hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘Festival do Chocolate’

Festival do Chocolate terá Stand Lixo Zero com produtos sustentáveis

O GAP (Grupo Amigos da Praia) de Ilhéus será um dos expositores do Festival do Chocolate 2019, que acontece entre os dias 18 a 21 deste mês, no Centro de Convenções, que fica na Avenida Soares Lopes.O Stand terá camisas com frases ecológicas e além disso serão vendidos diversos produtos Ecofriendly ou Lixo Zero. Atuando há mais de um ano, a ONG percebeu que para além da limpeza das praias é preciso repensar de forma urgente o consumo desenfreado de plástico.

amigos da praia
Itens como canudo de metal reutilizável, copo retrátil de silicone, guardanapos de tecido, ecobags, bocapio e sacolas retornáveis estarão à disposição do público. Um único copo reutilizável pode reduzir o consumo de mais de 1000 copos descartáveis ao ano. O combate ao descartável plástico de uso único é uma das propostas do Stand. A maior novidade são os panos encerados que substituem o plástico filme, item de difícil reciclagem. Os panos encerados já viraram moda no Sudeste e em todo o mundo e chega de forma exclusiva no Sul da Bahia através do GAP.

Read the rest of this entry »

Chocolates produzidos na Bahia são destaque em festival de São Paulo

Marcas de chocolates das terras do cacau (foto: Ana Lee)

Marcas de chocolates das terras do cacau (foto: Ana Lee)

Mais de 40 marcas de chocolate e produtores de cacau da Bahia estarão presentes no principal evento do setor, o Chocolat Festival, que acontece pela primeira vez em São Paulo. Marcas como Bahia Cacau, Amado, Sagarana, ChOr, Mestiço, são algumas que representarão o estado no pavilhão da Bienal do Ibirapuera, entre os dias 12 e 14 de abril.

 

marcoAlém da grande exposição e venda de chocolates de Origem, Bean To Bar, Premium e Gourmet, o festival tem programação completa com experiências sensoriais, uma série de atividades culturais, exposição com a história do Chocolate, cursos e palestras.

 

Instalado no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, o Chocolat Festival terá grandes nomes nacionais e internacionais do universo do chocolate, entre os quais estão a francesa Chloé Doutre Roussel, Maria Fernanda di Giacobbe, da Venezuela, e a brasileira Luisa Abram, que ministram um curso com o tema Bean To Bar, nos dias 10 e 11 de abril, na Universidade Anhembi Morumbi.

Read the rest of this entry »

Consolidado em Ilhéus, Festival do Chocolate chega a São Paulo

chocolate sp

Entre os dias 12 e 14 de abril, São Paulo recebe marcas e produtores nacionais e internacionais e reúne na Bienal toda a cadeia produtiva do cacau. Além da grande exposição e venda de chocolates de Origem, Premium, Gourmet e outras, o festival tem programação completa com experiências sensoriais, uma série de atividades culturais, exposição de arte, cursos e palestras.

Instalado no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, o Chocolat Festival terá grandes nomes nacionais e internacionais do universo do chocolate, entre os quais estão a francesa Chloé Doutre Roussel, Maria Fernanda di Giacobbe, da Venezuela, e a brasileira Luisa Abram, que ministram um curso com o tema Bean To Bar, nos dias 10 e 11 de abril, na Universidade Anhembi Morumbi.

Além delas, o festival terá chefs e especialistas presentes em todos os espaços. Na Cozinha Show, oferecido pela Callebaut e apresentado o Chocolate Ruby, participam da programação Bertrand Busquet, Mariana Corbetta, André Bispo, Carole Crema, Tassiana Fernandes, Zilma Helena, e Gigi Louzada. No Espaço Kids, a chocolatier Karla Leal comanda as aulas para crianças a partir de 5 anos, que aprendem a fazer ovos de páscoa, pirulitos e coelhinhos de chocolate.

