hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle coronavirus 155 livros do thame

Posts Tagged ‘Anvisa’

Rui costa fala sobre a suspensão da compra da Sputnik V

rui costa gov

 

O governador Rui Costa usou as redes sociais na noite desta quinta-feira (5) para comentar a suspensão da compra de doses da vacina Sputnik V, anunciada pelo governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias.

Leia na integra a declaração do governador:

“Infelizmente, por conta de entraves tanto da Anvisa como Ministério da Saúde, o contrato que previa a entrega de 37 milhões de doses da vacina #SputnikV para estados nordestinos foi suspenso nesta quinta, em reunião com o Fundo Soberano Russo.

É absurdo e lamentável que os entraves da Anvisa tenham impedido o acesso de milhões de pessoas às vacinas, que já poderíamos estar aplicando desde abril. Com elas, muitas vidas teriam sido poupadas.

Nos antecipamos em buscar essas doses ainda em setembro do ano passado, atendendo à urgência em salvar vidas humanas. Urgência essa que infelizmente não foi compartilhada por outros agentes públicos.

O Fundo Soberano Russo informou que as vacinas que seriam destinadas para o Brasil serão enviadas agora para o México, Argentina e Bolívia, e que, assim que o Brasil decidir, as vacinas estarão disponíveis para envio imediato para atender à necessidade do povo brasileiro.”

Governadores do Nordeste irão protocolar novo relatório para liberação da Sputinik V junto à Anvisa

 

sputnik

Um novo relatório técnico, com todas as exigências feitas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para avaliação da vacina russa Sputinik V, ficou pronto e será protocolado pelos governadores do Nordeste para liberação do imunizante. O anúncio foi feito pelo governador da Bahia, Rui Costa.

Ele afirmou que caso a importação da vacina seja autorizada, sete milhões de doses serão enviadas imediatamente. O Consórcio Nordeste fechou acordo para aquisição de 37 milhões de doses da Sputinik V.

 

Rui cobra mais proatividade da Anvisa para análise da Sputnik

 

rui sputinki

O governador da Bahia, Rui Costa, disse na manhã desta sexta-feira (30) que espera mais proatividade da Agência Brasileira de Vigilância Sanitária (Anvisa) com relação à análise da vacina russa Sputnik V. Rui sugeriu que a agência brasileira realizasse testes ou buscasse informações técnicas nos mais de 60 países que já aprovaram a aplicação do imunizante em sua população, a exemplo da Argentina e do México. O governador disse que, caso fosse autorizado, vacinaria a população baiana com a Sputnik, incluindo ele mesmo e sua família.

“Não conseguimos entender, lá no ano passado, início da pandemia, quais foram os padrões científicos que a Anvisa usou para entrar na Justiça para impedir estados e municípios de monitorar quem possivelmente estivesse contaminado, nos aeroportos, medindo a temperatura e oferecendo teste de Covid. Me pareceu à época um parâmetro muito mais de defesa da corporação que um padrão técnico”, disse Rui Costa, ressaltando que, da mesma forma, não entende a postura da Anvisa com relação à vacina Sputnik V, já aplicada em mais de 20 milhões de pessoas em todo o mundo.

 

“Eu não sou cientista, mas assisti agora um vídeo da Comitê Nacional de Biossegurança que legitima o uso da vacina. É um órgão federal, responsável por biossegurança no Brasil. O que espero da Anvisa é que teste a vacina para ver se temo vírus replicante, como eles disseram. Queremos que tenha boa vontade para analisar. Mais de 20 milhões de pessoas já tomaram essa vacina, alguém iria reportar se algum fato importante tivesse acontecido”, argumenta Rui Costa.

Read the rest of this entry »

Lewandowski manda Anvisa decidir até o fim do mês sobre importação de doses da Sputnik V

sputnik(do G1)-O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski definiu nesta terça-feira (13) prazo até o fim deste mês para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decida sobre a “importação excepcional e temporária” de doses da vacina Sputnik V.
Na decisão, Lewandowski determina que a decisão seja tomada em até 30 dias, a contar do último dia 29 de março. Se forem incluídos no prazo os fins de semana e feriados, a data limite será o dia 28 de abril.
A Anvisa já recebeu dois pedidos de autorização de uso emergencial da Sputnik V – o primeiro foi apresentado ainda em janeiro, mas a agência considerou que faltavam documentos. O segundo pedido foi feito em 26 de março, mas a Anvisa ainda não deu resposta.

A Anvisa havia pedido ao STF para declarar sigilo sobre os autos desse processo. O pedido foi negado pelo relator. No despacho desta terça, Lewandowski pediu que essa decisão seja levada à análise do plenário do Supremo – a data de julgamento ainda será marcada.

