hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Posts Tagged ‘brasil’

FIFA define grupos da Copa 2018. Brasil encara Suiça, Costa Rica e Sérvia

fifaA Fifa sorteou nesta sexta-feira os grupos da Copa do Mundo de 2018. A seleção brasileira foi sorteada no grupo E, ao lado de Suíça, Costa Rica  e Sérvia.

Como cabeça-de-chave do grupo E, o Brasil fará sua estreia contra a Suíça, na Rostov Arena, em Rostov-on-Don, dia 17 de junho.  Na 2ª rodada, encara Costa Rica, no estádio Krestovsky, em São Petersburgo, dia 22 de junho.

Por fim, encerra a fase de grupos contra a Sérvia, na Arena Otkrytiye, em Moscou, dia 27 de junho. Se avançar como 1º colocado da chave, joga as oitavas de final em Samara, as quartas em Kazan, a semifinal em São Petersburgo e a final em Moscou. Já se passar como 2º, atuará nas oitavas em São Petersburgo, nas quartas em Samara, na semifinal em Moscou e na final em Moscou.

O cruzamento nos mata-matas será iniciado contra os integrantes do grupo F, que são Alemanha, México, Suécia e Coreia do Sul. Ou seja, há a possibilidade de um Brasil x Alemanha já nas oitavas da Copa. O Mundial começa no dia 14 de junho, com Rússia x Arábia Saudita, no estádio Luzhniki, em Moscou.

grupos da copa

 

Brasil sediará reunião mundial da World Cocoa Foundation

Cacau (3)O Brasil foi escolhido para sediar a reunião anual da World Cocoa Foundation- WCF (Fundação Mundial do Cacau), em 2018, que definirá ações voltadas às parcerias público-privadas do setor cacaueiro internacional visando a sustentabilidade da cacauicultura em todo o mundo. O encontro, “Partnership Meeting” (Reunião de Parceiros), será realizado em São Paulo, de 23 a 24 de outubro do próximo ano,  com a participação dos países produtores e consumidores de cacau, o que renderá ao país convênio com benefício voltado à cadeia produtiva brasileira.

Representantes do setor produtivo brasileiro veem com otimismo essa parceria. O diretor-executivo da Associação Nacional das indústrias de Cacau (AIPC), Eduardo Bastos ressalta a volta recente do cacau à pauta nacional. Ele acredita que o esforço de entidades internacionais para o desenvolvimento da cacauicultura sustentável neste momento proporcionará ganhos consideráveis ao setor e consequentemente ao país.

“Nunca tivemos ocasião tão virtuosa com novas lideranças, tanto no setor público, quanto no privado. É preciso aproveitá-la e fomentar a capacidade do setor para o avanço da produtividade”. Ele lembrou que o Mapa, por meio da CEPLAC, tem uma função vital como coordenador público dessa cadeia produtiva e o protagonismo visto nos últimos meses pode ser alavancado ainda mais com uma parceria desse porte com a WCF.

Read the rest of this entry »

A solução virá com um estadista do povo

lula puebloGleisi Hoffmann

As sucessivas trapalhadas, gafes internacionais, desmontes do estado, dos programas sociais e as medidas que sacrificam à exaustão a capacidade de recuperação da economia brasileira e o bolso da população, promovidas pelo governo que está aí, trazem para o cenário de 2018 uma certeza: precisamos recuperar com urgência, internamente e lá fora, a confiança no Brasil. Não com discursos demagógicos, bizarros, moralistas, simplistas e irresponsáveis, mas com a seriedade que só a postura e os compromissos de um verdadeiro estadista do povo podem assegurar. E o presidente Lula, em seu governo, já demonstrou ser possível fazer.

Se as eleições presidenciais fossem hoje, de acordo com a mais recente sondagem do Ibope, Lula alcançaria 35% das intenções de voto na consulta estimulada, contra o segundo colocado nessa disputa, que teria apenas 13%. Mais uma vez os institutos de pesquisa confirmam o que as imagens da caravana de Lula Pelo Brasil, nas edições do Nordeste e de Minas Gerais, retratam, ou seja, sua popularidade e o apelo do povo por uma condução responsável, sensível às necessidades da população e séria na condução dos rumos do País. Quase como um grito de socorro.

Read the rest of this entry »

O Brasil mergulha nas trevas

Os verdadeiros donos do Brasil e o faz de conta entre o STF e o Senado

Valter Xéu*

 vxeo

Ninguém mais duvida, após um ano e meio do golpe que usurpou o Poder Executivo de uma Presidenta eleita, a quem interessou o esbulho da vontade popular.

