WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

fevereiro 2023
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  


:: ‘Dr. Rafael Andrade’

Cidade Azul: Mutirão do Diabetes de Itabuna é exemplo para o Brasil

Uma Cidade Azul no tratamento e prevenção do diabetes. Em sua 18ª. edição, o Mutirão do Diabetes de Itabuna, mais uma vez mostrou o município sulbaiano como exemplo na prevenção da doença, mobilizando toda a comunidade em torno de uma causa de grande alcance social.

Durante os dois dias do evento, realizado na Terceira Via Hall, o mutirão, promovido pela ONG Unidos pelo Diabetes, realizou cerca de 1600 atendimentos a pacientes com diabetes por médicos especialistas em olho e pé, 300 atendimentos de coração e rim e exames laboratoriais. Também foram realizados mais de 3 mil testes de glicemia ao público para detecção de novos casos de diabetes, além de ações de orientação na Feira Multidisciplinar de Saúde em Diabetes.

O Dr. Rafael Andrade presidente da ONG Unidos pelo Diabetes, ressalta que “a adoção de novas tecnologias como a telemedicina e a inteligência artificial, além dos serviços de prevenção deram uma nova dimensão ao Mutirão. Praticamente montamos uma ´cidade´ para a atenção ao diabetes e quero agradecer a todos os parceiros e voluntários que transformaram esse sonho em realidade, num trabalho que precisa ser permanente”.

O Dr. Cristiano Caixeta, presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia afirma que “o mutirão de Itabuna é um exemplo nacional e internacional de como uma ação que envolve órgãos públicos, entidades privadas e o terceiro setor, num processo multidisciplinar. É fantástico participar de algo que muda a saúde do município e da região, congregando o atendimento especializado e a prevenção, que é modelo na construção de políticas públicas para o país”.

REFERÊNCIA MUNDIAL

De acordo com o Dr. Levimar Araújo, presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, esse “é um projeto extraordinário que já está sendo replicado em dezenas de cidades brasileiras e que precisa ser levado para outros países. O Dr. Rafael Andrade plantou uma semente que que gerando frutos e ficamos felizes em participar e constatar o carinho com que a comunidade do Sul da Bahia abraça esse mutirão.

 

O oftalmologista Dr. Fernando Malerbi, que veio de São Paulo para atender no Mutirão, destaca que “Itabuna hoje é uma referência mundial nessa grande mobilização para prevenir uma doença que silenciosa que atinge milhares de pessoas, tratando os pacientes e orientando sobre ações que resultam na qualidade de vida”.

Atualmente o Mutirão itabunense é replicado em mais de 30 cidades brasileiras e está incluído no calendário oficial da Federação Internacional do Diabetes.

ATENÇÃO PERMANENTE

O prefeito de Itabuna Augusto Castro destaca que “O Mutirão do Diabetes é referência não só na Bahia, mas em todo o país e isso é muito gratificante porque nos motiva a cada ano a fortalecer ainda mais essa parceria entre a iniciativa privada e o poder público, pois, só traz benefícios para a população”. Para a secretária municipal de Saúde de Itabuna, Dra. Lívia Mendes, “o Mutirão é planejado com muito cuidado para oferecer um atendimento especializado e assistência à população, com profissionais de saúde e voluntários trabalhando em conjunto”.

Através da parceria entre a Prefeitura e a ONG Unidos pelo Diabetes, as ações de acompanhamento e prevenção, fazem parte do dia a dia nas Unidades Básicas de Saúde.

Lucas Ribeiro, superintendente da Caixa Econômica Federal, uma das apoiadoras do Mutirão, ressalta que “Itabuna transformou o Mutirão numa marca de como cuidar da saúde através da prevenção, numa grande mobilização da qual a Caixa se orgulha em participar”.

A Campanha Novembro Azul em Itabuna que além Mutirão inclui ações com a Cidade Azul, com iluminação de logradouros e espaços públicos, estabelecimentos comerciais e residências com a cor mundial da prevenção, a Pedalada Azul, lives no Instagram e concurso temático “Unidade de Saúde Azul”, será encerrada no próximo dia 27, com o Aulão Azul na Praça Rio Cachoeira.

