hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Posts Tagged ‘Catedral de São Sebastião’

NRS Sul da Sesab comemora 50ª. remessa de vacinas contra a Covid 19

PHOTO-2021-10-10-21-00-02Domilene Costa, gerente do NRS Sul

PHOTO-2021-10-11-15-01-04E depois de dias difíceis, tudo começou a mudar… Enfim… uma luz no fim do túnel.

No dia 19 de janeiro de 2021 às 2:50 da manhã recebíamos as primeiras doses que traziam a esperança para vencermos essa guerra. Um filme passou na cabeça de cada um que esteve todo o tempo envolvido na linha de frente dessa batalha. Dias de luta, que seriam vencidos graças à ciência e a força de cada cada guerreiro envolvido nessa missão.

E assim chegamos com muito orgulho a ? 50 remessas de doses recebidas na Região Sul.
Em números:
105 pousos
650 roteiros terrestres para entrega aos 68 municípios
Trabalho conjunto entre liderado pelo Governo do Estado, Gabinete da Secretaria de Saúde,b Coordenação de Imunização do Estado ( SUVISA/DIVEP), equipe técnica do Núcleo, Polícia Militar, Casa Militar

1.130. 236 primeiras doses recebidas com 92,5% de pessoas vacinadas

871. 669 segundas doses recebidas, com 70,9% de pessoas vacinadas

620. 368 doses de reforço recebidas, com 26,2% de pessoas vacinadas

Uma logística vitoriosa , onde todos trabalham incansavelmente dia a dia.

Estamos aos poucos vencendo, voltando a viver um novo normal. Mas é preciso cuidado.

Os números estão caindo, mas precisamos estar atentos do ponto de vista epidemiológico, principalmente com a introdução da variante Delta que já contabiliza 9 casos confirmados pelo LACEN em nossa região.

Os cuidados sanitários devem ser mantidos. Não podemos esquecer do uso de máscaras, álcool gel, lavagem das mãos, além de evitar aglomerações.

Podemos vencer o vírus. Venceremos! Mas cada um precisa fazer a sua parte.

 

Jorge  contempla o Teatro Municipal, o Vesuvio e a Catedral. Três símbolos da Ilhéus Amadiana...

Jorge contempla o Teatro Municipal, o Vesuvio e a Catedral. Três símbolos da Ilhéus Amadiana…

Exposição de Arte Sacra destacará projeto de 500 anos de Ilhéus

arte sacraO Salão Paroquial da Catedral de São Sebastião, receberá a Exposição de Arte Sacra “Imagens da nossa terra”, que reúne obras que vão do século XVI ao XIX de grandes artistas, peças cedidas por particulares e acervos da Igreja Matriz de São Jorge. O evento acontece entre os dias 28 de junho e 27 de julho, das 8 às 12h e das 13 às 17h, e faz parte do Projeto Ilhéus 500 Anos.

A exposição deve reunir pessoas apaixonadas por cultura sacra, devotos e apreciadores de imagens e esculturas. A iniciativa cultural é elaborada pelo Centro de Estudos e Pesquisas de Olivença e Ilhéus (CEPOI), Diocese do município, Instituto Nossa Senhora da Piedade, Capela e Museu de Arte Sacra da Capitania de Ilhéus, com apoio da Prefeitura e demais patrocinadores.

A mostra integra as programações alusivas aos 485 anos de fundação de Ilhéus e 138 anos de elevação à categoria de cidade, comemorados no próximo dia 28 de junho. Durante todo o período colonial, a arte sacra foi predominante no Brasil, e anos mais tarde, modernistas e contemporâneos também transitaram por este tema.

A  Catedral de São Sebastião está localizada no centro histórico de Ilhéus e foi inaugurada em 1967. O imponente templo católico reúne em sua fachada detalhes minuciosos do estilo neoclássico, como vitrais artísticos, abóbadas e colunas e é, entre tantos, ponto de atração turística dos mais importantes.

Fiéis e turistas celebram a lavagem das escadarias da Catedral de São Sebastião em Ilhéus

Lavagem escadaria Igreja de São Sebastião. Clodoaldo Ribeiro_-45

Religiosos e turistas movidos pela fé, devoção, música e alegria tomaram conta da celebração da tradicional lavagem das escadarias da Catedral de São Sebastião, na praça Dom Eduardo, localizada na avenida Soares Lopes, nesta quinta-feira (17). O início das festividades, uma das mais importantes manifestações religiosas de Ilhéus, ocorreu no Sindicato dos Estivadores, às 9 horas, com batucadas, fanfarras e samba de roda comandados pelos líderes religiosos de matrizes africanas.

