camara vereadores itabuna
livros do thame

Posts Tagged ‘Boate Kiss’

Crime sem castigo: justiça manda soltar acusados de incêndio na Boate Kiss

beijos pra você também, impunidade

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul decidiu  por unanimidade, conceder liberdade provisória aos envolvidos no incêndio da Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A defesa do músico Marcelo dos Santos, da banda Gurizada Fandangueira, entrou com um pedido de habeas corpus, concedido pela Justiça e estendido aos sócios da casa noturna Elissandro Spohr e Mauro Hoffmann e ao produtor da banda, Luciano Bonilha.

De acordo com o desembargador Manuel Martinez Lucas, a decisão de conceder a liberdade aos acusados foi por eles não oferecerem risco de prejudicar o processo. “Não se vislumbra na conduta dos réus elementos de crueldade, de hediondez, de absoluto desprezo pela vida humana que se encontram, infelizmente com frequência, em outros casos de homicídios e de delitos vários”, declarou o magistrado.

O incêndio na Kiss aconteceu na madrugada de 27 de janeiro, causando a morte de 242 pessoas. O fogo começou porque, durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira, um dos integrantes acendeu um artefato pirotécnico.

Casal que escapou da tragédia na Boate Kiss morre em acidente de carro

Adriano e Jéssica: destino?

Por pedido do namorado, Jéssica de Lima Röhl não foi à festa universitária na boate Kiss, em Santa Maria (RS), onde um incêndio provocou a morte de mais de 230 pessoas. A jovem, de 21 anos, que participou da organização do evento na casa noturna, morreu em um desastre automobilístico uma semana depois da tragédia. O acidente ocorreu no último sábado (2), quando Jéssica e o namorado, Adriano Veber Stefanel, 20, trafegavam na rodovia PR-182, na região de Toledo, no oeste do Paraná.

O carro deles colidiu frontalmente com uma carreta. Ela cursava Administração na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Tragédia no RS: após tentativa de suicídio, dono de boate é sedado e algemado

Spohr tentou suicidio no chuveiro

O empresário Elissandro Spohr, um dos sócios da boate Kiss, está sedado e algemado na cama da clínica onde está internado em Cruz Alta, no Rio Grande do Sul. Elissandro foi internado no Hospital Santa Lúcia por ter inalado fumaça enquanto tentava sair da boate na madrugada de domingo (27).

De acordo com o seu advogado, Jader Marques, os policiais que fazem a custódia de Elissandro desde segunda-feira (28), quando foi emitido o pedido de prisão temporária dos sócios da boate perceberam que ele estava demorando além do normal no banheiro. Pela janela, conseguiram conter o empresário, que estaria com um pedaço da mangueira do chuveiro na mão. Spohr também foi sedado.

O delegado Marcelo Arigony, que cuida das investigações do incêndio na Boate Kiss, confirmou nesta quarta-feira (30) que está com dificuldades de conseguir prorrogar a prisão dos quatro envolvidos no caso. Elissandro Spohr está preso temporariamente por cinco dias e deve ser posto em liberdade na sexta-feira (1º). Além dele, estão presos dois integrantes da banda Gurizada Fandangueira e o outro sócio da boate, Mauro Hoffman.

—  Pedimos a prisão temporária por 30 dias e só conseguimos cinco. Agora precisamos renovar essas prisões e estamos com dificuldade. Não é culpa do promotor, do juiz ou do delegado, é a legislação que exige requisitos muito específicos.

 

Tragédia no RS: numero de mortos chega a 235

Subiu para 235 o número de mortos no incêndio da boate Kiss, durante uma festa universitária em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Gustavo Marques Gonçalves, de 21 anos, teve morte encefálica confirmada na noite desta terça-feira (29) pela Secretaria Estadual de Saúde. De acordo com dados da pasta, ainda há 117 feridos da tragédia ocorrida na madrugada deste domingo (27). Os pacientes são atendidos em hospitais gaúchos. Segundo o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em entrevista coletiva no Hospital de Caridade, em Santa Maria, nesta terça-feira (29), há 64 internados em Santa Maria e 53 em Porto Alegre e na Região Metropolitana.

Entre os pacientes na cidade onde ocorreu a tragédia, 27 estão em ventilação mecânica. Dos enfermos na capital, apenas três deixaram de respirar por aparelhos. “Estamos confiantes de que outras pessoas possam ter uma evolução no estado de saúde”, disse Padilha. Ainda conforme o ministro, há 30 leitos de retaguarda de Unidade Terapia Intensiva (UTI) disponíveis em Santa Maria, que serão utilizados, caso necessário, pelas vítimas do incêndio.