Claro que foram, principalmente, os capitais financeiros, as empresas estrangeiras, a geopolítica dos Estados Unidos. Mas estes são useiros e vezeiros em golpes no Brasil e no mundo.

Aqui, nesta paróquia, o golpe se deu pela bandidagem. É, meu caríssimo leitor, um Primeiro Comando da Capital (PCC) que não se limita a São Paulo do PSDB.  Que ganhou foro nacional. Que controla os poderes da república (letra minúscula).

E para isso haja enrolação, criem-se jurisprudências, inventem-se doutrinas e rasguem-se leis, princípios, e viva o óleo de peroba!

a jucaOntem, ao julgar Eduardo Cunha, o presidente da câmara dos deputados, o supremo tribunal federal doutrinou pelo princípio republicano: ninguém está acima nem abaixo da lei. Recolha-se o meliante.

No caso do senador Delcídio do Amaral, criou-se a confusão do flagrante, mas ao fim foi preso.

Agora chega-se a um capo. O presidente do principal partido do golpe, o que tem as chaves das prisões paulistas, onde trafega o PCC.

Assim não dá. É chamada a criativa imaginação dos juristas do supremo. E, ora ironia, a república do golpe deixa de ser republicana para ser ……. democrática. O importante é manter a escolha do povo!

Tamanho despautério já não revolta os ardorosos éticos das panelas, os imaculados cidadãos da lei e da ordem. Trata-se de cumprir a sina dos subjugados aos verdadeiros donos do Brasil.

E todos sabem, pelas palavras do capo, que quem sai da linha, seja primo ou amigo, leva chumbo. Vamos rever a trilogia do Poderoso Chefão, que proponho entre para o currículo das escolas sem partido. Um ensinamento indispensável para o Brasil dos temer, serras e bolsonaros.

Enquanto isso, corem de vergonha os herdeiros do trono, uma portaria ministerial revoga a Lei Áurea. Uma reivindicação dos derrotados de 1930. E assim caminha a civilização do retrocesso.

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.” (Rui Barbosa)

 

*Valter Xéu é jornalista, editor e diretor dos portais Pátria Latina e Irã News

A reforma trabalhista, a ração humana e a escravidão: a direita brasileira nos roubou a civilização

brasil

(Por Carlos Fernandes)

Para além do descumprimento à Constituição Federal, da desobediência às normas democráticas, da falência institucional e da desmoralização internacional, o golpe parlamentar que reconduziu a direita ao poder nacional no Brasil vem subjugando a própria condição humana da grande massa de pobres e excluídos dessa nação.

A reforma trabalhista que implodiu a Consolidação das Leis Trabalhistas e dizimou os direitos constitucionalmente garantidos dos trabalhadores foi a primeira grande investida do establishment contra o centro e a base de nossa pirâmide social.
Ainda que todas as classes de trabalhadores tenham sido diretamente prejudicadas com as novas regras que entram em vigor já em novembro, é desnecessário comentar que num país com o indecente nível de desigualdade socioeconômico como o Brasil, são justamente os assalariados – e os que recebem abaixo do salário-mínimo – os que mais violentamente sofrerão.

Para um país com uma legião de 18,7 milhões de pessoas que recebem uma renda abaixo do mínimo nacional, além de mais outros 13 milhões de desempregados, precarizar as condições de trabalho dos que ainda conseguem se manter no mercado é a sodomia propriamente dita do governo em relação ao seu povo.

Read the rest of this entry »

Bahia está fora do Horário de Verão

hvO Governo Federal decidiu manter o horário de verão em 2017. Com a decisão, os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste vão adiantar os relógios em 1 hora a partir do dia 15 de outubro.

A Bahia novamente ficará de fora, assim como os demais estados nordestinos. O final de horário de verão chegou a ser cogitado pelo governo, após estudos mostrando perda na efetividade da medida.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema, a temperatura é quem determina o maior consumo de energia e não a incidência de luz durante o dia. Hoje, os picos de consumo são entre 14h e 15h, não mais entre 17h e 20h.

O estudo da ONS aponta que no horário de verão de 2016/2017 a economia foi de R$ 159,5 milhões, valor abaixo do período 2015/2016, que foi de R$ 162 milhões.

O governo informou que, para 2018, deve fazer uma pesquisa para decidir se mantém ou não o horário diferenciado nos próximos anos. A escassez de chuvas e o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas pesou na decisão.

