hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘China’

Chineses investem R$ 400 milhões na construção de usinas na Bahia

Foto Manu Dias_GOVBA

A notícia que o grupo chinês Jiangsu Communication Clean Energy Technology (CCETC) pode investir cerca de R$ 400 milhões para construir duas termoelétricas na Bahia – Camaçari Muricy II e Pecém Energia, de 143 megawatts (MW) cada -, agitou o mercado. Os dois projetos, que já têm protocolo assinado com o Governo do Estado, vão garantir a estabilidade do sistema industrial baiano e gerar empregos.

Além disso, as instalações das duas termoelétricas no Polo Industrial de Camaçari darão maior segurança ao sistema regional e nacional de energia. Isto porque as energias térmicas e hidráulicas são consideradas energias firmes que podem ser acionadas ou não, na medida da necessidade do sistema.

De acordo com o superintendente de Atração e Desenvolvimento de Negócios da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Paulo Guimarães, a implantação das termelétricas aumenta a possibilidade da expansão da geração de energias renováveis que são consideradas intermitentes, ou seja, que dependem do sol e do vento para gerar energia solar e eólica. Ainda segundo Paulo, em uma eventualidade de redução de energia dessas duas fontes, é possível acionar a energia térmica que dá robustez ao sistema.

Read the rest of this entry »

Em Brasília, governo baiano discute obras da Fiol e do Porto Sul

Foto Fiol - Elói Corrêa_GOVBA (3)

As obras da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol) e do Porto Sul na Bahia foram pauta de reunião entre o governador Rui Costa e o embaixador da China, Li Jinzhang, nesta segunda-feira (9), em Brasília. O objetivo principal é cumprir as etapas de negociação para viabilizar o início dos trabalhos. Para impulsionar o cronograma, o Governo do Estado se dispôs a prestar todo o apoio necessário e pediu ao representante do governo chinês que a embaixada fosse um elo junto ao consórcio liderado pela China Railway Group, interessado na execução das obras.

Porto Sul

O embaixador Li Jinzhang garantiu que marcará um novo encontro com o consórcio para que o acompanhamento seja detalhado e as informações repassadas às instâncias governamentais brasileiras. O secretário estadual da Casa Civil, Bruno Dauster, ofereceu o apoio necessário para o encaminhamento das soluções de entraves burocráticos e de licenciamento para tornar possível a obra, além de contribuir na interlocução com os municípios.

Na China, Maurício Barbosa faz palestra sobre Segurança Pública

3A Segurança Pública no Brasil e na Bahia foi o tema abordado por Maurício Barbosa durante palestra na China. O secretário da segurança pública da Bahia participou, na manhã desta quinta-feira (10), do evento Safe Ciy Summit 2018, em Shenzen, que discute iniciativas para cidades seguras.
Um panorama dos problemas enfrentados no Brasil e as ações desempenhadas na Bahia, no combate ao tráfico de drogas, crimes contra a vida e organizações criminosas fizeram parte da apresentação de Barbosa. O convite para o secretário participar foi feito pelo Governo de Shenzen, cidade considerada o Vale do Silício da China, berço das maiores empresas de tecnologia.

Aproximadamente 500 autoridades, especialistas em Segurança Pública no mundo, estavam na plateia. A implantação do Centro de Operações e Inteligência (COI), estrutura moderna que integra monitoramento de câmeras, sistema de rádio e inteligência policial também foi mostrada para representantes do Panamá, Colômbia, Costa Rica, República Dominicana, Turquia, Rússia, Gana, entre outros países.
“Estamos aqui repassando conhecimento, uma síntese do trabalho da polícia baiana, e buscando novas soluções tecnológicas. O objetivo é a modernização contínua das ações preventivas, repressivas e de inteligência das forças de segurança estaduais”, declarou Maurício Barbosa.