Lavagem escadaria Igreja de São Sebastião. Clodoaldo Ribeiro_-19O cortejo de fé arrastou uma multidão, que saiu da Avenida Dois de Julho às 10 horas, e percorreu as principais ruas do centro histórico, em direção as escadarias da Catedral, local onde acontece o ritual candomblecista. Durante o cortejo, turistas brasileiros e estrangeiros, desembarcados do navio MSC Fantasia, juntaram-se aos fiéis religiosos, que seguiam ao lado dos grupos afros Dilazenze, Rastafari, Mini Congo, Zambiaxé e da banda de sopro dos estivadores, Guarda Embaixo.

Ritmo e fé – Baianas com trajes típicos carregavam quartinhas de cerâmica, contendo água de cheiro e flores, e seguravam vassouras para realizar a limpeza das escadas. A beleza do cortejo ficou por conta dos grupos de terreiro Ilê Axé Ballomi, de Pai Toinho; Sultão das Matas; de Mãe Carmosina; o terreiro de Gilmar e Anailton, do Teotônio Vilela, terreiro de Mãe Jeci, do Alto do Coqueiro. Muitas pessoas vestidas de branco acompanhavam o trajeto arrastado por um mini trio no ritmo percussionista dos blocos afros.

A ilheense e estudante, Luna Argolo, frequenta a festa há bastante tempo, e contou que os momentos mais legais para ela foram o desfile das baianas e a lavagem das escadarias. “Todo ano participo, essa festa é maravilhosa para o turismo de Ilhéus. É notório ver a alegria dos turistas ao vivenciar a nossa cultura de perto” comentou.

Pela primeira vez, o mineiro Nilton Barbosa veio para a cidade e disse que foi surpreendido com a festa. “O ponto mais alto da celebração foi ver a multidão unida pela fé e devoção. Isso só se vê na Bahia” exaltou.

21 de setembro, 51 anos da Catedral de São Sebastião, Ilhéus (foto José Nazal)

21 de setembro, 51 anos da Catedral de São Sebastião, Ilhéus (foto José Nazal)

OSBA e noite de magia em Ilhéus

A Catedral de São Sebastião foi palco de um concerto memorável da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), em Ilhéus, na sexta-feira (7), feriado de sete de setembro. A apresentação gratuita foi regida pelo maestro Carlos Prazeres, e marcou o encerramento da segunda etapa do projeto de circulação no interior, “OSBA na Estrada”.

osba 2
O público, que lotou a catedral, foi brindado com um repertório bastante variado, incluindo desde nomes marcantes da música clássica, como Richard Wagner, Claude Debussy e Guiseppe Verdi a estrelas populares nacionais e internacionais, como Beyoncé e Anitta. O vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, disse que foi um momento ímpar para a população. “É uma alegria enorme ver as pessoas vibrando com uma apresentação que enriquece a cultura da cidade”, enfatizou.

Read the rest of this entry »

Catedral de São Sebastião, em Ilhéus,  à noite (foto Mauricio Maron)

Catedral de São Sebastião, em Ilhéus, à noite (foto Mauricio Maron)

Congresso Eucarístico e Mariano comemora o cinquentenário da Catedral de São Sebastião em Ilhéus

Catedral de São Sebastião. foto Clodoaldo Ribeiro (13) (1)

Um dos maiores símbolos da religiosidade católica de Ilhéus e um importante ponto de visitação pública do município, a Catedral de São Sebastião, em Ilhéus, comemora 50 anos. Um dos eventos que marcam esta data está previsto para acontecer neste final de semana e a expectativa é de que a cidade receba mais de três mil fiéis de Ilhéus e de toda a região.  O III Congresso Eucarístico e Mariano, tem como objetivo celebrar os 300 anos da pesca da imagem de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida do Norte (SP), e os 50 anos da inauguração e dedicação da Catedral de São Sebastião.

Representantes de todas as cidades da diocese vão se reunir no Centro de Convenções, domingo, pela manhã. À tarde haverá uma procissão eucarística rumo à Catedral onde será dada a bênção do Santíssimo Sacramento e em seguida será celebrada a Santa Missa concelebrada por todos os padres da diocese. E encerrará os festejos a apresentação da banda católica Anjos de Resgate.

“O ponto de convergência da celebração é a Eucaristia, porque a Igreja vive da eucaristia”, afirma o bispo de Ilhéus, Dom Mauro Montagnolli. São trezentos anos que os católicos recorrem à Nossa Senhora Aparecida e mantem viva a chama da fé cristã. Dom Mauro também destaca que a cinquentenária catedral tem esse nome porque aí está a cátedra, a cadeira do bispo, sinal de unidade da Igreja diocesana. “A cátedra é o locar de onde se ensina. O bispo recebe o poder de Cristo para ensinar o povo fiel. E ele ensina exatamente da cátedra, da cadeira, que está na catedral”, explica.