Cubanos se encantam com riquezas natural e cultural de Ilhéus

Visita de comitiva cubana a Ilhéus - Secom (4)“Emocionado. Fascinantemente emocionado”. A declaração é do embaixador de Cuba no Brasil, Rolando Gomez, ao visitar pontos turísticos de Ilhéus, no último final de semana. Acompanhado do vice-prefeito do município, José Nazal, o embaixador, a Cônsul Geral de Cuba para o Nordeste, Laura Pujol; e membros da Coordenação Nacional Brigada Médica de Cuba, visitaram as igrejas da Piedade e a Catedral de São Sebastião, a Casa de Jorge Amado, o Palácio Paranaguá e o Teatro Municipal e ficaram encantados com as riquezas arquitetônica e natural da cidade que este ano completou 483 anos de fundação. À noite, a comitiva encerrou a visita oficial a Ilhéus, durante um jantar que contou com a presença do prefeito Mário Alexandre.

A visita da comitiva cubana a Ilhéus teve o objetivo de conhecer a região, dialogar sobre ações para o setor e se reunir com médicos cubanos que atuam no território. No sábado pela manhã, eles se reuniram na Universidade Estadual de Santa Cruz com 92 médicos de 56 municípios do sul da Bahia.

Visita de comitiva cubana a Ilhéus - Secom (9)O prefeito Mário Alexandre destaca que Cuba é uma referência mundial no setor, apresentando índices de países desenvolvidos. A visita das autoridades cubanas, segundo o prefeito de Ilhéus, estreita laços e abre portas para a melhoria do sistema público de saúde através de experiências que são referência para o mundo. Mário Alexandre, Jozé Nazal e secretários municipais também participaram de um jantar de confraternização.

“Passamos a ser amigos para sempre”, disse o embaixador Rolando Gomez. Entre os presentes que o embaixador e a cônsul levam de volta para Brasília está o livro “Minha Ilhéus”, de autoria de José Nazal, que se encontra em sua terceira edição e registra aspectos históricos do município.

Quem lê não se deixa enganar

João Palma

joão palma Desde minha estreia nesse espaço, junho passado, confesso que, pela primeira vez, titubeei (eita palavrinha) sobre o que escrever. Não que falte assunto, embora meu compromisso tem sido abordar questões relacionadas à leitura e, sobretudo, a falta que ela – a leitura – faz.

Acordei bem cedo e subi para, na paz da madrugada, só interrompida pelo ladrar de um ou outro cão, dedilhar meus mil e poucos caracteres, enviá-los para o blog e torcer pela publicação no sábado, quinzenalmente.

Pois bem, decidi ligar a tv num desses canais de notícias 24 horas para despertar melhor e me deu vontade de mandar parar o mundo para poder descer. Vi, mais uma vez, que no Brasil estamos à mercê de furacões mil vezes mais potentes que o Irma que arrebentou ilhotas paradisíacas no Caribe, partes de Cuba e pedaços da Florida. O mais violento furacão de todos os tempos naquela região.

Ventinho leve se comparado aos furacões brasileiros que, escondidos em ternos bem cortados e cabelos gomalinados, invadem cofres públicos com seus redemoinhos medonhos para sumirem com o nosso dinheiro que só será encontrado (se for encontrado) enfiado em offshore e empresas de fachada em paraísos fiscais.

Afronta nossa dignidade esse cenário de horror provocado por gente que faz da vilania uma demonstração de destreza e, da política, um meio de enriquecimento. Sim, sabemos que não há inocentes no inferno, nem vestais nas casas de tolerância. Certo é que pagamos por nossos erros todas as vezes que elegemos lobos em peles de cordeiro, ratos em trajes elegantes e bandidos com discursos eloquentes.

Não podemos esperar que meia dúzia de juízes e um pouco mais de procuradores saneiem e passem o país a limpo. Estamos entorpecidos com a espetacularização da corrupção mas é certo que esqueceremos rápida e facilmente. Não nos lembrávamos do anão que ressurgiu gigante e que guardava em um apartamento o dinheirinho da feira da semana. Guardado, por sinal, com tanta displicência que é de se imaginar que existam muitos outros apartamentos atulhados de dinheiro vivo por esse brasilzão afora.

Os italianos, depois da Operação Mãos Limpas, nos anos 1990, a Lava Jato de lá, tornaram Silvio Berlusconi presidente e primeiro ministro e se cansaram da caça aos corruptos. É fato que a corrupção na Itália, vai bem, grazie!