 

Baixaria sem limites: não respeitam nem a dor das famílias das vítimas. Noticia falsa coloca deputado do PT como dono da Boate Kiss

a notícia era falsa, mas como diria Goebbels, o mentor da propaganda nazista…

Uma notícia falsa, veiculada pelo blog jornalístico independente “Eduardo Homem de Carvalho“, gerou mal-estar no Twitter entre a coordenadora de Comunicação do PSDB, Adriana Vasconcelos, e o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS). Segundo a nota, o petista seria um dos sócios da boate Kiss, em Santa Maria (RS), onde 234 pessoas morreram vítimas de um incêndio no último domingo (27). “Está explicado por que a alta cúpula do PT se deslocou para ficar fazendo encenações! Sabem por que a boate Kiss funcionava a todo vapor sem fiscalização? Porque seu proprietário é o deputado do PT-RS, Paulo Pimenta. Dilma e suas lágrimas de crocodilo não convenceram”, diz a notícia retuitada pela funcionária do PSDB.

A falta de apuração da informação provocou uma chuva de críticas a Adriana, que foi advertida, inclusive, pelo próprio deputado na rede social. “Te conheço e lamento o erro cometido. Provocou dor e revolta por ser uma mentira absurda”, disse ele. Adriana, então, tentou se explicar: “Não deveria ter retuitado. Esse, às vezes, é um erro que cometemos por impulso nas redes sociais”. (d0 Bahia Noticias)

a “jornalista” que serve ao PSDB tratou de veicular a mentira como se verdade fosse…

Tragédia no RS: polícia confirma superlotação em boate

Mauro Hoffman, um dos donos da Kiss, é lavado preso

A casa noturna Kiss, em Santa Maria (RS), onde 231 pessoas morreram em um incêndio no domingo, estava autorizada a receber até 691 pessoas, informou o comando do Corpo de Bombeiros gaúcho. Naquele dia, abrigava entre 900 e 1.000, segundo a polícia.

O plano de segurança da casa, que estava vencido, também não previa o uso de fogos em seu interior.
Um dos pontos de investigação é que a superlotação tenha impedido uma saída rápida do prédio, expondo por muito tempo as vítimas à fumaça. Elas morreram por asfixia ou intoxicação.

A casa não possuía portas de emergência, o que não é uma obrigação, desde que respeite o limite estabelecido em seu plano de segurança. (do Uol)

Efeito Boate Kiss: mais rigor na fiscalização de bares e casas noturnas em Itabuna

A Prefeitura de Itabuna, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, estará reunindo, às 10 horas de quarta-feira (30), proprietários de bares e casas de shows para discutir detalhes da fiscalização e segurança desses pontos comerciais.

O encontro é parte da programação deflagrada no início do mês, mas a necessidade foi reforçada após a tragédia ocorrida na boate Kiss, em Santa Maria, Rio Grande do Sul, que vitimou mais de duas centenas de pessoas.

A iniciativa, segundo o secretário de Indústria, Comércio e Turismo, José Humberto Martins, visa à atualização cadastral, licenciamento através dos alvarás e a segurança dos produtos comercializados pelos estabelecimentos.

Tragédia no RS: professor que perdeu 31 alunos de Agronomia diz que “volta às aulas será difícil”

como recomeçar, diante de tantas perdas?

O professor Silvio Henrique Vidal Dorneles, do curso de agronomia da UFSM (Universidade Federal de Santa Maria), diz que o momento agora é tentar dar apoio às famílias e às vítimas que ainda estão hospitalizadas. Ele também se prepara para a volta às aulas no próximo dia 1º de fevereiro. Trinta e um alunos do curso que Dorneles dá aula morreram no incêndio que atingiu a boate Kiss neste final de semana.

“Vai ser muito difícil. Somente em uma das minhas turmas oito alunos faleceram. Estamos em provas finais. Será muito difícil retornar. Nós professores e todos os demais servidores estamos muito abalados com tudo essa tragédia”, contou.

Dorneles conta que soube do incêndio por volta de 3h de domingo, por um cunhado que é enfermeiro do Hospital de Caridade, em Santa Maria. “Ele me ligou quando chegaram as primeiras vítimas. Começamos naquele momento as buscas e sabíamos que lá estavam muitos alunos nossos da agronomia, zootecnia, engenharia de alimentos”, relembra.

Segundo ele, a festa é um evento tradicional dos estudantes da universidade e a boate Kiss era uma das mais frequentadas por eles. “Naquele momento sabíamos que lá estavam muitos alunos e que teríamos um grande número de vítimas e isso infelizmente acabou se confirmando”, lembrou ainda.

Dorneles explicou que o evento organizado pelos alunos tinha o intuito de arrecadar verba para a festa de formatura e outras festas como essa também foram realizadas pelos alunos.  (da Band News)

Tragédia no RS: dono de boate e músicos que causaram incêndio estão presos

tragédia que matou dezenas de jovens não pode ficar impune

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul confirmou pouco depois das 11h desta segunda-feira (28) as prisões de  um dos proprietários da boate Kiss, de Santa Maria (301 km de Porto Alegre), e de dois músicos da banda Gurizada Fandangueira. O grupo se apresentava no local, na madrugada desse domingo (28), quando um incêndio tomou conta da boate e deixou mais de 230 mortos.