Read the rest of this entry »

Festa da Lavagem da Catedral atrai multidão em Ilhéus

lavagem 5

O centro histórico de Ilhéus atraiu centenas de pessoas, inclusive turistas, na quarta-feira, 18, com a realização da   lavagem da escadaria da Catedral de São Sebastião.  Com a antecipação da festa, centenas de turistas do navio MSC Prezioza participaram da manifestação popular que faz parte do calendário cultural e turístico de Ilhéus. Na ocasião, a turista Bruna Moreira, que faz o cruzeiro marítimo falou de sua satisfação em participar do evento: “a oportunidade de vivenciar, pela primeira vez, junto com os ilheenses, a celebração que comemora os festejos do padroeiro São Sebastião é muito prazerosa, pois nos aproximamos mais da cidade e conhecemos a cultura local”, declarou.

lavagem 2O cortejo se concentrou na sede do Sindicato dosEstivadores, localizada na Avenida Dois de Julho, a partir das 9h30min, com núcleos de terreiros da cidade, além da entidade carnavalesca Guarda Embaixo e o mini trio. Em seguida, percorreu aRua Eustáquio Bastos, a praçaCairú, as ruas Tiradentese Bento Berilo, e depoispassou pela Avenida Soares Lopes em direção à Catedral, onde as baianas realizaram a lavagem da escadaria utilizando jarras contendo água de cheiro e flores, além da ajuda do carro pipa.

José Edson Alexandre Farias, estivador e organizador do evento, explicou a importância da celebração para os estivadores. Segundo ele, os primeiros estivadores locais, em um determinado momento de dificuldade para o porto de Ilhéus, como a falta de atividades, fizeram uma devoção de fé a São Sebastião, padroeiro da categoria.

Lavagem da escadaria da Catedral de Ilhéus

lavagem 1A lavagem da escadaria da Catedral de São Sebastião, de Ilhéus, será realizada nesta quarta-feira, dia 18, a partir das 10 horas. O ato é precedido de um cortejo popular, cuja concentração acontece na Avenida Dois de Julho e percorrer várias ruas do centro histórico da cidade. A organização do evento une o Sindicato dos Estivadores e a Secretaria de Turismo (Setur) do Município.

O cortejo da lavagem da escadaria da Catedral é uma tradição da categoria dos estivadores, marcado por muita alegria e música, e conta com a participação de blocos afro, carroças, baianas, grupos de capoeira e muitos populares que se agregam à manifestação. Este ano, a festa deverá atrair centenas de turistas que desembarcarãodo navio MSC Prezioza, que atracará no porto de Ilhéus

lavagem 2Além dos estivadores e seus familiares, as baianas são uma marca da festa da Lavagem da Catedral. Este ano, estão previstas as presenças de núcleos dos terreiros Ilê Axé Ballomi, de Pai Toinho; Sultão das Matas, de Mãe Carmosina; terreiro de Mãe Luzia, do Banco da Vitória; de Pai Val, do Teotônio Vilela; de Mãe Conceição, da Avenida Esperança; e terreiro de Mãe Jeci, do Alto do Coqueiro.

A antecipação da festa para esta quarta-feira, excepcionalmente, ocorreu por decisão coletiva dos organizadores do evento e da comunidade que participa, direta e indiretamente, da celebração. A escolha da data foi estratégica, a fim de coincidir com a chegada dos visitantes do  navio MSC Prezioza e promover maior movimento no comércio local.

Na chuva que Deus mandou, fieis lavam as escadarias da Catedral de São Sebastião em Ilhéus

As fortes chuvas que incidiram na manhã do último sábado, 19, não desanimaram os estivadores, católicos, baianas, integrantes de blocos afros e candomblecistas devotos de São Sebastião. Os fieis se concentraram na sede do Sindicato dos Estivadores, na Avenida dois de julho, assim que as chuvas deram uma trégua e, no ritmo dos tambores e músicas de raízes africanas, realizaram o cortejo.   Guiados pelo Trio Poeirão, percorreram o Centro Histórico, passando pela Rua da Linha, Avenida Soares Lopes, até a catedral, onde as baianas lavaram com água de cheiro e flores a escadaria, pedindo proteção e bênçãos ao padroeiro, realizando o ponto alto da festa.

Os turistas que apreciaram a festa se deixaram contagiar pela animação dos devotos, e até arriscavaram alguns passos de dança. Foi o caso da paulista Caroline Silva, 26 anos. “O som te leva a dançar de qualquer jeito, é muito bom”. Para ela, a história e a força dos fiéis para manter viva a cultura são símbolos de crença e fé. Já a empresária de Goiânia Lúcia Fátima Alves, que visita a cidade pela primeira vez, ficou encantada com as baianas. “É muito bonito e diferente. Fiquei impressionada com a alegria das senhoras de idade dançando”.

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
maio 2022
D S T Q Q S S
« abr    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031