Read the rest of this entry »

São Paulo receberá primeira edição do Festival do Chocolat

fest choc SP

O pavilhão da Bienal de São Paulo receberá de 12 a 14 de abril, na Semana da Páscoa, a primeira edição do Festival do Chocolate. O evento que nasceu na Bahia, já expandiu-se para o estado do Pará e agora chega à capital paulista. O Festival  é o maior evento de chocolate do Brasil com mais de 420 mil visitantes nas 15 edições realizadas na Bahia e Pará, com mais de 60 mil certificações em oficinas e cursos tecnológicos e gastronômicos e contribui também para o crescimento do mercado nacional, tendo mais de 70 marcas de chocolates surgidas após a criação do evento.

marco lessaSegundo o organizador do evento, Marco Lessa (foto), o principal objetivo do Chocolat São Paulo 2019 é incentivar o consumo, promover a indústria, o agronegócio, o turismo e a gastronomia. A feira do chocolate que integra o evento, expõe marcas de chocolate de origem, premium, goumert, derivados do cacau e outros produtos. Além disso, o Festival também promove cursos técnicos, apresentando a cadeia produtiva do cacau ao chocolate, ministrados por grandes nomes do setor, do Brasil e exterior.

Durante o festival,  também acontecem a  cozinha Kids, Ateliê do Chocolate, Arte em Bolos, exposição da história do chocolate, Cozinha Show,  Chocoday e o Fórum do Chocolate com palestras sobre a cacauicultura do Brasil e no mundo, a produção de cacau fino, a sustentabilidade e avanços tecnológicos. Interessados em outras informações podem obter no site oficial do evento (https://saopaulo.chocolatfestival.com

Ilhéus mantém boa ocupação hoteleira durante o Festival do Chocolate

ilheus aereaAté domingo, 22, a cidade de Ilhéus sedia o 10º Festival Internacional do Chocolate e Cacau, evento de agronegócio, turismo e gastronomia que vem atraindo milhares de visitantes, de acordo com os organizadores do evento. A alta ocupação turística na cidade é concentrada na rede hoteleira local que possui, aproximadamente 9 mil leitos, que vão desde empreendimentos de luxo a simples albergues. Considerada por especialistas como um dos melhores destinos de lazer, negócio, gastronomia e entretenimento no Brasil, Ilhéus é uma das cidades mais importantes no cenário do turismo baiano.

Desde o mês passado, a quantidade de visitantes refletiu na média de ocupação dos hotéis e pousadas, que registraram índice médio de 85 por cento de ocupação, segundo dados da Secretaria Municipal de Turismo e Esporte (Setur) e empresários do setor hoteleiro. O secretário de Turismo, Hélio Ricardo conta que os equipamentos ligados ao ecoturismo, praias, pesca esportiva, turismo de eventos, hotelaria, gastronomia e a temporada de cruzeiros, são as marcas da nossa histórica Ilhéus e ela sabe aproveitar bem esse momento”.

Empresários do setor hoteleiro comemoram a taxa de ocupação e reafirmam que a indústria do turismo é a responsável por garantir o funcionamento de outros setores da matriz econômica regional. Segundo afirmam, as áreas econômicas estão relacionadas ao lazer, comércio, cultura, gastronomia, hotelaria, com geração de emprego e renda. Observam ainda que o festival estimula a formatação de novos negócios, além de consolidar Ilhéus no mapa do turismo nacional e internacional.

Relato de um brasileiro índio, negro e sem terra de uma viagem a Portugal, depois de 517 anos da invasão portuguesa ao Brasil

Joelson Ferreira

joelsonEssa foi a condição na qual eu, Joelson Ferreira de Oliveira, viajei a Portugal. Tratava-se de numa missão do Governo do Estado Bahia, organizado pela secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, para conhecer o Parque Tecnológico de Óbidos e, ao mesmo tempo, participar do Festival de Chocolate, que acontece anualmente no Castelo Medieval.

Foi uma experiência incrível! Depois de 517 anos, um preto brasileiro miscigenado, misturado, vai ao País que colonizou o Brasil. Eu não era o único a visitar aquela terra, mas, eu sabia que estava ali na condição de homem que tem na sua trajetória as marcas e o sangue dos seus antepassados.

Eu tenho profundo conhecimento dos primeiros povos que habitaram este país, pois, eu sou um deles. O sangue deles corre nas minhas veias. Eu sei que quando os portugueses chegaram aqui, os povos originários já habitavam esta terra há mais de doze mil anos.

