hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘ceplac’

Brasil pode ser reconhecido como país produtor e exportador de cacau fino

cacau premiumO Brasil pode ser reconhecido como país produtor e exportador de cacau fino ou de aroma pelo Conselho da Organização Internacional do Cacau (ICCO, sigla em inglês), com sede em Abidjã, na Costa do Marfim.

O reconhecimento poderá sair até setembro, de acordo com o técnico da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa),  Fernando Mendes, que neste mês participou de reunião no país africano.

Para Fernando Mendes, trabalho do Grupo OICACAU, constituído por representantes da Ceplac e da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI/Mapa) e do Ministério das Relações Exteriores (MRE), contemplou todas as demandas da ICCO sobre a qualidade das amêndoas de cacau exportadas pelo Brasil em recorte temporal até 2017.

O procedimento de reconhecimento internacional dos países está descrito no texto do Acordo Internacional do Cacau, de 2010, e prevê que os conselheiros da ICCO se reúnam a cada dois anos para finalizar análises e julgar os pleitos encaminhados em um dossiê técnico dos exportadores. No caso do Brasil, o dossiê com as informações requeridas foi elaborado pelo Grupo OICACAU do governo brasileiro.

Read the rest of this entry »

Cacauicultores baianos agradecem a Juvenal Maynart pela sua luta em defesa do cacau e da preservação da Ceplac

juvenalAo destacar a luta, o empenho e o esforço de Juvenal Maynart em defesa da cacacuicultura baiana, entidades representativas dos produtores de cacau do sul da Bahia divulgaram uma Nota Pública, agradecendo-o pelo seu trabalho em prol da preservação eu fortalecimento da Ceplac.

 
Profundo conhecedor da problemática do cacau, Juvenal Maynart Cunha é neto e filho de cacauicultores. Administrador de Empresas, empresário e ex-bancário, ele deixou no último dia 18 de janeiro a Direção Geral do principal organismo federal em atuação no sul da Bahia.

 

 

 

As entidades reconhecem que Maynart, sintonizado com os anseios dos cacauicultores, promoveu uma transformação na Ceplac, que voltou a ser órgão singular do Ministério da Agricultura, com a responsabilidade de cuidar dos Sistemas Agroflorestais brasileiros, e contribuiu para a implantação do Parque Tecnológico do Sul da Bahia, uma parceria da Ceplac com a UFSB-Universidade Federal do Sul da Bahia, a UESC-Universidade Estadual de Santa Cruz e os Institutos Federais.

Juvenal Maynart deixa legado positivo na passagem pela Ceplac

juvenalO administrador Juvenal Maynart Cunha foi exonerado da direção da Ceplac, em Brasília. Mais do que esperada, a saída do gestor não deveria causar alegria para ceplaqueanos e produtores, principalmente pelo legado que construiu em sua passagem pelo órgão, entre 2011 e 2015, na Superintendência da Bahia, até a volta (por cima), em 2017, dessa vez na direção, em Brasília.

Juvenal apostou na Ceplac do futuro, quando a grande maioria dos servidores e até dos produtores só pensavam no passado. Seu maior acerto foi entender “o espírito do tempo”, como sempre diz. “A pessoa, o gestor, que não entende o espírito de seu tempo, já começa derrotado, porque é uma força invencível. Você só vence se aliando ao seu tempo, a esse sentimento de uma geração”, afirma.

ufsb nova r (2)

Os sinais, diz, já estavam à mostra, ficaram evidentes com a Primavera Árabe e se materializaram, no Brasil, em 2013. “Mudou a forma de fazer gestão pública, e quem não entendeu se deu muito mal. Escolhi desenvolver o novo, e isso ficou claro quando associei a Ceplac à Universidade Federal do Sul da Bahia, e com a iniciativa da criação do Parque  Tecnológico do Sul da Bahia, da Ceplac/UFSB/UESC e IFs  ”, observa.

Read the rest of this entry »

Governo da Bahia distribuiu mudas a agricultores familiares em 101 municípios

mudas 2

O ano de 2018 foi de ampliação do número de agricultores familiares contemplados com a distribuição de mudas pelo Governo do Estado, por meio da parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) e o Instituto Biofábrica de Cacau. No ano, 6,7 mil famílias de agricultores foram cadastradas no sistema da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf/SDR) e beneficiadas com a entrega das mudas. De 894.963, em 2017, o número de mudas entregues saltou para 1.293.799 em 2018.

mudas 1A Biofábrica, unidade que está sob a gestão do Instituto Biofábrica de Cacau, é responsável pela produção e distribuição de mudas frutíferas, como cacau, banana, goiaba e abacaxi, além de mandioca e essências florestais, a exemplo do jatobá e pau-brasil, entregues em 101 municípios de 19 Territórios de Identidade.