CR20 dispõe de 3 bilhões de dólares para Ponte Salvador – Itaparica e SVO

IMG_1084O vice-governador e secretário do Planejamento João Leão recebeu hoje pela manhã, no gabinete da Seplan, uma delegação chinesa de representantes da CR-20, que faz parte do grupo das 5 maiores empresas de construção de pontes e sistemas viários do mundo. Os chineses vieram informar ao governo baiano a disposição da empresa de investir 3 bilhões de dólares na construção da ponte Salvador – Ilha de Itaparica e na duplicação das rodovias que ligam a Ilha aos municípios de Santo Antônio de Jesus e Valença. Durante a reunião, que contou com a presença do coordenador do projeto SVO o economista Paulo Henrique Almeida, os representantes da CR20 analisaram aspectos técnicos e da equação econômica do projeto. Após a reunião na Seplan a comitiva foi conduzida pelo Vice-Governador até a governadoria para informar a intenção da CR20 ao governador Rui Costa.

Para o vice-governador João Leão “o interesse da CR20 em aportar este montante de capital na construção da Ponte evidencia a solidez técnica e viabilidade econômica do projeto SVO que, enquanto governo do Estado, tivemos a capacidade de construir”. “Ainda assim, diz o Vice-Governador, mesmo havendo esta boa manifestação da CR20, nosso propósito é conduzir sempre com o máximo de transparência a licitação para bater o martelo e escolhermos quem irá construir a ponte e todo o sistema viário que o projeto define, já que existe interesse de outras empresas brasileiras e inclusive de outros países”.

O coordenador do projeto SVO, Paulo Henrique Almeida, diz que “tem uma relevância muito grande que uma empresa com o know-how da CR20, que construiu centenas de pontes, sistemas viários e ferroviários, em diversos países, considere o projeto SVO como um projeto técnico e economicamente pronto para ser executado. Isso nos deixa feliz, porque o SVO é um projeto de equipe que, além das empresas especializadas em estudos técnicos-estruturais, oceânicos e econômicos, tem um grande número de profissionais baianos que contribuíram para a sua construção”.

“Estamos fazendo ajustes para que possamos ter a retomada da Fiol e o início do Porto Sul”, afirma Rui Costa após reunião com chineses

Foto_Alberto Coutinho_GOVBA (3) (1)

Os principais executivos de duas empresas chinesas que formam o consórcio com a Bahia Mineração para construção do Porto Sul e Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), além da exploração da mina de minério de ferro em Caetité, se reuniram com o governador Rui Costa, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, e o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, na tarde desta terça-feira (20), na Governadoria, em Salvador.

Foto_Alberto Coutinho_GOVBA (2)Durante encontro de apresentação, os executivos das empresas CREC e CCCC reforçaram o interesse em, juntamente com a Bahia Mineração, iniciar as atividades o quanto antes no estado da Bahia. Além da visita ao governador, o grupo de 11 chineses visitou essa semana a mina em Caetité, as obras da Fiol e o local onde será construído o Porto Sul, em Ilhéus. Antes do encontro com o governador, nesta terça (20), eles também fizeram uma visita de cortesia a uma comissão de deputados na Assembleia Legislativa (Alba).

Na ocasião, Rui destacou o trabalho que vem sendo realizado para trazer grupos estrangeiros que tenham interesse nos projetos e afirmou que até o fim deste ano será tomada uma decisão. “Nos reunimos com o consórcio formado por empresas chinesas que estão se preparando para disputar o leilão [da Fiol], que o governo federal deve publicar ainda esse ano. A minha expectativa é de que possamos ter uma solução definitiva sobre esses dois empreendimentos [Fiol e Porto Sul] ainda em 2018. Estamos dando os últimos passos e fazendo ajustes para que no início de 2019 possamos fazer a retomada da obra da ferrovia e o início rápido e consistente do Porto Sul. Daremos um passo expressivo para o desenvolvimento da Bahia e levaremos ao interior do estado uma infraestrutura capaz de acelerar o crescimento e a oportunidade de emprego para o nosso povo”, ressaltou.

Read the rest of this entry »

Acordo entre Bahia Mineração e chineses permite início de cronograma para implantação do Porto Sul

Assinatura Bamin e Chineses Porto Sul Fotos Mateus Pereira GOVBA2

Já estão em andamento no sul da Bahia diversas ações para a construção do Porto Sul na localidade de Aritaguá, Litoral Norte de Ilhéus. Nesta terça-feira (6) mais um passo para a viabilização do empreendimento foi dado com a assinatura, por representantes de três empresas chinesas e da Bahia Mineração (Bamin), de documento que permitirá que as instituições discutam os negócios do projeto para a formação de uma futura joint venture, aliança entre empresas para realização de atividade econômica em comum.