Read the rest of this entry »

Rui critica demora da Anvisa em autorizar importação da vacina Sputnik V: “Se for necessário, vamos novamente ao STF para conseguir a importação”

rui costa

 

 

O governador Rui Costa criticou o posicionamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na condução do processo de importação da vacina Sputnik V pelos Estados do Brasil, durante o Papo Correria, na noite desta terça-feira (6). “A Anvisa convidou os governadores do Nordeste e do Norte do país para uma reunião e todos, assim como eu, estavam com uma grande expectativa de que ela fosse anunciar a autorização de importação da vacina Sputnik, que nós assinamos o contrato. Depois de três horas de reunião, com muita burocracia, chega a informação de que eles [a Anvisa] vão precisar ir na Rússia para poder saber se autoriza ou não a vacina”, explicou.

Rui acrescentou que esta “é uma situação inadmissível, no dia que o Brasil registra mais de 4 mil mortos pelo coronavírus. Os brasileiros não merecem essa conduta do Governo Federal e de uma agência que foi capturada pela ideologia e por um discurso que não tem nada a ver com a ciência e com a vida humana. Se for necessário, a Bahia, em conjunto com os outros Estados, irá ao Supremo Tribunal Federal [STF] para conseguir a liberação para importação da vacina”.

No Papo Correria, o governador também destacou os resultados positivos gerados pelas medidas mais restritivas implantadas na Bahia para conter o rápido avanço da Covid-19. “Quando iniciamos essas medidas mais duras, tínhamos cerca de 20 mil casos ativos na Bahia e hoje estamos com 13.800. É um número ainda muito alto de contaminação, mas representa uma queda expressiva. Também conseguimos reduzir a lista de espera para leitos clínicos e de UTI, que nos dias mais críticos, chegou a 500 pacientes. No fim da tarde de hoje, o número contabilizado era bem menor, com 120 pessoas aguardando. Esperamos que, na próxima semana, consigamos reduzir esse número ainda mais, para abaixo de 50”.

Governador espera sensibilidade da Anvisa para liberação do uso da vacina Sputinik V

rui costa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) convocou os governadores dos estados interessados na importação da vacina russa Sputinik V para uma reunião nesta terça-feira, às 15h.

O governador da Bahia, Rui Costa, disse que não sabe exatamente qual o assunto a ser tratado no encontro virtual, mas ressalta que espera que haja sensibilidade e rapidez para que a aplicação do imunizante seja liberada no Brasil. A chegada do primeiro lote da vacina à Bahia está prevista para este mês de abril com dois milhões de doses.

 

Prefeito Mário Alexandre parabeniza governador pela vitória junto à Anvisa

marao e ruiO prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, comemorou nesta quinta-feira (4) a decisão da Anvisa que anunciou medidas para agilizar e facilitar o processo de aprovação dos imunizantes contra a Covid-19 no Brasil. O órgão não vai exigir o teste 3, antes obrigatório, da vacina Sputinik V, da Rússia. O prefeito Mário Alexandre parabenizou Rui Costa por sua atitude firme e perseverante na busca da autorização dos imunizantes para os baianos. A Procuradoria do Geral do Estado da Bahia ingressou com um pedido liminar e emergencial junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para compra da vacina Sputnik.

“Uma vitória importante da Bahia na luta contra esse terrível vírus. Estou muito feliz por essa notícia e tenho certeza que está cada vez mais perto de vencermos essa guerra. Parabéns ao nosso governador e amigo, Rui Costa, por exercer seu papel de Chefe de Estado e lutar para salvar a vida dos baianos e baianas. Vamos em frente, continuar trabalhando com afinco e, com fé em Deus, sairemos todos vencedores contra a Covid-19, também aqui em Ilhéus”.

Em suas redes sociais, Rui Costa disse que segue confiante no STF e na ciência para que vidas sejam salvas.

Rui Costa celebra dispensa de testes na fase 3 de vacinas e parabeniza PGE pela ação no STF

Logo após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciar, na noite desta quarta-feira (3), a dispensa de testes no Brasil na fase 3 das vacinas contra Covid-19, o governador da Bahia, Rui Costa, comemorou a decisão.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, ele enalteceu a atuação da Procuradoria Geral do Estado (PGE), que entrou com uma ação no Superior Tribunal Federal (STF), em janeiro deste ano, para o país poder importar e distribuir vacinas sem registro na agência, desde que certificadas por outros órgãos de referência internacional.

“Não posso deixar de agradecer e de parabenizar a Procuradoria Geral do Estado da Bahia, agradecer ao STF pela postura firme, determinante na defesa da saúde pública e da vida humana e também comemorar porque significa a retomada da imagem da Anvisa que tinha prestígio no passado e vinha perdendo essa imagem positiva no exterior e se arriscando a entrar no caminho da anticiência”, afirma Rui.

Ainda no vídeo, sobre a decisão que vai viabilizar a aquisição mais ágil de milhões de doses da Sputnik V e vacinas de outros países, trazendo esperança para a população, o governador falou que, “além de salvar milhares de vidas humanas, de esvaziar os hospitais, nós vamos retomar a vida, a normalidade, retomar a economia, o emprego, a renda, diminuir o sofrimento do nosso povo”.