Em entrevista ao UOL, um dos delegados do caso, Antonio Firmino Neto, disse que um quarto e último mandado de prisão preventiva deverá ser cumprido “nas próximas horas” com a apresentação de um terceiro integrante da banda. Entre os presos, afirmou o policial, dois deles –os dois músicos –já prestaram depoimento hoje cedo.

“Eles assumem que usaram pirotecnia no show, mas, obviamente, tentam se livrar da responsabilidade pelo caso”, declarou o delegado.

Tragédia no RS: donos de boate podem ser presos

vítimas eram jovens, com uma vida inteira pela frente

Diante de uma série de ações irregulares, o Ministério Público cogita a possibilidade de pedir a prisão dos proprietários e dos integrantes da banda que se apresentou na boate Kiss, em Santa Maria, na região Central, onde, na madrugada de domingo, 234 pessoas morreram – a maioria asfixiadas – depois que o estabelecimento pegou fogo.

Conforme o promotor Joel Duarte, passado o primeiro momento de consternação, o Ministério Público deve partir, nesta segunda-feira, para a parte técnica da investigação e apurar as responsabilidade pela tragédia na danceteria. Duarte destacou que uma sucessão de erros explica o ocorrido. “Estive no local, houve sérios erros na boate, como por exemplo, a questão da saída e entrada em um único local. Além de ser estreita era uma única via, não havia sinalização para indicar um caminho mais rápido, tanto que muitas delas acabaram indo para o banheiro”, destacou.

Sobre a possibilidade de prisão, o promotor sustenta ter havido uso de artifícios pirotécnicos em lugares fechados, situação que, segundo ele, é proibida. “Um prisão preventiva foi pensada, ou ao menos uma possibilidade ao menos de temporária. Queremos encontrar os eventuais responsáveis para cobrar criminalmente ou em outras instâncias”, declarou.

Dono de boate confirma que alvará estava vencido. Local também não tinha plano de prevenção de incêndio

Um dos proprietários da boate Kiss, que pegou fogo na madrugada deste domingo (27), prestou depoimento na Polícia Civil na tarde de hoje e confirmou que o alvará da casa estava vencido, mas que estava em processo de renovação. O delegado Sandro Meiners disse que agora vai apurar por que o alvará ainda não havia sido concedido.

O nome do proprietário que prestou depoimento não foi informado. O outro dono ainda não tinha sido localizado na noite deste domingo. Com isso, os donos da boate, identificados pela 1ª Delegacia de Santa Maria como Mauro Hoffman e Elisandro Spohr, podem ser indiciados por homicídio culposo (sem intenção) e provocação de incêndio.

Além do alvará de funcionamento, a boate funcionava também sem o Plano de Prevenção a Incêndio, vencido dede agosto de 2012, segundo o secretário nacional de Defesa Civil, coronel Humberto Viana.

Tragédia no RS: antes de morrer, estudante pediu socorro pelo Facebook

A dentista Michele Cardoso pediu socorro em seu perfil pessoal no Facebook durante o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (Rio Grande do Sul), na madrugada deste domingo (27). Por volta das 3h20, Michele postou a mensagem: “Incêndio na KISS socorro”. Os amigos da jovem ficaram desesperados com a ausência de notícias. Um dos amigos ainda contou ter ouvido a chegada do Corpo de Bombeiros na rua das Andradas, local onde fica a boate Kiss. “Tu ta bem, Michelle Cardoso, um amigo acabou de me ligar dizendo que tá no hospital ajudando os feridos”, escreveu Glaucia Pires, amiga de Michelle. Glaucia ainda pede que liguem para Michele para tentar ter certeza de que a jovem estava bem. “Miiiicheleee,ta bem?da notícias por favor!”, escreveu Laady Soares Rosa. A última postagem na mensagem foi feita às 10h da manhã, quando um amigo volta a perguntar por Michelle.

“Está tudo bem com vc e a Fê? quando puder mande notícias… (sic)”, escreveu Luigi Caldana. Michele estava acompanhada pela irmã Clarissa Lima Teixeira e pelo namorado, o estudante de agronomia João Paulo Pozzobon. Os três morreram no incêndio. Também pelo Facebook, a mãe das jovens desabafou sobre a perda: “A tristeza nunca mais vai me deixar, se foram minhas queridas, minha vida Michele Cardoso e Clarissa Lima Teixeira, o mundo hoje chora”, escreveu. Após a confirmação da tragédia, o pedido de socorro da jovem foi compartilhado por mais de 4 mil pessoas. (com informações do Bahia Notícias)

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
novembro 2014
D S T Q Q S S
« out    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30