O Mutirão do Diabetes 2022 é uma realização da ONG Unidos Pelo Diabetes com o apoio do Hospital Beira Rio, Caixa Econômica Federal e Novonordisk.

Mutirão do Diabetes de Itabuna atrai multidão e oferece atendimento gratuito à população

 

Itabuna é palco do Mutirão do Diabetes, um dos mais importantes eventos de promoção à saúde da população, aberto nesta quinta-feira, dia 17, na Terceira Via Hall, na Avenida José Soares Pinheiro, e que se estendendo até amanhã. Nesse primeiro dia, a 18ª edição do evento superou a expectativa da organização ao receber uma multidão em busca de exames gratuitos para detecção do diabetes e também promoção à saúde por meio de informação e orientação.

O coordenador do Mutirão do Diabetes e presidente da ONG Unidos pelo Diabetes, médico Rafael Andrade, adiantou que a abertura oficial será nesta sexta-feira, dia 18, às 8 horas, contando com a participação de especialistas e autoridades do prefeito Augusto Castro (PSD) e de várias partes do país. “Hoje estamos nos apresentando, embora muita gente já conheça o evento”, afirmou.

Com atendimento das 8 às 13 horas estão sendo realizados exames do pé diabético e do fundo de olho e prestadas orientações sobre serviços gratuitos oferecidos à comunidade, como a campanha de detecção do diabetes através dos exames de glicemia, pressão arterial e muitos estandes com profissionais para orientar o público, com as ações integradas à Secretaria Municipal de Saúde, por meio de equipes das Unidades Básicas e de Saúde Família.

 

Secretaria de Saúde de Itabuna Dra. Livia Mendes e o coordenador do Mutirão Dr. Rafael Andrade

O médico Rafael Andrade aproveitou para destacar a importante parceria da Prefeitura de Itabuna, ao confirmar que o Mutirão do Diabetes é um evento integrado à saúde pública com a participação de profissionais da Atenção Primaria, além de Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias, que trabalham voluntariamente.

Ele disse que neste ano o Mutirão deu um passo à frente ao adotar novas tecnologias como Retinografia Digital, com uso de algoritmo de Inteligência Artificial (IA), e a emissão de laudos usando a tecnologia da Telemedicina, o que garantirá maior precisão e rapidez nos diagnósticos.

A expectativa da organização é de que o Mutirão do Diabetes reafirme Itabuna como referência nacional e mundial na prevenção da doença, como já vem ocorrendo, de acordo o médico Rafael Andrade. Segundo explicou, atualmente já são cerca de 40 as cidades brasileiras inspiradas e treinadas pela ONG Unidos pelo Diabetes que já realizam mutirões semelhantes. “Isso significa que o projeto deu certo desde a sua primeira edição, em 2004”, acrescentou.

:: LEIA MAIS »

Mutirão do Diabetes terá serviços médicos gratuitos e orientações para a população

 

Considerado um dos principais eventos de tratamento e prevenção da doença e incluído no calendário oficial da Federação Internacional do Diabetes, o Mutirão do Diabetes de Itabuna chega à sua 18º. Edição em 2022.

Promovido pela ONG Unidos pelo Diabetes, o mutirão acontece nos próximos dias 17 e 18 de novembro, das 08 às 13 horas, na Terceira Via Hall, na Avenida JS Pinheiro, com atendimento médico especializado e ações de prevenção, totalmente gratuitos.

De acordo com o Presidente da ONG e Coordenador do Mutirão, Dr. Rafael Andrade “ o novo espaço concilia praticidade, segurança aos pacientes e visitantes dentro de um conceito inovador de atendimento personalizado e adoção de novas tecnologias”, que fazem o projeto itabunense ser replicado em mais de trinta cidades brasileiras.

:: LEIA MAIS »

Pedalada Azul reúne dois mil ciclistas e incentiva atividades saudáveis na prevenção do diabetes

 

Um domingo de atividades saudáveis e orientações sobre a prevenção do diabetes. A Pedalada Azul, com o tema “Tiramos o Diabetes da Pista”, promovida pela ONG Unidos pelo Diabetes, reuniu cerca de dois mil ciclistas, que percorreram ruas e avenidas do centro e dos bairros, colorindo a cidade com a cor mundial da campanha Novembro Azul.

