hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘cuidados’

Vai viajar e deixar seu animal sozinho? Veja algumas dicas sobre cuidados com os pets no feriadão

Dra. Hannah Thame

hannah thameCom a chegada de mais um feriado prolongado, a maioria das pessoas se programa para viajar e passar um período fora de casa, no entanto, muitas esquecem os cuidados que devem ter com seus bichinhos de estimação para que estes fiquem em segurança durante a sua ausência. Dentre os problemas que podem acontecer, os mais frequentes são acidentes domésticos,  intoxicação alimentar e, até mesmo, fugas devido ao medo dos fogos de artifício.

A intoxicação alimentar é um dos principais problemas que levam os animais à emergência nos períodos festivos do final do ano. Alimentos muito gordurosos, por exemplo, podem levar a vômitos e diarreia. Já os chocolates podem causar graves intoxicações, já que os cães possuem grande deficiência em metabolizar os seus componentes, o que também pode ser causado pela ingestão de algumas frutas secas e castanhas. Os ossos e pedaços maiores de carnes também devem ser evitados, pois podem levar a obstrução intestinal.

ernesto (2)

Se você vai viajar e não pode levar seu animal junto, tente não deixa-lo sozinho. Para isso, existem os serviços de hospedagem, como os hotéis para cães, que garante que seu animalzinho passe esse período longe de você em segurança. Pesquise e encontre o melhor para seu pet, ele merece!

 

Hannah Thame é Médica Veterinária e Mestre em Ciência Animal – UESC

Dermatologista alerta sobre com queimaduras no período junino

fogos

O manuseio de fogos de artifícios, as brincadeiras em volta das fogueiras e as cocções feitas em grandes panelas ou tachos tão comuns no mês de junho, escondem um grande perigo, as famosas queimaduras, que além de ocasionar problemas físicos, podem ocasionar danos psicológicos e até levar a óbito.

WhatsApp Image 2018-06-21 at 11.34.16Segundo a médica e Pós Graduanda em Dermatologia, Jackeline Rezende, do corpo clínico da Santa Casa de Itabuna, entende-se como queimadura as lesões causadas na pele, provocadas por contato direto com: produtos químicos, radiação, calor ou frio, corrente elétrica entre outros agentes. “O que diferencia a gravidade do ferimento é a profundidade da queimadura. Há três tipos de queimaduras: as de primeiro grau (deixam a pele vermelha, com uma dor leve e inchaço), as de segundo grau (com bolhas, dor mais intensa, podendo desgrudar a parte afetada da pele), as de terceiro grau (dor menos intensa, mas a mais prejudicial, destruindo todas as camadas da pele)”, disse Drª Jackeline.

A médica chama atenção para os cuidados que se deve ter em caso de queimaduras. ”Sempre que acontece um acidente envolvendo queimadura, o ideal é molhar a região queimada com água corrente e não aplicar nenhum remédio ou receita caseira sobre a pele. Em seguida, o paciente deve ser encaminhado a um serviço de saúde, pois em muitos casos o ferimento é pequeno, porém profundo, o que reforça a necessidade de um diagnóstico adequado e de um pré-atendimento especializado”, ressaltou.

Read the rest of this entry »

Como cuidar do seu pet no verão

Dra. Hannah Thame

hannah thameÉ certo que os pets merecem nossa atenção em todas as estações do ano, porém, no verão, devido à alta temperatura a qual os animais são submetidos, nossa atenção com eles deve ser redobrada. Alguns cuidados são essenciais para garantir a sanidade dos nossos bichinhos, então prestem atenção nas dicas a seguir.

Ao sair para passear com seu animal, não se esqueça de levar uma garrafa de água para ajudar na sua hidratação durante o percurso, pois, devido ao calor e ao esforço físico sob temperaturas elevadas, há grandes chances de o animal desidratar, por isso, esteja sempre atento quando seu animal começar a ficar com a língua de fora de forma insistente. Mesmo dentro de casa é necessário sempre fornecer água fresca e de preferência gelada, alguns animais adoram quando são colocadas pedrinhas de gelo no seu bebedouro.

Nada de levar seu pet para passear nas horas mais quentes do dia, pois isso pode ocasionar queimaduras graves nos coxins, aquelas “almofadinhas” embaixo das patas. Por isso, antes de sair, é sempre bom verificar a temperatura do asfalto ou areia para se certificar de que nada de ruim irá acontecer com seu amigo.

cheJamais deixe seu cão ou gato preso dentro de um carro, mesmo com as janelas abertas, pois a temperatura pode subir rapidamente, levando o animal a um quadro de insolação, que pode evoluir para a morte. Atenção especial deve ser dada aos animais braquicefálicos, ou seja, aqueles que apresentam focinho curto, como os pugs, bulldogs e gatos persas, que devido a essa característica apresentam certa dificuldade respiratória.

Apesar de não parecer, animais também precisam de protetor solar, principalmente aqueles de pelagem clara, tendo em vista a alta incidência de câncer de pele. Nesses casos, é necessário conversar com um Médico Veterinário para que esse profissional possa indicar o tipo de protetor necessário para proteger seu pet dos raios solares.

Por fim, deve-se ter controle de pulgas e carrapatos, tendo em vista que a incidência desses parasitas aumenta nessa época do ano. Portanto, fique sempre atento para evitar a contaminação do seu animal, evitando danos posteriores.

(*) A Dra. Hannah Thame é Médica Veterinária e Mestre em Ciência Animal com ênfase em Sanidade Animal pela Universidade Estadual de Santa Cruz

Pessoas com asma devem evitar o contato com a fumaça dos fogos juninos

fogos e asmaO início do inverno no Brasil coincide com o Dia Nacional do Controle da Asma, 21 de junho. Neste dia, médicos, organizações e planos de saúde, a exemplo do Planserv – Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais, buscam alertar a população sobre uma das doenças que mais levam os cidadãos aos serviços de urgência. Na região nordeste, neste período, a inalação de fumaça proveniente da queima de fogos de artifício, comuns nos festejos juninos, costuma piorar a situação. “O melhor é evitar o contato”, sugeriu a pneumologista credenciada ao Planserv, Marta Leite.

Segundo a médica, uma crise asmática pode ser desencadeada quando o paciente se expõe a substâncias transportadas pelo ar, tais como fumaça, sobretudo provocada por cigarro e fogos; ácaros; poeira; pelos de animais; poluentes ambientais; mofo; substâncias químicas (tintas, desinfetantes e produtos de limpeza) e infecções virais (gripe), além de certos medicamentos. “Fatores emocionais e atividade física intensa também podem provocar irritação das vias aéreas”, disse.

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031