Em dezembro passado, o Governo do Estado e a Bamin firmaram acordo na China com o cronograma de atividades iniciais para as obras do Porto Sul, que já possui todas as licenças necessárias para início da construção.

Assinatura Bamin e Chineses Porto Sul Fotos Mateus Pereira GOVBA (1)Para Rui, o acordo é o segundo grande passo para viabilizar definitivamente a mineração, a ferrovia e o porto aqui na Bahia. “O primeiro passo foi em Pequim, com a assinatura de um documento na presença do presidente chinês, e hoje a gente consolida esse consórcio de empresas chinesas junto com a Bamin, para a realização dos investimentos. Ficamos felizes porque finalmente chegou-se a um entendimento de composição de todos os interessados nesses três projetos, o que viabiliza os investimentos. Nós sempre insistimos que não existe porto sem ferrovia, nem mineração que não tenha um porto e uma ferrovia. Portanto, compartilhando os resultados desses três projetos, nós obtemos um resultado positivo para cada ator econômico e garantimos a principal obra para o desenvolvimento da Bahia para os próximos anos”.

Assinatura Bamin e Chineses Porto Sul Fotos Mateus Pereira GOVBA3Para o presidente da Bamin, Eduardo Ledshaw o passo dado nesta terça-feira é extremamente importante. “Uma parceria que espera consolidar a construção do Porto Sul e abrir o canal para a Fiol e para a mineração. A nossa expectativa é que este ano a gente avance ainda mais para que no ano que vem comecemos as obras tanto do Porto Sul como da mineração. A parceria com o Governo do Estado é fundamental, a gente já começou este ano. Não há outra forma de alcançar o sucesso em um projeto desse porte”.

Acordo em Pequim

 Em setembro de 2017, o governador Rui Costa assinou, em Pequim, acordo com empresas chinesas e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração, para financiamento do projeto do Porto Sul, da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol) e da mina de Pedra de Ferro, localizada em Caetité-Bahia. O documento estabelece que as partes desejam cooperar para o desenvolvimento totalmente integrado do Porto Sul, da Fiol e da mina, já que os três projetos estão interligados.

O Porto Sul tem investimento total previsto de R$ 2,7 bilhões e será construído na localidade de Aritaguá, no litoral norte de Ilhéus. Pelo porto será escoado, principalmente, o minério de ferro extraído pela Bahia Mineração no município de Caetité. A previsão é que cerca de 20 milhões de toneladas ao ano de minério de ferro de alta qualidade sejam escoados pelo prazo de até 30 anos. O minério sairá de Caetité e chegará ao porto, em Ilhéus, através da Ferrovia Oeste-Leste que terá extensão de 1.527 km, sendo 1.100 km no estado da Bahia. A ferrovia terá capacidade para transporte 60 milhões de toneladas por ano.

 


Fotos: Mateus Pereira/GOVBA

Governador, chineses e Bahia Mineração (ERG) celebram acordo para o Porto Sul

porto sul

Mais um passo para a viabilização do Porto Sul será dado nesta terça-feira (6) quando representantes de três empresas chinesas e a Bahia Mineração (Bamin) assinam documento que permitirá que as instituições discutam os negócios do projeto para a formação de uma futura joint venture, aliança entre empresas para realização de atividade econômica em comum. O governador Rui Costa acompanha o ato na Governadoria, às 14h, com a presença também de representantes do Eurasian Resources Group (ERG), acionista da Bamin.

O Porto Sul tem investimento total previsto de R$ 2,7 bilhões e será construído na localidade de Aritaguá, no litoral norte de Ilhéus. Pelo porto será escoado, principalmente, o minério de ferro extraído pela Bahia Mineração no município de Caetité. A previsão é que cerca de 20 milhões de toneladas ao ano de minério de ferro de alta qualidade sejam escoados pelo prazo de até 30 anos.