“Esse é um evento que valoriza a saúde, porque a prevenção evita o agravamento do diabetes e é um marco da Campanha Novembro Azul porque une toda a cidade, numa atividade que confraterniza as pessoas em torno de uma causa de grande alcance” afirma o Dr. Rafael Andrade, presidente da ONG Unidos pelo Diabetes.

 

Dr. Rafael Andrade

Parceira da campanha Novembro Azul, a Prefeitura de Itabuna ofereceu suporte para a Pedalada, através da Secretaria de Transportes e Trânsito. “a Pedalada Azul, ao percorrer o centro e bairros leva a importante mensagem da prevenção, que é um dos focos da campanha e estamos garantindo que todo o trajeto seja feito com segurança” disse o secretário Tales Silva. Já a secretária municipal de Saúde, Dra. Livia Mendes “essa é mais uma demonstração de que o diabetes pode ser controlado com atividade física, alimentação saudável, conscientizando a população de Itabuna e colorindo a cidade de azul”.

“A Pedalada Azul incentiva uma mudança de atitude, mostrando à população que é possível conviver com o diabetes, através da prática de esportes e de uma alimentação saudável, além de ser um exercício de cidadania, arrecadando alimentos para as famílias carentes”, afirma Ana Sales do Grupo Pedal Bom. Foram arrecadadas mais de uma tonelada de alimentos não perecíveis, que serão entregues ao projeto Itabuna do Bem, para serem distribuídas a entidades beneficentes do município.

Aos 65 anos, o cadeirante

Luiz Abdo

Miralha, fez questão de participar da Pedalada Azul. “É muito estimulante estar aqui, dando um exemplo de que a gente deve ser unir em torno de um evento que valoriza a qualidade de vida”.

 

Durante todo o percurso, um minitrio fornecia orientações sobre as formas de prevenção da doença. O evento foi encerrado na Praça Rio Cachoeira, com sorteio de brindes, prática de ginástica e apresentação do DJ Nadinho.

A Pedalada Azul, que teve a coordenação dos grupos de ciclismo de Itabuna, contou com o apoio do Hospital Beira Rio, Caixa Econômica Federal, Óticas Carol e Novonordisk, é um dos eventos de mobilização para o 18º Mutirão do Diabetes de Itabuna, que acontece dias 17 e 18 de novembro na Terceira Via Hall com serviços médicos e orientações gratuitos para toda população.

 

Dr. Rafael Andrade no Tikvah Poadcast

O presidente da ONG Unidos pelo Diabetes e coordenador do Mutirão do Diabetes de Itabuna, Dr. Rafael Andrade, participou do Tikvah Poadcast.

Confira:

ONG Unidos pelo Diabetes promove capacitação para Mutirão em Itabuna

Dr. Rafael Andrade

A ONG Unidos pelo Diabetes promoveu a capacitação de voluntários e profissionais de saúde que vão atuar no Mutirão do Diabetes de Itabuna, considerado o maior evento de prevenção e tratamento da doença e cujo modelo já é replicado em cerca de 30 cidades brasileiras.

Coordenadas pelo presidente da ONG e coordenador do Mutirão Dr. Rafael Andrade, as capacitações mobilizaram pessoas que também atuarão como agentes multiplicadores. Os enfermeiros e os agentes comunitários que atuam nas Unidades Básicas de Saúde de Itabuna receberam treinamento para o atendimento aos pacientes no mutirão e para o acompanhamento permanente nas UBS. Já os estudantes de Enfermagem e professores da Faculdade Anhanguera foram capacitados para a realização dos testes de glicemia, para detecção de casos de diabetes.

Na última etapa da capacitação, os estudantes dos cursos de Medicina e de Enfermagem da Universidade Estadual de Santa Cruz e da Faculdade Santo Agostinho, receberam orientações para atuar junto aos médicos no tratamento do olho, pé e rim diabético.