“Num balanço de quatro anos, conseguimos ver a Biofábrica se reafirmar no seu objeto central: produção e distribuição de mudas de qualidade, colocando-se em um lugar de destaque pelo seu forte apelo e ação concreta de inovação tecnológica. A Biofábrica produz a partir de pesquisa, inovação e assistência técnica, com resultados positivos, atendendo o setor produtivo com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza [Funcep], para a distribuição de mudas certificadas àqueles que não poderiam ter acesso a elas, por conta do alto custo”, destaca o titular da SDR, Jerônimo Rodrigues.

Read the rest of this entry »

MP determina Ceplac como orgão autônomo

juvenalContrariando as expectativas de um possível rebaixamento de classificação da Ceplac na estrutura do Ministerio da Agricultura, foi publicada ontem a Medida Provisória 870, que e determina o retorno  da instituição como  órgão singular autônomo.

Para o diretor geral  Juvenal Maynart (foto)a inclusão da Ceplac na Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Inovação do MAPA, fortalece a pesquisa e a extensão, com foco na implantação de sistemas agroflorestais que garantem a sustentabilidade de lavoura cacaueira.

“Essa é uma conquista de todos os que lutaram pelo fortalecimento da Ceplac, institução fundamental na retoma do crescimento no Sul da Bahia”, disse.

Ceplac testa poda que aumenta produtividade do cacaueiro

cacauPesquisadores do Centro de Pesquisa do Cacau da Ceplac testam técnica de poda e tutoramento que aumenta o número de plantas por hectare e, consequentemente, a produtividade. Os especialistas obtiveram resultados favoráveis com o uso da técnica no cacaueiro, também conhecido como sistema candelabro pela aparência que a planta apresenta.

Este sistema de manejo, desenvolvido no semiárido da Bahia, permite o gerenciamento da planta buscando o equilíbrio entre a parte vegetativa e a parte frutífera da planta.

De acordo com os pesquisadores do centro, George Andrade Sodré e José Basílio Vieira Leite, este manejo tem se mostrado adequado para plantas de pequeno porte, com plantio com densidade acima de 1.600 plantas por hectare.

Os pesquisadores explicam que o cultivo candelabro apresenta potencial para a produção intensiva comercial de cacaueiros. Entretanto, necessita ser validado em áreas maiores e também precisa da realização de estudos de viabilidade econômica, definição de clores, mecanização da poda e outras práticas associadas ao uso do sistema. (do Pimenta)

Fomento a crédito para aumento da produção de cacau é discutido em Itabuna*

cacau sdrDirigentes da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC) e representantes do Banco do Nordeste (BNB), reuniram-se nesta quarta-feira (14), no município Itabuna, para discutir iniciativas estratégicas de acesso crédito, que irão impulsionar o desenvolvimento produtivo da cacauicultura. A agenda integrante as ações do Plano Operacional para o Cacau e Chocolate da Bahia 2018 – 2022, que tem por objetivo garantir o estímulo à competitividade da cadeia produtiva do cacau e o desenvolvimento socioeconômico dos territórios de identidade baianos.

Jeandro Ribeiro, chefe de gabinete da SDR, informou que o foco inicial dessa empreitada é promover o aumento da produção para os próximos cinco anos: “A gente enxerga que o acesso ao crédito é uma ação estruturante para a cadeia produtiva do cacau e hoje isso foi debatido de maneira intensa para definir as diretrizes. Em cinco anos teremos 40 mil hectares de cacau sendo financiados”.

Read the rest of this entry »

Brasil poderá liderar aumento da produção mundial de cacau

cacau (8)A história do cacau no Brasil já passou por altos e baixos, mas os esforços recentes dessa cadeia no País para recuperar a produção já são vistos com otimismo pela comunidade internacional.

Recém-nomeado para a diretoria executiva da Organização Internacional do Cacau (ICCO, na sigla em inglês), o belga Michel Arrion disse ao Valor que acredita que o Brasil deve liderar o crescimento de produção em todo o mundo, ao menos pelas próximas cinco safras.