 

Com chineses, Governo negocia desapropriações na área do Porto Sul

 

porto sul(do Pimenta)- Neste final de semana, uma equipe envolvida com o Complexo Intermodal Porto Sul começou a tratar das desapropriações na área do terminal e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Os contatos começaram na região onde deverá ser construída uma ponte sobre o Almada, fazendo a ligação com o porto off-shore. As ações também buscam acelerar a triagem e realocação de animais silvestres da região.

A expectativa é de que, agora, as obras finalmente saiam do papel, depois da vinda de missão chinesa ao Brasil e assinatura de protocolos entre os governos federal e estadual com grupos empresariais orientais.

As obras do Porto Sul foram anunciadas ainda no Governo Wagner, no final dos anos 2000, mas sofreram idas e vindas por causa de polêmicas ambientais e de questões societárias envolvendo a principal interessada no Porto Sul, a Bahia Mineração (Bamin).

O projeto prevê construção de terminais portuários (privado e público) na zona norte de Ilhéus, interligando-os com armazéns e a Ferrovia Oeste-Leste, que está com quase 100% das obras paralisadas.

Por enquanto, sobra descrença popular no anunciado.

Da parte dos governos,  a sinalização de que agora vai depois do interesse – e do dinheiro – dos chineses, via Fundo Chinês para Investimento na América Latina (Clai-Fund) e China Railway Engineering Group n.10 (Crec)

Acordos bilaterais entre Bahia e China são assinados por João Leão

WhatsApp Image 2017-12-06 at 08.17.22 (1)

Em viagem a China o vice-governador e secretário de Planejamento, João Leão, firmou um acordo bilateral   numa reunião com empresários e representantes do governo de Tianjin, na China. Leão ressaltou a parceria com a China para realizar importantes ações no governo do estado, “Na oportunidade, convidamos o governo chinês novamente para regressar a Bahia para efetivarmos os compromissos assumidos na Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Ilhéus e na aquisição de produtos baianos. Vamos providenciar já o contato com empresários de diversos setores agrícolas e industrial que queiram exportar para a China. A porta está aberta”. Afirmou o vice-governador, após assinatura de acordo bilateral.

WhatsApp Image 2017-12-06 at 08.16.03-1

Após a reunião, João Leão, juntamente com a comitiva de 25 empresários baianos, conheceu o porto de zona livre de Tianjin, uma cidade com 12 mil km quadrados e uma população de cerca de 16 milhões de habitantes, que abriga o maior porto da região norte da China.

Jaques Wagner inicia missão na China

Jaques Wagner - Foto Manu Dias_GOVBAA prospecção e a atração de novos investimentos são os principais objetivos da missão do secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), Jaques Wagner, que começa nesta sexta-feira (10/11) em Xiamen, na China. A extração e beneficiamento de rochas ornamentais será o ponto principal da apresentação para três empresas do setor mineral.

A Bahia é o 3º produtor brasileiro de rochas ornamentais em valor, que pela diversidade em textura e padrões cromáticos têm excelente aceitação nos mercados nacional e internacional, contribuindo para manter a participação do país entre os dez maiores produtores mundiais desse tipo de bem mineral.

“Nosso estado possui grandes jazidas de rochas ornamentais, instalações e know-how adequados para lavra desse bem mineral e instalações de unidades de beneficiamento. Além de agregar valor à cadeia, um investimento como esse gera empregos e renda para os baianos”, afirma Wagner.

De acordo com o superintendente de Promoção do Investimento da SDE, Paulo Guimarães, que acompanha o secretário na viagem, a Bahia dispõe de duas áreas privilegiadas para abrigar um polo graniteiro e verticalizar a cadeia produtiva de rochas ornamentais.

“Ilhéus e Vitória da Conquista, regiões Sul e Sudoeste do estado, concentram mais de 70% do volume dos granitos baianos produzidos. Além de manter o bem mineral no estado, a logística também seria otimizada, já que a distância das pedreiras até esses dois municípios é muito menor que o percurso rodoviário para Vitória e Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, principais centros consumidores das rochas ornamentais baianas”, diz Guimarães.