“Um dos focos do Mutirão é capacitar os profissionais de saúde do futuro que vão tratar dos portadores de diabetes, com um olhar humano, acolhedor, integral e multidisciplinar”, afirma o Dr. Rafael Andrade.

 

O Mutirão do Diabetes de Itabuna, que chega à sua 18ª. edição em 2022, conta com o apoio da Prefeitura de Itabuna através da Secretaria Municipal de Saúde, e acontece dias 17 e 18 de novembro, na Terceira Via Hall.

Encontro debate Campanha do Dia Mundial do Diabetes e destaca Mutirão em Itabuna

mutirão D (2)A Federação Nacional de Associações e Entidades de Diabetes-FENAD e a Associação Nacional de Atenção ao Diabetes-ANAD, realizaram o Encontro para a Campanha Nacional do Dia Mundial do Diabetes 2022. O encontro foi coordenado pelo Dr. Paulo Henrique de Ávila Morales e pelo Dr. Rafael Andrade, idealizador e coordenador do Mutirão do Diabetes de Itabuna.

 

 
Entre os temas debatidos, o histórico do mutirão em Itabuna, considerado uma referência nacional, e as experiências de mutirões em Ribeirão Preto-SP, Belo Horizonte-MG, São Gonçalo-RJ, Joinville-SC, Vitória-ES, Blumenau-SC, Goiânia-GO, Campo Grande-MS, Rio de Janeiro-RJ, e Vitória da Conquista e Itapetinga, na Bahia, todos eles inspirados no modelo itabunense. O encontro também discutiu a importância dos mutirões para os portadores de diabetes.

mutirão D (1)
O Dr. Rafael Andrade destacou que o evento “serviu para uma troca de experiências entre profissionais de oftalmologia e de diversas áreas para aprimorar e ampliar o atendimento, tanto na prevenção como no tratamento da doença. Ele disse ainda que “o mutirão de Itabuna hoje é replicado em mais de 30 cidades brasileiras, beneficiando milhares de pessoas”.

 

 

 

Em 2022, o Mutirão do Diabetes de Itabuna acontecerá em algumas etapas durante o mês de novembro.

 

Dr. Rafael Andrade participa de Simpósio Internacional de Oftalmologia em São Paulo

dr Rafael destaque editada ok

O oftalmologista Rafael Andrade, Superintendente Médico do Hospital Beira Rio, em Itabuna, está participando do 44ª SIMASP, um Simpósio Internacional de Oftalmologia, que acontece até este sábado (18), em São Paulo.

O evento foi aberto na última quarta-feira (15), e reúne vários especialistas do país e do exterior no pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera.

Durante o congresso, o médico itabunense apresentou duas conferências, sobre o Mutirão do Diabetes e a importância da retinopatia diabética no país. Ali também acompanhou palestras e apresentações de painéis de discussão sobre temas atuais da Oftalmologia com os maiores especialistas do Brasil.

oftalmologia

“Essa é uma oportunidade de mostrar a excelência da medicina oftalmológica que desenvolvemos em Itabuna, divulgar o Mutirão do Diabetes e também agregar novos conhecimentos”, observa Dr. Rafael Andrade.

Ainda participam do Simpósio os oftalmologistas que integram o quadro médico do Hospital Beira Rio: Dra. Larissa Andrade, que acompanha principalmente as discussões sobre córnea, catarata e cirurgia refrativa, Dr. André Castelo Branco e Dra. Camila Netto.

Abril Marron e prevenção da cegueira

Dr. Rafael Andrade

 

mutirão itabuna Dr. RafaelO Abril Marrom teve como objetivo alertar sobre a Prevenção, o Combate e a Reabilitação aos diversos tipos de cegueira.

Durante todo o mês, entidades médicas, hospitais, associações de pacientes e órgãos governamentais realizam atividades de conscientização da população sobre os cuidados com a visão. Durante o Abril Marrom, ocorrem ainda mutirões de atendimento oftalmológico e eventos sobre o tema.

A iniciativa é fundamental, já que a maioria dos casos de cegueira é  tratável quando diagnosticada precocemente. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), de 60% a 80% dos casos de cegueira são evitáveis, e só no Brasil, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) , são mais de 6 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência visual.  Então, divulgar a ideia do Abril Marrom significa salvar a visão de milhares de pessoas.