Bom pra você? Procure ler a entrevista do ex-magistrado italiano Gherardo Colombo ao jornalista Marcelo Godoy, no jornal Estado de São Paulo, de 27 de março de 2016.

Dá um Google aí e prepare-se.

 João Palma é idealizador do projeto diadelertododia

Governador visita embaixador da China e trata de mais parcerias

Foto Camila Peres_GOVBA (1)

Antes de seguir para a segunda missão na China em busca de investimentos, o governador Rui Costa aproveitou a agenda oficial em Brasília para visitar o embaixador Li Jinzhang e pedir sua contribuição com novos atores da iniciativa privada chinesa, além das empresas de construção pesada já acionadas. O encontro ocorreu nesta quarta-feira (23), na residência oficial do embaixador, e contou com a participação do vice-governador, João Leão, e também do secretário da Educação, Walter Pinheiro.

Foto Camila Peres_GOVBA (2)O embaixador estará na China no mesmo período que o governador, e se colocou à disposição para ser um parceiro, já que o seu governo e o governo brasileiro têm acordo de cooperação e a China mira seus investimentos no Brasil.

Esta foi a terceira agenda do dia de Rui Costa em Brasília. Antes, conversou com parlamentares e prefeitos. A previsão para o dia é seguir mais uma vez ao Supremo Tribunal Federal (STF) para intervir junto a ministros e acompanhar o julgamento do Fundef, previsto na pauta da Suprema Corte. Ontem, Rui percorreu o gabinete de sete ministros. (Fotos: Camila Peres/GOVBA)

Consulesa-geral de Cuba visita Assembleia Legislativa da Bahia

cubaA consulesa-geral de Cuba no Nordeste, Laura Ivete Pujol, esteve ontem com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Angelo Coronel, em audiência articulada pelo deputado estadual Marcelino Galo (PT). Ela confirmou a presença na Bahia do encarregado de negócios da embaixada de Cuba no Brasil, Rolando Gomez, no dia 18, na busca do estreitamento dos laços entre os dois países, para, assim, fortalecer a parceria entre a Bahia e o país caribenho. O diplomata cubano terá movimentada agenda no Estado, com audiência junto ao governador Rui Costa, almoço com o presidente da ALBA, Angelo Coronel, e encontros com empresários e políticos locais. Ele substitui no Brasil a embaixadora Marielena Ruiz Capote, em julho de 2017.

O deputado Angelo Coronel se colocou à disposição dos representantes de Cuba para ampliar a relação comercial entre a Bahia e a ilha caribenha, ressaltando as semelhanças entre os dois povos. A consulesa Laura Ivete Pujol informou que o comércio bilateral (do Brasil e Cuba) movimenta mais de $ 500 milhões (quinhentos milhões de dólares) por ano. São mais de 90 produtos comercializados, entre eles minérios, alimentos, como o arroz e leite, materiais de construção, óleo de soja, miúdos de frango e sabão. Laura Pujol, no entanto, ressaltou que o Sul e Sudeste do Brasil dominam as relações econômicas com o país caribenho e defende que o Nordeste tenha espaço e destaque nas transações comerciais, dada a importância econômica, política e cultural dos nove estados que formam a região, oferecendo produtos e serviços à Ilha. Posição também compartilhada pelos deputados Angelo Coronel e Marcelino Galo.

“Nós queremos incentivar as relações econômicas que nós temos com o Brasil também para o Nordeste porque hoje nem todos os empresários nordestinos tem a oportunidade de participar desse intercâmbio. Estamos aqui para fortalecer nossas relações institucionais, de nosso país com a Bahia e com os outros estados do Nordeste”, enfatizou Pujol, que convidou os deputados Angelo Coronel e Marcelino Galo a conhecer, entre os dias 30 de outubro e 4 de novembro, a Feira Internacional de Havana, maior e mais consolidada feira multissetorial de Cuba, considerado o principal evento para empresas estrangeiras interessadas em prospectar oportunidades de negócios, realizar contatos comerciais e inserir produtos manufaturados no mercado cubano e caribenho.