Governador Rui Costa critica novamente burocracia da Anvisa para liberação da vacina russa

O governador Rui Costa falou mais uma vez, nesta segunda-feira (01), sobre a burocracia da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para efetivar a liberação da vacina russa Sputinik V no Brasil. Em entrevista à Rádio Gaúcha, do Rio Grande do Sul, ele destacou que “ninguém quer que a vacina seja aplicada no Brasil sem o estudo da Anvisa” e esclareceu que “o que se está pedindo é que a Anvisa analise os estudos apresentados sobre a vacina”.

O governador baiano falou ainda sobre a utilização do imunizante em outros países e disse que espera que Anvisa indique se a vacina é segura ou não para ser aplicada na população brasileira. Para ele, a burocracia com a questão “é algo irracional que não coloca em primeiro lugar a vida humana”. Vale lembrar que a Bahia possui um acordo de prioridade para aquisição de doses com o laboratório responsável pela vacina russa.

Anvisa recebe pedido do Butantan de uso emergencial da Coronavac

coronavA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta sexta-feira (8) que recebeu o pedido de uso emergencial da vacina CoronaVac apresentado pelo Instituto Butantan, de São Paulo. A Anvisa tem 10 dias para responder à solicitação. O Butantan confirmou que assinou um contrato com o Ministério da Saúde para a aquisição de doses da CoronaVac, na noite de quinta-feira (7). O documento prevê o fornecimento de 46 milhões de doses, em quatro entregas até o dia 30 de abril. Também existe a possibilidade de a pasta adquirir do instituto outras 54 milhões de doses, totalizando 100 milhões. Cada dose da vacina custará R$ 58,20 e o valor total do contrato é de R$ 2,6 bilhões.

O governo paulista, comandado por João Doria, trabalha com a expectativa de começar a vacinação no estado com a Coronavac no dia 25 de janeiro. A ideia é iniciar a vacinação de 9 milhões de pessoas dos grupos prioritários.

A instituição esclareceu que continuará a avaliar toda a documentação depois que todos os documentos forem entregues e já iniciou a triagem.

O governo paulista, comandado por João Doria, trabalha com a expectativa de começar a vacinação no estado com a Coronavac no dia 25 de janeiro. A ideia é iniciar a vacinação de 9 milhões de pessoas dos grupos prioritários.

A instituição esclareceu que continuará a avaliar toda a documentação depois que todos os documentos forem entregues e já iniciou a triagem.

 

Governo de São Paulo pedirá registro emergencial da CoronaVac à Anvisa nesta quinta-feira

Sputnik – Segundo reportagem do portal UOL, o anúncio do pedido de registro emergencial pelo governo de São Paulo à Anvisa será feito na entrevista coletiva sobre a reclassificação das cidades no plano de flexibilização do estado.

Após o pedido de uso emergencial, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária terá dez dias para autorizar ou vetar a aplicação da vacina.

Em 14 de dezembro, a Anvisa informou que a análise e a resposta para pedidos de registros emergenciais de imunizantes contra a covid-19 será feita em um prazo de até dez dias.

De acordo com uma fonte ouvida pela reportagem do portal, não haveria motivos e nem pressão política suficiente para o órgão barrar a aprovação da vacina. Além do uso emergencial, será pedido o registro definitivo do imunizante, análise que leva mais tempo.

Anvisa autoriza ampliação de estudos da vacina de Oxford

vacina oxA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta terça-feira (15), a ampliação dos estudos da vacina Oxford-Astrazeneca contra a Covid-19. Com isso, o número de voluntários dobrará, passando de cinco para 10 mil participantes no Brasil.

Também foi autorizada a ampliação da faixa etária dos participantes, com a inclusão de maiores de 69 anos de idade. Além disso, os testes serão realizados em outros dois estados: Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul, que se somam a São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

A solicitação foi feita pelo laboratório Astrazeneca, responsável pelo desenvolvimento da vacina, juntamente com a Universidade de Oxford. Uma vez registrada, a a vacina poderá ser produzida no Brasil.  A instituição responsável por conduzir as análises com voluntários brasileiros é a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

TESTES CLÍNICOS

Solicitações para a ampliação do número de voluntários, entre outras alterações, são comuns em testes clínicos. A Anvisa autorizou na semana passada, por exemplo, mudança nos estudos conduzidos pela Pfizer-Wyeth. Nesse caso, foi solicitada a inclusão de novo local de fabricação para as vacinas que estão sendo utilizadas nos testes.

As mudanças estão relacionadas ao objetivo da pesquisa, ou seja, elas visam garantir a produção de dados robustos sobre o desempenho de cada vacina, bem como conhecer os efeitos em diferentes grupos populacionais.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
outubro 2021
D S T Q Q S S
« set    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31