As safras de cacau do Brasil têm sofrido nos últimos anos com a longa seca que abateu o Nordeste e derrubou os índices de produtividade na Bahia. Ao mesmo tempo, a produção do Pará vem demonstrando franco crescimento, com o apoio da Comissão Executiva de Planejamento da Lavoura Cacaueira (Ceplac).

A estimativa da ICCO é de que a produção brasileira aumentará a uma taxa de 2,6% ao ano entre a safra atual (2018/19, iniciada neste mês) e a safra 2022/23.

Read the rest of this entry »

Biofábrica reproduzirá novos clones de cacau da Ceplac

BIOF A Biofábrica deu início ao preparo de uma nova área em seu jardim clonal de cacaueiro para a inserção dos novos clones lançados pela Comissão Executiva da Lavoura Cacaueira (Ceplac). Os clones Cepec 2204 e Cepec 2176 serão reproduzidos em larga escala por meio de enxertia e miniestaqueamento.

Enxertia é uma forma de multiplicação com a união dos tecidos de duas plantas, cujos benefícios vão da formação de raiz pivotante a uma maior velocidade de desenvolvimento em campo. Já o miniestaqueamento ocorre com o aproveitamento do potencial juvenil de propágulos para indução do enraizamento, e sua vantagem é a precocidade desse enraizamento. Outra vantagem é que leva menos tempo para ir para o campo e promove um aumento na hegemoneidade das características agronômicas da planta.

De acordo com a responsável técnica da Biofábrica, Kaleandra Sena, os métodos de multiplicação atenderão à demanda existente entre os produtores e agricultores. “Com a chegada do Cepec 2204 e do Cepec 2271, a Biofábrica passa a conter, em seu portfólio, 12 clones chamados ‘elites’”, diz.

Read the rest of this entry »

Cacau: pesquisa inédita identifica resistência de plantas à podridão-parda

podridão pardaCausada por fungos, a podridão-parda é responsável por perdas que vão de 30 a 40% na produção global do cacau. Na Bahia, segundo maior Estado produtor do Brasil, somente na safra 2017 a doença gerou prejuízos de 14%, de acordo com o dados do Ceplac, de Ilhéus.

Agora, uma pesquisa genômica inédita realizada na Unicamp e em plantações de cacau do sul da Bahia identificou genes resistentes a três espécies de fungos do gênero Phytophthora presentes no território brasileiro e causadoras da doença. Dois desses fungos são responsáveis por perdas de até 10% da produção mundial.

A descoberta abre caminho para o controle da doença no Brasil e em outras regiões tropicais onde o cacau é cultivado, como na África, que vem sofrendo com a podridão-parda.

Leia a íntegra na Globo Rural.

 

 

 

Ceplac promove curso de Economia em Sistemas Agroflorestais

safA Ceplac, em parceria com a Enagro, está promovendo curso de Economia em Sistemas Agroflorestais com previsão de oferta de turma para o mês de dezembro, em Ilhéus (BA). A data ainda será confirmada. O pré-requisito é que os servidores lotados na Bahia e estados da região Norte tenham graduação ou pós-graduação, preferencialmente, em Agronomia, Engenharia Florestal ou Biologia.

Os instrutores do curso serão Walter Steenbock, Analista Ambiental, doutor em Agronomia, lotado no ICMBio de Santa Catarina e Fernando Antonio Teixeira Mendes, AFFA, doutor em Sistemas Agroflorestais, lotado na Ceplac/Pará.

O 1º curso de Economia em Sistemas Agroflorestais será realizado de 5 a 9 de novembro, em Belém (PA), para 25 servidores da Ceplac, lotados no Pará e Amazonas e nas SFAs desses estados, que atuam direta ou indiretamente com o tema.

Read the rest of this entry »

Ceplac celebra Dia Internacional do Cacau

Cacau (3)

Com o tema “Ceplac em Ação”, o Dia Internacional do Cacau será comemorado nesta terça-feira (18), no auditório da sede regional. Um dos destaques da  programação é a assinatura do convênio de cooperação técnica entre a Ceplac e o Incra/ATER (Assistência Técnica e Extensão Rural), marcada para 10h50.

As atividades começarão às 8h30min, com apresentação do Coral dos Servidores da Ceplac e mensagem do coordenador da Superintendência Bahia e Espírito Santo. Às 9 horas, ocorrerá o lançamento dos clones Cepec 2176 e 2204, com palestra do PhD Uilson Vanderlei Lopes, do Cepex.

Antes da assinatura do convênio haverá premiações e pronunciamentos que exaltam o papel do cacau para o sul da Bahia.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031