Read the rest of this entry »

Audiência apresenta memorando da Fiol e Porto Sul firmado pelo Governo na China

fp 2 (1)Os acordos firmados na China pelo Governo do Estado para acelerar o desenvolvimento dos projetos da Ferrovia Oeste Leste (Fiol), do Porto Sul e da Mina Pedra de Ferro foram tema de uma audiência pública realizada na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), na manhã desta quarta-feira (20). O secretário da Casa Civil, Bruno Dauster explicou o que é o memorando de entendimento assinado entre o governo, a Bahia Mineração e um consórcio de empresas chinesas. O secretário ainda esclareceu dúvidas dos parlamentares e demais presentes.

“Eu acho que o memorando traz uma série de novidades. A primeira, que eu acho que não era do conhecimento deles [parlamentares] é o fato de que o memorando trata conjuntamente do Porto Sul, da Fiol e da implantação da mina de minério de ferro. Então, os signatários se comprometem a atuar em todos esses três projetos. O fato de ter todos juntos dizendo isso nos dá uma confiança muito grande”, avalia o secretário Bruno Dauster.

fp 2 (2)O documento, assinado pelo governador Rui Costa no início deste mês na China, estabelece que o Governo do Estado, as empresas chinesas China Railway Group Limited; China Communications Construction Company Ltd; Minmetals Development Co. Ltd; Shougang Fushan Resources Group Limited; e Dalian Huarui Heavy Industry Group Co. Ltd. e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração (Bamin), vão cooperar para o desenvolvimento totalmente integrado dos projetos da Fiol, do Porto Sul e da mina Pedra de Ferro. Essas empresas orientais são de diversos ramos de atuação, como siderurgia, construção civil e mineração, e fecharam um cronograma de atividades com a Bamin envolvendo prazos para execução dos trabalhos.

“É fundamental a gente estar sempre esclarecendo, tanto os deputados, quanto a população em geral sobre os detalhes do projeto, que é muito importante para o estado e para o país. Então, quanto mais a gente disseminar as informações, melhor”, afirma o presidente da Bamin, Claudio Menezes. “A Bamim, junto com o Estado e o consórcio chinês, integra o esqueleto do acordo. Nós temos a convicção que, somente com todas as partes unidas, o projeto vai se concretizar”, complementa.

A audiência foi promovida pela Comissão da Ferrovia Oeste Leste e do Porto Sul na ALBA, que acompanha o andamento do projeto. “Por aqui passaram cerca de 21 deputados que precisavam saber mais informações sobre o memorando e a gente vê que a Fiol é uma realidade. A Comissão está aí para ajudar, vemos a disposição do governador Rui Costa de puxar essa obra para a Bahia e nós temos agora um novo desafio, que todos os políticos baianos se unam”, comentou a presidente da Comissão e deputada estadual, Ivana Bastos. (Fotos: Alberto Coutinho/GOVBA)

Governador visita maior porto marítimo do norte da China

porto chin 1Na manhã deste domingo (3) na China (noite de sábado no horário de Brasília), o governador Rui Costa se deslocou de trem da capital chinesa para a cidade de Tianjin, um importante centro de comércio internacional, para conhecer o porto da cidade e fazer uma visita ao governo local.

O porto de Tianjin é o maior porto do norte da China e tem capacidade de lidar com 550 milhões de toneladas de carga e 14,50 milhões de contêineres. O equipamento foi construído em uma área total de 100 quilômetros quadrados.

Em julho deste ano, o governador assinou em Salvador um memorando de entendimento com o Governo de Tianjin. O documento visa promover cooperação nas mais diversas áreas, como o comércio e a indústria. Também em julho deste ano, a comitiva do Governo de Tianjin, além de passar por Salvador, foi a Ilhéus para conhecer a Zona de Processamento de Exportação e demonstrou interesse em estreitar as relações bilaterais.

porto chin 2

Integram a comitiva do Governo da Bahia os secretários estaduais Fábio Vilas-Boas (Saúde), Bruno Dauster (Casa Civil), Jaques Wagner (Desenvolvimento Econômico), Walter Pinheiro (Educação), o presidente da Bahiafarma, Ronaldo Dias, e a assessora de Relações Internacionais, Fernanda Régis.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30