O deputado Marcelino Galo lembrou que a Assembleia Legislativa, aprovou em 2015, por unanimidade, uma moção que defende o fim do bloqueio econômico, financeiro e comercial a Cuba imposto pelos Estados Unidos em 1962, salientando a amizade entre nosso estado e a ilha do caribe: “A Bahia é uma aliada de Cuba, e o país caribenho, aqui representado por Laura Pujol, compreende isso. Portanto, estreitar e fortalecer essa relação econômica com nosso Estado é, com certeza, importante para fomentar a economia e gerar empregos à nossa população também”, pontuou. Ambos acreditam que Cuba é um país com muito futuro e a presença do diplomata será fundamental para a abertura da Câmera do Comércio Brasil-Cuba – que os parlamentares gostariam de ver sediada aqui na Bahia. O deputado Angelo Coronel pontuou que “outros países já abriram escritórios dessa natureza, sendo que a Bahia, além de ser o berço da civilização brasileira, é um Estado que tem muitos produtos que podem ser vendidos para Cuba, na petroquímica, na infraestrutura, serviços, na parte de química, possa sediar a Câmera do Comércio Brasil-Cuba”.

Sem Globo, sem Neymar. E sem invencibilidade

Daniel Thame

 daniel charge cuba zapFoi preciso procurar uma tal de TV  Brasil, uma tal de TV Cultura ou recorrer à internet, onde o sinal oscilava muito.

Mas, enfim, após alguns milênios, tivemos um jogo da Seleção Brasileira sem a onipresente Rede Globo de Televisão, dona informal do futebol tupiniquim desde que a bola é redonda.

E livres de Galvão Bueno, narrando,  comentando, ´patriotando`, ainda mais num jogo contra a Argentina, aquela em que no conceito galvaniano dá gosto ganhar até em cuspe à distância.

E nem se fale aqui num hipotético Tira Temer, perdão Tira Teima, no quesito corrupção, porque nisso somos imbatíveis.

Voltemos ao jogo.

Noves fora Globo, até porque saiu Galvão na narração e entrou Pelé nos comentários na transmissão bancada pela CBF, o que dá quase um empate técnico, Brasil e Argentina fizeram um jogo morno, pra encabelar canguru lá na Austrália.

canguruDeu Argentina 1×0, gol de Mercado o final do primeiro tempo, numa falha coletiva de marcação. Poderia ter sido 1×1, não fosse Gabriel Jesus ter perdido um gol inacreditável no segundo tempo. E foi só, além de algumas chances desperdiçadas de lado a lado.

Tite decidiu deixar Neymar curtir as férias baladeiras da temporada européia e aproveitar os amistosos contra Argentina e Austrália para fazer testes e avaliar como o time se  comporta sem seu principal astro e único gênio inconteste.

Já classificado para a Copa, vindo de uma sequência de  nove  vitórias, ele pode se dar ao luxo de fazer isso, sem que o mundo desabe sobre sua cabeça.

A Argentina, estreando o técnico  Jorge Sampaoli, com a faca no pescoço nas Eliminatórias, não abriu mão de Messi, que por sinal deixou de novo o verdadeiro Messi em Barcelona e mandou um clone lá pro fim  do mundo. No que aliás foi seguido por Dybala, que deixou seu futebol bem guardadinho em Turim.

No frigir dos ovos- e Canguru bota ovo? Pergunta lá no Posto Ipiranga (em tempos de gasolina batendo nos R$ 3,90 no Cartel Itabuna nada como um jabazinho maneiro…)- Di Maria jogou, Phillipe Coutinho não jogou e a Argentina ganhou do Brasil.

´Ganar del Brasil es siempre bueno`, deve estar berrando o homônimo de Galvão lá em Buenos Aires.

E Neymar, sim, Neymar faz falta, ainda que seja bom testar o Brasil sem ele. Bom e necessário, porque uma coisa é bater uma  bolinha contra a Argentina num amistoso caça níquel, outra coisa é uma Copa do Mundo. Lembremos, sempre do 7×1 pra Alemanha, quando o  Brasil não se preparou pra jogar sem Neymar e os alemães fizeram picadinho dos canarinhos apavorados.

Sabem o que essa derrota significa na prática?

Não significa nada. Tite tem mais é que fazer testes mesmo, fechar o grupo pra Copa da Rússia.

Esse Brasil e Argentina será lembrado não pelo resultado em campo, mas pelo jogo em que a Globo não transmitiu.

E isso, sejamos justos, significa muito nesse momento em que, em vez de ser uma concessão pública do Brasil, o Brasil se transformou numa concessão da Globo, que define quem governa, como governa e aí de quem, na visão de seus capitães hereditários, pisar na bola.

Gol da Alemanha. Fim de jogo.

Fim?

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
dezembro 2017
D S T Q Q S S
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31