O abril Marrom surgiu em 2016 a partir da iniciativa do Professor Doutor. Suel Abujamra, ex-presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO).

O mês de abril foi escolhido por ser neste mês comemorado o Dia Nacional do Braille, o dia 8 de abril. A data é o nascimento de José Álvares de Azevedo (08 de abril de 1834) o professor responsável por trazer, em 1850, o alfabeto Braille ao Brasil. A cor marrom foi a escolhida para a Campanha, por ser a cor de íris mais comum nos olhos dos brasileiros.
As principais causas da cegueira em adultos são a catarata, o glaucoma, a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e o diabetes (ou edema macular diabético – EMD).

 

:: LEIA MAIS »

Com novas tecnologias, Mutirão do Diabetes de Itabuna supera desafios da pandemia

Modelo itabunense é replicado em 30 cidades brasileiras em 2021

diabetes em ação (2)

Em função da pandemia da Covid 19, o Mutirão do Diabetes de Itabuna, promovido pela ONG Unidos pelo Diabetes, Prefeitura Municipal e Hospital Beira Rio, aconteceu em formato híbrido. Iniciado com a captação de pacientes por Agentes Comunitários de Saúde (ACS), seguido de uma triagem realizada no CAIC, seguindo todos os protocolos de saúde. Cerca de 700 pessoas participaram de uma tele-triagem feita por técnicos treinados, sendo realizada a Retinografia Digital, com laudo a distância, além de exames do pé diabético e em seguida, o exame de retinografia digital. As imagens foram enviadas para uma equipe médica de oftalmologistas especialistas de em Retina e Vítreo que emitiram laudos, com apoio da Inteligência Artificial, sinalizando quais os pacientes graves que deveriam receber atendimento especializado.

 

Dr. Rafael Andrade

Dr. Rafael Andrade

No dia 20 de novembro, cerca de 120 pacientes tiveram atendimento no  Hospital Beira Rio, no dia 20 de Novembro,  para avaliação presencial  e realização de exames e avaliação multidisciplinar, com  mapeamento de retina, exames especializados para avaliação com nefrologistas e avaliação cardiológica com eletrocardiograma. 38 pacientes foram submetidos a tratamento gratuito com fotocoagulação a laser. Os casos que necessitem de tratamento mais demorado serão atendidos com o aval da Secretaria Municipal de Saúde.

 

EXPANSÃO DOS MUTIRÕES

 

“Além de todos os protocolos de distanciamento o que realmente veio para ficar foi o uso da telemedicina, ou o telediagnóstico, principalmente para o rastreio da retinopatia diabética e outras doenças associadas”, afirma o médico Rafael Andrade,, presidente da ONG Unidos pelo Diabetes e idealizador e coordenado do Mutirão. “As dificuldades aceleraram soluções que servirão pós pandemia com certeza para democratizar o acesso, principalmente em lugares mais distantes ou esquecidos”, afirma o Dr. Rafael.

diabetes em ação (3)

Através da ONG Unidos Pelo Diabeteses, o modelo do Mutirão de Itabuna vem sendo replicado, inspirando campanhas em várias cidades, por meio de consultoria à distância, cursos presenciais para mutirões nos congressos médicos, e alguns casos, com treinamento presencial em loco na própria cidade. Eles  aconteceram em 17 cidades do Brasil em 2018 e evoluindo para 24 cidades em 2019, atingindo todas as regiões do Brasil. Em 2020, poucas cidades chegaram a fazer alguma ação, quando em Itabuna, foi desenvolvido este novo modelo adaptado. Em 2021, cerca de  30 cidades do Brasil fizeram mutirões que foram inspirados e treinados pelo modelo de Itabuna.

diabetes em ação (4)

“Os mutirões em todo o Brasil estão atingindo grande poder ação, ficando cada vez maiores, multidisciplinares e impactantes, e tendo como foco principal a prevenção, através de exames do fundo olho, pé e rim diabéticos, atividades educativas, de mobilização e envolvimento da comunidade”, finaliza o Dr. Rafael Andrade.

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia