem para os vestiários no intervalo do jogo”.

O intrépido companheiro entendeu a sutileza do lance e pude concluir meus comentários até que, também certamente pela primeira vez na história do esporte bretão, os dois times voltassem para o campo após o intervalo.

Goleiro Bruno: afinal, o que queremos com isso?

Julio Gomes

julio gomesÉ de conhecimento público que vários times, entre eles o Fluminense de Feira de Santana, na Bahia; e o Operário de Várzea Grande, do Mato Grosso, tentaram contratar Bruno, porém tiveram de desistir após protestos da torcida, de populares residentes nas cidades onde os clubes têm sede, e da perda de patrocinadores.

Não questiono aqui a legitimidade dos protestos, sobretudo por parte das mulheres, que têm sido, no Brasil, vítima de um verdadeiro genocídio, cometido na maioria das vezes por ex companheiros ou maridos, que se julgam no direito de matá-las sumariamente, de forma cruel e covarde, confiando na enorme complacência de nossas leis ou na ineficácia do sistema punitivo em nosso país.

Bruno agora só joga no time da penitenciária

Bruno

O protesto das mulheres e dos setores que as apoiam é mais do que legítimo, e deve ser respeitado e entendido como uma reação à violência e ao assassinato de mulheres que, absurdamente, ocorre todos os dias.

Entretanto, que fazer em relação à pessoa do goleiro Bruno? Ele, como qualquer ex presidiário, precisa retomar sua vida e, para tanto, sendo adulto e capaz para o trabalho, deve buscar encontrar um emprego, sendo lógico que o busque exatamente naquilo que fazia antes de cometer o horroroso crime que praticou, que é ser goleiro profissional.

Não sejamos hipócritas. Se você perguntar se eu ficaria feliz em ver o goleiro Bruno atuando profissionalmente no time para o qual torço, ou mesmo em qualquer outro clube de futebol, minha resposta pessoal, direta e objetiva seria: não.

Read the rest of this entry »

Itabuna: Caixa é campeã do Torneio dos Bancários

cef 1

A bola rolou no Clube dos Bancários no final de semana em Itabuna, na  comemoração do Dia do Bancário, com um torneio de futebol envolvendo oito equipes. Divididos em duas chaves de quatro equipes,  os times jogaram entre si e os campeões  de cada chave,  Itaú/Santander eCaixa Superintendência,  foram para a final.

A Caixa saiu vitoriosa numa partida equilibrada, com placar de 1×0. A Caixa  também ficou com os prêmios individuais do maior artilheiro, Ikaro, e melhor goleiro, José.

“Estamos muito felizes com este torneio que já virou tradição em comemoração ao dia do bancário. Nossos colegas compareceram e prestigiaram esse evento feito especialmente para a categoria. Parabéns aos nossos atletas que deram um show em campo”, disse Wendel Porto, diretor de Esporte do Sindicato.  Após a premiação, Paulinho Xoxó e banda animaram a confraternização com som ao vivo.

Haddad recebe apoio de 69 torcidas organizadas

futebol

O presidenciável Fernando Haddad recebeu o apoio de 69 torcidas organizadas e coletivos de futebol. Torcedores do Corinthians, do Palmeiras e de outros clubes foram ao ato pela democracia no Teatro Tuca em São Paulo, ergueram bandeiras e gritaram em apoio ao candidato. Ao lado de Haddad, os torcedores fizeram uma versão do “poropopó”, canto tradicional das arquibancadas para provocar o adversário.

Segundo a reportagem do portal UOL, “os organizados entregaram ao presidenciável um manifesto no qual se dizem a favor da democracia e contra o fascismo que eles vêem representado na candidatura de Jair Bolsonaro, do PSL. O ex-jogador do Corinthians Wladimir também compareceu ao ato, que reuniu intelectuais, artistas e líderes religiosos em campanha por Haddad.

O manifesto das torcidas afirma: “é preciso vir a público para manifestarmos e defendermos o ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO que conquistamos ao longo dos anos em que vivemos sob um regime militar. É preciso definir que tipo de sociedade queremos ser! E nós queremos a democracia!”.

A matéria destaca que “o texto foi escrito por coletivos de esquerda como a Democracia Coronthiana e o Porcomunas, do Palmeiras e depois submetido a aprovação das demais torcidas”.

Chico Malfitani, fundador da Gaviões declarou: “temos uma relação boa com o Haddad desde que ele interviu no episódio do fechamento arbitrário de nossa sede em 2016″. E emendou: “uma coisa é você ter um governante com quem possa dialogar, outra é um governante que quer acabar com você.”

Assinam esse manifesto as seguintes torcidas:

Read the rest of this entry »

Tailândia: finalizado resgate de meninos e técnico de futebol em caverna

resgate

O último menino e o treinador foram retirados da caverna no Norte da Tailândia onde estavam presos com seus colegas de um time de futebol, com idades entre 11 e 16 anos. Mergulhadores iniciaram nesta terça-feira a etapa final da operação de resgate. Mais cedo, três jovens deixaram o local. Oito garotos já haviam sido levados para o hospital no domingo e na segunda-feira. Chovia forte na região na madrugada desta terça-feira, o que poderia ter complicado a ação da equipe. Os adolescentes permanecem em quarentena, mas alguns de seus pais puderam vê-los através das janelas.

meninos
O time de futebol amador explorava a caverna em 23 de junho quando foi surpreendido por uma forte chuva que inundou o local, impedindo-o de sair. Foram dez dias até o grupo ser encontrado por mergulhadores britânicos, em 2 de julho Desde então, cerca de mil pessoas, entre tailandeses e estrangeiros, boa parte voluntariamente, trabalharam na tentativa de resgatá-los.

 

Médicos que atenderam as vitimas do resgate admitem que é muito difícil que as crianças se recuperem a tempo de assistirem à final da Copa do Mundo na Russia, marcada para domingo (15) como foi ventilado pela FIFA.

Pais do futebol? Nem tanto,nem tanto…

Os inúteis campeonatos estaduais

O que valem um Paulistinha, um Baianinho, um Carioquinha? Nada!

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031