Esses povos tinham conhecimento profundo dessas terras. Em harmonia com a natureza, eles viviam no verdadeiro jardim do Éden. Eram povos lindos, munidos de conhecimentos e saberes científicos e tecnológicos extraordinários. Eles domesticaram uma rama altamente venenosa chamada mandioca. Possuíam conhecimento da navegação e eram excelentes pescadores artesanais, caçadores e extrativistas. Além disso, eram corajosos guerreiros.

A essas nações os portugueses trataram de apelidar de “índios”. De acordo com relatos e documentos históricos, aqui viviam mais de cinco milhões de povos originários. Ao chegar ao Brasil, em 1.500, os portugueses foram bem recebidos. Apesar da boa recepção, tempos depois, eles voltaram e invadiram nossas terras. Os portugueses cometeram um dos maiores genocídios da nossa história. Eles violentaram as índias. Eles aprisionaram e escravizaram o nosso povo. Eles implantaram uma guerra bacteriológica sem precedentes e quase exterminaram os povos originários. Com diferentes armas, os portugueses mataram os nossos povos.

Read the rest of this entry »

Secretário da Agricultura participa do VI Festival Internacional do Chocolate e Cacau

jairo carneiroComo maior produtor de cacau do Brasil, com aproximadamente 60% da produção nacional, o Estado da Bahia quer se tornar referência na produção do melhor chocolate, afirma o secretário Estadual da Agricultura, Jairo Carneiro, que participa neste sábado (26), do VI Festival Internacional do Chocolate e Cacau da Bahia, e das comemorações do dia Internacional do Cacau, no domingo (27), em Ilhéus, representando o governador do Estado, Jaques Wagner.

A Bahia já atrai olhar e paladar do Brasil e do mundo, neste segmento, com uma grande variedade de cacau, novos investimentos para aumento da produção, em especial do cacau fino ou gourmet, além do orgânico, e o surgimento de pequenas e médias indústrias com produção de chocolate, desde a amêndoa até o produto final. Em 2014, a expectativa é que a safra apresente crescimento de 3,45% com relação ao ano passado, com previsão de colheita de 163,47 mil toneladas.

Como diferencial para o Festival deste ano serão escolhidos os melhores chocolates do Brasil, com júri especializado, e realizado o II Fórum Sobre a Produção de Cacau e Chocolate de origem 100% brasileiro, com palestras e debates. O evento que teve início nesta quinta-feira (24) e segue até domingo (27), conta com as parcerias da Secretaria Estadual da Agricultura (Seagri), Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC), Federação das Indústroas do estado da Bahia (FIEB), Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (Sistema FAEB/Senar), Costa do Cacau Convention Bureau, dentre outras entidades e organizações, além da programação cultural, cursos diversos, palestras e concursos.

Wagner participa do 2 de Julho e abre Festival do Chocolate em Ilhéus

Os festejos do 2 de Julho deste ano, que marcam os 190 anos da Independência da Bahia, são destacados no programa de rádio desta terça-feira (2) pelo governador Jaques Wagner. “Este é um desfile cívico com a maior participação popular”, afirma Wagner que ressalta a programação oficial do Governo do Estado para as comemorações cívicas em Salvador.

No programa, o governador fala também sobre a entrega de obras em municípios do interior, a visita a Ilhéus nesta quarta-feira (3) – para participar da abertura do Salão Internacional do Chocolate – e as obras de restauração do Pelourinho, no Centro Antigo de Salvador.

“Estamos falando de aproximadamente R$ 20 milhões de investimentos na preservação do patrimônio histórico, fora tudo que já anunciei como a reforma da Baixa dos Sapateiros e uma série de outros investimentos”, diz Wagner.

No programa, o governador destaca a importância histórica da participação baiana na consolidação da Independência do Brasil. “Realmente esta é uma semana especial – são 190 anos do 2 de Julho de 1823, quando não só a Bahia como também o Brasil ficaram independentes da Coroa Portuguesa”.

Wagner afirma que foi na Bahia onde mais morreram pessoas lutando pela independência brasileira, enfatizando que essa parte da história dos heróis baianos ficou mais relevante, a partir deste ano, com a decisão da presidente Dilma Rousseff, em transformar o 2 de Julho de 1823 em data histórica nacional. “Espero que os brasileiros e os baianos reconheçam nossos verdadeiros heróis da Independência”.

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930